Fale sobre o Linux, sem precisar agredir a concorrência

Usar esse conceito na hora de falar sobre o Linux pode ajudar a melhorar a forma como o sistema é visto mundo afora.

[ Hits: 7.613 ]

Por: Roberto Oliveira de Lima Junior em 05/04/2010


Falar do Linux sim. Falar mal do concorrente, não



Principais causas/motivos para que usuários Windows continuem vendo o Linux como sistema pequeno e que fazem com que Microsoft continue na boa vida em que está (segundo a minha visão):

A falta de controle na hora de um soldado Pinguim na hora de falar sobre Linux e apresentar suas vantagens. Dificuldade encontrada por usuários do Windows ao migrar para o Linux. E por aí vai...

Está na hora de acordar para o primeiro item que apontei. Tão fácil falar que, o Windows trava, que o Windows é pirataria, que o Windows é inseguro e outras coisas, somente para engrandecer a aparência do Tux diante das Janelas. Mas seria melhor para a nossa imagem, falar sobre o Linux sem precisar agredir de forma direta o Windows.

Tenho como princípio, nunca ficar criticando o Linux ou o Windows ferrenhamente quando vou falar de algum dos dois. Por exemplo, quando defendo o Windows diante do Mac, falo que o Windows tem uma boa parte do mercado de softwares concentrado em si. Que pode ser uma boa fonte de lucro em se tratando de softwares proprietários, aplicações web e inclusive jogos. Falando sobre como o Windows é usado no mundo inteiro e outras coisas assim. Sem precisar agredir o Mac.

E falo do Linux bem também, sobre como ele pode ser rápido nas máquinas, como pode ser bonito sem prejudicar o seu desempenho. Como pode ser vantajoso para um bom aprendizado e interação, aprender a programar nas linguagens disponíveis no Linux. E que se algum erro acontecer, você pode dirigir-se a um dos vários sites sobre Linux e fazer sua pergunta, que tem altas chances de essa pergunta ser respondida.

Legal né? Falar sobre o Linux sem em momento algum agredir ou falar mal.

Isso se torna determinante na forma como é visto o Linux e como são vistos os seus usuários. Usar de erros das Janelas só pra falar do Linux pode enfeiar a nós mesmos. Um usuário leigo irá pensar: Como esse pessoal apela, tão doido por causa de um sistema operacional! Vou continuar no Windows, que apesar dos defeitos, não preciso ficar falando dos defeitos dos outros pra convencer as pessoas a usar.

O que falar sobre o Linux

Então, quão bom e vantajoso seria falar de como o Linux é, sem precisar apelar. Vou escrever abaixo, alguns pontos a serem destacados, e que podem ser usados a favor do Pinguim^-^:
  • Estabilidade: Um dos pontos que me influenciam ao usar o Linux é a estabilidade, que é mantida com muito trabalho e dedicação, e com ajuda inclusive de pessoas como eu. Estabilidade essa que é mantida, passando de versão para versão ou mesmo pode ser aumentada e quem sabe chegar a 100%.
  • Segurança: Outro ponto que pesou foi a preocupação que eu não tenho em relação à segurança. Ao atualizar meu sistema, tenho a certeza de estar atualizando para corrigir bugs que podem afetar o funcionamento do sistema, e mesmo assim que não são tão comprometedores. Uma segurança que consigo manter, mesmo que algumas vezes eu descuide e acesse sites com spywares.
  • Desempenho: Me surpreendi com a forma que o Linux (dependendo da distribuição) pode ter um desempenho satisfatório em algumas máquinas antigas.
  • Crescimento profissional: Ao me aventurar e me aprofundar um pouco mais no uso do Linux, percebi o quão vantajoso pode ser construir softwares dentro de uma comunidade que se ajuda, uma comunidade que pode ajudar com o crescimento profissional de um programador iniciante ou até mesmo experiente.
  • Ajuda com relação ao sistema: Quando tenho dúvidas, elas podem ser solucionadas quando eu acesso alguma comunidade sobre Linux e posto elas. Ou mesmo quando pesquiso, noto que pessoas que tiveram as mesma dúvidas que eu, tiveram suas dúvidas solucionadas.

Viram só? Tão fácil falar bem do Linux e sem nem tocar no nome Windows. Isso que nem falei do design do Linux, das opções de personalização e as várias vantagens do software livre (como não ter de pagar por ele). Sem falar também, que é só ter uma curiosidade ao mudar para o Linux, que você pode aprender muito do sistema e até pode resolver problemas sozinho e ajudar os outros.

Apresentar o Linux como ele é, de verdade, torna-nos pessoas mais bem vistas e aí sim engrandece a imagem que o Linux tem construído perante o mundo da tecnologia.

Considerações finais

Então...

Que tal se você que defende o Linux e quer mostrar como ele é bom, começar a falar bem do Linux sem precisar falar mal do Windows?

Será vantajoso para você e para a comunidade. Será tão legal um dia ver seu nome em algum artigo que diga: Fulano usa Linux, e mostrou como é bom e vantajoso usar o Linux. Mostrou como pode ser, usando uma ética e uma linguagem honrosa, sem golpes baixos.

Eu posso citar um usuário pelo qual tenho admiração: eu!noel. O camarada fez um artigo falando sobre Arch Linux, apontando as vantagens de se usar o Arch Linux etc. Falando numa linguagem limpa, leal e ética. Sem precisar agredir outras distribuições ou o Windows.

Agora pare e pense, se você começar a utilizar essa forma de falar sobre o Linux, como aumentará a credibilidade do Linux. Pule para mais uma centena de pessoas que vão fazer o mesmo. E um pouco de exagero em cima, pense se mil pessoas lessem, se conscientizassem e começassem a falar de maneira bonita sobre o Linux. E agora se essa moda pegasse no mundo inteiro? O GNU/Linux seria visto como sistema que possui uma comunidade que é ética, que respeita os adversários sem precisar agredir e apelar.

Só para usar um exemplo: Casas Bahia e Insinuante são duas lojas concorrentes no atual mercado. Quando vão fazer propagandas, as duas lojas falam de suas vantagens (as ofertas, e no caso da Insinuante, a senha), isso sem falar mal uma da outra. Como resultado, ambas as lojas ganham público, uma de mais e outra de menos, mas isso só depende da qualidade no atendimento e também dos preços.

Se a Insinuante começasse a falar mal da Casas Bahia, ia perder uma grande público, por falta de educação e respeito.

Bom, espero que tenha deixado claro a minha ideia: uma concorrência respeitosa sem precisar agredir o concorrente ou ficar apontando seus defeitos.

Obrigado a você que acaba de ler esse meu primeiro artigo e boa sorte quando for falar do GNU/Linux.

Só para constar, antes de postar o artigo, eu dei uma pesquisada para poder ver se existia algo parecido ou igual. E para minha surpresa, achei um artigo que quase aborda o mesmo tema:
   

Páginas do artigo
   1. Falar do Linux sim. Falar mal do concorrente, não
Outros artigos deste autor
Nenhum artigo encontrado.
Leitura recomendada

Por quê o Linux não emplaca como sistema para Desktop

O que é o OpenDocument Format

5 fatores (subjetivos) que tornam o software proprietário insustentável para as micro, pequenas e médio empresas

Software Livre - GNU x LPG e o Governo x Economia (parte 2)

Tux, o cabo eleitoral

  
Comentários
[1] Comentário enviado por volcom em 05/04/2010 - 13:58h

Concordo!!!

Na minha humilde opinião, TODOS os sistemas tem seus pontos fortes e fracos.

O mais importante é saber como integrar todos eles e tirar proveito do que eles tem de melhor!

Parabéns pelo artigo!

[2] Comentário enviado por _Dash em 05/04/2010 - 15:17h

Obrigado, volcom, principalmente pelo elogio ao artigo!
É, todos os sistemas tem seus pontos fortes e fracos. É mesmo importante saber como integrar todos eles e tirar proveito do que eles tem de melhor. Por isso, acho que uma concorrência saudável é o essencial, como falar do Linux sem precisar agredir a concorrência

[3] Comentário enviado por ravishi em 05/04/2010 - 16:26h

Ótimo artigo. Esta é uma idéia que começava a germinar em minha mente. Quando migrei para o Linux fiz sua propaganda a um amigo da "maneira errada" (considerando a maneira certa como esta aí descrita). Acho que o assustei. Hoje em dia, tento me redimir com esse meu amigo apresentando a ele muitas coisas "legais" do Linux, sem precisar falar mal do outro sistema. Já noto que sua opinião mudou muito. Creio que em breve ele testará um sistema Linux, e se testar, estou certo que não irá querer saber de outro SO.

[4] Comentário enviado por removido em 05/04/2010 - 16:50h

muito bom

[5] Comentário enviado por andrezc em 05/04/2010 - 19:12h

Eu acho bobeira essa coisa de agredir outras plataformas...o pessoal vê isso muito como uma religião, eu acho isso errado. Eu vejo os sistemas operacionais mais como uma solução corporativa.

[6] Comentário enviado por izaias em 05/04/2010 - 19:25h

Todo mundo tem uma maneira adversa de defender suas opiniões. Põe-se aí a persona da pessoa e seu nível de conhecimento.
Mas aquilo que realmente tem muitas qualidades, no caso do software livre, com certeza os "flame wars" já foram bem mais pesados no passado. A grande maioria que o utiliza hoje, está mais encantada do que com raiva.
Hoje é mais fácil defender o Linux de forma amigável porque os desenvolvedores colaboraram para isso. As distros estão mais modernas e a cada lançamento mais estáveis. O nível de aceitação só tende a aumentar. E a exaltação das qualidades do Linux será um processo natural, sem fanatismo, claro!

O tema é bem oportuno.
Parabéns!!!

[7] Comentário enviado por adsonrenato em 05/04/2010 - 22:17h

muito boom Parabéns..

[8] Comentário enviado por mcnd2 em 05/04/2010 - 22:55h

Parabéns pela idéia.

Isso só nos faz ter mais satisfação de falar do GNU/Linux.

[9] Comentário enviado por ricardok2 em 06/04/2010 - 01:30h

Fanatismo e Extremismo não levam a lugar nenhum.
Quando se é fanático não se está aberto para a opinião dos outros, e se você não está aberto para discussão, porque o outro deve estar?

Fã Boy é a coisa mais irritante que existe :P

[10] Comentário enviado por bergcc em 06/04/2010 - 09:17h

"Falar do Gnu/Linux sem agredir a concorrência torna a aceitação mais amigável."

Parabéns pelo artigo!

:)

[11] Comentário enviado por elvanineto em 06/04/2010 - 14:51h

Parabéns! Ótimo artigo!!
Quando comecei a utilizar Linux a muitos anos, eu tinha essa mania de "Flame War".

Hoje com a cabeça mais madura, vejo que não é bem por esse lado, até porque no momento eu penso como profissional. Todo SO pode ser bom em algum caso. Depende de sua necessidade profissional ou até mesmo pessoal.

[12] Comentário enviado por sansimon em 06/04/2010 - 18:02h

Concordo com o artigo , costumo dizer para novos usuários que o GNU/Linux não é tão difícil assim, que apenas é diferente , a uma certa arrogância na comunidade que na minha opinião não ajuda , apenas atrapalha.Todo mundo merece uma segunda chance.

saudações.

[13] Comentário enviado por rai3mb em 06/04/2010 - 20:58h

Concordo com o artigo também, devemos aprender e nos focar nas vantagens do nosso produto! e deixar os outros.

Uma vez assistir num congresso um palestrante representante da comunidade linux local dizer que quem tem a Certificação Microsoft Windows é uma idiota. Achei um absurdo, pois não devemos julgar o conhecimento das pessoas assim, simplesmente por não concordar com as opções deles.

Acho que muitos softwares proprietários tem o seu valor, mas também não me canso de ser surpreendido pela qualidade dos softwares livre.

Concordo com o autor do artigo.

Devemos defender nossa opinião e nossas escolhas, não falando mal das outras, e sim mostrando porque a nossa opção é boa para nós.

[14] Comentário enviado por d3lf0 em 07/04/2010 - 09:40h

vai de cada pessoa e a forma de se expressar e o que esta pensando no momento.

Mas o artigo esta de parabéns muito bom.

[15] Comentário enviado por jeffestanislau em 07/04/2010 - 16:47h

Boa...

Falar mau não é argumento... o cara que faz o básico do básico no Windows, não vai entender críticas grosseiras sobre seu sistema operacional. Falar sobre vantagens sem denegrir o concorrente é uma boa pedida... se puder apresentar então, será uma ótima oportunidade para que seu amigo/colega/conhecido ou quem for que seja tenha a oportunidade de tirar conclusões próprias.

Não somos ditadores, não temos de impor nada a ninguém... as conquistas que temos foram feitas simplesmente por aqueles que se propuseram a testar o Linux... gostaram e ficaram com ele.

Ótima atitude a sua neste artigo!
Parabéns!!!

[]´s
jefferson

[16] Comentário enviado por _Dash em 07/04/2010 - 18:01h

Obrigado pelos comentários pessoal, o artigo foi mais bem aceito do que eu pensei. Que bom!
Mais uma vez, obrigado pelos elogios^-^

[17] Comentário enviado por removido em 08/04/2010 - 18:04h

Ótimo tópico. Agredir de forma direta outro SO realmente é ignorância, mas vale lembrar que fazer comparações quanto as nossas escolhas é e sempre será necessário para saber qual a melhor solução para o problema, no caso o SO que será utilizado.
Parabéns pela sacada e pelo respeito.

[18] Comentário enviado por insane_joker em 22/04/2010 - 12:11h

concordo...o linux é um SO muito estavel e bom e para falar das vantagens dele nao é necessario falara mal de seus concorrentes....


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts