TinyCore Linux - Introdução e Instalação

Vamos falar um pouco sobre o TinyCore Linux, distro que ocupa 16MB de disco com sua instalação e tem um sistema de ponto de restauração muito peculiar.

[ Hits: 2.477 ]

Por: Luciano Júnior em 14/09/2020


Introdução



Vamos falar sobre o TinyCore

A quem utilizava o Coyote Linux como firewall e sente saudades. Fazendo a discagem PPPoE da famigerada Velox (não OiVelox, a Velox raiz de 500Kbps) e afins, trago boas novas.

Depois de uma longa peregrinação me deparei com o Tiny Core Linux. A mais ou menos 5 anos, experimentei o Tiny Core pela primeira vez, na sua versão 5. Atualmente, na versão 11, o sistema operacional funciona com 64MB[1] de memória RAM e 11MB de espaço em disco. Podendo ser instalado em pendrives, cartões de memória, HDs ou até CD-ROM/DVD-ROM[2].

Na instalação de 11MB, o TinyCore disponibiliza apenas o extremamente necessário para que o sistema operacional inicie o terminal. Com a interface gráfica padrão (FLTK/FLWM) o TinyCore ocupa 16MB em disco. O TinyCore suporta Fluxbox, XFCE, OpenBox, IceWM, Joe's WM, LXDE, nativamente e nada impede que você instale outra interface gráfica com o velho companheiro "make". Instalando todas as dependências antes, claro.

Particularmente, o TinyCore se destaca não apenas pelas baixas exigências de hardware, mas também é destaque pela ferramenta "filetool.sh". Esta ferramenta permite que você crie e restaure snapshots do sistema.

Quando você cria um ponto de restauração, modificações serão desconsideradas e o sistema será restaurado após o reinicio do sistema operacional, permitindo que você restaure a configuração do sistema facilmente, caso surja algum problema, restaurando a máquina do cibercafé depois de algum usuário causar problemas por exemplo, ou restaurando um firewall (salvando os logs, claro). Esta função pode ser desabilitada, transformando o TinyCore em uma opção para dar vida aquele seu desktop ou notebook antigo com poucos recursos, iremos mostrar como fazer isso nos próximos artigos.

O TinyCore 11 atualmente roda com Kernel 5.4.3, que permite a instalação dos pacotes mais variados, desde servidores DHCP, Proxy, VPN, Samba, FTP, ... a pacotes para uso em desktops, como Firefox ou VLC. Talvez o TinyCore possa te ajudar no Raspberry ou Arduíno também.

Explicando

[1] Quanto mais serviços e pacotes instalamos, mais memória RAM será necessário para executar tudo de forma estável. Nos testes que fiz em máquinas virtuais (utilizei VirtualBox), instalei o Tiny Core sem interface gráfica e tudo que precisava para hospedar sites em WordPress (Apache, PHP, FTP, MariaDB, SSH, PhpMyAdmin, ...) utilizando 512MB de RAM, talvez funcione bem com 256MB... Vamos fazer esse teste em breve.

[2] Criando um live-CD. Quando a ISO é gravada em um CD-ROM/DVD-ROM não é possível salvar as modificações de modo permanente no sistema. A cada reinicialização, o sistema perderá todas as modificações feitas.

Fonte/Recomendações de Leitura


Download

Pensamos em fazer este primeiro artigo utilizando a interface gráfica para a instalação, facilitando a instalação para novos usuários do sistema. Neste artigo, iremos abordar apenas a instalação utilizando a interface gráfica. Em breve, iremos publicar um outro artigo onde faremos a instalação utilizando o terminal de comando.

Para iniciar o download, você deve acessar o site oficial da distribuição e no menu de download, escolha a opção "CorePlus". Esta é a versão do Tiny Core que possui interface gráfica.

Embora estejamos baixando a versão "CorePlus", iremos instalar a versão TinyCore (já que no primeiro momento iremos focar na configuração de pacotes para servidores), nesta data, ocupando 16MB na sua instalação.
Linux: TinyCore Linux - Instalação

Criando Disco de Boot

Após concluir o download, você pode utilizar o comando dd[3], ou seu criador USB favorito para criar o disco bootável, segue lista de sugestões para Windows e Linux:
[3] Comando:

sudo dd if=/"diretorio_da_iso"/CorePlus-current.iso of=/dev/"sua_midia" bs=8M

Para descobrir qual é o caminho da "sua_midia", utilize o comando:

sudo fdisk -l

...e identifique o dispositivo na lista, verifique o caminho do dispositivo desejado.

    Próxima página

Páginas do artigo
   1. Introdução
   2. Instalação
Outros artigos deste autor

TinyCore Linux - FileTool

TinyCore Linux - Gerenciando Usuários

Leitura recomendada

openSUSE Tumbleweed Snapshots - A Melhor Forma de Controle de Atualizações e Quebras do Sistema

Instalando o Arch Linux

Lendo as permissões dos arquivos Linux

Fedora 21 - Configuração pós-instalação

Qual distro escolher

  
Comentários
[1] Comentário enviado por mauricio123 em 15/09/2020 - 12:40h


O tinycore é só pra pc sem solução. Bom artigo. Deve salvar em alguns casos.

___________________________________________________________
[code]Conhecimento não se Leva para o Túmulo.
https://github.com/MauricioFerrari-NovaTrento [/code]

[2] Comentário enviado por diegomrodrigues em 20/09/2020 - 14:19h

Achei essa distribuição interessante.

Atenciosamente,
Diego M. Rodrigues

[3] Comentário enviado por mauricio123 em 20/09/2020 - 22:14h


[2] Comentário enviado por diegomrodrigues em 20/09/2020 - 14:19h

Achei essa distribuição interessante.

Atenciosamente,
Diego M. Rodrigues


Com Certeza. Eu fico pensando até aonde essa distro pode chegar e o que ele poderia ressuscitar de PC do arco da velha.

[4] Comentário enviado por lucianofsjr em 21/09/2020 - 11:25h


[1] Comentário enviado por mauricio123 em 15/09/2020 - 12:40h


O tinycore é só pra pc sem solução. Bom artigo. Deve salvar em alguns casos.

___________________________________________________________
[code]Conhecimento não se Leva para o Túmulo.
https://github.com/MauricioFerrari-NovaTrento [/code]


Agradeço pela leitura. Aproveito seu comentário para postar o roteiro dos próximos artigos que vou postar explorando o TinyCore, onde mostro que é possível fazer muita coisa com o TinyCore, em especial pra quem usa RaspBerry.

01- Instalação
02- filetool.sh
03- Configuração de usuários
04- tce/.tcz
05- bootsync e bootlocal
06- IP Fixo + SSH Server
07- WordPress
- Apache
- PHP
- MariaDB
- PHPMyAdmin
08- DHCP Server + Firewall
09- Samba File Server
10- Proxy Server
11- VPN Server e cliente
12- AD
13- BootCodes


[2] Comentário enviado por diegomrodrigues em 20/09/2020 - 14:19h

Achei essa distribuição interessante.

Atenciosamente,
Diego M. Rodrigues


Agradeço pela leitura, sugiro que continue seguindo os posts. Prometo continuar postando conteúdo sobre o TinyCore para aumentar a comunidade e produzir conteúdo em PT-BR, coisa rara quando se trata do TinyCore.

[5] Comentário enviado por mauricio123 em 21/09/2020 - 18:48h


Cara vai ser bem legal. Até banco de dados? Quem foi o crânio que inventou esse tinycore?

___________________________________________________________
[code]Conhecimento não se Leva para o Túmulo.
https://github.com/MauricioFerrari-NovaTrento [/code]

[6] Comentário enviado por n3g4_1 em 30/12/2020 - 10:54h

Ansioso pelos próximos capítulos. Tem dois Netbooks aqui que vão gostar da novidade ueheuheuheu

[7] Comentário enviado por lucazzbr em 26/03/2021 - 19:19h


O Lúciano manda os outros tópicos, fiquei interessado no seu artigo. Vai demorar pra fazer os próximos tópicos? Onde os encontro? Quero fazer parte disso.


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts