Grace - Gráficos em ciência

Grace é um software para plotagem em duas dimensões de dados científicos. Roda em vários sistemas e é compatível com diversos softwares similares, como Origin e Gnuplot. Combinando a praticidade de uma interface gráfica com o poder de scripts, dispõe de várias ferramentas avançadas para cálculo e tarefas repetitivas.

[ Hits: 50.461 ]

Por: Juliao Junior em 26/03/2007


Adicionais



Veja algo mais a fazer com sua curva:

Clique no menu 'Data', e escolha a opção 'Transformations'-->'Evaluate expression', e verá a imagem abaixo.


Em 'Source' e 'Destination', faça como na figura: selecione os dois campos em cada espaço. E no campo 'Formula', escreva a expressão para lidar com os dados da fórmula desejada. Como exemplo, digite x=x-1, e veja o que acontece.

Note também a 'barra de ferramentas' no lado esquerdo da janela principal do Grace. Cada um dos botões tem sua função muito útil.


O segundo botão, bem como o terceiro e o quarto (todos com o desenho de uma lupa), servem para ajudar na visualização. Se bem que usando Control++ e Control+-, você também pode fazer isso. Os três botões seguintes ajustam a visualização para ver todo o eixo x, todo o eixo y, ou ambos os eixos por inteiro. Para movimentar a visão do gráfico para um dos lados ou na vertical, use um dos quatro botões seguintes.

É isso aí, pessoal. Esta foi apenas uma introdução ao uso do Grace. Continue fuçando e descobrirá muito mais. O mostrado aqui é apenas uma gota diante do poder deste fantástico software. Em artigos futuros, mostraremos as ferramentas mais poderosas 'escondidas' no Grace.

Página anterior    

Páginas do artigo
   1. Instalação e primeiros passos
   2. Janela Explorer
   3. Adicionais
Outros artigos deste autor

APTonCD - Seu repositório portátil

Guia (nem tanto) Introdutório do Linux

Convença outros a usar Linux!

Explorando a máquina sem abrí-la

Distro-VOL: Meta-pacotes e comandos

Leitura recomendada

Servidor Jabber com LDAP

Direcionando o mouse pelo teclado no Linux Mint LXDE

Instalando o SNX check point no Linux Mint 18 e Ubuntu 16.04

Produzindo um "reality show" com seu Linux

Conheça o LiveCD FeniX

  
Comentários
[1] Comentário enviado por tjpp em 27/03/2007 - 09:15h

Muito bom ver artigos da área científica por aqui. O Grace é bastante usado pelos físicos mas, ao contrário do que você colocou no resumo, ele não é compatível com o Origin e Gnuplot, já que não lê arquivos de comandos destes. Acho que a palavra correta seria "comparável".

Espero que continue com a série, já que os comandos avançados são o diferencial do Grace. Esta semana mesmo vi um aluno rodando o Grace no OSX, aqui na UFF !

[2] Comentário enviado por vitormartinss em 27/03/2007 - 23:39h

Amigo...
tem como eu converter do formato do origin para trabalhar com este programa?
o comentário acima diz que não.
mas em seu resumo diz que sim..
uso mto o origin no lab. tive q parar de trabalhar em casa.. só la agora.
;)
vlw pela dica

[3] Comentário enviado por tjpp em 28/03/2007 - 07:49h

Este aqui lê os .opj: http://labplot.sourceforge.net/ e é muito parecido com o origin.

[4] Comentário enviado por fernandoamador em 08/04/2007 - 23:55h

Ótimo artgo...

[5] Comentário enviado por welima em 21/01/2012 - 11:54h

Netse caso como eu muda as vírgulas dos eixos de 0,1 para pontos como 0.1 e assim por diante.


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts