Como fazer o Squid funcionar da maneira mais simples possível no Xubuntu e derivados

Este artigo é para quem está iniciando com o Squid, mostro como instalar e configurar o Squid da forma mais simples possível no Xubuntu, além de gerar um relatório de acesso com o Sarg e um pequeno script para liberar e restringir determinados sites que estão na lista de proibidos do Squid.

[ Hits: 40.926 ]

Por: Fernando Eckhardt Valle em 25/02/2010


Introdução



Escrevo este artigo depois de conseguir sanar uma necessidade que acontecia no meu trabalho, onde precisava restringir determinados sites. Como trabalho em uma escola de informática, o acesso ao Orkut era inevitável e os alunos não prestavam atenção no conteúdo da aula, só tinham olhos para o Orkut, e simplesmente tirar o cabo da internet do micro dos alunos iria me deixar com cara de instrutor chato, então precisava mesmo era restringir o acesso ao Orkut e outros sites.

Num primeiro momento, teve um outro instrutor que tentou implementar um proxy, como na escola só se trabalha com o Windows, e este outro instrutor, bem porcamente só sabia trabalhar com este SO, "instalou" um proxy pra Windows, não lembro o nome do programa, mas era algo como free-proxy, enfim, um horror, a internet ficava mais lenta do que já era na época (2007, conexão de 600K para umas 35 máquinas) e tinha um problema impossível de resolver, não abria imagens. Eu sei que este instrutor foi laureado na época, claro, usamos o proxy por aproximadamente uma semana, nem o outlook recebia emails, de tão mal feita que ficou a coisa, mas enfim.

Passou-se um tempo e outro instrutor resolveu fazer rodar um Squid para Windows, no começo até que dava certo, mas como o PC que estava o Squid era um que os alunos usavam durante as aulas, constantemente apareciam problemas, e o fator Windows também ajudou para que o casamento entre Squid e este fadado SO não desse certo. Um agravante muito alto que acontecia com o Squid no Windows era que precisávamos liberar o Orkut durante determinado momento nas aulas para os alunos, no finalzinho das aulas por exemplo, e toda sexta feira também, daí que para tirar o Orkut da lista de sites bloqueados era muito ruim, porque o Squid não reiniciava, tinha sempre que reiniciar o PC para o Squid reiniciar e pegar as alterações.

Ficamos, após estas experiências, um bom tempo sem proxy, mas chegou agora no começo de 2010 um momento meio que insuportável, pouquíssimos alunos prestavam muita atenção nas aulas, ficavam o tempo todo no Orkut e mexendo na Colheita Feliz e similares, claro, deve ser muito mais emocionante plantar batatas, tomates e roubar berinjela da fazenda ao lado do que aprender como funciona a função SE no Excel ou como fazer uma mala direta no Word, mas tudo tem seu tempo, não sou contra comunidades virtuais e nem essas pequenas diversões, se eles estão ali pagando caro por um curso, acho que seria muito mais interessante aprenderem como funciona uma suíte de escritório para que quando forem procurar emprego tenham garantia que sabem mexer nesses programas básicos a ficarem arando a terra e mandando scraps só por mandar para alguém.

Outra coisa terrível que acontece agora é que nossa banda de internet, que era de 600KB em 2007, passou em 2009 para 10MB, e alguns alunos e monitores da escola mais espertos descobriram isso e ficavam nos P2P da vida direto, consumindo uma quantidade meio grande de banda. O problema principal era justamente os torrents.

Bom, então eu resolvi implantar uma solução, Squid no Xubuntu, que foi a distro Linux que ficou mais estável na máquina responsável por ser o servidor, mas o howto que vem a seguir pode ser feito em qualquer variante do Debian, eu mesmo quando estava testando em máquinas virtuais fiz tudo no Debian e só na aplicação final passei para o Xubuntu.

O que eu precisava: cancelar através de Proxy sites indesejáveis, um relatório de acesso para ver os mais acessados ou algum site adulto desconhecido que era acessado para tomar providências, e alguma maneira um quanto tanto simples de bloquear e desbloquear o Orkut para que os outros instrutores não precisassem editar arquivos de textos e nem darem comandos de reinicialização no Squid, operação que eu sei que seria muito complexa para eles.

Vamos a minha solução!

    Próxima página

Páginas do artigo
   1. Introdução
   2. Instalação e configuração do Squid
   3. Testando e descobrindo o fake Squid
   4. Script para bloquear/desbloquear orkut e acesso em qualquer PC da rede
Outros artigos deste autor

Usando G4U, ProFTP e DHCP para clonar partições pela rede

Ubuntu no Samsung Chromebook com processador ARM

Leitura recomendada

Instalando natACL no Debian Etch (proxy autenticado)

Squid - Níveis de bloqueio para usuários

Automatic ACL Blocking List - Sistema automático de listas de bloqueio de ACLs

Proxy em paralelo com o mikrotik

Instalando o MySAR no CentOS 5.5

  
Comentários
[1] Comentário enviado por neuroprodigy em 25/02/2010 - 15:45h

Um artigo simples, mas de forma comentada e sendo um case prático que supriu a necessidade. Legal !

[2] Comentário enviado por QUESTLODER em 10/03/2010 - 11:14h

Caro pherde,

Show de bola....o artigo...

[3] Comentário enviado por fabinho_sp83 em 20/04/2012 - 13:52h

Só me surgiu uma dúvida.
Caso eu escolha colocar duas placas de rede no meu server o que eu preciso mudar? Porque aqui na escola que trabalhos os alunos fuçam em tudo e descobririam logo como mudar o proxy no navegador.

Valew


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts