Instalando o Debian Etch com o instalador gráfico

Este artigo se destina a instalação de um sistema Debian Etch para utilizacão em desktops através do instalador gráfico. Foi baseado em meu artigo original, publicado em www.mignet.com.br.

[ Hits: 67.439 ]

Por: Kemper Alves em 28/06/2007


Particionamento do disco



Uma partição é uma divisão do HD, o Linux pode trabalhar em apenas uma partição, mas em geral, para ambientes desktops recomendo que sejam criadas pelo menos três:
  • swap - Partição para área de troca;
  • /home - Onde ficarão os arquivos pessoais dos usuários do computador;
  • / (chamada de raiz ou root) - Onde o sistema ficará instalado.

Obviamente este não é o esquema de particionamento mais simples e nem de longe o mais complexo. É apenas uma sugestão minha para quem estiver iniciando no mundo Linux, pois assim, caso queira reinstalar diversas vezes o sistema, basta NÃO FORMATAR a partição HOME, preservando assim os seus arquivos.

Bom, de qualquer forma escolha o particionamento manual, pois é onde você tem mais controle:


Segundo passo, selecione o HD onde será instalado o sistema:


No meu caso, como o HD é novo, não está particionado ainda, então surgiu uma pergunta para saber se eu quero criar uma tabela vazia, marquei a opção e cliquei em continuar, se o seu HD já está particionado, esta tela não irá aparecer.


Após alguns instantes surgirá a tela principal do particionador. No meu caso utilizei antecipadamente o partition magic para redimensionar uma partição FAT32 já existente e deixar um espaço livre para o Linux, então ao abrir o particionador meu layout de partições é o seguinte:


Veja que a partição 1 possui 5.5GB e é uma partição FAT32, é nela que está instalado o Windows, vamos criar as demais partições para o Linux no espaço livre.

A primeira partição a ser criada é a de swap, que o Linux utiliza para área de troca. O recomendável é criar uma partição de swap com o dobro da memória da máquina. Por exemplo, para uma máquina com 256MB de RAM deve-se criar uma partição swap de 512MB. Para fazer isso, desça o cursor até o espaço livre e pressione ENTER, surgira a tela abaixo:


Como estou supondo que quem estiver lendo este tutorial é um iniciante no mundo Linux, sugiro que você selecione a opção particionar automaticamente o espaço livre, e na tela seguinte, selecione partição home separada. Isto criará a partição HOME, que é onde ficam os arquivos pessoais separada do restante do sistema:


Pronto, finalizado o particionamento, nosso layout de partições ficou assim:


Nota do autor: Eu sempre crio manualmente as minhas partições, porém como este artigo é destinado a iniciantes, foi utilizado o particionamento automático.

Selecione a opção FINALIZAR O PARTICIONAMENTO E GRAVAR AS MUDANÇAS NO DISCO para prosseguir.

Agora as novas partições serão formatadas:


Você deve selecionar a opção gravar essas mudanças nos discos e prosseguir. O sistema irá formatar as partições, basta aguardar a conclusão.

Agora sente e relaxe enquanto suas novas partições são formatadas:

Página anterior     Próxima página

Páginas do artigo
   1. Baixando e queimando o CD
   2. Iniciando a instalação
   3. Configurar a rede
   4. Nome da máquina e nome de domínio
   5. Particionamento do disco
   6. Fuso horário, senha do root e conta de usuário
   7. Configurar o gerenciador de pacotes
   8. Selecionar e instalar software
   9. Configurar o X e instalar o Grub
   10. Instalar o GRUB
Outros artigos deste autor

Backup fácil de seus arquivos com o Backintime

Montando um Debian Etch - Para técnicos

Montando um velocímetro de internet com PHP e GD

Instalando o Ultra Servidor no Debian Lenny

Instalando o novo Anjuta 2.2.0 no Ubuntu Feisty

Leitura recomendada

Mandrake Linux 10.1 Powerpack

As Principais Distribuições GNU/Linux - Versão 2019

Comandos básicos do Linux

Ubuntu Linux - Visão Geral

Uma análise do software livre e de sua história

  
Comentários
[1] Comentário enviado por fulllinux em 28/06/2007 - 08:05h

Muito interesante, parabéns!

[2] Comentário enviado por removido em 28/06/2007 - 11:32h

Parabéns !!!! Bem explicado seu artigo, gostaria de deixar uma sugestão . Um artigo sobre a análise do Debian mostrando programas q vem nele, alguns screen dele já instalado, efim, acho q isso atrai nossos usuários.

Parabéns

[3] Comentário enviado por hideoux em 28/06/2007 - 20:06h

Gostei muito do artigo...
Não sabia que o Debian tinha instalador gráfico...

Estou vindo para o Debian após muitos anos usando SuSE... então estou mal acostumado...
Então me diga...
quando não escolhemos a opção Ambiente desktop,
e queremos instalar o KDE, mas não todos os seus pacotes... como devemos fazer a escolha?
Se for utilizado "apt-get install kde",
não será instalado TODO o KDE, com todos os programas dele?

Abraço,
Hideo

[4] Comentário enviado por kemperacc em 29/06/2007 - 08:18h

Eu nao utilizo o KDE ha pelo menos 5 anos, pois eh questao de gosto mesmo. Bom, para instalar um gnome minimo, vc pode fazer assim:

#apt-get install gnome-core gdm

Dei uma olhada no apt, tem um pacote que chama kde-core, nao posso garantir que o efeito seja o mesmo que o obitido com o gnome, mas eh soh testar:

#apt-get install kde-core kdm

[5] Comentário enviado por osky_cg.w em 30/06/2007 - 19:03h

Excelente! Nota 10

Obrigado

[6] Comentário enviado por leao 3d em 08/07/2007 - 12:01h

para instalar o kde o comando e apt-get install kdebase

[7] Comentário enviado por kemperacc em 10/07/2007 - 14:04h

obrigado leao 3d,

Nem precisei pesquisar para responder.

[]s

Kemper

[8] Comentário enviado por tomramos em 21/07/2007 - 16:24h

olá parceiro! parabens pelo artigo..

gostaria de saber como faço para instalar todos os 3dvds completos.. ou seja.. o conteudo inteiro dos dvds do debian...

=]

abraços_

[]´s


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts