Cuca Fresca no Linux

O Cuca Fresca é um poderoso software para escritório de contabilidade. Não há uma versão para Linux, mas existem maneiras de rodá-lo no pinguim sem problemas.

[ Hits: 19.645 ]

Por: Paulo Cézar Rocha em 06/02/2009 | Blog: http://www.paulocezarrocha.com.br


Mãos a obra



Preparando tudo:

Não vou abordar como instalar o servidor Windows com o Cuca, pois o desenvolvedor se encarrega de prestar o devido suporte. :P

Para começar precisaremos de um terminal Linux (usei o Ubuntu 8.10, não testei em outras).

A unidade de disco onde o Cuca está instalado deve ser compartilhada, isso mesmo, a unidade INTEIRA, vamos supor que a unidade compartilhada seja a C:.

Compartilhamento:

No Ubuntu 8.10 para acessar compartilhamentos Windows é necessário instalar o smbfs, que oferece os comandos para montar e desmontar compartilhamentos smb (Windows).

Instalando o smbfs:

sudo apt-get install smbfs

Criando o ponto de montagem:

sudo mkdir /mnt/cuca

Testando a montagem:

sudo mount -t smbfs //ip_do_servidor/c /mnt/cuca -o username=usuário_do_servidor

Ele irá solicitar uma senha, digite a respectiva senha do usuário.

Acesse o diretório /mnt/cuca e veja se o compartilhamento foi realmente montado.

Adicionando o compartilhamento no fstab

Para que o compartilhamento seja montado toda vez que o terminal for iniciado, insira a linha abaixo no final do arquivo /etc/fstab:

//ip_do_servidor/c     /mnt/cuca     smbfs        user,username=usuário_do_servidor,password=senha_do_usuário_do_servidor 0 0

Reinicie o micro e veja se está funcionando, se o compartilhamento foi montado, e então passe para a segunda parte, que é a instalação do wine e configuração do atalho.

Pondo tudo pra funcionar

A solução de todos os males, WINE!

Vamos recorrer ao apt-get para instalar o wine:

sudo apt-get install wine

"Mapeando a unidade de rede" no Wine. Rode o comando:

winecfg

Na janela de configuração entre em "Unidades", selecione a unidade Z:, o PATH padrão dela é "/", clique em "Browse..." e selecione o nosso compartilhamento "/mnt/cuca". Clique em "Aplicar" e depois "Ok".

O wine está pronto!

Finalmente o Cuca. No terminal rode:

wine /mnt/cuca/cuca/Atalho/atalho.exe

Se tudo estiver correto abrirá a tela de login do Cuca Fresca.

Agora entre em contato com o suporte do Cuca para que seja feita a ativação da licença para rede.

:)

Abraços.

Página anterior    

Páginas do artigo
   1. Introdução
   2. Mãos a obra
Outros artigos deste autor
Nenhum artigo encontrado.
Leitura recomendada

Slax - O seu Slackware de bolso

Como resolver libusb error no Heimdall

Sabayon Linux 5.3, versões futuras e seu potencial + remasterização

DD-WRT no D-Link Dir-300 Rev A

Turbine o seu SUSE instalando o apt-get com um repositório de mais de 5.000 pacotes

  
Comentários
[1] Comentário enviado por fulllinux em 06/02/2009 - 16:15h

Ótimo, as alternativas vão aparecendo e os desafios vamos vencendo. Linux em prol da humanidade!

[2] Comentário enviado por meche em 06/02/2009 - 16:47h

Estou no mesmo caminho, mas a saida que utilizei é bem mais simples, hoje temos o win server 2003 com 5 licenças e os terminais Linux, lógico que o gasto foi absurdo.. quase 2000 só de licenca.. porém economizei mais 5 licencas nos terminais.

mas não paro aqui.. estou começando um projeto de um software contábil 100% linux, estou atrás de parceiros, pq de programação não entendo muito, estou começando agora.. mas a meta é em 2011 eu ter um software que rode via navegador e ter o banco de dados em Mysql instalado em um servidor linux. outra vantagem é o acesso de qualquer lugar via web!

Confesso a vocês que não vejo a hora que isso aconteça, acredito que possa até atrapalhar o desenvolver do projeto essa anciedade.. mas falo para vocês.. eu não vou desistir!

[3] Comentário enviado por herbert em 08/02/2009 - 10:00h

Caro amigo Paulo li o ser artigo e fiquei muito feliz em saber dessa noticia, moro em Lencois Paulista a empresa que desenvolve o cuca fresca e de marilia cidade proxima e aqui na minha região quase todos os escritorios usam o software deles, estou imprimindo o seu artigo e mostrnadpara alguns clientes para verem se os mesmo migrem tendo em vista que o s.o do tio bil nao deve ter todas as licenças, porem vai aqui uma pergunta o Cuca fresca e desenvolvido com a linguagem de programação clerium e ja ouvi relatos que pessoas que conseguirão fazelo rodar em um servidor samba somente servindo a rede e não rodando localmente sendo assim acho que daria para implentar o cuca em uma rede 100% linux ??? Abraço otimo artigo vou ver se roda por aqui e posteriormente posto aqui .. Abraço;

[4] Comentário enviado por meche em 09/02/2009 - 10:34h

Olá novamente!

Estou escrevendo novamente, pois devemos aplaudir empresas de software contábil que pensam nos usuários Linux tbm, conheci há pouco tempo duas empresas que desenvolvem softwares para Linux, uma de SP e a outra do RS, talvez seja interessante a migração do sistema para empresas que se preocupam com essa estrutura.

As duas empresas são: System (http://www.systempro.com.br) e a outra é Brasil Informatica(http://www.brasil-info.com.br) Acredito na valorização de profissionais que buscam atender todos os públicos, isso inclui os usuários de software livre!

Abraços =)

[5] Comentário enviado por fabioarnoni em 09/02/2009 - 13:06h

Cara parabéns !!! são esses artigos que me motivam cada vez mais a querer fazer migrações nas pequenas e médias empresas.
Essa alternativa do Wine foi bem interessante !!! Nas grandes empressas o pessoal anda usando Thin CLient Linux combinado com
CITRIX e GoGlobal para rodas aplicações Windows, bem interessante porém caro, abraços !!!

[6] Comentário enviado por virtuanet em 09/02/2009 - 13:59h

Olá amigo,

Parabéns pelo artigo, muito funcional e inspirador...

Estou tentando fazer o mesmo num cliente porém um dos sistemas que estou tentando rodar pelo Wine usa como banco de dados o SQL Server, e não sei como fazer tal conexão por um sistema emulado no Wine. Nesse sistema quando instalado numa estação windows, configuro a conexão ao banco por ODBC.

Outro sistema usa o banco de dados Firebird que está num servidor Linux... e também não sei como fazer a conexão do sistma a base de dados...

[7] Comentário enviado por y2h4ck em 10/02/2009 - 20:20h

Realmente é muito bom ver pessoas que se empenham em encontrar soluções muito vantajosas utilizando o sistema Linux. Parabéns e que sirva como exemplo positivo para muitos casos onde a empresa fica amarrada ao Windows como solução.

[]s
Anderson


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts