Instalando o CVS no Ubuntu Linux

Criei este artigo para ajudar aqueles que querem instalar e configurar o CVS no Ubuntu Linux. A maior parte de minhas citações são de outros artigos daqui do Viva o Linux, como os do Cristian Alexandre Castaldi e Adriano e um pouco do Guia Focalinux também.

[ Hits: 46.874 ]

Por: Perfil removido em 26/11/2008


Abrindo portas no servidor e testando



Agora é preciso editar o arquivo /etc/inetd.conf, que é um arquivo de configuração para o servidor inetd. Sua função é dizer ao inetd o que fazer quando receber uma requisição de conexão para um serviço em particular. Para cada serviço que deseja aceitar conexões você precisa dizer ao inetd qual daemon executar e como executá-lo. Acrescente as seguintes linhas:

# vi /etc/inetd.conf

cvspserver   stream   tcp   nowait   root   /usr/local/bin/cvs   cvs -f  --allow-root=/var/cvs   pserver

Verifique se as seguintes linhas no arquivo /etc/services não estão comentadas.

# cat /etc/services | grep cvspserver
cvspserver      2401/tcp  # CVS client/server operations
cvspserver      2401/udp

Agora o grande pulo do gato:

Instale o programa openbsd-inetd no Ubuntu Linux, ele abrirá as portas do inetd para o Ubuntu:

# apt-get install openbsd-inetd

Verifique através do nmap se as portas 2401 estão abertas:

# nmap -PS IP_Servidor | grep 2401

Agora é hora de testar:

export CVSROOT=:pserver:alexandre@10.7.2.50:/var/cvs
$ cvs login


Coloque a senha criada com o programa mkpasswd.

Se conseguir se autenticar você já poderá usar o CVS. Existem diversos programas clientes que podem ser usados para editar no cvs, um deles é o Eclipse, ele facilita muito a tarefa de login, pois grava as configurações da última sessão aberta e as senhas digitadas anteriormente, da mesma maneira o NetBeans.

Caso algo dê errado, verifique se no arquivo writers os usuários estão de acordo com os criados no passwd. Caso estejam, tente criar outra senha. Se ainda der problemas procure recadastrar o usuário do sistema.

Verifique também se as pastas onde você iniciou o cvs (/var/cvs) pertencem ao usuário do sistema ao invés do root. O Linux é muito restrito em relação à acessos a pastas.

Página anterior     Próxima página

Páginas do artigo
   1. Introdução
   2. Criando usuários e modificando pastas
   3. Abrindo portas no servidor e testando
   4. Alguns comandos essenciais
Outros artigos deste autor

Criando um álbum de fotos no Linux

Viva o Linux é uma ferramenta útil hoje em dia?

Deface: A arte de desconfigurar sites

Software Livre X Microsoft

Gerenciamento centralizado de usuários de rede com GOSA

Leitura recomendada

Dois monitores no Linux

Xen - xl.conf - Configuração do Host

Instalação e Configuração de Servidor SSH no Debian

Atualização do Motorola Milestone para Android 2.2 (Froyo) - O Pulo do Gato

DebConf - Perguntas ao usuário na instalação de pacote .deb

  
Comentários
[1] Comentário enviado por cvs em 26/11/2008 - 11:35h

CVS é interessante mas acho que já foi o tempo dele. Caiu em desuso. Ultimanente vejo muita demanda pra instalação do SVN.

Mas valeu pelo trabalho.


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts