Firebird, fazendo valer o lado do servidor

O Firebird traz dezenas de recursos que podem deixar as aplicações cliente-servidor muito mais rápidas, de forma que a maior parte do processamento se concentre realmente no lado do servidor, melhorando o tráfego de dados na rede e não exigindo muito da plataforma onde está o cliente.

[ Hits: 25.627 ]

Por: Evaldo Avelar Marques em 20/07/2009 | Blog: http://evaldoavelar.blogspot.com/


Views



Bem, agora precisamos disponibilizar o nome, a data e quanto o funcionário recebeu de aumento. Vamos usar uma View para isso:

CREATE VIEW VIEW_AUMENTO(
    NOME,
    DATA,
    AUMENTO)
AS
SELECT NOME, DATA,   ( NOVO_SALARIO - SALARIO_ANTERIOR ) AS AUMENTO FROM HISTORICO H
LEFT JOIN FUNCIONARIOS ON ID = ID_FUNCIONARIO;

Agora uma consulta:

SELECT NOME, DATA, AUMENTO FROM VIEW_AUMENTO

Saída:

NOME    DATA        AUMENTO
José    16/7/2009   50
Maria   16/7/2009   22,22

Mais uma consulta com somente o nome das pessoas que tiveram aumento hoje:

SELECT NOME FROM VIEW_AUMENTO WHERE DATA = CURRENT_DATE

Saída:

NOME
José
Maria

Repare que a View nos permite fazer consultas como se fosse uma tabela normal e não precisamos ficar enviando Querys complexas que precisam ser preparadas e processadas todas as vezes, basta dar um select na View. A View pode ser usada para muitas outras coisas.

Agora pense numa aplicação pesada e robusta, com milhões de registros, usando esses recursos disponibilizados pelo Firebird. A sua aplicação ganhará muito mais agilidade deixando toda a parte pesada a cargo do servidor, sem falar no tráfego de rede que será muito reduzido.

Abaixo alguns links que você poderá usar para se aprofundar mais no assunto.

Links úteis


Página anterior    

Páginas do artigo
   1. Recursos
   2. Stored Procedures
   3. Triggers
   4. Views
Outros artigos deste autor

É possível usar o Lazarus em alternativa ao Delphi para desenvolver aplicações comerciais?

Software envelhece?

Quando é que eu vou usar isso na minha vida?

Leitura recomendada

Instalando Firebird 1.5 no Ubuntu 10.04 LTS

Criando uma aplicação em shell script integrada com o Interbase/Firebird

Manual de instalação do Interbase Server no Conectiva Linux

Lazarus com Firebird e JVUIB

Instalando o Firebird 2.5 e gerenciando com o Flamerobin

  
Comentários
[1] Comentário enviado por cruzeirense em 20/07/2009 - 10:45h

Evaldo,

Parabéns pelo artigo.
Eu utilizo o Interbase com delphi 7 há alguns anos e sempre me atendeu bem.
A única deficiência que encontrei no banco é que ele utiliza um modo de transferência de dados que o torna muito lento ao rodar pela internet (Ex. Utilizando entre filial X Matriz).
Agora, os recursos citados acima são excelentes, mas devem ser sempre utilizados com cautela.
Quanto mais você se apegar aos recursos de uma ferramenta, mais dependente dela você fica.
Vamos supor que você crie uma aplicação toda baseada em procedimentos armazenados e gatilhos, se você futuramente precisar mudar de banco de dados aí fica muito complicado, pois cada banco de dados utiliza uma linguagem diferente (apenas em procedimentos armazenados e gatilhos, os comandos SQL comuns são padronizados!).

Abraços,

Renato

[2] Comentário enviado por evaldoavelar em 20/07/2009 - 11:26h

È isso mesmo Renato, o uso dos recursos torna maior a dependência com o banco de dados e deve ser bem planejado, mas como você citou ai, em aplicações rodando pela internet, esses recursos podem ajudar muito no tempo de resposta, deixando as aplicações mais agíeis.


[3] Comentário enviado por wryel em 23/07/2009 - 12:11h

Ótima base para banco de dados, algmas dúvidas que eu havia que iam alem de dmls, foram sanadas aqui, tranks for share :D

[4] Comentário enviado por albertoaalmeida em 01/07/2010 - 20:16h

Bom o artigo, visto que, a agilidade na internet é sempre muito importante. Porém fico com o Renato quanto mais recursos utilizamos de uma ferramenta, mais dependente ficamos da mesma.

Abraços..

Alberto Almeida
http://www.albertoalmeida.blogspot.com


Contribuir com comentário