Configuração: Servidor de nomes slave com Bind9 no Debian 4.0

Recentemente fui fazer a configuração de um simples servidor slave com o Bind9 em Debian 4.0. Para fazê-lo consultei vários artigos e depois de concluído, vi o quão simples é sua configuração. O problema foi que não encontrei um artigo passo a passo para fazer isso economizando tempo.

[ Hits: 68.500 ]

Por: Gustavo Hendrigo Marcon em 28/04/2008


Permissões e finalização



Depois de feitas as configurações reiniciei o bind no servidor master e slave, e o bind não criou o arquivo db.empresa.com.br no slave.

Consultei os logs e verifiquei que havia erro de permissão.

A solução para o problema foi a seguinte: mudei a permissão do /etc/bind/ como o comando:

# chown -R bind.bind /etc/bind

Reiniciei o bind:

# /etc/init.d/bind9/restart

Agora sim foi criado o arquivo db.empresa.com.br.

Aprofunde os conhecimentos em TCP/IP e DNS antes de colocar um servidor DNS no ar (principalmente se este for público). É comum encontrarmos servidores DNS que "funcionam a contento", mas estão configurados de maneira incorreta, provocando problemas depois de algum tempo ou com configurações feitas pela metade (por exemplo, sem informação de "reverso").

Fonte de consulta: Apostila curso Conectiva Linux (Administração de Redes Linux I).

Página anterior    

Páginas do artigo
   1. Instalação do bind9
   2. Arquivos e configuração do servidor slave
   3. Permissões e finalização
Outros artigos deste autor

DansGuardian versões 2.9.3.0 e superiores em Debian 5.01

Servidor proxy autenticado (Squid + DansGuardian + OpenLDAP)

Bind9 + Debian Linux 4.0: Configuração de um servidor de nomes interno

Adicionando baterias automotivas extras em nobreaks

PhpDansAdmin, protótipo de ferramenta web para administração do DansGuardian

Leitura recomendada

O Guia do Slackware

Acessando remotamente máquina Windows dentro de uma VPN através do Ubuntu

Apache + Virtual Host + DNS no Debian Lenny

Adicionando pacotes do SuSE 9 via WEB

Arch + Repositórios do Manjaro - Monarch

  
Comentários
[1] Comentário enviado por cromado em 28/04/2008 - 10:44h

Email é um serviço essencial , sempre é bom surgir artigos novos sobre o assunto. meus parabéns.
Configurei um email interno , e funciona belezinha , vc sabe de alguma forma de configurar um servidor de email pra responder pra fora da rede , na internet no geral sem pagar , por exemplo "No IP" , ou precisarei de Ip fixo , registrar um dominio e etc?

vlw

[2] Comentário enviado por removido em 28/04/2008 - 12:41h

Corrigindo

/etc/init.d/bind9 restart

e não

# /etc/init.d/bind9/restart
Ótima matéria...

[3] Comentário enviado por hendrigo em 28/04/2008 - 12:46h

Para que um serviço de e-mail funcione corretamente você vai precisar de um ip fixo e um domínio registrado. Uma boa opção para isto é: se vc tem um domínio registrado vc pode usar o serviço do google que possibilita que crie e-mails @suaempresa.com.br, este serviço gratuito é limitado até 2000 contas. Assim só haverá a necessidade de um domínio registrado e o dns de um servidor que pode estar em qualquer lugar. seria a solução mais barata.

[4] Comentário enviado por jairus em 15/07/2008 - 16:46h

Parabéns !!!

Consegui resolver o problema do meu servidor dns slave com sua dica de permissão.


Jairus Lopes

[5] Comentário enviado por comfaa em 14/10/2008 - 08:58h

Muito Bom Artigo !!!

Abraços

[6] Comentário enviado por pogo em 26/02/2009 - 15:01h

excelente artigo... me ajudou bastante aqui! =)

[]'s

pogo


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts