Configurando o OpenOffice para edição de texto - swriter/oowriter

Neste terceiro tutorial vamos aprender como configurar o editor de texto (ET) oowriter/swriter para atender às nossas necessidades. Veremos truques para configurar barra de função, barra de formatação, barra de ferramentas, barra de menus dentre outros recursos.

[ Hits: 50.122 ]

Por: Perfil removido em 12/11/2004


Abrindo o swriter/oowriter



1) versão nativa:
  1. na versão nativa de sua distro, o executável chama-se oowriter.
  2. você encontra links para ele dentro da pasta .openoffice em seu /home

2) versão genérica:
  1. na versão genérica, swriter
  2. você encontra links para os executáveis dentro da pasta .OpenOffice.org-1.X.X em seu /home

Para abrir o swriter/oowriter, execute o link dentro da respectiva pasta no seu /home ou então no link criado no menu iniciar de X11 preferido (se houver; se não, faça-o).

Na primeira vez em que abrir o editor de texto (ET), aparecerá uma janela como esta:

Open Office Writer
Figura 1 - Clique para ampliar

  1. clique em "já sou usuário registrado...";
  2. feche a janela "estilos de parágrafo" (voltaremos a ele posteriormente);
  3. aumente o editor para o tamanho total de sua tela.

    Próxima página

Páginas do artigo
   1. Abrindo o swriter/oowriter
   2. Partes do ET
   3. Conhecendo a barra de função
   4. Conhecendo a barra de formatação
   5. Conhecendo a barra de ferramentas
   6. Configurando as barras de função/formatação/ferramentas
   7. Configurando a barra de menus
   8. Finalizando
Outros artigos deste autor

Incrementando as funções do KDE com "servicemenus"

Apache 2.2 - Introdução ao módulo mod_rewrite

Instalando o kernel 2.6.13 pré-compilado no Slackware 10.2

Como fazer seu programa Kylix chamar uma aplicação externa

Linux + Rails + Ruby + Mongrel + PostgreSQL + NetBeans 6 Preview

Leitura recomendada

Convertendo vídeos (VLC) e editando (Audacity) músicas

Sabayon Linux - O Gentoo fácil!

Linguagem LOGO: Crianças programando de maneira divertida

Etherwake + wake on coioti

Aprendendo o básico do Emacs

  
Comentários

Nenhum comentário foi encontrado.


Contribuir com comentário