Customizando e atualizando o Slax

Para quem não conhece, o Slax é um live CD do Slackware. Não é novidade que o Slax é muito fácil de customizar e muito já foi escrito a respeito, porém as versões superiores a 6.1.x tem algumas diferenças em relação as anteriores.

[ Hits: 28.633 ]

Por: Carlos Affonso Henriques. em 25/02/2010


Instalando, desinstalando e atualizando pacotes e módulos do Slax



Há duas maneiras de instalar pacotes no Slax, a primeira é criando módulos a partir de pacotes do Slackware, vejamos como funciona.

No diretório /SlaxCustom/slax/tools se encontram os scripts e programas utilitários para manipularmos o Slax, vejamos o que cada um faz.

lzm2dir

Como o próprio nome sugere, "lzm to dir", ele descompacta os arquivos lzm, que são os módulos do Slax. Sua sintaxe é:

./lzm2dir /SlaxCustom/slax/base/001-core.lzm /SlaxRootDir/

No exemplo acima criamos primeiro um diretório:

# mkdir -p /SlaxRootDir

E em seguida descompactamos o módulo 001-core.lzm, que corresponde ao diretório raiz do Slax, bem como todos os aplicativos de console. Citei este especificamente por que mais adiante vamos ver a segunda forma de instalar e atualizar pacotes.

Digamos que você deseje instalar o Tighvnc por exemplo como um módulo. Baixamos o pacote de um mirror:

# wget http://ftp.belnet.be/packages/slackware/slackware-current/extra/tightvnc/tightvnc-1.3.10-i486-1.txz

Em seguida vamos transformá-lo em um módulo do Slax com a ferramenta txz2lzm.

# ./txz2lzm tightvnc-1.3.10-i486-1.txz /SlaxCustom/slax/base/txz 009-tightvnc.lzm

Atentem para dois detalhes importantes, o primeiro é o diretório da árvore do Slax onde ele é instalado, no caso o /SlaxCustom/slax/base. Os módulos instalados neste diretório são instalados por default no sistema de arquivos do Slax, caso queira deixar o pacote presente na árvore do Slax, porém sem ser instalado, basta direcioná-lo para o diretório /SlaxCustom/slax/modules.

Quando o módulo neste caso pode ser ativado ou desativado com os utilitários activate e deactivate, o outro detalhe é o número que precede o nome que daremos ao pacote, ele determina a ordem em que ele será ativado no sistema, então temos 001 para o sistema raiz, 002 para o xorg e assim por diante. A extensão .lzm é obrigatória em ambos os casos.

A segunda maneira é efetuar a instalação diretamente na raiz da árvore do Slax e é muito parecida com a instalação e atualização de pacotes convencionais do Slackware. Vejamos como funciona este método.

Primeiramente devemos descompactar o sistema raiz como mencionamos anteriormente:

# ./lzm2dir /SlaxCustom/slax/base/001-core.lzm /SlaxRootDir/

Feito isso podemos instalar pacotes diretamente nesta árvore. Ex.:

Baixamos o pacote de:
http://ftp.belnet.be/packages/slackware/slackware-current/slackware/ap/slackpkg-2.80.2-noarch-3.tgz

Agora basta instalá-lo:

# installpkg --root /SlaxRootDir slackpkg-2.80.2-noarch-3.tgz

Citei este exemplo porque podemos depois disso fazer um chroot e atualizar o Slax normalmente pelo Slackpkg, como faríamos com o Slackware. Ex.:

# chroot /SlaxRootDir
# slackpkg upgrade pkgtools
# slackpkg install iproute2


Acrescentando arquivos à árvore do Slax

Se você desejar incluir tanto com o fim de acrescentar como de sobrescrever arquivos na árvore do Slax, basta acrescentar os arquivos com o path completo no diretório /SlaxRootDir/rootcopy/. Ex:

# cp -pRfv --parents /etc/dhcpd.conf /SlaxCustom/slax/rootcopy/

No caso o arquivo /etc/dhcpd.conf será acrescentado no respectivo path após o Slax iniciado.

Recriando a ISO bootável modificada do Slax

Após serem feitas as alterações desejadas, vamos a criação da imagem ISO bootável do Slax. No diretório /SlaxCustom/slax há o script make_iso.sh, basta executá-lo com a seguinte sintaxe:

# ./make_iso.sh /SeuDiretorio/NomeDaSuaImagem_Slax.iso

Pronto! Agora é apenas gravar seu live CD do Slax customizado.

Bom trabalho para todos!

Página anterior    

Páginas do artigo
   1. Começando do começo
   2. Instalando, desinstalando e atualizando pacotes e módulos do Slax
Outros artigos deste autor

Recuperando senha de administrador Windows NT/2000/XP/ com o Slax e Captive

Enviando e-mail pelo shell com smtp remoto

L7-filter (funcionando) no Slackware 10.2

Access Point com cartão Atheros em Slackware 12.0

Balanceamento de carga e alta disponibilidade com Bonding Driver e Iproute2

Leitura recomendada

Implementando rotas estáticas no Linux com route

Arch Linux - Instalação completa

MrProject: O gerenciador de projetos (MSProject) para Linux

Procurando ETs usando o Linux

Aplicativos do Linux em "Desktop"

  
Comentários
[1] Comentário enviado por roberto_espreto em 25/02/2010 - 10:12h

Artigo legal mesmo! Slax é show!
Saudades do tempo que o BackTrack versão 3 era baseado no Slax (Quem vê assim parece que faz muitoooo tempo. hehehe).
Até!!!

[2] Comentário enviado por julio.ferraz em 26/02/2010 - 04:29h

Carlos Meu Camarada!!
Quanto tempo!!!
Lembro-me de você lá da empresa Tecnomicro!!!
Bom isso não vem mais ao caso, PARABÉNS PELO SEU ARTIGO!
MUITO BOM!

[3] Comentário enviado por capitainkurn em 26/02/2010 - 16:26h

Fala Julio, lembro-me sim, inclusive estive lá ontem jogando Battlefield 2! Rssssssssssss
Eu fiz o gatway da lan house deles, agora sim está decente, com dois links adsl, balanceamento por marca de pacotes, squid e dnscache.
Que bom que gostou, sempre customizo meus slax com as ferramentas que preciso, nem sempre tem de tudo e as versões da 6 em diante não tem sequer o iproute2 que é uma ferramenta que uso muito.


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts