Exportando e importando confs do Putty em Windows

Explicativo para os que utilizam Putty em máquinas Windows para acessar hosts Linux (por exemplo) e acabam perdendo todas as configurações quando reinstalam o sistema ou mesmo quando estão passando a utilizar um notebook com outro Putty, possam ter um backup dos hosts e demais configurações.

[ Hits: 70.825 ]

Por: Perfil removido em 15/03/2007


Notas e Observações



-- Terminamos de exportar, ok?
O arquivo exportado não tem senha e nenhuma chave com valores de autenticação SSH. Lembro, que isto não é ruim. Tendo em vista que este tipo de informação é privada para cada máquina.

-- Sou esperto e manjo o registro.
Mesmo que você se sinta capaz, plenamente, para realizar uma pequena alteração ao registro que você diz conhecer tanto: NÃO FAÇA.

Não recomendo alterar nenhuma chave nem path do registro do Windows (a fantástica região onde moram os duendes da Microsoft). Sei, certamente, que existem exceções em casos que nem preciso comentar (risos), mas fica o alerta assim mesmo.

-- Auth Keys (SSH)
Para quem tem costume de utilizar chaves públicas para autenticação automática em servidores irá precisar gerar estas chaves novamente. Cada máquina tem sua chave.

-- Quero testar
Consiga uma máquina para usar o Putty, configurá-lo e exportar estas confs. Em uma outra máquina você importa o registro. Não adianta deletar o Putty e baixar um novo para testar, assim mesmo o novo Putty que for baixado terá as confs já reconhecidas no registro.

-- Tuning de Putty?
Consegui um arquivo que altera minhas confs para promover tuning ao Putty e vou importa-las para meu registro, beleza? (Resposta: Não)

Você não tem como saber se o arquivo que conseguiu irá alterar somente as chaves ou registros para o Putty, então não mescle nenhuma chave que venha de fonte desconhecida.

Página anterior    

Páginas do artigo
   1. Breve introdução
   2. Exportando, finalmente
   3. Importando confs
   4. Notas e Observações
Outros artigos deste autor

Multiboot pelo pendrive usando grub2: instalando várias distros a partir de uma unidade de armazenamento móvel

Instalando e configurando o Apache, PHP e MySQL no Slackware 10.1

Configurando a impressora Epson C45 no Kurumin

Zeiberbude - Gerenciador de Lan House e Cyber Café

Lançamento do GFP 0.1.4.5 - Gerenciador Financeiro Pessoal

Leitura recomendada

Automatizando a criação de uma base de conhecimento em Prolog para gerenciar os acessos a um site

Web Mining

Tutorial Kettle

Paginação de resultados com a classe ADODB

Elasticsearch na saúde

  
Comentários
[1] Comentário enviado por thelinux em 15/03/2007 - 15:55h

Parabéns. Excelente. Vai me poupar um trabalho enorme.
Legal mesmo.

[2] Comentário enviado por removido em 16/03/2007 - 15:21h

valeu (:

realmente,
poupa um trabalhão.

[3] Comentário enviado por pontozip em 17/03/2007 - 20:06h

Sugestão:

Coloque esta linha no EXECUTAR do Windows
regedit /e PuTTY.reg HKEY_CURRENT_USER\Software\SimonTatham

e terá um arquivo PuTTY.reg no diretório
C:\Document and Settings\"seu usuário"\

Fonte:
(http://pank.org/blog/archives/000519.html)

[4] Comentário enviado por removido em 17/03/2007 - 22:35h

LOL ;P

ia colocar isto como dica,
mas acabou unido o útil ao agradável (:
valeu, véi. []'


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts