Entendendo e configurando o LVM manualmente

Esse artigo pode ser útil para situações em que você precisa usar o LVM e não conhece muito bem os seus conceitos. Algumas distribuições, se não todas, implementam o LVM na instalação. Mas e depois de instalado, como implementar? Nesse breve artigo passamos o básico.

[ Hits: 318.596 ]

Por: George Luis Sampaio Azevedo em 11/04/2004


Preparando os discos



Você precisa de pelo menos uma partição com o tipo "Linux LVM", o que não faria sentido se considerarmos que um dos principais objetivos do LVM é concatenar discos, mas em todo caso vamos seguir com esse conceito.

Primeira providência é criar a partição LVM. Vamos usar a hipótese que nosso disco é um IDE que está na controladora IDE Primária, como slave. Assim seu device é /dev/hdb.
  • Execute o fdisk, como root, apontando o dispositivo acima;
  • Crie a partição (opção n);
  • Altere o tipo da partição para 8e (opção t);
  • Saia do fdisk salvando a configuração (opção w).

Agora pode conferir as partições criadas com o comando "fdisk -l /dev/hdb". Se tudo foi feito corretamente você vai ver que a nova partição vai estar com o tipo "Linux LVM". Neste ponto já podemos começar a configurar o LVM.

Página anterior     Próxima página

Páginas do artigo
   1. Introdução
   2. Principais conceitos
   3. Preparando os discos
   4. Criando o VG, o LV e o filesystem
   5. Considerações finais
Outros artigos deste autor

Configurando roteador Linux com Velox

Leitura recomendada

Montando um servidor Linux com sshfs no SuSE

Criando discos virtuais em máquinas remotas

Configurando leitores ópticos e HDs

Acessar, ler e escrever em partições Linux no Windows

Apresentando o Btrfs - Nova geração de sistema de arquivos para GNU/Linux

  
Comentários
[1] Comentário enviado por tucs em 12/04/2004 - 08:27h

Bom artigo ... parabens ... !!!

VC poderia ter falado sobre os problemas ...

Exemplo ... imaginamos que temos 3 discos em LVM ... e o segundo disco apresenta problemas ... como ficaria os dados ... teria como voltar ? ou perdiria tudo ?

Abracos

tucs

[2] Comentário enviado por Azevedo em 14/04/2004 - 07:27h

Caro tucs,

A idéia era passar alguns conceitos sobre LVM e o básico para implementar manualmente. A análise não era o foco...
Obrigado pelo elogio!! :)

[]s,

Azevedo

[3] Comentário enviado por fernandocosta em 14/04/2004 - 21:44h

muito bom o artigo, se o LVM do linux funcionar como o do AIX, PERFEITO!

[4] Comentário enviado por Azevedo em 15/04/2004 - 07:37h

A diferença é, basicamente, na administração... no AIX tem o smitty :-)

[5] Comentário enviado por removido em 26/09/2004 - 15:46h

Eae .. ótimo artigo parabéns...

cara ve se você pode me ajudar... Estou com o seguinte erro:

=====================================
[email protected]:/usr/local# vgcreate vg01 /dev/hda7 /dev/hda8
vgcreate -- no valid physical volumes in command line
=====================================

Só que é estranho esse erro por que segui a risca como manda o "figurino"
bom vou postar como esta meu "hda":

=====================================
# cfdisk /dev/hda

Name Flags Part Type FS Type [Label] Size (MB)
----------------------------------------------------------------------------------------------
hda1 Primary Linux ext3 29997.60
hda2 Primary Linux ext3 32.91
hda3 Primary Linux ext3 5000.98
hda5 Logical Linux ext3 20003.89
hda6 Logical Linux swap 600.45
hda7 Logical Linux LVM 1003.49
hda8 Logical Linux LVM 1998.75
Logical Free Space 21418.63
=====================================

Já procurei sobre.. e vi que não tem erro já era para estar funcionando.. mais a unica coisa que pode interfirir é que no fato de eu estar usando partições logicas será?

fico no aguardo

guinet(NOT SPAM)gmail.com

[6] Comentário enviado por vodooo em 09/12/2004 - 07:37h

Realmente bom artigo!

Mas creio que assim como vc falou, todas (ou quase todas) as distribuições atuais já implementam o LVM na instalação!

Abraços

[7] Comentário enviado por removido em 11/01/2005 - 14:04h

Excelente artigo!Parabens, poderia tambem gerar impulso pra um artigo mais profundo.

[8] Comentário enviado por mlegidio em 08/04/2006 - 03:15h

Basico, simples e, o mais importante, funcional!!!
Parabens
mlegidio

[9] Comentário enviado por CyTech_Ninja em 01/08/2006 - 10:01h

Muito bom o artigo.... simples e objetivo como uma boa explicação deve ser. Parabens!

[10] Comentário enviado por balani em 19/08/2006 - 21:38h

Artigo muito bom, simples e objetivo.vlw

[11] Comentário enviado por removido em 21/08/2006 - 21:09h

exelente artigo.

[12] Comentário enviado por rbn_jesus em 23/03/2007 - 16:58h

Estou com um problema em LVM, creio que vc possa me ajudar...
tenho uma configuração lvm em apenas 1 dispositivo, da seguinte forma:
xda1 - /boot - ext3
xda2 - lvm (lvm1 - / - ext3; lvm2 - swap)

como recupero as informações da 1ª partição do lvm neste despositivo?

[13] Comentário enviado por sandro.gomez em 13/09/2009 - 15:25h

Caro Azevedo,

Tenho uma dúvida, seria possível eu diminuir o tamanho de um grupo no LVM?

Por exemplo,

Instalei um red hat em um único grupo LVM de 10G e gostatia de diminuir esse grupo para 8G, seria possível, tendo em vista que o S.O está rodando nessa partição?

Obrigado.

[14] Comentário enviado por tri_do_mundo em 01/10/2010 - 13:30h

Pessoal,

Seria possível eu adicionar um novo disco vazio e utilizar este sistema para unir este novo disco a um outro já existente sem perder os dados do disco antigo? A idéia é aumentar o espaço porém como isso não foi feito no momento da instalação, é possível fazer depois sem perder os dados? Utilizo o CentOS com filesystem ext3.


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts