Criando um mirror do Conectiva para uma rede interna

A atualização dos micros de nossa rede privada pode acabar gerando um tráfego desnecessário que, dependendo do link e do provedor, irá onerar o custo final da internet. Neste artigo vou mostrar uma das maneiras de resolver este problema, criando um mirror dentro de nossa própria rede.

[ Hits: 20.982 ]

Por: hermes nunes pereira junior em 20/02/2006


Configurando o servidor ftp



O apt, usado pelo Conectiva Linux 10, usa como método de transferência dos pacotes do mirror para o computador local o ftp, além do http.

Para fazer o servidor de ftp, eu usei o proftpd, que é muito fácil de ser configurado. Nesse link tem um ótimo artigo sobre a configuração:
A única alteração que fiz no proftpd.conf foi alterar o diretório padrão do user anonymous, para que ele caísse direto no diretório do Conectiva.

Procurei pela linha onde ele configura o diretório do usuário anonymous e mudei o diretório padrão:

#<Anonymous /srv/ftp>
#  User                         ftp
#  Group                        ftp
#  DirFakeUser                  on
#  DirFakeGroup                 on
#  RequireValidShell            off
#  UserAlias                    anonymous ftp
#  MaxClients                   10 "Sorry, max %m users -- try again later"
#  MaxClientsPerHost            2 "Too many simultaneous connections"
#  DisplayLogin                 welcome.msg
#  DisplayFirstChdir            .message
#  AccessGrantMsg               "Anonymous access granted for %u."
#
#  # Write disabled in anonymous chroot
#  <Limit WRITE>
#    DenyAll
#  </Limit>
#
#</Anonymous>

Troquei:

<Anonymous /srv/ftp>

por:

<Anonymous /opt/pub/Conectiva>

e descomentei as outras linhas.

Na linha:

#  MaxClients                   10 "Sorry, max %m users -- try again later"

eu troquei o 10 por 20, que é o número de meus micros na rede:

MaxClients                   20 "Sorry, max %m users -- try again later"

Cuidado com o parâmetro:

#  # Write disabled in anonymous chroot
#  <Limit WRITE>
#    DenyAll
#  </Limit>

Deixei comentado, pois não quero que meu diretório tenha permissão de escrita por anonymous.

Estamos quase terminando, só falta agora configurar o /etc/apt/sources.list do cliente.

Página anterior     Próxima página

Páginas do artigo
   1. Introdução - Problemas: A vida de um administrador de rede não é mole!
   2. Construindo o mirror
   3. Configurando o servidor ftp
   4. Configurando o cliente
Outros artigos deste autor

Usando o NIS/NFS como ferramentas de centralização de controle de rede

Instalando o CMS Joomla

Usando o Linux como um studio de gravação (parte 1)

Instalando e configurando um sistema RAID 1 no Debian Lenny

Uma breve introdução ao Hydrogen

Leitura recomendada

Configurando o Stardict com dicionário do Babylon

Acessando computadores remotos protegidos por NAT ou firewall com túnel SSH reverso direcionado por DNS dinâmico

Subversion (SVN) com autenticação pelo LDAP

Compilando e instalando programas com o apt-build

Slitaz Linux, uma distro pequena mas...

  
Comentários
[1] Comentário enviado por removido em 20/02/2006 - 18:11h

esta idéia é muito ineteressante também para as demais distros, principalmente se a conexão for discada...
Poderia também ser aplicada ao ubuntu etc...

[2] Comentário enviado por dupotter em 21/02/2006 - 09:43h

mto boa a idéia, assim que conseguir padronizar todas minhas estações com CentOS, vou utilizar esta dica, favoritos já!

[3] Comentário enviado por kernel_sys em 22/02/2006 - 13:35h

muito bom cara, gostei mesmo da ideia, valeu..abraço

[4] Comentário enviado por pcnmota em 22/02/2006 - 17:18h

Parabens Hermes... sempre ajudando a comunidade... VC contribui muito amigo.

[5] Comentário enviado por thiago83 em 24/02/2006 - 08:12h

qto de espaço este mirror ocupa no seu hd??

cheers, Thiago.

[6] Comentário enviado por marcaoguitarra em 24/02/2006 - 10:25h

dá pra fazer isso para as estações windows ta,bém????

[7] Comentário enviado por hnpjunior em 24/02/2006 - 17:18h

Oi marco,

Windows não né? Que eu saiba só linux.

Thiago,

Eu tinha feito inicialmente do conectiva 8, 9 e 10, gastei por volta de 16 gigas.

Valeu

[8] Comentário enviado por bestmoor em 28/02/2006 - 13:35h

muito boa dica , meus parabéns .
Aposto que alem de resolver o problema do limite de transferencia o apt se tornou muito mais rapido.
Valeu


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts