Adicionando baterias automotivas extras em nobreaks

Em servidores é essencial que, quando forem desligados, que seja corretamente. Recentemente, devido a fenômenos naturais, ocorrem chuvas torrenciais que habitualmente nos deixam sem energia e para quem não tem um gerador a disposição, segue a dica de como aumentar a autonomia de nobreaks instalados, deixando seus servidores "no claro", evitando problemas com queda de energia.

[ Hits: 65.422 ]

Por: Gustavo Hendrigo Marcon em 11/02/2009


Tipo de nobreak e conector



Nos exemplos fiz a instalação de baterias em três tipos de nobreaks, um de 1,3 kva com duas baterias automotivas de 45A, um de 3 kva, com quatro baterias automotivas de 75A e um de 5 Kva com quatro baterias de 150A.

Todos devem ter conexão para expansão de baterias. O tipo de conector utilizado é padrão SB50. A maioria dos nobreaks, quando há conexão para expansão de baterias, vem com o conector para o cabo, caso não tenha podemos comprar em sites de venda.
Linux: Cabo padrão SB50
Cabo padrão SB50

Volts e Ampere do Nobreak

Para a instalação de baterias sobressalentes verifique no manual do nobreak a voltagem máxima e Amperagem suportada. Seguem três exemplos feitos por mim. No exemplo 1 as medidas suportadas são de 12 e 24 Volts e até 45A.

Exemplo 1
No exemplo 2 as medidas suportadas são de 48 Volts e até 80A.

Exemplo 2
No exemplo 3 as medidas suportadas são de 48 Volts e até 150A.

Exemplo 3

Adicionando as baterias

Quando adicionamos as baterias em série somamos as suas cargas, ou seja, quando ligamos o positivo de uma ao negativo de outra. Seguindo este conceito adicionaremos quantas baterias até chegar a carga máxima. As baterias automotivas têm carga de 12 Volts, se adicionarmos por exemplo quatro, teremos o seguinte esquema:

(cabo+) ... + ... - ... + ... - ... + ... - ...+ ... - .... (cabo -)

Esquemas:
Linux: 24 Volts, 45A
24 Volts, 45A
Neste exemplo efetuei um teste ligado a um PC. Houve autonomia de pelo menos três horas.
Linux: 48 Volts 75A
48 Volts 75A
Neste exemplo efetuei um teste ligado a três PCs, houve autonomia de pelo menos 3,5 horas.
Linux: 48 Volts 150A
48 Volts 150A
Neste exemplo efetuei um teste ligado a oito PCs, houve autonomia de pelo menos 10 horas.

Obs.: Não efetuei o teste até o final da descarga completa.

   

Páginas do artigo
   1. Tipo de nobreak e conector
Outros artigos deste autor

Configuração: Servidor de nomes slave com Bind9 no Debian 4.0

DansGuardian versões 2.9.3.0 e superiores em Debian 5.01

PhpDansAdmin, protótipo de ferramenta web para administração do DansGuardian

Servidor proxy autenticado (Squid + DansGuardian + OpenLDAP)

Bind9 + Debian Linux 4.0: Configuração de um servidor de nomes interno

Leitura recomendada

Personalizando o HLBR - IPS invisível

Melhorando o nível de segurança com chflags

Bloqueio de repetidas tentativas de login ao seu Linux

YASG (Yet Another Security Guide)

Instalando o antivírus BitDefender no Linux

  
Comentários
[1] Comentário enviado por femars em 11/02/2009 - 13:37h

mto massa hendrigo...

[2] Comentário enviado por Jefferson_lima em 11/02/2009 - 15:39h

ola amigo, necessito de maiores informações sobre o assunto, pois possuo uma torre e frequentemente a mesma para por questão de falta de energia, e eu preciso de uma garantia que as mesmas funcionen pelo menos 12 horas.

[3] Comentário enviado por hendrigo em 11/02/2009 - 16:53h

Meu amigo no primeiro exemplo tenho apenas uma Routerboard de uma torre de 60 metros ligada nele, nunca tive problemas dela estar desligada. Que tipo de aparelho vc tem na torre?

[4] Comentário enviado por mascote24 em 12/02/2009 - 10:04h

Parabéns pelo artigo, apenas uma observação, as bateriais automotivas (mesmo que não necessitem de água) são projetadas para utilizar com a movimentação do veículo, aumentando sua vida útil e bom funcionamento, para no-breaks as baterias ideais são as do tipo estacionárias.

[5] Comentário enviado por hendrigo em 12/02/2009 - 10:19h

Obrigado pela observação vc adicionou um detalhe que eu não sabia, sobre a movimentação.

[6] Comentário enviado por Teixeira em 13/02/2009 - 15:52h

Tenho uma dúvida:
Da maneira que o amigo informa, as baterias estão sendo ligadas em série, o que soma as voltagens individuais.
De forma prática, uma bateria automotiva plenamente caregada fornece não apenas os 12V nominais, mas algo bem próximo aos 13 volts.
Dessa forma, 4 baterias em série estariam fornecendo mais de 50V e não apenas os 48V esperados.
Isso gera algum aquecimento.
Náo sobrecarregaria o inversor do no-break?
Os "meus" nobreaks (no tempo que eu usava esse importante periférico) funcionavam com baterias ligadas em paralelo, o que mantinha a voltagem igual, porém somando as amperagens.
Essa me parece ser a forma ideal de proceder, pois de forma alguma sobrecarregaria o estágio inversor, nem exigiria qualquer esforço adicional de parete do no-break ou das baterias.
O aumento na amperagem (e náo da voltagem) é que aumenta o tempo de autonomia do conjunto.
Teoricamente, poderíamos juntar 200 baterias em paralelo sem dano algum ao equipamento.
Porém não poderíamos fazer nada semelhante usando essa a ligaçáo em série.
A solução proposta e testada pelo amigo, embora funcionando, não tem realmente o efeito esperado de aumentar o tempo de autonomia - embora coincidentemente possa fazê-lo - porém o circuito interno do no-break estará trabalhando em um limite próximo ao do desastre.
Por favor, corrija-me se eu estiver erado.

[7] Comentário enviado por hendrigo em 13/02/2009 - 16:26h

sim no meu caso o nobrek maior para 48V, as voltagens das baterias dão por volta de 52 volts. Sem dano algum.
No manual ele recomenda uma certa Amperagem, não testei colocar uma muito maior como vc diz...
Até mais.

[8] Comentário enviado por pankdo em 13/02/2009 - 19:23h

Bom galera sou graduando em Eng. eletrica e tecnico em telematica
vou aproveitar esse exelente artigo para acrescentar alguns comentarios uteis(acredito eu)

de forma resumida
se associar em serie o nobreak vai receber a soma das tensoes
e normalmente quando se projeta um equipamento desse tipo coloca se uma folga
ou seja se fala de 48V mas se chegar um 50 e pouquinho ele sobrevive

se associar em paralelo o nobreak vai poder dispor de uma corrente maior
ou seja a grosso modo podera manter os equipamentos ligados por mais tempo
mas ha um porem
nao adianta colocar 20 barerias em paralelo e esperar que o sistema vai aguentar uma semana
a unica coisa que vai acontecer e que o nobreak nao vai conseguir carrega las
de modo simplificado o nobreak funciona assim
ele possui uma fonte de alimentacao que transforma a enegia alternada de 127V proveniente da rede
na tensao de armazenamento das baterias 12, 24 ou 48(continuo)
a energia armazenada nas baterias vai para o inversor tem tem por funcao
transformar a corrente continua das barerias em corrente alternada e elevala para a tensar de saida 115V
quando ligamos baterias de mesma tensao em paralelo a corrente flui da que possuir maior carga para a que possui menor carga
ate que haja a equalizacao do sistema
pelo mesmo motivo nao podemos colocar muitas baterias em paralelo pois se nao a fonte do nobreak
nao da conta de carregalas
devemos ficar atentos as indicacoes dos fabricantes sobre qual corrente maxima total das baterias
por exenplo:
eu tenho um nobreak 1400 VA SMS a recomendacao e de no maximo 80 Ah
ou seja posso ligar 2 baterias de 12V por 40Ah em paralelo ou uma de 80Ah mesmo

espero ter ajudado
e mais uma vez meus parabens Gustavo Hendrigo Marcon grande artigo e muito util

[9] Comentário enviado por Teixeira em 15/02/2009 - 11:29h

Achei o artigo muito útil e bem ilustrado.
No entanto, e apenas a título de esclarecimento, e tendo em vista que as baterias se comportam COMO SE FOSSEM grandes capacitores, gostaria de saber se a melhor associação seria mesmo em paralelo ou em série.
Minha teimosia se refere a uma dúvida mesmo, não a alguma contestação ou simples desejo de ser chato.

[10] Comentário enviado por pogo em 15/02/2009 - 11:30h

excelente artigo! parabéns hendrigo, esperamos mais contribuições de qualidade como essa no futuro =)

[11] Comentário enviado por xterminal em 16/02/2009 - 02:55h

Olá Gustavo,

Excelente artigo!

Andei olhando com muita atenção as fotos acima e reparei que vc mudou o diamentro do cabo quando o número de baterias aumentava. Qual o motivo para esta troca ? Montei uma solução parecida com a que você demonstrou acima porém não obtive resultados com um Servidor da HP Proliant ML 350 - 700W. Inicialmente liguei duas baterias de 45A em série no nobreak da Ragtech - (1400VA) e o servidor não fica nem 1s ligado, achando que o problema estava na capacidade das baterias resolvi trocar para 2x de 75A mas o servidor ainda não fica 1s ligado quando tiro a força. Porém com um Desktop ele fica up.

O que pode ser?

Att,
xTerminal

[12] Comentário enviado por hendrigo em 16/02/2009 - 08:08h

Os cabos quanto maior melhor, pois não terá aquecimento, a mudança de um para outro foi pq não tinha todos iguais mesmo.
Há servidores que só nobreak senoidal vão segurá-los.
até mais.

[13] Comentário enviado por hendrigo em 16/02/2009 - 08:10h

E ao Rômulo Torres Silva, kra muito obrigado. Valeu.

[14] Comentário enviado por xterminal em 16/02/2009 - 12:02h

Obrigado pela dica...

Vc tem alguns links para estudo ai ? Preciso me aprofundar mais!!!

Att,
xTerminal
Fernando P. Quinino

[15] Comentário enviado por hendrigo em 16/02/2009 - 16:01h

Fernando P. Quinino, não tenho amigo.
Fiz fuçando mm e google.
abraços

[16] Comentário enviado por mrtorture em 16/02/2009 - 16:41h

Onde está o resto do artigo?
Amigo, faltam algumas informações importantes, principalmente pra evitar um INCÊNDIO.
Quanto a forma de conectar as baterias, foi muito bem apresentado, porém, muitos desconhecem alguns quesitos importantes, como calcular a bitola do cabo, ventilação do local que estão acondicionadas as baterias e o nobreak (elas liberam um gás tóxico quando estão em carga ou funcionamento)...

Nunca exceda o limite, e se possível, nem alcance-o, no que diz a amperagem máxima das baterias extras que o nobreak suporta... Normalmente o nobreak sofre um aquecimento maior para carregar a bateria extra, principalmente se não possui ventilação ativa (leia cooler)...

Caso a potência que você quer anexar ao nobreak seja em torno de 80A ou mais, coloque uma bitola mínima de 50 mm no cabo... Já presenciei uns casos que colocaram um cabo de 6 mm (esses de chuveiro) que dependendo a potência dos equipamentos que ele está alimentando poderiam ter derretido facilmente, causando um curto-circuito e até um incêndio.

Use SEMPRE aterramento no nobreak... A estática ou polaridade invertida (o que acontece normalmente) em equipamentos ligados gera retorno de carga, o que causa um maior aquecimento do nobreak... Vi um caso que o neutro do nobreak estava com uma carga positiva (exemplo claro de retorno de carga), o que pode até queimar fontes e monitores...

NUNCA esqueça de verificar as condições das baterias internas... De nada adianta as extras estarem 100% se as internas estão viciadas... Quando adicionadas as extras, elas se ligam de forma paralela às internas, e estas se estiverem ruins não fornecem carga suficiente, nem mesmo conseguem conduzir a carga das adicionais, desligando quase que de imediato. Uma solução que testei, num caso parecido, foi desconectar a bateria interna e deixar só a extra, até providenciar outra nova, o que resolveu temporariamente o problema.

[ ]'s

[17] Comentário enviado por hendrigo em 16/02/2009 - 17:09h

É isso ai amigo, pra isso serve os comentários tb, para se acrescentar conhecimentos.
Abraços.

[18] Comentário enviado por xterminal em 16/02/2009 - 23:02h

Achei bem legal tb esse guia do Morimoto.

http://www.guiadohardware.net/dicas/autonomia-nobreak.html

Att,
xTerminal

[19] Comentário enviado por hendrigo em 17/02/2009 - 16:04h

muito bom mesmo.

[20] Comentário enviado por alexanded8 em 28/04/2009 - 01:26h

Seu artigo e muito bom !
Vc ajuda muito quem esta sem direçao, esse foi meu caso.
Vc corta os metodos dificeis, e vai logo para o pratico.
Otimo ...
Obrigad pela dica...

[21] Comentário enviado por azzarini em 29/12/2009 - 10:17h

Estou com duvidas com um nobreak ragtech 1400va. O Cliente me trouxe desmontado, ao testar descobri que uma das baterias estava estregada. Este modelo tem 2 baterias internas, veio com 2 baterias de 12v e 6ah. Montei com 2 baterias novas, mas não sei se devo coloca-las em série ou em paralelo.
Alguém pode me ajudar?

[22] Comentário enviado por ghysio em 24/06/2015 - 14:11h

Estou com uma dúvida fiz o procedimento para 2 baterias...

mas uma apresenta 14,3 volts, carregando né, e a outra apenas 12,7 esta correto??
Não era pras duas estar com 14,... volts??


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor HostGator.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Viva o Android

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts