FeniX Linux - Conhecendo o que é Nosso

Acho que o Linux da Fenix deveria ser mais conhecido no meio das pessoas que gostam de Linux. É uma das poucas
distros desenvolvidas no Brasil, com repositório, atualizador automático e com excelente suporte, mas muito pouco
valorizada e conhecida pelos brasileiros. Considero isto um pecado. Pois o trabalho que esta empresa tem feito nos últimos
10 anos é exemplar.

[ Hits: 26.580 ]

Por: Ivo Gilberto MArtins Junior em 07/05/2011


Artigo



Introdução

Linux: FeniX Linux - Conhecendo o que é Nosso

O FeniX é baseado no Debian Squeeze, com KDE 4.0 personalizado e muito bem testado.

Desde 2002 oferece serviços diferenciados na área de software (sistemas). É uma empresa de T.I.

Em 2010, criou a Fenix Corporativa do Brasil, um programa de relacionamento que permite a usuários sócios ocultos participarem da evolução de seu sistema operacional e dos lucros da empresa.

Obtém atualmente a brilhante marca de mais de 1 milhão de seu Sistema Operacional - FeniX Extreme - instalado.

Linux: FeniX Linux - Conhecendo o que é Nosso

Sistema Operacional?

Linux: FeniX Linux - Conhecendo o que é Nosso

Você sabe o que é...
  • Um sistema operacional (S.O.)?
  • Um sistema operacional Linux?
  • Como um S.O. funciona na prática?

Mas... Afinal, qual a diferença entre o sistema FeniX Linux e a concorrência?

Diferenciais Oferecidos pelo SO FeniX

Linux: FeniX Linux - Conhecendo o que é Nosso

  • Seja sócio de uma distruição Linux com cotas de participação;
  • Atualizador único e fácil;
  • Kernel com pathes feito pela FeniX, inseridos no kernel;
  • Melhor Suporte a Hardware Nacional;
  • Parceria NAcional com a Vivo e PixelView;
  • Exclusivo, original e próprio;
  • Sistema intuitivo;
  • Segurança para navegar;
  • Estabilidade;
  • FeniX Navegador Seguro;
  • FeniX Extreme 3.0 Squeeze;
  • Software legalizado e homologado;
  • Compatível com outros sistemas;
  • Br-Office.org;
  • Amsn, Skype, Picasa, Kaffeine, etc.

Convido você a ser dono de uma distro Linux comercial

Parece estranho dizer uma coisa destas mas a FeniX System abriu seu modelo de negócio através de uma Sociedade com cotas de participação, ou seja, você pode adquirir uma cota e passar a ter participação dos lucros da empresa. Incrível né? E passa a ter direito a distribuir o FeniX, com suporte e atualizações, afinal você é um dos sócios da FeniX System.

Quer saber melhor como isto funciona? Então confira abaixo os links das duas apresentações PPT:

Básico da ideias dos produtos:
Básico da Ideia do Negócio que você pode participar:
Assim você poderá contribuir com a FeniX, lucrar e ter participação do negócio.

A FeniX criou para isto o portal www.fenixcorporativa.com.br, onde depois de se tornar um sócio, você poderá acessar seu escritório virtual para compartilhar ideias sobre a distro, indicar para seus conhecidos e empresas e analisar seus resultados financeiros.

Nada assim foi feito antes. A FeniX System trabalhou dois anos para disponibilizar este modelo de negócio para os companheiros do Linux.

Download do FeniX

Abaixo estão os links para download. Experimente e, se gostar, seja nosso sócio e ajude a construir a maior distro Linux do Brasil:
Baixe de graça e conheça. Se gostar ou não envie e-mail para:

suporte@sistemafenix.com.br

Para dizer suas opiniões.

Atenção. Importante: o Software trava em cinco dias, mas para você que é do Viva o Linux e tem login, basta nos enviar o seu e-mail e um link com alguma contribuição que você fez a comunidade Linux que enviamos o registro do FeniX, para seu e-mail.

Você ajudou então será ajudado! Afinal, não é isto que é software livre?!

Por que gostou?
Por que não gostou?
O que podemos fazer para melhorar?

Obrigado!

Seja nosso sócio investidor!

Você pode baixar de graça o FeniX e conhecer o mesmo.

Pode nos ajudar dando ideias e desenvolver o produto melhorando o mesmo. Pode também adquirir uma cota da empresa por R$ 115,00 e participar dos lucros da mesma, como apresenta a figura abaixo:

Linux: FeniX Linux - Conhecendo o que é Nosso

Para ler nosso contrato e se tornar nosso sócio, clique no link abaixo e seja bem vindo!
Obrigado a todos que dispensaram seu tempo para ler este artigo.

Ass. Ivo Gilberto Martins Junior
CEO: FeniX System do Brasil
Sócio Fundador da FeniX Corporativa do Brasil
Linux FeniX
   

Páginas do artigo
   1. Artigo
Outros artigos deste autor

Conheça o LiveCD FeniX

Navegador Blindado FeniX Linux

FeniX Green 3D/HD

Leitura recomendada

Guia pós-instalação do Slackware - edição 2013

Software Livre - Melhor você ir se acostumando

Usando direcionadores de fluxo

Como customizar uma imagem ISO do Ubuntu

Freeduc - Educação escolar é com Linux!

  
Comentários
[1] Comentário enviado por pinduvoz em 08/05/2011 - 01:29h

Desculpe, mas sou contra a venda de Linux.

Em todo caso, boa sorte a vc e ao empreendimento.

[2] Comentário enviado por rai3mb em 08/05/2011 - 01:38h

ok, software-livre não tem a ver com ser de graça, afinal temos q alimentar as crianças, software-livre tem a ver com liberdades.

Parabéns pelo artigo, vou testá-la, talvez eu encontre uma distro q tem um KDE que funcione bem pra mim :-)

[3] Comentário enviado por pinduvoz em 08/05/2011 - 03:36h

Eu não sou comunista e muito menos acho que software livre é software grátis, mas... pegar o trabalho do Projeto Debian, customizar e vender... não para mim.

Já quanto a vender suporte, tudo bem desde que o suporte seja efetivo e não "para inglês ver".

[4] Comentário enviado por Teixeira em 08/05/2011 - 10:33h

Antes de tudo é uma ótima oportunidade que a Fenix oferece para que "pessoas comuns" possam usufruir de um bom sistema sistema operacional que já vem com aplicativos, e que além disso possam obter alguma RENDA EXTRA através de um sistema de marketing multinível bem enxuto, honesto e eficiente (hoje em dia essa atividade não tem mais o nome de "marketing multinivel" mas de "marketing de incentivos").

Como em todo sistema de marketing por cotas de participação, são mostradas projeções bastante otimistas, onde o participante poderá ganhar mais de 50 mil Reais por mês.

Embora esse número seja grande e talvez até inacreditável para muitos, é uma possibilidade real e muitas pessoas que acreditarem conseguirão chegar bem perto disso.

Claro, depende muito da dedicação, da perseverança e da paciência de cada um, pois dinheiro não cai simplesmente do céu e o retorno não vem logo nos primeiros dias.

Nos estados do sul e no nordeste o marketing de incentivos tem funcionado muito bem, assim como em São Paulo.
No Rio de Janeiro entretanto, esse tipo de atividade encontra alguns obstáculos, devido a fatores regionais, que têm a ver com o próprio modo de ser do carioca.

O "truque" - ou melhor dizendo "o caminho das pedras" - é cada participante encontrar seu próprio nicho, seu próprio caminho.
Um erro comum é procurar vender "para os parentes e amigos" na esperança de que eles podem ajudá-lo.
Mas para esses, vendem-se objetos, utensílios, e não "sistemas de mercado", pois eles fatalmente comprarão unicamente "a título de colaboração" porém não darão CONTINUIDADE, que é a palavra-chave nesse tipo de negócio.

O plano da Fenix é bastante fácil e não dá muito trabalho, além do que não faz aquelas promessas mirabolantes encontradas por aí e que mexem com a vaidade das pessoas oferecendo cargos fictícios como "supervisor", "lider", "gerente", etc. ou graduações como "ouro", "prata", "diamante" e coisas que o valham, onde o participante tem de reinvestir o capital ganho, nessas bobagens.
Ou seja, o sistema da Fenix é realmente para se GANHAR DINHEIRO e não para gastar.

Agora o mais importante de tudo isso:
Por trás de todo sistema de marketing tem de haver um ÓTIMO PRODUTO, uma BOA ARGUMENTAÇÃO, e a empresa sócia efetiva tem de ter um BOM CAPITAL DE GIRO, senão a coisa naufraga.

Depois outra coisa:
Não está-se vendendo O LINUX, porém uma SOLUÇÃO COMPLETA para computadores que vem com sistema operacional, aplicativos, suporte, e além de tudo a possibilidade de cada usuário-participante GANHAR DINHEIRO.

É esse diferencial que está sendo comercializado.

As pessoas geralmente têm uma certa aversão à idéia de que alguém cobre pelo uso de uma distro GNU/Linux, portanto isso tem de ficar bem esclarecido.

De qualquer forma, sempre valerá a pena alguém pagar R$ 115,00 apenas para ter um sistema operacional confiável, moderno e estável, que já venha com aplicativos.
E o Fenix não é apenas isso.

Sendo muuuuuito pessimista, e ainda considerando que o participante tem de pagar mensalmente R$ 30,00 a título de manutenção, na pior das hipóteses, e mesmo sendo bastante preguiçoso ou "enrolado", e trabalhando apenas 2 dias por semana (PÔ!!!!!), ainda assim dá para puxar uns R$ 600,00 limpos, o que não é de todo mau.
Só que tem de TRABALHAR, e existem pessoas que não entendem esse pequeno detalhe.

Sucesso para a Fenix e todos os seus co-participantes!

[5] Comentário enviado por removido em 08/05/2011 - 11:05h

curioso...

os links das apresentações em .ppt argggghhhhhhh estão errados seguem os endereços corretos:

www.fenixlinux.com.br/tutoriais/fenix-parte1.ppt
www.fenixlinux.com.br/tutoriais/fenix-parte2.ppt


no repo da Fenix tem um link em flash sobre instalação de pacotes:

http://www.fenixlinux.com.br/tutoriais/instalação%20de%20pacotes%20.swf

* curioso também foi o fato de terem renomeado o KPackage para atualizador .deb.



o link que o autor poderia ter disponibilizado para quem quer testar essa distro é esse:

http://fenixlinux.com.br/isos/Fenix3.0-180b.iso">http://fenixlinux.com.br/isos/Fenix3.0-180b.iso

e o repositório de imagens esse:

http://fenixlinux.com.br/isos/


acho que seria bem mais interessante mostrar um passo a passo da instalação dessa distro, quais pacotes estão inclusos, pontos fortes, etc.

já vejo falação demais em artigos publicados aqui e para mim um artigo detalhando o que já falei tiraria a sensação de 'tiro-no-escuro'.

concordo com tudo o que o pinduvoz disse, vender suporte utilizando-se do trabalho do Projeto Debian pra mim não.

[6] Comentário enviado por rafaelpac em 08/05/2011 - 11:24h

Não entendi esses "diferenciais".

Se puder nos explique melhor:

1 - O porque desse "exclusivo, original e próprio".

3 - O porque desse "legalizado e homologado".

3- Só pra lembrar:
- É derivado do Debian!!
- Ambientes KDE e Gnome já são naturalmente intuitivos, porém outras distros famosas se destacam por isso também;
- Outras distros famosas ja trazem muitos dos softwares citados ou são de fácil instalação;
- Outras distros famosas (inclusive o Debian) oferecem estabilidade;

4 - Tecnicamente como a segurança é abordada para que essa caracteristica seja "vendida" com o sistema.








[7] Comentário enviado por dbahiaz em 08/05/2011 - 12:50h

Pessoal, sinceramente estou com a leve impressão que agente aqui tem uma certa aversão ao Fenix, ou estou enganado? O mundo tem 300mil distro derivada do Debian, Redhat e Slackware, cada uma com sua "filosofia", muitas "grátis" outras não, empresas vive de Negócios e visão sempre o Lucro temos que no mínimo respeitar, o Fenix está propondo um certo tipo de negocio e eu particularmente duvido muito que o Fenix simplesmente seja uma cd personalizado do Debian, temos que criticar sim, mais testemos antes!
E é isso que farei assim que tiver um tempo disponível, pode ter certeza, antes disso parabéns pelo artigo!

@refael- "homologado e legalizado", isso garante que o software é 100% compatível com o hardware, e que está dentro das Leis Federais.

[8] Comentário enviado por julio_hoffimann em 08/05/2011 - 14:08h

Oi Ivo,

Gostaria de parabenizá-lo pelo artigo, apesar de não concordar com muito do que foi exposto. Compartilho da opinião do André e do Edinaldo, aquela de que não é justo cobrar por algo que está longe de ser obra da Fenix Systems. Os aplicativos que hoje usamos em todas as camadas do sistema operacional GNU/Linux são obra de uma comunidade de milhões com outros princípios de liberdade.

"Você ajudou então será ajudado! Afinal, não é isto que é software livre?!"

Definitivamente isso não é software livre, somos uma comunidade que ajuda o próximo sem esperar retorno. Mas deixando de filosofar a respeito de liberdade, aprecio o único lado bom da existência da empresa Fenix no Brasil: Um suporte nacional que viabiliza a implementação do Linux em nosso país.

Em suma: cobre pelo suporte, pelo pessoal qualificado e pela solução de problemas, não pelas atualizações de software.

Como última pergunta, gostaria de saber o que significa "o Software trava em cinco dias". Isso remonta a um modelo ultrapassado e de exclusão social. Minhas desculpas, mas não posso ajudar.

Abraço e boa sorte!

[9] Comentário enviado por Thyago Harpper em 08/05/2011 - 16:11h

Até agora eu não tinha nada contra a distro Fênix. até agora.

[10] Comentário enviado por nicolo em 08/05/2011 - 16:43h

I wonder... Fico curioso em pensar quantos usariam Linux no Brasil se tivessem que pagar por ele. Nos States eles estão acostumados a pagar por tudo e, principalmente, por nada, mas aqui
obter "de gratis" é um dever. Se não tivesse como piratear nada, quantos usariam um computador fora do trabalho?
Não consigo conceber isso na terra onde a TV a cabo virou gatonet.

Pagar por software e obedecer regra de trânsito, no Brasil... talvez no próximo milênio.









[11] Comentário enviado por removido em 08/05/2011 - 17:15h

É Network Marketing, não é? Parecido com o sistema da Amway do Brasil e da Erbalife? Certo?


[12] Comentário enviado por Teixeira em 08/05/2011 - 17:42h

Gostaria de esclarecer algumas coisas:

- Em primeiro lugar, o sistema de comercialização da Fenix nada tem a ver com a dinâmica de comercialização da Herbalife ou da Amway, (onde se trata de redes de "marketing de consumo" que funciona um pouco diferente) e é exatamente por essa razão que fiz os comentários do post n. [4].
A Fenix trabalha sob o regime de SCP, que tem um bojo legal diferenciado e que - explicado de forma bem simples -, reparte os lucros imediatos entre os participantes, segundo uma tabela predeterminada.

- Em segundo, e que também comentei, o que está sendo comercializado é NÃO É O SOFTWARE e sim esse diferencial composto por software + suporte + planos de geração de renda.

Lembremo-nos de que a legislação brasileira entende que se eu colocar uma embalagem diferente em um determinado produto, ele se torna com isso um produto "novo" para efeito de classificação fiscal e também novo fato gerador de impostos (sobretudo o IPI).

Terceiro: O software em si, por estar sob licença pública, e uma vez modificado por alguém, DEVE SER RETORNADO AO PÚBLICO DEBAIXO DA MESMA LICENÇA ORIGINAL.
Colocar travas em software GPL por exemplo (ou mesmo dificultar de qualquer modo que seja baixado gratuitamente), é ILEGAL alem de amoral e antiético.

Já temos registrado aqui no VOL um PÉSSIMO EXEMPLO no tal de CHESLINUX que não tem suporte nem pode ser baixado de lugar algum, vindo apenas acompanhando os computadores vendidos pela Pauta.

Com a palavra novamente a Fenix para prestar os esclarecimentos necessários e desfazer qualquer equívoco de nossa comunidade.
É de seu principal interesse que não reste qualquer dúvida da parte da maior comunidade Linux da América Latina, nem dos potenciais associados que se interessem em entrar na rede de marketing da Fenix.

[13] Comentário enviado por rafaelpac em 08/05/2011 - 18:30h

dbahiaz,

"@refael- "homologado e legalizado", isso garante que o software é 100% compatível com o hardware, e que está dentro das Leis Federais. "

Então o Fenix linux vai ser 100% compativel com o MEU hardware?? Qualquer Hardware??

[14] Comentário enviado por removido em 08/05/2011 - 18:37h


SCP? Você fala daquele comando utilizado para transferir arquivos de um micro ao outro micro dentro da rede, utilizando o terminal?

Este sistema que você está vendendo é algum tipo de Piramide?

[15] Comentário enviado por dbahiaz em 08/05/2011 - 19:20h

dbahiaz,

"@refael- "homologado e legalizado", isso garante que o software é 100% compatível com o hardware, e que está dentro das Leis Federais. "

Então o Fenix linux vai ser 100% compativel com o MEU hardware?? Qualquer Hardware??

Não entendeu, com os Hardwares homologados pra ele!
Deve haver uma lista dos Hardwares que o Fenix suporta, um exemplo: http://www.ubuntu.com/certification

O Fenix deve ter uma lista desses Hardwares, já que são vendidos em computadores pre-instalados de Fábrica.

Bom, mais detalhes somente o pessoal da Fenix pra fornecer.

[16] Comentário enviado por Räfael em 08/05/2011 - 20:18h

Para mim 4,59GB é muito para uma ISO, nem o Rwindows tem uma ISO assim "larga". Olha por exemplo o LM, ele é completo e a ISO só ocupa cerca de 1,40GB, além disso eu não defendo a idéia de Linux pago.

[17] Comentário enviado por pinduvoz em 08/05/2011 - 20:26h

Onde está dito que se compra suporte e não a própria distro?

Se a venda é de suporte, apenas, o uso deveria ser permitido a qualquer um e não apenas a quem tenha um código qualquer para destravar o Fenix.

E o código-fonte de todos os pacotes do Fenix? Está disponível para que eu possa compilá-los e criar meu próprio Fenix?

[18] Comentário enviado por mcnd2 em 08/05/2011 - 20:33h

Não querendo descriminar nada e ninguém, a única coisa que estou fazendo e baixando o iso desde ontem, internet lenta é f*d*, rsrsrsr...

Depois de baixado vou instalá-lo em meu notebook e ver realmente o que ele tem a oferecer.

Como o próprio artigo diz:

"Importante: o Software trava em cinco dias, mas para você que é do Viva o Linux e tem login, basta nos enviar o seu e-mail e um link com alguma contribuição que você fez a comunidade Linux que enviamos o registro do FeniX, para seu e-mail. "

Então até os testes e se for uma boa faço o cadastro no site.

Afinal se é uma distro brasileira (como foi o kurumin, não querendo comparar porque sei que o kurumin foi espetacular com seus propósitos próprio) o poruqe não de ajudar.

Vai da idéia de cada um.

Mais uma coisa é certa, não abandonarei o Debian por nada, rs!

[19] Comentário enviado por Teixeira em 08/05/2011 - 20:43h

SCP: "Sociedade por Cotas de Participação":
Uma figura jurídica, assim como existem as S/A (Sociedade Anônima), as LTDA. (Sociedade por responsabilidade limitada), as S/C (Sociedade Comercial), etc., etc.

Diferenças:

Em uma "pirâmide" não existe um produto, apenas uma movimentação de valores financeiros.
Em geral, as pirâmides "estouram" rapidamente e dão prejuízo aos participantes, que não têm garantia alguma sobre a funcionalidade do sistema.
Esses tais participantes são atraídos pela possibilidade de ganhar dinheiro fácil. Alguns até ganham alguma coisa, mas a maioria perde.
Só quem realmente ganha é quem inventou a tal "pirâmide" e que em geral desaparece do cenário antes que as autoridades consigam encontrá-lo.
Fazer pirâmide financeira é CRIME tipificado.

SCP é absolutamente legal, pois TEM forma jurídica e fiscal definida, e no caso da Fenix também um produto, o qual é disponibilizado no mercado mediante pagamento (poderia ser também uma prestação de serviços: esse tipo de sociedade se refere à forma como é feita a participação e a remuneração dos socios participantes).
Funciona mais ou menos assim como funcionam os consórcios, ou seja, mediante um termo de adesão que caracteriza e formaliza o vínculo societário. É um sistema que tem moldes legais, fiscais e operacionais bem definidos, inclusive no que se refere ao pagamento do Imposto de Renda, cujo recolhimento fica sob a responsabilidade da Fenix.

Continuamos no aguardo da palavra de Fenix, já que esse assunto deve ficar bem esclarecido com as palavras daquela empresa, e também precisamos saber a respeito do software em si, o que realmente tem a oferecer para nós, etc.

E alguém precisa testar e dar sua opinião.
A maioria de nós já testou tudo quanto é de distro nacional e internacional que apareceu por aí.

Está faltando alguém falar sobre as funcionalidades do Linux da Fenix, se é fácil de instalar, se o reconhecimento de hardware é bom, essas coisas assim.

[20] Comentário enviado por removido em 08/05/2011 - 20:46h

de uma coisa eu sei:

tenho a maior pena|preguiça|desânimo em baixar os 1.8GB de uma grande distro como o Slackware que dirá baixar os 4GB e lá vai fumaça do Fenix Linux, não é preconceito... simplesmente não creio que surja nada de novo, impactante, etc.

a meu ver para cada grande distro há uma ou duas distros derivadas que valem a pena (pro caso do Debian há bem mais de duas), as demais (derivadas das derivadas) pura perca de tempo.

curioso é o tamanho, é muita coisa esses quase 5GB, das vezes que baixei o DVD do Debian em nenhuma delas fiz a instalação em modo completo, sempre no NetInstall, depois personalizando, o motivo é muita coisa desnecessária para um desktop.

o Slackware com seus 1.8GB oferece 2 Desktops (KDE e XFCE) e quase que tudo o que é necessário para um Servidor, ambiente de programação, etc.

um abraço.


*@M¢Nd²,

isso mesmo minino, não abandones o Debian por nada, rsrsrsrsrs

[21] Comentário enviado por mcnd2 em 08/05/2011 - 21:00h

Como abandonar se o Debian é o pilar das outras derivadas.

Depois de tantas, a que me identifiquei foi o Debian, mais não me fecho para testar outras.

Se for bom poderá ficar em dual ou mais como já está o meu note com win7, lmde, debian6, e espaço mais para o que vier, rs...

[22] Comentário enviado por josef em 08/05/2011 - 21:28h

Lamento, mas foi uma das poucas distros que testei que só deu problemas...mas boa sorte.

[23] Comentário enviado por chimico em 08/05/2011 - 23:12h

Olá gibagiboia, sabe me dizer se o seguinte hardware é suportado pelo Fenix:

TV-U200
http://www.c3technology.com.br/index.asp?id_parametro=detalhe_produto&id=176

Se for terei uma boa razão para testá-la
Abraços

[24] Comentário enviado por dbahiaz em 09/05/2011 - 00:15h

"Continuamos no aguardo da palavra de Fenix, já que esse assunto deve ficar bem esclarecido com as palavras daquela empresa, e também precisamos saber a respeito do software em si, o que realmente tem a oferecer para nós, etc.

E alguém precisa testar e dar sua opinião.
A maioria de nós já testou tudo quanto é de distro nacional e internacional que apareceu por aí.

Está faltando alguém falar sobre as funcionalidades do Linux da Fenix, se é fácil de instalar, se o reconhecimento de hardware é bom, essas coisas assim."

Tô Contigo e não abro! Falta agora o material que mais importa pra gente usuário!

[25] Comentário enviado por gibagiboia em 09/05/2011 - 00:36h

chicotrance, tudo bem, prazer em te conhecer, vou pedir para o pessoal da engenharia da FeniX, verificar se o modelo tv-u200 e compatível, temos uma parceria com a PixelView na America Latina, este modelo não e tão conhecido, deixa eu verificar e te aviso.
Quanto as dificuldades e problemas encontrados estou a disposição para ajudar e se possível melhorar os defeitos encontrados!!!
Sei que a ISO e enorme, e que tem tudo que é software la dentro, para usuário final não reclamar de nada. Pelo menos é isto que tentamos!!

Abraço a todos.

ps.
Quanto a oferta de participarem como sócios ela é real, trabalho nisto a 2 anos com nossa equipe, para ter um sistema de escitório virtual que pague corretamente as comissões dos possíveis sócios e faça a interação entre eles.
Gilberto
Pseudonimo: GibaGiboia



[26] Comentário enviado por /bin/laden em 09/05/2011 - 01:04h

Se esse for o mesmo fenix que já encontrei em vários notebooks... não boto muita fé não!

[27] Comentário enviado por removido em 09/05/2011 - 01:30h

Gibagiboia e Teixeira quanto vocês estão ganhando em dinheiro por mês, neste negócio?

[28] Comentário enviado por Teixeira em 09/05/2011 - 02:00h

É... acho que vou cobrar uns honorários por aí... rsrsrs

Mas acho sinceramente o seguinte:

SE a distro em si for PELO MENOS igual em qualidade a Ubuntu, Mint, Big Linux, etc., o plano de marketing terá TUDO para dar certo e render um bom dinheiro para os participantes.

Se for APENAS MAIS UM, tipo desses OML que tem por aí, é melhor esquecer.
Ao passar pela nossa peneira aqui no VOL, o Fenix será elevado, ou rebaixado de acordo com as opiniões de quem - pelo menos supostamente - entende do assunto.

Na verdade não precisa ser tão MELHOR, mas tem de FUNCIONAR pelo menos de acordo com o anunciado.

[29] Comentário enviado por junior em 09/05/2011 - 11:05h

Não quero criar polêmica, mas também não consigo concordar com os termos "Exclusivo" e "Original".


[30] Comentário enviado por Räfael em 09/05/2011 - 12:25h

Não vejo nada de Exclusivo e/ou Original, tem tantas distros baseadas no Debian, coisa mais fácil é baixar uma delas, só rodar um apt-get e instalar o que falta, fica igual e não se gasta nada.

[31] Comentário enviado por gorke em 09/05/2011 - 14:22h

Parabéns ao Fenix e sucesso.

O conceito foge a minha idéia de software livre, que é deixar do jeito que eu gosto. Mas lembre que eu sei deixar do jeito que gosto, a maioria do usuários não sabem. Então vejo no Fenix um adicional na divulgação do software livre e do linux.

Gostei da idéia.
Não gosto do KDE.
Espero que o preço diminua.

[32] Comentário enviado por gibagiboia em 09/05/2011 - 14:24h

Amigos são tantos comentários que vou tentar ser objetivo:

1- Quero agradecer ao amigo Teixeira, que conheci agora neste post(artigo), pelas excelentes explicações sobre MArketing Multinível e Linux.

2- Li alguns comentários sobre liberdade e o fato de não ser correto travar o FeniX em 5 dias. Concordo plenamente, mas esta foi a única alternativa, para evitar que Fabricantes utlizassem a Marca da FeniX sem o nosso concentimento, além de queimar a imagem do Linux e da FeniX. Pois para baratear as máquinas alguns deles, enviam sem testar ou homologar o hardware, fazendo com que muitas funcionalidades não funcionem, queimando a imagem do Linux ao usuário final, o que é terrível. Mas para usuários ele é livre, mas não para alguns fabricantes que exploram o Linux, destruindo sua imagem.

3- Quanto a ser Exclusivo e Original, quisemos dizer no conceito de vc ser um sócio da distro e participar de seus lucros e de suas melhorias. Original em conceito e na ideía de inserir MArketing Mutinivel e LInux (juntos). Exclusivo no momento, até alguém fazer a mesma coisa e seguir o mesmo modelo. Não acho que a FeniX seja uma distro superior, apenas tentamos fazer ela ser boa e usável.

4- Quanto ao fato de usar Debian e instalar tudo com apt-get concordo em partes com isto, pois nosso trabalho vai além disto, temos um instador próprio, feito 100% pela FeniX, o atualizador também é 100% feito por nós, e a personalização em cima da Base Debian Squeeze, também é. Para vocês terem uma idéia levamos em média 1 ano trabalhando em cima de uma versão estável do Debian, para termos uma versão estável do FeniX? Porque? OS pacotes do Debian são estáveis, mas infelizmente quando você começa a instalar tudo com apt-get, muitas coisas começam a dar problemas, ou seja a configuração e interação de tantos softwares instalados juntos num mesmo sistema, causa muitos problemas impensáveis. O KDE4 apesar da bela interface, também teve muitos problemas, posso citar alguns para vcs entenderem melhor:
- Não existe configuração automática de microfone, e cabos de áudio, quando vc insere um microfone o áudio deve sumir das caixas. I vice versa tudo automático, desenvolvemos um aplicativo de detecta estes hardware para isto. Que não tem por padrão no Debian.
- Patchs com suporte a mais placas de TV não suportadas no kernel padrão.
- Alteração de drivers de vídeo em seu código fonte, para entrada perfeita em determinados Monitores e chipset Intel.
- Ajuste do Kde4 para ficar mais simples, pois muitas pessoas reclamavam de ele ser tão diferente ao Kde3. COnfiguramos para ficar mais simples.
- testar todos os codecs possíveis de flmes, videos, musicas.
- Problemas ns instalação com Windows Seven devido a suas novas tecnologias.
- Configuração individual de cada programa no FeniX, para facilitar o uso a um usuário normal, que não sabe ir no /etc/ e configutar tudo na mão.
- Visual gráfico personalizado, tentando agradar o máximo de pessoas(preferencialmente o usuário final)
- Preparar softwares váriados como Imposto de Renda, Java e flash.
- Testar cada modem discado e compilar os drivers para os mesmos, com reconhecimento automático.
- Testar na prática se as impressoras mais utilizadas funcionam corretamente.
- Muitas vezes quando instalávamos um aplicativo, ele alterava o funcionamento de outro, simplesmente porque quando vc instala uma biblioteca especifica que este aplicativo utiliza ela, interfere em outra.
- Se vc instalar o KDE4 co apt-get, ele irá rodar aparatentemente perfeito, mas quando você for utilizar irá perceber que tudo precisará ser ajustado, associações de arquivos, algumas libs como qt em certos aplicativos travam, e assim por diante. Testar skype, AMSN com todas as funcionalidades, e vai embora.
- Não para mais........... se for para pegar a lista do que foi feito.
o que quero dizer é se vc usa um Linux na sua casa e ta perfeito, não quer dizer que será perfeito na casa de seu amigo, tudo é diferente hardware e aplicações, então deixar um software em larga escala, em ambientes diferentes estável, não e uma tarefa, tão simples quanto possa parecer.
Qualquer mudança em uma imagem de SO, obriga um reteste geral em todas as suas funcionalidades.
Apesar do FeniX, estar longe de ser perfeito, vc pode usar todo este trabalho de graça se vc é um usuário comum e contribuir de desejar. Acho que estamos seguindo o conceito de OpenSource, nossos códigos são todos abertos.
Baixe de graça, instale de graça e pegue o registro de graça, através de suporte@sistemafenix.com.br, mande apenas um link de algo bom que vc fez pelo Linux. Enviamos um registro para vc.
- O pior pesadelo de nossa equipe é o seguinte, o fato de Debian ser tradicional e estável, muitas vezes demora um longo tempo para mudarem as versões estáveis do mesmo, o problema pe que muitas coisas passam a não funcionar(hardware e novidades novos programas) é ai que a coisa fica difícil, pois nesta fase somos obrigados a inserir pacotes desenvolvidos pela nossa equipe e pacotes testing, no sistema estável. Pois precisamos acompanhar as novidades do mercado. Acreditem o trabalho nesta faze é "infernal". Logo que é lançada a versão estavel, temos alguns dias de paz, mas logo o processo se inicia novamente e não para nunca. É muito trabalho.

5- Quanto a placa de TV, do amigo chicotrance, tv-u200, não temos a mesma disponível em nosso acervo de hardware, estamos verificando pelo chipset, se o colega pudesse dar um lspci -v e enviar a saida para suporte@sistemafenix.com.br, agradeço.



ps. alguns pacths que alteramos foram para o Kernel oficial, normalmente leva 6 meses para isto acontecer.

Um abraço a todos.

Gilberto



[33] Comentário enviado por premoli em 09/05/2011 - 14:42h

... 4.59GB é osso pra baixar !!!!

[34] Comentário enviado por Räfael em 09/05/2011 - 15:01h

Talvez eu farei o Download para testar, mais para me convencer, coloquem mais informações e screenshots do Fenix.

[35] Comentário enviado por pinduvoz em 09/05/2011 - 19:56h

Me responda, se possível.

Por que um fabricante de computadores instalaria o Fenix nas máquinas que ele vende se não for para obter certificação de hardware e suporte ao usuário final pela via do contrato de OEM? Pois se é para instalar o Fenix como se fosse um Linux qualquer, não seria melhor usar um totalmente livre como Ubuntu, Mint, Mandriva etc.?

Vcs registraram a marca e o logo do Fenix? Se registraram, em tese ninguém poderá usá-lo sem uma licença fornecida por vcs, o que torna irregular o procedimento de instalar sem homologar o harware e assim "sujar o nome do Linux", bem como deixa sem sentido sua explicação acima.

No mais, concordo que é um trabalho árduo manter estável e atual uma versão final do Debian. Mas até mesmo esse trabalho pode ser evitado pela troca de distro-mãe (troca-se Debian por Mint ou Ubuntu e tem-se uma versão moderna a cada seis ou oito meses).

[36] Comentário enviado por chimico em 09/05/2011 - 20:27h

@gibagiboia
Meu dispositivo é usb
$lsusb
$Bus 001 Device 003: ID 1b80:e755 Afatech

No instalador do Windows há varias referências para emPIA Tech e há a seguinte inscrição referente ao Product/Vendor ID:

%USB2885.DeviceDesc.OEM% = USB2885,USB\VID_1B80&PID_E755 ; UB755 ISDBT-FULL Hybrid

Esta placa usb 2.0 é híbrida, sintoniza tv analógica/digital, fm, grava/captura.

Cheguei a abrir o dispositivo para saber mais sobre o hardware, veja as informações nos chips e os (módulos) correspondentes:

empia em2888 d351c-195 727-00ag (em28xx)
nxp saa7136e/1/g SI5296.1 22 ZSD08411
NXP TDA 18271??C2 HDC2? (tda18271)
F JAPAN mb86a20s 0937 M01 E1 (mb86a20s)

A compilação dos drivers que estão no site Linuxtv sempre falham e meus conhecimentos em C/C++ são bem básicos para resolver isso. Tenho o XP instalado só por causa deste hardware, que se bobear vou vender e comprar uma TV de verdade.
Mas ainda to com paciencia, espero que ajude, pois muita gente tem comprado este dispositivo.

Abraços

[37] Comentário enviado por julio_hoffimann em 09/05/2011 - 21:20h

O comentário [32] deixa claro para qualquer programador relativamente experiente o nível de customização do Fenix. Não vejo "trabalho duro" em nenhum dos tópicos abordados.

Outro comentário que gostaria de deixar aqui: não há sentido em fazer um instalador do zero, que o diga Danti - brasileiro criador do KpackageKit. Existem projetos de alta qualidade e isso é como reinventar a roda.

Contudo, esta discussão esclareceu, pelo menos para mim, que a distribuição Fenix está longe de ser uma boa alternativa para brasileiros a sistemas como Ubuntu, Mint ou OpenSuse. Devemos prezar pela comunidade e pela experiência dos novos usuários com um sistema livre e projetado por profissionais de altíssimo gabarito. Por altíssimo gabarito entenda engenheiros de software, designers UI, e outros profissionais extremamente qualificados em desenvolvimento. Essa lista inclui RedHat, Suse, IBM, HP... não é pouca coisa.

Abraço!

[38] Comentário enviado por removido em 10/05/2011 - 04:55h

julio_hoffimann, você tem razão! A percepção é bem esta mesmo!

O que parece é que esta distribuição "inovadora" deve estar mais focada na pessoa que não conhece muito sobre Linux, etc... E que está se iniciando ainda no caminho das pedras e deslumbrado com as aparências de efeitos chamativos que costumam-se usar para atrair usuários mais novos para o Linux.

É assim como aqueles Outdoors enormes e chamativos nas beiras de estrada. Quantas vezes sentimos uma vontade danada de tomar uma cerveja, apenas por termos visto aquela moça gostosa em uma propaganda, não é?

Propaganda! Esta é a alma do negócio, quando se quer ganhar dinheiro! Mas nem sempre! Já que a Canonical é conhecida justamente por causa da propaganda maciça! Tendo no entanto como um dos seus compromissos, esta frase como primeiro item:

"O Ubuntu sempre será gratuito, e não cobrará adicionais por uma "versão enterprise" ou atualizações de segurança. Nosso melhor trabalho está disponível para todos sob as mesmas condições."

Isto sem mencionar distribuições até melhores, como as que você citou, e que oferecem em recursos muito mais ainda! Isto sem mencionar a questão, "o Software trava em cinco dias", com condições aprisionantes impostas para ser "destravado"! E olhe que o sistema da própria Micro$oft só trava depois de alguns meses na versão beta.

Esta conversa esclareceu muito mesmo!

[39] Comentário enviado por gibagiboia em 10/05/2011 - 13:55h

Novamente são muitas observações e vou tentar ser sussinto:
1- Alguns fabricantes, utilizam o FeniX, pagando pelo nosso serviço, homologação, suporte a fábrica(inclui clonagem, alteração de BIOS, automática, bem como todo o processo fabril, aumentando em desempenho o custo do nosso cliente), bem como suporte ao Linux FeniX, em primeiro e segundo nível, para usuários e fabricantes. O fabricante, após ver todas estas vantagens por um preço baixo, começa a utilizar o FeniX, mas após um tempo, ele prefere parar de pagar, pois tudo esta rodando perfeito, é ai que começam os verdadeiros problemas, ele compra um modelo X da gygabyte, e pede o mesmo modelo, pensando, não preciso comprar mais suporte nem nada da FeniX, o problema que muitas vezes o modelo é igual, mas os chipsets recebem alterações e começam as dores de cabeça, além de ele inserir 20 mil cópias sem pagar um tostão para a FeniX.
Desta forma não podemos dar suporte ao usuário nestas condições, o que seria trabalhar de graça e fecharia nossas portas.
E continua usando nosso nome, e a marca da FeniX, amigos infelizmente estes são os empresários brasileiros, existem alguns muito sérios mas a maioria não é. Prefir não citar nomes. Pois conheço todos eles. Espero ter ficado claro, porque isto acontece. Nossa marca e registrada no INPI sim, mas um processo leva anos, e perdemos o cliente para sempre. Estamos iniciando um processo agora contra um deles.

2-Não podemos trocar o Fenix, por outra distro, nosso trabalho e manter o FeniX com pacotes .deb estáveis, se fizessemos isto não teríamos nossa identidade. Que apesar de não construir todos os pacotes fazemos partes deles. Usamos o debian stable e verificamos possíveis problemas e tentamos corrigir. É isto que a FeniX faz como distro.

3- Tenho uma reuniao marcada com a Canonical,( Sr. Marcelo Pretto) representante da América LAtina, dia 19 de maio, eles tem um problema muito sério no mercado hoje, os fabricantes tem utilizado o nome da Ubuntu e da Canonical sem autorização da mesma e isto também é proibido segundo ele, me disse por telefone. Ou seja, quando você usa na sua casa, tudo bem!! Mas quando vc pega o Ubuntu ou o FeniX e quer ganhar dinheiro comercialmente ai temos sim um problema legal. Isto é proibido. É proibido por vários motivos o primeiro e a marca que e proprietária, e todos os pacotes tem o nome da empresa, isto também e propriedade e não pode ser tirada, pois fere a GPL, entenderam a questão. OU seja todo o software(código fonte e livre) mas a distro em si não é livre para ser explorada comercialmente. Espero ter esclarecido, obrigado!
Muitas vezes, quando são coisa pequenas, a Canonical finge que não vê, pois não vale a pena o incômodo. Esta noção de liberdade que alguns tem é um pouco distorcida. Eu também sonho com um mundo livre, one este mercado capítalista, não existisse!! Mas infelizmente foi até agora o que a humanidade conseguiu por para rodar na prática.

4- O FeniX é livre, ele trava se vc desejar que trave, basta mandar um email com algo de bom que tenha feito para algúem, se as pessoas se sentem ofendidas de enviar um email, para ter este registro ,paciência. Prefiro que isto ocorra do que fabricantes, insiram o FeniX nas máquinas de qualquer forma e denigram a imagem do Linux que para mim é muito mais importante que a imagem da Fenix.

ps. Resolvi desta vez não me calar e responder todas as perguntas, dos colegas e amigos do Viva o Linux, da melhor forma que conseguisse.
Sei que apresentar o FeniX aqui traria muitas críticas, e sei também que não venderia um suporte sequer. Mas acho importante as pessoas conhecerem melhor nosso trabalho, pois a anos temos sido julgados, sem qualquer oportunidade de defesa. Estou tentando esclarecer tudo da melhor forma, quem sabe ganhe alguns amigos desta forma.

Quanto aos dados da placa de TV eu recebi e acabei de passar para a Engenharia em breve te retorno algo Sr. Chicotrance.

Um abraço a todos.

[40] Comentário enviado por removido em 11/05/2011 - 02:17h

rapaz, usei esse FeniX e ele realmente não vale um centavo...
acho que a "cota" tá muito cara, hein...

[41] Comentário enviado por Teixeira em 11/05/2011 - 11:57h

@gibagiboia

Acho que a Fenix entrou assim meio "de pé esquerdo" aqui no VOL, justamente onde poderia fazer um ótimo papel, sair daqui com recomendações, etc., o que percebo que será difícil acontecer.

O que deveria ser feito primeiramente seria "comer o mingau pelas beiradas": Publicar artigos e dicas, relatar casos de sucesso, macetes de configuração, "hackings", "tweakings" e coisas assim, que certamente despertariam o interesse da turma.
Tudo em textos pequenos, concisos e se possível ilustrados com screenshots (que a turma simplesmente adora).
Demonstrar com clareza POR QUE o usuário deveria utilizar o Fenix.

A Fenix deveria demonstrar E PROVAR que o sistema é ao mesmo tempo:

-Moderno;
-Bonito;
-Limpo;
-Organizado;
-Fácil de instalar, configurar, operar;
-Quais os aplicativos e acessórios que o acompanham;
-Detalhar um a um quais os diferenciais entre o Fenix e os demais SO (principalmente comparando com o sistema proprietário a que todos estão acostumados, porém com o cuidado de não mencioná-lo).
Se o FeniX Linux perfaz todas essas qualidades, é conveniente que os usuários e sócios em potencial saibam disso com segurança.
Que creiam nisso.

DEPOIS de "vendido esse peixe", partir para a parte técnica, o "por que" foi feito assim e não de outra maneira, e POR FIM oferecer o sistema de marketing multinivel.

Algum dano já ocorreu: A primeira impressão não foi lá muito boa.
O plano de marketing, apesar de honesto e bem pensado, não se sustenta em razão de pairarem dúvidas, mistérios e impecilhos em torno do produto principal.

Mas acho que ainda há tempo de consertar as coisas.
Arregaçem as mangas e começem - o que tiverem de começar - de novo, agora levantando a poeira e dando a volta por cima em direção à vitória. Mas não desanimem!

[42] Comentário enviado por tonyrecife em 11/05/2011 - 12:43h

Isso aqui tá parecendo uma feira.
Moderadores por favor. Sou membro recente do VOL e imaginei que a ideia fosse trocar informações, dicas, etc, não passou pela minha cabeça que aqui fosse lugar para membros fazerem marketing disso ou daquilo.
Se for assim, tô vendendo uma tapioca que é o 10. Alguem interessado?
:(

[43] Comentário enviado por removido em 11/05/2011 - 12:55h

Gigagiboia,

Veja bem, a sua atitude defensiva e até mesmo indiretamente coersiva em sua menção a mover processos, ou a suposta reunião com o representante do Ubuntu na América Latina, demonstra um esquecimento do senso comercial onde o bem estar do cliente deve ser o mais importante.

Ora bolas, o seu público alvo, os seus possíveis clientes estão lhe dando o feedback, mas você os rebate defensivamente sem ao menos ponderar que isto seja um retorno importante para a sua empresa no quesito "prós e contras".

Sabe a impressão que você passa? A de que não está nem um pouco preocupado com o real bem estar daqueles que compram ou usam o seu produto, mas apenas com o que você mesmo irá ganhar através deles.

Você não precisa se calar mesmo, já que o importante é a comunicação. Veja! Você tem um produto e quer ganhar dinheiro com ele (empreendedorismo). Seu produto ou o seu modelo de comércio recebe críticas. O que um empreendedor que tendo humildade-com-confiança faria? Não seria parar para pensar em possíveis mudanças para melhor adequar o seu produto aos desejos dos possíveis clientes? Mas não é o que você está fazendo!

Você veio para cá e criou este artigo-propaganda já esperando críticas, segundo você mesmo menciona logo acima. Porque se a anos vocês têm sido julgados, como você também afirmou.. Não é hora então de pelo menos ouvir e ponderar? Ponderar que algo possa estar realmente errado, seja no seu método de venda ou produtos a serem vendidos? Isto é pesquisa de mercado, Gigagiboia!

E o feedback do seu público alvo demonstra que mudanças devem ser ponderadas!

Por exemplo, porque você não começa retirando esta coisa de trancar o sistema em 5 dias. Imagine só, a pessoa leva um bom tempo para baixar seu CD, mais um tempo para instalar, e isto já sabendo que o mesmo irá ser trancado em 5 dias? Isto é um marketing negativo danado no mundo Linux. É necessário adaptar o seu produto, Gigagiboia, ao público que você quer alcançar.

E olha, você não precisa mesmo nem se calar e nem se defender, porque ninguém o está atacando, mas sendo sinceros! E ser sincero e mostrar onde o outro erra não é o ato de um amigo?

Porque você acha que estou aqui no meu horário de almoço escrevendo isto para você e lhe dando este toque? Porque não gosto de você? Ou porque não gosto da sua versão de Linux? Não não meu caro! Estou aqui escrevendo por me importar sim! Pois todo e qualquer trabalho feito para o mundo do software livre deve ser incentivado e até mesmo aplaudido!

Se você está à 11 anos no mercado com a sua distro, com 1 milhão de usuários, muito bom! Isto é ótimo para o mundo Linux! Agora acredito que se ouvisse este feedback que a comunidade têm lhe dado, estaria com muito mais clientes nesta hora e melhor... não estaria tendo que se "defender" todos estes anos.

Eu mesmo, sou um que usaria a sua distribuição. Pois tenho partição suficiente aqui para colocar. Mas como há muitas coisas ainda mal explicadas, prefiro ainda não usar. Uma delas é esta trava, outra é este método comercial que você segue que para mim mais se parece com marketing de rede. E eu já vi muita gente se dar mal por se envolver com este tipo de prática comercial. E também por outros detalhes técnicos que os companheiros de fórum já expuseram para você.

E então? O que você acha da ideia? O que acha de se abrir para analisar as críticas que são construtivas e que lhe foram expostas?

[44] Comentário enviado por gibagiboia em 11/05/2011 - 14:21h

Celso, obrigado pelos comentários e agradeço ao Teixeira também, que sempre faz comentários muito apropriados.

- Celso temos trabalhado para nossos clientes, os Fabricantes com todas as nossas forças, mas alguns deles pouco se interessam em protejer o Linux, ou sua imagem. Para alguns o Linux, se tornou um instrumento comercial para vender máquinas baratas. E como sou apenas um fornecedor, são eles que mandam. "O cliente tem sempre razão?"´, esta não é uma máxima do comércio.
Não encontrei muitas formas de defender o Linux, nem mesmo indo a Brasília falar com a SERPRO, Presidente MAZONI, e entregando um relatório em mãos sobre todos os problemas, algo foi resolvido.
- Um forma de agradar o pessoal seria ter uma ISO menor, sem limitação alguma. SIm estou utilizando a opinião e visão dos amigos como uma pesquisa de mercado, para me orientar e saber como agradar as pessoas que gostam de Linux:
1- ISO PEQUENA 650Mb
2- nem um tipo de restrição
3- de preferencia um livecd com instalador
4- Forum e informação precisa, liberada e grátis.
5- Quanto ao método de comércio, tentamos algo novo que o Marketing Multinivel, totalmente legal e pagando impostos. Mas se a pessoa não desejar, ela
apenas compra o produto sem a necessidade de se afiliar. No cadastro existe esta alternativa. Achamos que iriamos incentivar as pessoas que gostassem do FeniX, indicassem para seus amigos, as 2 soluções, que é o Sistema Operacional e o Navegador Seguro, instalável do Windows para quem desejar.
Desta forma, além dos usuários poderem contribuir com melhorias técnicas, teriam participação nos resultados das vendas, mesmo que em muitos casos, outros vendessem. 80% da lucratividade, seria distribuida aos usuários do Fenix. Com ajuda e apoio, técnico e resultado financeiro, poderíamos, manter um distro da alta qualidade, 100% com características adoradas pelos amantes do Linux. Mas Infelizmente não possuimos os mesmos recursos que a Canonical, para entregar cds em casa sem custo, muito menos condições de manter uma equipe de 100 pessoas, apenas pelo ideal. O recurso finaceiro tem vir de algum lugar.

6- Estou aberto as críticas e análises criticas e construtivas e agradeço pela ajuda. O que pude ver são itens como os citados acima.
Podemos desenvolver uma distro para a comunidade Linux. Mas reforço que lutamos uma luta inglória, pois não existem mais distribuições Linux Comerciais, A Redhat, abandonou seu projeto e o entregou seu projeto a comunidade com o nome Fedora, A Suse, foi comprada pela Novell que é da Microsoft, Mandriva tem passado por graves problemas financeiros. Não sobrou ninguem.
E digo, se não tivermos empresas comerciais lutando por Desktop Linux, a briga do Linux com a Microsoft em Desktop, estará totalmente perdida.
Sabe porque, digo isto?
Porque, nenhum fabricante sério, ira por um Fedora, Debian, Slackware, suportado por comunidades ou algo assim. Não existe suporte ao usuários final, e não em quem resolva os problemas na fábrica. Sendo assim os fabricantes ou vão usar Windows 100% ou vão inserir o Ubuntu sem pagar nada, com vários problemas acontecendo na ponta ao cliente final. Considero isto muito ruim para o Linux.
Quero apenas esclarecer, que se quem gosta de Linux, não apoiar alguma distro comercial nem que seja em 0,10 centavos, nunca poderemos ser levados a sério em Desktop OEM, e acreditem o que sae instalado de fábrica faz diferença, para as pessoas. Muitas estas tendo o primeiro contato com informática, e se de cara conhecem um bom Linux, saimos com vantagens em relação a Microsoft. Na verdade desejo apenas manter meu ideal de poder trabalhar e manter minha empresa forte, para existir opções frente ao Windows OEM nos fabricantes. Pois este é o calcanhar de aquiles da MIcrosoft e é assim que eles ganham tanto dinheiro, não e vendendo Windows ao usuário final!

Agora, o que preciso para conseguir amigos, e pessoas dispostas a ajudar a FeniX, para que seja sua distro preferida? Até sociedade eu estou oferecendo! Estou pedindo apoio técnico e sugestões!
O que mais eu posso fazer para obter a ajuda de vocês?

Abraço sincero a todos.

Ivo Gilberto Martins Júnior
CEO
Fenix System




[45] Comentário enviado por pinduvoz em 11/05/2011 - 19:53h

Não vejo como proibir o uso de Ubuntu, Fedora, Mandriva, OpenSuse e outras distros abertas por integradores. Se não se paga pela distro, é perfeitamente possível que se pague pelo trabalho de instalá-la num computador novo antes de vendê-lo. O que não poderá ocorrer é a apropriação da distro por parte do integrador, salvo pela via da recompilação do código-fonte com a eliminação dos caracteres distintivos (como no CentOS, clone do RHEL, que não usa nada que seja propriedade da Red Hat).

Ao instalar o Ubuntu, por exemplo, o integrador não estará explorando a marca de terceiros, pois ele pode afirmar que "vende" Ubuntu pré-instalado (vende o serviço de instalação), que presta ele mesmo suporte ao usuário final (serviço, mais uma vez, e muitas vezes obrigatório) e também que se o comprador ou usuário final quiser, poderá adquirir o suporte da própria Canonical, dona do nome e marca Ubuntu. Aliás, nas informações sobre o produto deverá constar que "Ubuntu" é marca registrada da Canonical.

===

<< Porque, nenhum fabricante sério, ira por um Fedora, Debian, Slackware, suportado por comunidades ou algo assim. Não existe suporte ao usuários final, e não em quem resolva os problemas na fábrica. Sendo assim os fabricantes ou vão usar Windows 100% ou vão inserir o Ubuntu sem pagar nada, com vários problemas acontecendo na ponta ao cliente final. Considero isto muito ruim para o Linux. >>

Ora, se o sujeito não quer pagar pelo OEM, ele vai ter que arranjar uma equipe que cuide da instalação e que deixe o computador funcionando a contento, senão ele próprio vai se queimar.

Quem pensa diferente que me desculpe, mas se eu compro um computador com Linux instalado e ele não funciona, vou culpar primeiro quem me vendeu a "porcaria", ou seja, o respectivo fabricante.

E se não existe suporte ao usuário final, nada impede que ele seja criado, como se vê aqui:

http://system76.com/

http://www.emperorlinux.com/

http://www.linuxcertified.com/



[46] Comentário enviado por julio_hoffimann em 11/05/2011 - 20:19h

Ivo,

Concordo com o que o André falou. Complementando... Essa história de que a imagem do Linux vai ser denegrida por conta dos fabricantes não faz muito sentido.

Como exemplo real, tenho um laptop de 2 anos atrás montado pela Microboard que veio com o Kubuntu redondo. Se não me engano a Megaware está vendendo computadores com o Ubuntu pré-instalado. Isso é uma ótima experiência para o usuário final.

Outro ponto que merece destaque, a RedHat largou o desktop justamente por ver que ali não ganharia dinheiro. Por mais que você queira atingir o público doméstico ou de pequenas/médias empresas isso nunca lhe oferecerá retorno do ponto de vista de software. Sempre existirá aquele funcionário "desenrolado" que tratará de instalar uma distribuição menos burocrática para resolver os problemas da empresa, e ele conseguirá fazer isso apenas com a ajuda da comunidade, pois os problemas geralmente são acessíveis e não exigem qualificação avançada.

Se você acompanhar durante um mês o fórum do site, verá que, vez em quando, aparecem usuários indignados com o Linux pois o que conhecem é Satux, Insigne, Fenix e outras distribuições que tentam facilitar, mas terminam complicando, reinventando instaladores por exemplo. Os gerenciadores de pacotes talvez sejam uma das coisas mais robustas que o sistema oferece e dizer que muitos aplicativos instalados ocasionam problemas é no mínimo intrigante.

Antes de mais nada, uma organização deve escolher bem o seu público-alvo, do contrário será apenas desperdício de recursos.

Abraço!

[47] Comentário enviado por removido em 12/05/2011 - 01:49h

Gigagiboia,

Pegando um gancho na ideia dada pelo Pinduvoz sobre suporte, você já ponderou criar um fórum que agregue os usuários do seu sistema? Não um fórum fechado somente aos usuários, mas aberto a todos.

Assim ao mesmo tempo em que ofereceria um ambiente de suporte, também serviria para que os usuários trouxessem mais pessoas para conhecer o que a sua empresa oferece. E pudessem discutir sobre o sistema, propondo ideias e participando no desenvolvimento daquilo que eles mesmos usam.


[48] Comentário enviado por clickbr em 12/05/2011 - 21:41h

@Teixeira e @CelsoRod, muito apropriado seus comentários. Nem pensar colocar uma distro experimental em servidores ou desktops dos nossos clientes, devido ao fato da estabilidade e solidez que um debian da vida ou slackware nos proporciona. O modelo de negócio é legal, mais a forma proposta não foi legal mesmo. Temos que aprender a fazer negócios com software livre e o formato é bem como o @Teixeira expôs. Muito bom o tópico, parabéns pela iniciativa @Gigagiboia, sucesso!

[49] Comentário enviado por gibagiboia em 13/05/2011 - 14:39h

Pessoal, estou lendo atentamente, todas as opiniões e idéias, e estudando com nossa equipe para colocar em prática. Mas peço o seguinte, baixem esta versão 3.0 e instalem e me dem seus pareceres.
Pois Forum é fácil criar como disse o Celso e pretendemos fazer, isto. Uma distro menor, livre sem trava poderá ser feita também. COm base no que ja possuimos e se a pessoal desejar ela instalar o restante dos pacotes diretemante dos nossos servidores, através de softwares com auto-instaladores feitos pela FeniX, como fazia o Kurumin, lembram?

Faço a seguinte, pergunta? se inserisse nessa nova versão a seguinte mensagem: "Este software e de uso livre e ilimitado para quem utiliza para seu uso pessoal, empresas ou fabricantes que lucrem de alguma forma, não devem utilizar o mesmo sem autorização!"

Pegaria mal? Qual a visão de vcs? Vcs utilizariam um SO bem produzido e testado, com base debian estavel, com kde4, ISO de 650Mb, com atualizador e forum livre a todos. Com Painel de Controle, e vários facilitadores, semelhantes ao antigo Kurumin?

Celso, Teixeira e os demais amigos, que puderem opinar, eu agradeço!!!

Abraço a todos.

[50] Comentário enviado por pinduvoz em 13/05/2011 - 18:19h

"Este software e de uso livre e ilimitado, mas quaisquer instituições, com finalidade lucrativa ou não, só poderão utilizá-lo ou dele dispor sem que desse uso ou disposição advenha renda direta, salvo se para tanto obtiverem prévia autorização".

A frase acima está de acordo com a GPL, na minha opinião.

[51] Comentário enviado por rogerio pg em 15/05/2011 - 00:18h

comprei um pc que veio com o fenix não gostei da interface grafica o KDE formatei instalei o ubuntu.

[52] Comentário enviado por removido em 15/05/2011 - 19:35h

Ivo,

No caso da mensagem, só uma pergunta. No caso de uma empresa de design e marketing quiser usar seu sistema, ela terá que obter autorização? Ou esta mensagem, se refere a grandes empresas? Eu também acho que está de acordo com a GPL, mas gostaria de saber sobre esta questão.

Sobre usar o S.O. .. Sim eu gostaria de fazer um teste e derepente até utilizar mesmo. Mas não vou negar uma coisa. Com esta trava de 5 dias, nem pensar.
Acho que é até justo dizer o porque. Veja! A maioria dos usuários fiéis do Linux, entre os quais sou um, vieram do uso de um sistema que já era assim. Totalmente comercial, com trancas, seriais, etc... Um sistema que de certo modo uma vez comprado passava a ser "proprietário" de quem o comprou. E isto é apenas um item na fila!
Sinceramente, eu não quero isto para mim nunca mais! Veja que eu não sou contra a pagar por um software, mas sou contra a ficar prisioneiro dele.

É sério, retire as limitações do seu software e você verá a expansão que ele vai ter. Os próprios usuários o divulgarão! E eu usaria sim. Não vejo porque não, neste caso.


[53] Comentário enviado por Slacker em 17/05/2011 - 11:29h

Ah,Fenix linux. Lembro que meu netbook veio com essa distribuição, eu até cheguei a usá-la por um tempo, mas aí fui me decepcionando gradativamente, primeiro quando não conesgui fazer o sistema rodar em 1024x600 numa placa intel! Segundo, não me lembro de ter conseguido fazer atualizações nele, e a gota d'água veio quando durante a instalação de softwares recebo a mensagem de espaço insuficiente em disco, no meu hd de 250 gb (é um netbook philco phn 10001, o primeiro a ser vendido pela marca comprado em 2009)! Fui lá no bom e velho fdisk e descobri que haviam sido criadas uma meia dúzia de partções de 4GB e o Fenix utilizava apenas uma delas, me senti enganado, e acabei formatando e instalando o winblows xp para o meu velho e o bom e velho slackware para mim, slack bootou, instalou e a única coisa que eu precisei configurar foi um usuário novo o resto foi tudo detectado e configurado aitomaticamente sem problemas, até mesmo a resolução do monitor e o wifi! Não é à toa que os modelos posteriores da Philco vêm com Win7 ou Mandriva.

Aí está o depoimento de um consumidor insatisfeito.

[54] Comentário enviado por gibagiboia em 18/05/2011 - 15:17h

Sim, vc diz que esta insatisfeito eu respeito, isto!! Mas vc se sentiu enganado, Porque? Acho que por falta de informação!!!
O FeniX, sai de fabrica com 25Gb de espaço para usuário, sabe porque? porque se vc desejar adicionar o WIndows com ele fica bem fácil.
Existe um aplicativo no Painel de Controle que redimensiona automáticamente o HD, para liberar o resto do espaço. Mas este é o problema dos usuários, se eles não
entendem algo, vão logo denegrindo e falando estas coisas. Vários botões de funcões do seu note, seu velho e bom slackware não detectou. Só porque é diferente não quer dizer que seja ruim.
Só para constar existe sim uma partição a mais de 4Gb, junto com o FeniX sim, sabe o que ela faz, recupera seu HArdDisk sem perder seus dados, conserta o sistema operacional, fazendo backup automático de seus dados, Algo que seu bom e velho WIndows não faz.
Sabe gente, estou muito cansado de críticas simplistas, denegrindo nosso trabalho. Se ele teve problema em configurar o vídeo, que até agora foi a única coisa errada que percebi, era so falar com o suporte que ajudaríamos vc. Se não funcionasse no velho e bom slackware vc ia ligar para quem?

Desculpa eu não ter paciência, para pegar leve!! Mas cansa críticas!! o tempo todo!!!

Estamos em um processo de escutar todas as coisas boas que usuários avançacos como Celso, Teixeira e outros nos disserem, cada pequeno detalhe esta sendo avaliado e anotado. Mas críticas como estas, ajudam muito pouco.

Obrigado a todos.

ps. Retiraremos as limitações Celso e faremos uma versão com as características comentadas neste POST, a Versão será chamada de FeniX VIVA o Linux. Em homenagem ao site!!! Pois sem ele não haveriam estas melhorias.

Gilberto

[55] Comentário enviado por removido em 19/05/2011 - 02:29h

:S

Olha Gilberto, se um consumidor insatisfeito reclama, ele deve ser ouvido e tratado com respeito!
Uma pessoa só reclama de algo se estiver se sentindo frustrado com aquele algo. Pode ter certeza de que é assim.
Uma das coisas que gostei neste fórum é que aqui não tem moleque! Ninguém está aqui brincando ou inventando lorotas.
Se o rapaz reclamou, eu acho que ele deve ser ouvido e creditado. Mesmo porque não é somente ele que está a reclamar, não é? Então por favor...
A gente vem aqui, dá idéia, opina... e também reclama. Se tudo isto for ouvido e ponderado algo muito bom pode surtir daí!
Agora se para cada critica você já vier com paus e pedras, então sinceramente não adiantará fazer nada!
Ou você acha que uma vez o fórum aberto, não aparecerão consumidores insatisfeitos primeiramente criticando?
Aparecerão sim!! E esteja pronto! Porque não serão poucos!
Mas em contrapartida, muitos destes estarão dispostos a ajudar também!
Basta você ouvir, anotar tudo, demonstrar um real interesse em cada caso. Até mesmo em uma critica que você considere simplista, porque a pessoa do outro lado é um ser humano. E se você olhar pelo lado empresarial, ele é um cliente!
É justamente com paciência! Justamente isto! Que você poderá tornar o seu produto em algo muito melhor do que hoje é e que com o tempo vá recebendo menos e menos criticas.
No entanto não existe um único produto no mercado que esteja totalmente livre de criticas. Pensa nisto, porque é sério!

[56] Comentário enviado por Slacker em 19/05/2011 - 11:14h

E manual que é bom nada né. Eu na posição de consumidor e usuário final, ao adquirir um equipamento o mínimo que eu espero é que o equipamento atenda às especificações oferecidas. No próprio adesivo que vem colado ao lado do touchpad estão as especificações, lá está escrito: HDD 250 GB, logo, caro colega, 25gb não são 250gb, e onde está notificado que há a possibilidade de alterar o tamanho da partição? Não há manual. O cliente/usuário final não quer saber de ler quilos de páginas de manual ou passar horas na internet, ou pior ainda pagar para um PROFISSIONAL ter que ajustar o que ele acabou de adquirir. O sistema no geral não é ruim, eu até gostei, apesar do fato da resolução estar bagunçada, talvez com um upgrade esse bug desaparecesse. Um bug desses não poderia acontecer. Ou vocês não testam o OS antes de embarcá-lo? Foi nisso que eu pensei.

Veja não estou falando por mim, estou passando a experiência que eu e meu pai tivemos, meu pai queria devolver o netbook no mesmo dia (ele é usuário final total), eu fui lá e fiz os primeiros upgrades necessários e o negócio não foi. Ninguém quer ter que ficar ligando para suporte no mesmo dia em que compra um equipamento.

Vocês como empresa, devem se lembrar que o usuário final não quer saber de burocracias e politicagens, o usuário final quer ligar o equipamento e vê-lo funcionar (vide Apple).

E não adianta dizer que está cansado das críticas, tu está na linha de frente, brother, tem que ter maturidade e profissionalismo, caso contrário, o consumidor vai achar que sua empresa nada mais é do que uma empresa de kiddos. Profissionalismo conta e muito, só a propaganda hoje em dia não dá mais conta do recado.

Dsejo sucesso aí pra vocês, eu fiquei frustrado mas não magoado :p

E esse lance de "se não funcionasse no bom e velho slackware" é lenda. Lá tudo funciona :p

Sandro Cristiano vulgo Slacker

[57] Comentário enviado por clickbr em 24/05/2011 - 21:51h

@gibagiboia, realmente o que incomoda e muito nas comunidades, é o camarada achar que todo mundo tem que saber como ele. O famoso googla meu filho, pro cliente não resolve. Ele quer sim um suporte especializado e pronto para atender-lo, às 24hrs do dia, afinal ele é cliente e quer ser atendido. Algo que tem dado certo no meu caso, é deixar o VNC ligado com senha e dar suporte remoto dos casos mais urgentes quando o cliente precisar de ajuda, isto tem dado certo, no windows uso o showmypcssh, ótimo programa para suporte remoto. Mais sempre pronto para ajudar até numa questão mais simples como atualização do MSN, em sério, tem clientes que pagam para fazer este serviço remoto. O cliente tem que ser tratado muito bem e com muito carinho. Graças a Deus é o que tem dado certo até hoje o meu trabalho. E volto a comentar o que o @CelsoRod escreveu, aqui nãotem muleque, como em outras comunidades que ficam com lero lero de linux, vale a pena ler estas críticas.

[58] Comentário enviado por fernando sammet em 26/05/2011 - 16:35h

Boa tarde amigos.

É fundamental que haja criticas a um produto para futuras melhorias, entendo também que é extremamente difícil desenvolver um sistema que agrade a todos, se o sistema for leve e básico não ira agradar o usuário final mais leigo que ira criticar por não ter tudo na palma da mão sem esforços e mencionara que o sistema não atende a suas necessidades como Usuário final, caso o sistema seja completo tendo tudo "mastigado" usuários avançados acharam o sistema poluído e sem atrativo já que conseguem moldar o sistema a sua necessidade sem esforços, e homologações que foram mencionadas acabam ficando em segundo plano já que o próprio Usuário possui conhecimento suficiente de compilar um driver ou kernel a seu gosto.
Acredito que deva existir bom senso do usuário em saber que muitas vezes o que não é solução ou viável para ele é para outros outros usuários e respeitar isso.
A historia de que o cliente sempre tem razão na minha humilde opinião é ilusória, qualquer pessoa que tenha lidado com publico sabe que por mais que faça tudo para agradar, muitas vezes o cliente ainda sai insatisfeito isto levando em consideração que a pessoa que esta vendendo ou prestando serviço tem a obrigação com o cliente dentro das normas da empresa e das leis do código de defesa do consumidor. As criticas construtivas a um produto são sempre bem vindas porém criticas para denegrir algo e que não sejam objetivas apenas causaram discórdias e discussões inúteis.

Tive a oportunidade de ver e utilizar a linha de notebooks/netbooks da Philco ano passado, realmente faltavam informações em geral (não sei como esta hoje em dia), mesmo assim com pouco de paciência consegui todo tipo de informação sobre hardware, versões de BIOS e software em uma simples ligação.

Assistência e suporte de um produto é fundamental hoje em dia, para serviço autônomo é ate bem lucrativo, para empresas que pagam impostos o custo é alto e hoje no ramo de tecnologia é necessário que ate mesmo para atendimento se possua formação pelo menos a nível técnico.

Abraços.

[59] Comentário enviado por removido em 29/05/2011 - 18:45h

@fernando sammet,

Concordo com você, em parte de seu exposto. Apenas com uma ressalva.

O cliente sempre tem razão! E isto não é uma ilusão! Mas não é somente o cliente que a tem, todos nós seres humanos a temos.

A razão é um atributo da mente racional e resultante do silogismo. Portanto, basta haver um pensamento racional para que a razão necessariamente esteja presente.

No entanto, nem sempre aquele que tem a razão está de fato correto! Assim como entre a razão e a retidão há uma diferença abismal, também.

Eu também lido com público o tempo todo. E há sim, dias em que o stress está lá acima! Mas nestes anos todos aprendi que a única coisa que a pessoa(cliente) do outro lado quer e espera é sentir-se respeitada!

Acredite! O vendedor nem mesmo terá que se preocupar com as leis do código de defesa do consumidor, se realmente colocar o bem estar do cliente acima de tudo! Pois quando se trabalha visando o bem estar alheio, o vendedor já estará automaticamente seguindo tais leis.
Mas isto não é algo fácil para muitos entenderem! E é até compreensível que não entendam, neste momento de ganância cega pelo qual o mundo passa. Onde ganhar é mais importante até mesmo que aquele que ganha.

Desta forma e dentro deste modo de pensar, muitas empresas e consequentemente muitos vendedores, perdem a própria retidão em função do ganho. Usam de sofismas e artifícios sensacionalistas de venda sem visarem em momento algum o bem estar do cliente e chamam a este proceder de "normas da empresa". E deixam, com isto, de estarem corretos para com o cliente que neles confiou!

O bom senso, que também é o fazer bom uso da razão, deve vir primeiro da empresa para o cliente e não o contrário. O cliente compra porque confia naquilo que lhe é informado pela empresa e também pelo vendedor. Se o que lhe é informado não condiz com a realidade, não é o cliente que tem que respeitar isso! Porque ele próprio já está sendo desrespeitado.





[60] Comentário enviado por feitosagoncalves em 12/06/2011 - 13:53h

Saudações,

Testei o Fenix no começo de 2009. Na época comprei um PC Zmax (Dual Core E2200 2.2GHz 4GB 320GB DVD-RW Linux), minha ideia era justamente comprar um PC com linux por ser mais barato e instalar o windows assim que chegasse. O Fenix foi o que me fez querer testar (havia até um vídeo me estimulando a fazê-lo, o que achei bacana).

Gostei do sistema mas na época morava num pensionato e recebia minha internet era proveniente da rede do PC windows de um amigo que morava em outro quarto e tivemos dificuldades em fazer a conexão funcionar, contatei o suporte e ainda me cadastrei no fórum do fenix mas a demora me fez desistir e voltar pro windows, sendo que (e isto é o que eu considero mais positivo) o Fenix me fez ter interesse pelo mundo linux, meses depois aderi ao Ubuntu. Também tive dificuldades (p.ex. codecs, encontrar bons programas de conversão), mas a existência de uma comunidade maior me permitiu superá-las.

Ainda me considero um leigo em matéria de computação e uso isso como um argumento pró-linux: não sou um expert e consigo me virar muito bem!

Não tenho mais o CD (ou DVD, não lembro) do Sistema Fenix que veio com meu PC Zmax mas ainda penso em voltar a testar o Fenix no futuro. Minha sugestão para o pessoal do Fenix é: procurem criar uma comunidade cativa de usuários, talvez disseminando essa proposta do registro em troca do e-mail (com link da contribuição) e estimulem a participação dos usuários no fórum, muitos dos meus problemas no Ubuntu se resolveram porque outra pessoa que teve o mesmo problema já o debateu num fórum.

Talvez fosse o caso de idealizar uma estratégia de divulgação e estímulo ao uso parecida com a do envio de CDs do Ubuntu... Não necessariamente algo tão dispendioso, quem sabe a liberação do registro gratuito ou a um preço simbólico de versões antigas dos sistema também ajudasse na consolidação da comunidade de vocês.

É isso, são sugestões de um leigo, baseadas na minha experiência em 2009 (de repente tudo mudou desde então) e em rápido passeio no site atual de vocês, mas são dadas de boa vontade. Desejo sucesso!

[61] Comentário enviado por feitosagoncalves em 12/06/2011 - 13:56h

Ah, mais uma sugestão que esqueci de colocar no post anterior, considerando o tamanho da iso, será que disponibilizar e estimular o compartilhamento via torrent não seria uma boa?

[62] Comentário enviado por gibagiboia em 13/06/2011 - 14:34h

A solução via torrent é uma boa. Obrigado, pelas boas idéias estamos analiasando e em breve lançaremos uma versão especial para quem gosta de Linux, esperamos que a comunidade nos ajude, a divulgar nosso trabalho quando lançarmos esta versão.

Abraço a todos.

Gilberto
FeniX Systems

[63] Comentário enviado por feitosagoncalves em 22/06/2011 - 00:06h

Quando fiz meu comentário avisei ao pessoal do Fênix por e-mail, o que eu queria era apenas que eles considerassem minhas críticas, tanto que nem pedi o registro, até porque estou feliz no Ubuntu.

Fiquei surpreso quando me responderam no dia seguinte com o registro, achei bacana, tanto que irei particionar e instalar o Fênix em dual boot! Vou testar e na medida do possível, irei contribuir com novas sugestões!

Fica aqui meu muito obrigado! Não postei antes porque esses fim de semestre está sendo terrível!

[64] Comentário enviado por bilufe em 20/01/2012 - 13:54h

Alguém conhece um usuário do Fenix Linux?
Pois todo mundo que comprou um computado com o tal jamais permaneceu com ele.

Será que o Fenix está no mesmo nível de distros como Satux e Insigne que nem os mais adeptos do Linux gostam?

[65] Comentário enviado por gibagiboia em 20/01/2012 - 14:24h

EHehehe, vc é fiscal de Linux, ou trabalha na Insigne, para afirmar uma coisa destas, conheço usuários de utilizam a anos o FeniX LInux, bem satisfeitos.
Só não passo uma relação por e falta de confidencialidade das pessoas, mas se elas deixarem te passo uma boa lista.
Esta é boa eihmm, poxa!! Incrível os cometários do povo!!! so rindo!

[66] Comentário enviado por removido em 29/05/2012 - 05:26h

Algumas palavras possuem múltiplos sentidos:

"Insigne deixa a máquina Insignificante".

Insigne nunca deu certo comigo.

Todas as outras alternativas são bem vindas desde que todos ganhem.

Isso inclui toda a comunidade de software livre, não importa se seja colaboração, abertura de código, auxílio a testes, desenvolvimento ou até doações em algum bem ou valor como para o Debian, por exemplo.

Até um tempo atrás, uma porção de manuais de Linux traduzidos para Português tinha os e-mails dos funcionários da Conectiva que trabalharam na tradução.

A Conectiva mantinha uma lista de programação boa também. Por algum motivo ela fez uma "fusão mandraque" e virou história.

Agora com o Projeto Mageia, a Conectiva vai virar história da história.

Qualquer dúvida sobre o que é ético ou não em software livre, sugiro a leitura da GPL, com a máxima: Free software isn't Free Beer.

Free possui dois significados em inglês:

- Livre, de liberdade, de como bem se quiser.
- Grátis, de que não se paga valor, quantia ou troca.

Se querem saber mesmo O QUE É uma coisa complicada, procurem por BLANES. Tanto a distribuição como o gerenciador.

Cara de WxxxxXXX, baseado em Debian, com um projeto de código aberto que foi fechado e posteriormente cobrado e licenciado.

E por último: Software Livre é Darwiniano. Se não for bom, o projeto não sobrevive, nem evolui. Projeto ruim só sobrevive se for monopólio de software pago. Com todo o respeito aos engenheiros.

[67] Comentário enviado por aprendinolinux em 29/12/2014 - 12:57h

Todos os links do atual artigo estão desatualizados.
No fórum um cliente e novo usuário precisando de suporte.
Quero ajudar, mas a empresa precisa dar retaguarda.
A migração do atual cliente poderá ser feita para outra distribuição ou não.
Vai depender do quanto a empresa fornecedora tem em conta seus clientes.
Link no fórum: http://www.vivaolinux.com.br/topico/Conhecimento-Livre/Icones-da-tela-inicial-sumiram

Página da empresa: http://www.sistemafenix.com.br/ produtos.
Suporte ZERO sobre dúvidas comuns.
Nota Zero para passo a passo de instalação.
Nota Zero para suporte colaborativo.
Nota 1/2 para formulário de contato.

Poxa vida, o GNU/Linux precisa de ajuda de empresas para seguir em frente.
Nem só de iniciativas revolucionárias se alimenta o estômago vazio.
Iniciativas como estas deveriam entrar no quesito colaborativo com honras e méritos.
Sinto muito pelos clientes que estão recebendo este produto e possuem apenas este portal para tentarem fazer seu suporte.

Sou e sempre serei a favor de compartilhar conhecimento.
As vezes este conhecimento ( suporte ) pode ser cobrado.
As pessoas precisam viver.
Eu vivo de desenvolvimento, mas mesmo assim procuro colaborar.
Apenas retorno o pouco que aprendi para a comunidade.

ps: Os comentários da galera possam ter me influenciado ? De forma alguma, nem tive paciência para ler todos rsrs. Estou é preocupado com a pessoa que comprou uma máquina e percebi que ela terá dificuldades para manter seu sistema atualizado. Ou se for o caso, inovado.
Meus R$ 0,50 cents habituais....

Saindo pela esquerda porque vou levar borduadas rsrs.



[68] Comentário enviado por gibagiboia em 29/12/2014 - 13:15h

Caro, usuário não e justo nem digno seus comentários, pois falta-lhe dados!! Primeiro nossa distribuição esta de graça para ser baixada, se não pagou nada não reclame ou resolva o problema e envie a solução. Neste período do ano estamos de férias até dia 05 de janeiro, como todas as fábricas de computadores brasileiras. A próposito elas nem existem mais 25 fábricas nacionais fecharam.
E os poucos fabricantes que sobraram ou pirateam nosso sistema ou usam lincenças expiradas velhas. Prejudicando o cliente final. Trabalhamos desenvolvendo um sistema a 14 anos. Tentamos milhares de vezes investir em forum colaborativos e pedir ajuda no desenvolvimento nunca tivemos qualquer retorno e não adianta dizer que isto existe no Brasil porque é mentira. Porque vc acha que BIGLINUX e KURUMIN, pararam, porque simplesmente os desenvolvedores levam a distro nas costas so recebendo críticas e exigências de usuários como você. Que nada fazem e querem apenas desfrutar das distros e não venha com a estória que pagaria porque isto é outra mentira. O Pessoal que gosta de Linux em geral quer tudo de graça, tem um prazer nisto. Não são em geral bons consumidores na área. Talvez comprem um iphone para ficarem na modinha mas nunca uma distro ou suporte!!! Ou se engajam de verdade no desenvolvimento de algum projeto que não seja para seu próprio bolso. O que mais vejo são usuários querendo se aproveitar de soluções livres para encher seus bolsos. Então acho melhor pararmos por aqui. Pois tenho mais o que fazer. Se acha que fui grosso e porque me contive muito em minhas palavras.


[69] Comentário enviado por aprendinolinux em 29/12/2014 - 18:07h



@gibagiboia escreveu:
"Primeiro nossa distribuição esta de graça para ser baixada, se não pagou nada não reclame ou resolva o problema e envie a solução. "



Nada mais a declarar...

[70] Comentário enviado por hikari em 02/01/2015 - 17:04h

Comprei da Gigantec pc i903 Certo com Fenix/Linus instalado. Não tem nenhum manual, periféricos como impressora, câmera não funcionam só conectando nem orientação sobre isto. Nesta tentativa de instalar os periféricos essenciais para mim, apagou a imagem ficando apenas tela branca. Procurei por tudo assistência ao soft e só encontrei na Fagundes distribuição que me reinstalou o sistema operacional, mas há algo errado nas letras que aparecem na tela, particularmente na tela como nesta que escrevo letra n fica r, a fica s invetido, em algumas partes da escrita, acho que corta alguma parte da grafia .Liguei para empresa desenvolvedora que não me dá retorno. Agora mesmo estou vendo que a barra de retorno não obedece corretamente... Assim fica difícil até de escrever até de ler.
Pergunto ao gibagiboia, Onde que tem assessoria técnica já que paguei por este sistema que não está me atendendo em nada?

[71] Comentário enviado por gibagiboia em 05/01/2015 - 11:31h

Caro Hikari, na verdade sua máquina deveria sair perfeita de fábrica e testada, não acha?
O Fabricante não deveria instalar uma versão incompatível do FeniX com seu hardware não acha?
Existe um processo chamado de homologação e a responsabilidade da fábrica fazer e quando tem algo errado ela deve falar com a FeniX e liberar os computadores em perfeito estado.
Mas ja que me parece que nada disto foi feito e esta tudo errado, poderemos tentar ajudâ-lo! Dia 05 abrimos novamente o atendimento.
VC pode ligar para (41) 30130080 ou mandar email para suporte@sistemafenix.com.br para pedir ajuda.
Quanto aos erros mencionado parece um grave bug que sistema que nunca vimos, por isto o fabricante deve ser responsável e fazer testes e homologação.
POis desta forma quem passa por incompetente somos nos a FeniX, isto aconteceu inúmeras vezes com várias fabricantes. Não podemos obrigar eles a respeitarem o processo correto, isto e um problema muito sério.
Mas quero lhe ajudar.
Quanto a webcam vc tentou acessar ela pelas configurações-> Webcam ( pois a maioria dos drivers existentes em LInux foram instalador no FeniX) ele deveria achar a mesma.
Acho que a melhor alternativa para vc e utilizar a versão 4.5 do FeniX que esta na área de DOwnload em nosso site e gravar uma ISO em DVD e utilizar o instalador padrão. Ela tem suporte a muitos dos hardwares de mercado. Mas é mais pesada.
Vá em download e baixe a mesma depois de ser salva em Desktop, insira um DDV virgem na gravador e clique duas vezes sobre a imagem, irá abrir um programa basta clicar em gravar. SInto muito pelo seu incômodo de verdade.




Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts