Instalando Gentoo Linux através da sua distribuição

Você que já pensou em instalar essa ótima distribuição e desistiu após saber da demora até se ter um sistema utilizável? Se sim, esse artigo vai ser muito útil. Vamos usar a distribuição já instalada para deixar nosso Gentoo redondinho.

[ Hits: 58.106 ]

Por: Adelson de Oliveira Junior em 18/10/2005


Baixando e instalando um stage e o portage



Stage


Stage é uma estrutura mínima da instalação do Gentoo. Existem 3 níveis prontos. O Gentoo disponibiliza os stages otimizados para a sua arquitetura (athlonxp, pentium3, pentium4, i686, x86).
  • athlonxp -- stage otimizado pros processadores da AMD, athlonxp, Duron e Sempron. Se for seu caso baixe-o;
  • pentium4 -- otimizado para os processadores Pentium 4 da Intel e Celerons terceira geração;
  • pentium3 -- :) otimizado para pentium 3 e celeron segunda geração;
  • i686 -- Pentium 2 e Celerons primeira geração (aqueles celerons "velozes" :P )
  • x86 -- Esse stage é genérico, pode ser usado com qualquer processador (da linha x86).

Vamos baixar o stage de nível 3 que é mais completo e será mais rápido.

NOTA: Nesse artigo utilizo o stage athlonxp, não se esqueça de substituir com o stage que se enquadra com sua arquitetura.

Escolha seu stage em:
Após baixar, copie o arquivo para /mnt/gentoo e descompacte-o, preservando as permissões:

# cd /mnt/gentoo
# tar -jxpvf stage3-athlon-xp-2005.tar.bz


Portage


Baixe o portage nesse mirror:

http://www.las.ic.unicamp.br/.../portage-latest.tar.bz2

E copie para /mnt/gentoo. Descompacte em /mnt/gentoo/usr:

# tar -jxvf portage-latest.tar.bz2 -C /mnt/gentoo/usr

O portage tem um arquivo que define os níveis de otimização e informação sobre a arquitetura, que é usado na hora de compilação de pacotes. Esse arquivo é o /mnt/gentoo/etc/make.conf. Dê uma olhada no arquivo /mnt/gentoo/etc/make.conf.example para se familiarizar um pouco com as muitas opções de otimização.

Abra o arquivo /mnt/gentoo/etc/make.conf e insira a seguinte linha em seu arquivo:

SYNC="rsync://rsync.samerica.gentoo.org/gentoo-portage"

Essa linha significa que o portage, na hora do sincronismo, irá procurar primeiro nesse mirror.

Página anterior     Próxima página

Páginas do artigo
   1. Introdução
   2. Preparando os discos
   3. Baixando e instalando um stage e o portage
   4. Fazendo o chroot no ambiente e atualizando o portage
   5. Kernel e boot loader
   6. Criando o fstab e instalando utils
   7. Finalizando
Outros artigos deste autor
Nenhum artigo encontrado.
Leitura recomendada

GRUB e a senha de root - como atacar e proteger seu sistema

Interligando o Asterisk com o callcenter

Linux, USB-IrDA, T300 on the rocks

Instalação do sidux

Xen - XL.cfg - Sintaxe da Configuração de Domínios - Parte I

  
Comentários
[1] Comentário enviado por removido em 18/10/2005 - 14:01h

Num tô falando???... Essa turma inventa cada uma!!!!!
Só quero ver quando publicarem uma instalação de linux a partir do microondas na cozinha......... ;-P

[2] Comentário enviado por hdoria em 18/10/2005 - 14:34h

Ótimo artigo sobre uma ótima distribuição. ;)

[3] Comentário enviado por myers em 18/10/2005 - 14:53h

o artigo está muito bom, mas acho que faltaram algumas dicas/observações:

- o editor utilizado é o vi, mas vale lembrar que o stage3 traz como editor o nano, que deve ser chamado com:
#nano -w
atente para o "-w" pois o nano tem um certo problema com linhas maiores do que a quantidade de colunas da tela e o "-w" evita que essas linhas sejam quebradas.
outra opção seria instalar o vi com:
#emerge vim

- as USE flags são a essência do sistema, então vale muitíssimo a pena dar uma lida sobre no site do gentoo, uma boa é dar uma lida sobre o portage em si: http://www.gentoo.org/doc/en/handbook/handbook-x86.xml?part=2&chap=1
uma lista das principais use flags pode ser obtida em: http://www.gentoo.org/dyn/use-index.xml
uma dica é que caso utilize o kde, adicione na variáveo USE no make.conf a opção "-gnome", e caso utilize o gnome "-kde".
Isso não é necessário, mas ajuda a não instalar pacotes desnecessários.

- um item esquecido no guia foi a criação do link simbólico para o "/etc/localtime" que pode ser feito com:
#ln -s /usr/share/zoneinfo/Brazil/East /etc/localtime

- o Gentoo é uma distribuição que tem como principal filosofia a liberdade de escolha do usuário, sendo assim vale informar que na grande maioria das vezes, 2 ou mais softwares que exercem a mesma função está disponível.
ex: Grub ao invés do lilo, Syslog new generation (syslog-ng) ao invés do antigo syslog (syslogd), e por ai vai

- outro item esquecido mas não necessariamente necessário é o cron que pode ser instalado com o comando abaixo (após escolha de qual cron utilizar):
#emerge vixie-cron
ou
#emerge anacrom
ou até mesmo
#emerge dcron

- mais uma coisa importante, configuração de teclado no console:
#(vi ou nano -w) /etc/conf.d/keymaps
altere o valor "us" para "abnt-2" na variável KEYMAP caso seu teclado seja do tipo com ce-dilha (ç)

- outra dica é instalar um gerenciador gráfico bem leve pra começar, a brincar, uma vez estando no modo gráfico, instale um dos grandes monstrões do desktop (gnome ou kde).
alguns gerenciadores leves:
fvwm
windowmaker
fluxbox
xfce (ótima escolha, integra-se mto bem a aplicativos kde/gnome e assim como o gnome é baseado na biblioteca GTK, além de ser muito mais leve do que gnome/kde)
pode-se apenas chamar o xinitrc que você vai ganhar uma sessão do X com um terminal somente, ao invés de instalar um gerenciador leve antes do pesadão.

é isso.

[]'s

[4] Comentário enviado por jroliv em 18/10/2005 - 15:46h

Obrigado myers pelo ótimo complemento.

[5] Comentário enviado por in54no em 18/10/2005 - 19:05h

muito bom o artigo :D

[6] Comentário enviado por removido em 18/10/2005 - 19:32h

Ótimo artigo. Depois, é só deletar sua outra partição e redimensionar a do Gentoo ;-). Acho bom também fazer um HOW-TO para a instalação com ISOs.

Enfim, parabéns.

:-)
[]'s

[7] Comentário enviado por iescodeiro em 18/10/2005 - 19:38h

Fala Grande Tudo na PAZ.....É lindo ver mais um cara de ITAPEVI se esforçando no mundo OS...Parabéns velho um belo artigo... E continui se esforçando em prol do OpenSource...Abraços

[8] Comentário enviado por jroliv em 19/10/2005 - 12:02h

Blz iescodeiro..!
Como vai ?.. Obrigado pelo comentário.
É isso mesmo, se queizermos algo, temos que nos esforçar, não é mesmo?!
Então vou indo..
Qualquer dia a gente se tromba nas ruas do Centro... ;-)
Abraços

jrOliv

[9] Comentário enviado por fenix_ap em 21/10/2005 - 23:56h

Seu artigo é muito bom, mas eu tive um problema, logo depois da inicialização do sistema eu fui testar minha placa de rede, e reparei q ela nem foi carregada , vc q tipo de erro aconteceu ?????
se souber me ajude !!!!
obrigado desde já

by rodrigo

[10] Comentário enviado por jroliv em 22/10/2005 - 13:41h

fenix_ap.. td bem.?!
Então, para os módulos serem carregados automaticamente vc tem q colocar o nome do módulo no segunte arquivo
/etc/modules.autoload/kernel-2.6

então é só inserir o nome do módulo..
por ex. a minha é uma realtek8139, então coloco o seguinte linha no arquivo:
8139too

Outra coisa.. se vc quiser q ele detecte e suba os módulos automaticamente faça isso:
Entre na sua distro, faça o chroot entrando no ambiente do Gentoo, e então faça um #emerge coldplug
e quando ele terminar de baixar coloque o coldplug no runlevel Boot
#rc-update add coldplug boot

bem.. qualquer coisa estamos ae.. abraços

[]'s

[11] Comentário enviado por p1m3nt4 em 06/09/2006 - 13:06h

Olá

Quando fui baixar o stage3-pentium4-2005.1.tar.bz2 constatei que já existe o stage3-i686-2006.1.tar.bz2.
Posso seguir os passos deste artigo normalmente para instalar o 2006.1 ou tem alguma diferença no procedimento de instalação para esta versão mais nova???

Sds,
Leandro

[12] Comentário enviado por removido em 08/02/2007 - 19:03h

aox q sim,p1m3nt4,eh soh uma atualização,mas axo q eh a mesma coisa,ainda n testei,mas qndo testar,eu te digo
ah,o artigo ta otimo,parabens!

[13] Comentário enviado por renanco85 em 23/07/2007 - 13:12h

Olá
Sou novo no site, e estou tentando instalar o ps2linux no meu playstation 2...
Coloquei um HD Quantum de 20gb e funciona tranquilo...
Porém...
O meu problema... por incrível q pareça... é na hora de digitar o password 2x durante a instalação do linux...
Já testei uns 4 teclados diferentes, inclusive um microsoft sem fio...
E todos os teclados apresentaram o mesmo problema...
Não consigo digitar 2x o mesmo password... pq o teclado as vezes repete e as vezes não responde, e como na hora de digitar a senha não aparece nem bolinhas nem estrelinhas... não sei qtas letras eu já coloquei...
Alguém sabe oq pode ser isso??
Meu play 2 é o modelo 50001 destravado com matrix atualizado pra v1.93...

ps: Exemplo do problema...
Imaginem q eu apertei 6x o "a"... o teclado as vezes fica "aaa" as vezes fica "aaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa"... ou seja... é impossível repetir a senha 2x!!!
Ajudem-me!!!!
Grato!

[14] Comentário enviado por ThiagoFeitosa em 01/04/2008 - 02:10h

e sobre o initrd??????? pro lilo num precisa, mas pro grub precisa.... e como eu faço isso agroa?????????????????????????????

[15] Comentário enviado por ThiagoFeitosa em 01/04/2008 - 02:14h

esse eh o erro q ele me retorna


beast linux # mkinitrd /boot/initrd-gentoo-2.6.24-gentoo-r4.img 2.6.24-gentoo-r4
unable to stat /dev/ROOT: 2
ext2fs_check_if_mount: Arquivo ou diretório não encontrado while determining whether /dev/loop0 is mounted.
beast linux #


[16] Comentário enviado por ThiagoFeitosa em 01/04/2008 - 02:42h

jroliv eu tive um probrlma, segui seu tuto quase todo passo a passo, soh com uma alteração, o lance do initrd q eu sitei acima, dpois q eu reiniciei, fui testar o gentoo e durante o boot eu recebi a seguinte msg de erro
unpacking initramfs...<0>kernel panic-notsybcing: no cpio magic




creio q o erro esteja durante o processo de fazer o initrd, como eu resolvo isso??????

[17] Comentário enviado por riick em 08/10/2008 - 11:01h

Estou realizando todos os processos, vamos ver se vou ter sucesso na instalação! É a primeira vez que estou tentando instalar o Gentoo...

[18] Comentário enviado por noiseand em 12/08/2009 - 10:54h

A melhor forma de conectar um mouse e teclado no play 2 é via adaptador minidim para usb.
O kernel do ps2linux tem problemas com mouses e teclados usb, mesmo na versão "2.4.17".


Contribuir com comentário