Configuração do Samba no Debian Server

Neste artigo veremos como implementar um servidor de compartilhamento no Debian Server.

[ Hits: 38.756 ]

Por: jefferson de oliveira monteiro em 22/06/2016


Configuração do Samba



Primeiro passo: instalação do pacote:

# apt-get install samba

Depois de instalado, vamos mover o arquivo de configuração:

# mv /etc/samba/smb.conf smb.conf.old

Feito isso, vamos editar o arquivo de configuração do zero. Utilize o seu editor preferido:

# vim /etc/samba/smb.conf

[global]
netbios = Servidor
workgroup = Grupo
interfaces = eth0
bind interfaces ony = yes
security = user
username level = 2
wins support = yes

#Configuração do compartilhamentos.
[publico]
comment = compartilhamento
path = / TI/publico
read only = no
guest ok = yes
foce create mode = 666
force directory mode = 777
valid users = +ti
veto files=/*.mp3/*.mpg/*.mpeg/*.avi/*.jpg/

Opções utilizadas no compartilhamento

Seções do "smb.conf": As principais seções do arquivo de configuração do Samba são:
  • [global] - Define configurações que afetam o servidor Samba como um todo, aplicam-se em todos os compartilhamentos existentes na máquina, exceto se no compartilhamento existirem variáveis em contrário. Configura o grupo de trabalho, nome do servidor, página de código, restrições de acesso por nome, comandos do Samba, etc.
  • Especifica o nome NetBIOS primário do servidor Samba. Se não ajustado usará o hostname da máquina.
  • Netbios =
  • Nome do WorkGroup = (Grupo de Trabalho)
  • Workgroup = <grupo de trabalho>
  • Security = user => Controle de acesso, esta opção força um usuário e senha cadastradas no servidor.

Essas duas opções abaixo dizem que o servidor vai ouvir apenas por uma placa de rede:
  • Interfaces = eth0
  • bind interfaces only =
  • username level = 2 ==> faz com que o servidor ignore case insensitive.
  • Wins support = ye => faz com que o servidor passe a trabalhar como um servidor WINS.

Opções do compartilhamento:
  • Comment → Comentário que aparecerá ao visualizar o compartilhamento na máquina Windows;
  • path → Caminho absoluto para o diretório compartilhado (caso não exista, este diretório deverá ser criado);
  • read only (yes/no) → Opção de definição do compartilhamento como somente para leitura, pode ser substituída por writable (yes/no);
  • guest ok → Permite ou não a visualização do compartilhamento por convidados.
  • force create mode → Força um padrão de permissões na criação de arquivos;
  • force directory mode → Força um padrão de permissões na criação de diretórios;
  • veto files → Permite criar proibições de acesso a determinados arquivos.

Criando as partições e os usuários:

# adduser disabled-login nocreate-home usuario

O comando acima cria uma espécie de usuário fantasma.

# smbpasswd -a usuario

Criando grupos:

# groupadd ti

Adicionando usuários aos grupos:

# adduser usuario ti

Depois de criar o grupo e adicionar os usuários, falta ajustar as permissões:

# chgrp ti /ti/publico
# chmod 775 /ti/publico

Página anterior    

Páginas do artigo
   1. Observações iniciais
   2. Preparando o servidor
   3. Configuração do Samba
Outros artigos deste autor
Nenhum artigo encontrado.
Leitura recomendada

Montar e Criptografar HD Externo

Linux - Manipulando partições de disco

Expandindo partição em LVM

GmailFS - sua conta de e-mail como um sistema de arquivos no Slackware 10.2

Instalando e gerenciando programas no Linux

  
Comentários
[1] Comentário enviado por LeaoNarrdo em 24/06/2016 - 22:10h

Muito bom, simples mais funcional. Garanto que atende a 90% das médias empresas por ai.
Teve uma vez que montei um servidor samba e na rede tinha um vírus que ficava criando arquivos dentro do compartilhamento e corrompendo o BD que tinha dentro, eu usei a opção (veto files) para bloquear a ação do vírus.

Mais uma vez parabéns!

[2] Comentário enviado por Lisandro em 28/06/2016 - 09:27h

Ótimo Artigo! Se puder faça uma continuação.
Abraço

[3] Comentário enviado por baptista em 21/07/2016 - 19:09h

Quem quiser aprender mais sobre o Samba 4, temos um treinamento online em nosso site:

http://cursos.escolalinux.com.br/curso/dominando-o-samba-4-20-horas


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts