Guia de Instalação do Slackware

Aprenda a instalar uma das distribuições mais conservadoras do Linux. If it ain't broke, don't fix it!

[ Hits: 1.477 ]

Por: Beatriz Monteiro em 07/03/2019


Parte 1



O Slackware é considerado a distribuição Linux mais antiga ainda em atividade. Desde seu surgimento, no ano de 1992, o "Slack" fez-se presente na história de muitas pessoas e empresas, oferecendo a elas um sistema de qualidade, estável e poderoso, onde as configurações do sistema eram feitas muitas das vezes em arquivos texto, ao estilo UNIX.

A distribuição de Patrick Volkerding possui um perfil conservador que encanta a muitos e desagrada a outros tantos, seja na seleção de pacotes e também em sua instalação.

O processo de instalação muda muito pouco ao longo do tempo, seja avançando os anos ou retrocedendo-os. Isso possibilita a alguém instalar o Slackware de muitos anos atrás seguindo este guia, realizando raríssimas alterações ou até mesmo nenhuma; e também garante que o material aqui escrito possa ser usado durante muito tempo.

Neste artigo, para explicar como instalar a distribuição, será usada a versão 14.2 do Slackware, lançada em julho de 2016, a última versão estável no momento em que o artigo é escrito.

A instalação do Slackware é realizada em um terminal tty, porém, não é tão complicada quanto costuma parecer. Com o comando setup, boa parte da instalação é automatizada e feita em uma interface dialog.

O site da distribuição é: The Slackware Linux Project

Sendo possível baixar uma imagem do sistema usando torrent:
Ou através de espelhos:
Uma versão com pacotes mais atuais, chamada Slackware Current, pode ser obtida em:
Assim que o sistema bootar, uma tela será apresentada, possibilitando ao usuário entrar com parâmetros extras. Por padrão, o kernel do sistema é o huge, que inclui suporte a vários tipos de hardwares.

Apenas pressionar ENTER, quando esta tela surgir, e a opção atenderá à maioria dos usuários.
Linux: Guia de Instalação do Slackware
Linux: Guia de Instalação do Slackware
Primeiramente, será necessário definir o mapa de teclado que o seu periférico irá usar. Por padrão, o layout é o americano, que atenderá às pessoas que usam Mac. Porém, no Brasil, a maioria dos PCs usam o br-abnt2.

Caso deseje manter o layout padrão, apenas tecle ENTER. Caso contrário, entre com o número 1. Um diálogo surgirá possibilitando a escolha do teclado. Após escolhida a opção, uma tela aparecerá para testar o teclado. Caso tudo esteja nos conformes, siga digitando 1 e pressionando ENTER. Caso contrário, digite 2 e pressione ENTER para voltar ao menu de seleção de mapa de teclado.

Caso apareçam quadradinhos escuros na hora da digitação, não se desespere. O suporte a alguns caracteres especiais como o cedilha (ç) não está habilitado, mas poderá ser habilitado futuramente ainda no processo de instalação.
Linux: Guia de Instalação do Slackware
Linux: Guia de Instalação do Slackware
Linux: Guia de Instalação do Slackware
Depois, logue-se como root. Se preferir, digite "root" e tecle ENTER, mas também é possível apenas teclar ENTER.
Linux: Guia de Instalação do Slackware
Linux: Guia de Instalação do Slackware
Pronto! Agora você está dentro de um sistema Live. Significa dizer que você tem um sistema operacional carregado no computador, porém, que não está instalado no disco. Você pode programar, desenhar, editar textos, dentre outras atividades, mas o foco do Live é a instalação e a reparação de sistemas em disco.

Deve-se fazer o particionamento do sistema. O Slackware dispõe de ferramentas para tanto, como a dupla fdisk/cfdisk e gdisk/cgdisk. O fdisk é um particionador tradicional, operado mediante comandos, sendo o cfdisk sua versão em curses, que agrada muitos usuários, em especial aqueles que não possuem familiaridade com particionamento ou com as ferramentas. Já gdisk e cgdisk, são forks dos fdisk e cfdisk, respectivamente, e foram feitos para trabalhar com partições em GPT.

Pode-se usar o comando man para ter acesso ao manual de como usar esses comandos, exemplo: man fdisk. Lembre-se: seu disco estará intacto caso não confirme as mudanças.

Use o estilo de particionamento de seu agrado. Neste artigo, será usada uma partição "/" e uma SWAP.
Linux: Guia de Instalação do Slackware
Linux: Guia de Instalação do Slackware

Linux: Guia de Instalação do Slackware
Agora está tudo pronto para começarmos a instalação. Siga os passos:

1. Execute o comando setup. Surgirão várias opções, sendo a primeira um arquivo de ajuda e a segunda a redefinição do mapa de teclado. Sinta-se livre para usar essas opções caso precise, essa tela irá ressurgir depois do uso da opções. Vá em "ADDSWAP".
Linux: Guia de Instalação do Slackware
2. Selecione a partição de SWAP de seu Slackware. Pode-se verificar por badblocks dentro da partição, mas essa ação não é obrigatória.
Linux: Guia de Instalação do Slackware
Linux: Guia de Instalação do Slackware
Linux: Guia de Instalação do Slackware
3. Selecione a partição raíz ( / ) para a distribuição. Também será possível verificar por badblocks e, deve-se definir o sistema de arquivos da partição. O recomendável é o ext4.
Linux: Guia de Instalação do Slackware
Linux: Guia de Instalação do Slackware
Linux: Guia de Instalação do Slackware
Linux: Guia de Instalação do Slackware
A explicação continua na próxima página deste artigo.

    Próxima página

Páginas do artigo
   1. Parte 1
   2. Parte 2
Outros artigos deste autor

Apresentando a programação orientada a objetos

Compilando o Kernel Linux

Guia de Instalação do Ubuntu

Guia para iniciantes no Linux

Guia de Instalação do Arch Linux

Leitura recomendada

Linux e Windows: Quebrando Estereótipos

LPIC 1 vs LPIC 2 - A nova batalha?!

Sabayon CoreCDX FluxBox 5.3, excelente!

Sabayon Linux - Novos Repositórios da Comunidade

A importância de um backup

  
Comentários
[1] Comentário enviado por kowalskii em 08/03/2019 - 08:10h

Parabéns pelo artigo, muito bem explicado.
Agora ninguém pode dizer que não usa Slackware porque não sabe instalar =D

[2] Comentário enviado por xerxeslins em 08/03/2019 - 09:32h


Eu já sei praticamente de cor esse processo, mas o artigo está tão didático que é lógico que vou favoritar!

Parabéns!

--
"There are lots of Linux users who don't care how the kernel works, but only want to use it. That is a tribute to how good Linux is." - Linus Torvalds

[3] Comentário enviado por izaias em 08/03/2019 - 17:02h

O Slack ainda desperta fascínio e medo ao mesmo tempo.
Quanto mais explicado, melhor! :)

[4] Comentário enviado por Mc.Eagle em 09/03/2019 - 21:34h


[2] Comentário enviado por xerxeslins em 08/03/2019 - 09:32h


Eu já sei praticamente de cor esse processo, mas o artigo está tão didático que é lógico que vou favoritar!

Parabéns!

--
"There are lots of Linux users who don't care how the kernel works, but only want to use it. That is a tribute to how good Linux is." - Linus Torvalds



Lembra do tempo no qual se dizia que: "Quem soubesse instalar, configurar e utilizar um Slackware dominaria qualquer distro Linux"? Sou dessa época, isso me valeu uma contratação! Cara 'cês' não fazem idéia de como amo essa distro. Montei uns 4 servers com ela um dos quais ficou lá por uns 8 anos. #SlackwareForever

[5] Comentário enviado por BL4CKOUT51Inc em 11/03/2019 - 09:38h

Sensacional, artigo muito bem explicado.


Contribuir com comentário