Clonando discos utilizando o G4U ("Ghost para Unix")

Neste artigo veremos como utilizar o G4U, que é uma ferramenta Open Source para a clonagem de discos, substituindo softwares comerciais. Criada em NetBSD, ela possibilita através de um disquete ou CD a clonagem de discos rígidos usando o serviço de FTP.

[ Hits: 96.484 ]

Por: Ricardo Donadel em 11/12/2004


O que é G4U



O G4U é uma ferramenta alternativa para a clonagem de discos. Criada em NetBSD, ela possibilita a clonagem de discos rígidos usando o serviço de FTP através de um disquete ou CD. O disquete/CD possui duas funções:
  • Uploaddisk - Faz o upload da imagem comprimida do disco para um servidor local de FTP.
  • Slurpdisk - Restaura a imagem gravada no servidor para um ou vários PCs.

Requisitos:
    Próxima página

Páginas do artigo
   1. O que é G4U
   2. O servidor
   3. Sistemas operacionais suportados
Outros artigos deste autor
Nenhum artigo encontrado.
Leitura recomendada

Como o Google Earth pode induzir a reinstalação de uma distro Linux

GRIP - Conversão e ripagem de CDs em Linux

Stoq - Gestão comercial open source

adesklets: Uma leve e funcional ferramenta de displays

É possível ganhar dinheiro com Software Livre?

  
Comentários
[1] Comentário enviado por __FERNANDO__ em 11/12/2004 - 13:12h

Boa tarde!

Cara, muito bom o artigo... Mas uma perguntinha:
Eu faço uma imagem de um Linux, digamos Linux1, com HD de por exemplo: 10GB e jogo para o servidor com FTP e DHCP configurado em outro linux, Linux2... Depois se por exemplo eu tiver problemas no Linux1, sei lá..vai que o HD vai para o saco..heheh.. eu tenho que fazer o que se quiser restaurar a imagem que tenho gravada no outro linux em um HD novinho... Precisa ser do mesmo tamanho ? Se no caso o HD novo tiver uns 20GB ele preeenchera todo o espaço ?

Valeu e parabéns pelo artigo....essa ferramenta ai me ajudar muito..heheh.

Fernando.

[2] Comentário enviado por gelemeurer em 11/12/2004 - 21:35h

Interessante artigo, vou testar semana que vem no trabalho.

[]'s

GM

[3] Comentário enviado por dvj em 13/12/2004 - 09:26h

Parabéns pela qualidade do artigo!
Eu já vinha testando o G4U utilizando como FTP server o proftpd.
As opções que você colocou no proftpd.conf (MaxStoreFileSize e
MaxRetrieveFileSize) permitem que o upload/download de arquivos
(entenda-se imagens) com mais de 2GB de tamanho?

[4] Comentário enviado por aroldo em 11/02/2005 - 09:53h

Boa dica cara, parabéns.
Gostaria de saber somente qual é o grau de compactação dessa imagem? Por exemplo se quero fazer uma imagem de uma partição com 10GB de espaço utilizado em um disco de 20GB (sei que o tamanho do disco aqui é indiferente).

[5] Comentário enviado por missionsst em 10/06/2005 - 12:05h

Estou utilizando e aparentemente esta tudo perfeito. Para um HD de 10GB, o upload demora, pois é claro, compacta a imagem e salva, para a slurpdisk (download) da imagem é rápidinho (30 min aprox), a vantagem é que não preciso mais abrir menhuma máquina para fazer clonagem, tratando-se que as máquinas que dou manutenção não precisam de Backup. Só apresentou problema em alguns casos, mas exclui a partição antiga (delpart) e o restante do procedimento foi normal. Valeu a pelo Artigo.

[6] Comentário enviado por rflribeiro em 24/01/2006 - 10:14h

Li um artigo do Morimoto que dizia que seria necessário utilizar um cabo-cross p/ fazer o upload ou download do servidor. Vocês que já utilizam o G4U sabem se é possível fazê-lo em uma rede com vários pontos? Na verdade, tenho a seguinte configuração: P4 HT 3.0 512mb 80Gb Debian firewall IpTables, Squid(transparente) e compartilhamento por NAT fornecendo Ip p/ um D-Link DI-604. 15 estações Windows XP Pro hd 40Gb todas exatamente iguais acessando o roteador por 3 hubs. Gostaria de fazer um clone de uma estação e armazenar no servidor sem utilizar um cabo-cross. É possível? Desde já, obrigado.

[7] Comentário enviado por jpatricio em 24/01/2006 - 15:56h

não consigo arrancar o g4u numa máquina com discos sata (dell optiplex gx620). alguém pode dar uma ajuda? obrigado, joao patricio

[8] Comentário enviado por hjma em 08/02/2006 - 10:53h

Fale Ricardo! Beleza?

Estou tentando criar uma imagem do meu HD que possui o linux instalado no servidor FTP utilizando o g4u.

Tenho algumas dúvidas:

1. Meu HD é de 80Gb, mas só tá sendo utilizado 8Gb. Quando eu utilizo o comando UPLOADDISK ele copia somente os dados SEM as partições?

2. Utilizei o comando UPLOADPART pensando que ele fosse copiar minha partição linux e minha partição do SWAP com dados, porém ele criou um arquivo de menos de 1 mega (.gz). No meu caso, que meu HD tem o linux, devo usar o UPLOADPART para criar a imagem das minhas partições depois utilizar o UPLOADDISK para criar a imagem dos meus dados?

3. Para eu restaurar meu sistema devo restaurar primeiro minha imagem da partição depois restaurar a dos meus dados?

4. Utilizei o comando "UPLOADDISK LOGIN@FTP.COM.BR IMAGEM.GZ WD1" Já tem 2 horas que ele tá criando a imagem a 3.5 MB/s, agora está em 24000MB. Ele vai criar imagem de 80Gb? ou seja, de todo o meu HD?
Já cancelei... :-p

5. Como faço para ele criar apenas a imagem com o tamanho do meu HD utilizado. dos meus dados, no caso, 8Gb que estão sendo utilizados? Ele já

Obrigado pela atenção e desde já agradeço!

[]s

Hamilton Albuquerque

[9] Comentário enviado por laerciok em 31/03/2006 - 00:23h

No meu caso nao consigo transmitir nenhuma imagem porque transmite 458 KB e depois a velocidade vai baixando ate "TIMEOUT".
O que pode ser?


laerciok
rs030034AROBAvia-rs.net

[10] Comentário enviado por rafael.mendes em 11/11/2006 - 08:42h

Cara muito show este seu artigo, fiz um servidor de imagem no meu projeto final da materia de hardware na faculdade... seu artigo me ajudou bastante... ficou bem legal, só achei meio lenta a geração da imagem uma média de 3MB/s...a imagem de um disco de 40GB ficou em 14GB .gz. Mas o slurpdisk foi mais rápido placa a placa uma média de 17MB/s, e quando ligado em um switch fez a transferencia a 11MB/s...

Parabés pelo artigo...

[11] Comentário enviado por gabriellinux em 21/12/2006 - 16:37h

eu tentarei no meu trabalho....

[12] Comentário enviado por gabriellinux em 29/01/2007 - 17:19h

muito legal mesmo esse programa salvou a minha vida

[13] Comentário enviado por gabriellinux em 30/01/2007 - 15:43h

pra falar a verdade nao salvou não

[14] Comentário enviado por tchelovilar em 27/02/2007 - 11:04h

Muito bom, estou utilizando nos laboratórios da faculdade, nesse fim de semana mesmo, deixamos 45 micros ao mesmo tempo passando a imagem, começou no sabado de manhã e deve ter terminado de noite ou madrugada, só sei que na segunda-feira estava lá, o laboratório pronto para uso (Não houve uma falha sequer), a imagem ficou com 8 GB, sendo que possui 2 sistemas operacionais, a compressão reduziu a metade o tamanho.

Recomendado!!!

Hamilton Albuquerque:
Entra no site do G4U, lá eles disponibilizam, um programinha chamado nullfile, execute ele nas unidades de seu computador, ele fara um limpa em arquivos que não existem e que podem estar sendo colocados na imagem gerada!

Abraço,
Marcelo Vilar

[15] Comentário enviado por berdam em 30/06/2007 - 14:48h

Realmente o programa é bom.
Vantagens : Pelo oq li rapidamente não é necessário placas especiais como realtek 8139 e 3com.
Desvantagens: Tenho o ghost na empresa e é mais rápido que o g4u. A gerção da imagen demorou umas 2 horas e a instalaçãó dela uns 40 minutos. O tamanho do arquivo chegou a 4 gb, com o ghost a mesma imagem ocupa uns 3 gb.
Pra quem tem tempo de passar imagem e tem poucos computadores é uma alternativa. MAs para mim que tenho praticamente 40 máquinas para passar imagem em 4 horas ficou muito lento.

MAs valeu pelo artigo, é uma alternativa ao ghost.

[16] Comentário enviado por carlosfgn em 01/08/2007 - 10:16h

Bom dia,

Tenho um Hd de 80Gb dividido em 3 particoes.
hda1 = 8 Gb
hda2 = 30 Gb
hda3 = 30 Gb
12Gb free

Eu quero criar a imagem somente do hda1. Como eu faço isso?

Att,
Carlos Neto

[17] Comentário enviado por removido em 18/12/2007 - 12:59h

Trabalho numa faculdade em Belo Horizonte, e estamos testando o G4U em nossos laboratórios. Fizemos vários testes em uma máquina idêntica às do laboratório e os testes de upload e download da imagem deram tudo certo. Porém, quando fomos para o lab. as 4 primeiras máquinas após efetuar o download da imagem, ao reiniciar o computador, apareceu a mensagem de "erro de disco". Alguém já teve algum problema deste? Os HD's tem que ser idênticos?
Obrigado a todos,
Júlio

[18] Comentário enviado por willian.barker em 12/05/2009 - 09:42h

Olá, o seu material do g4u me ajudou bastante, mas estou com problema para reconhecer placa de rede em uma placa mãe que tenho aqui. 945gc-m2 (dizem que é uma pcchips P17G). No manual da placa mãe fala que é uma "RTL 811x". Como fazer para que o boot do g4u reconheça está placa de rede?

[19] Comentário enviado por pherde em 01/04/2010 - 10:14h

willian.barker:
Eu também tinha um problema desses em umas maquinas novas de uma laboratório aqui, mas era porque eu estava usando a versão 2.1 do disco de boot do G4U, acessei o site e baixei a versão 2.4, esta sim, encontrou as placas de rede dos micros novos.

[20] Comentário enviado por alerocha19 em 24/01/2012 - 18:14h

Baixei a ultima versão do udpcast ano de 2012. E infelizmente quando vai selecionar o hd para receiver e sender, ele só me da a opção /dev/sr0 e other, não aparece a opção /dev/sda ou /dev/hda.
No setup da máquina onde tinha opções de modo raid, sata, ahci, tentei todas.
Somente do modo raid aparecia o hd a ser copiado /dev/sda, porém configurei do mesmo modo para a que ia receber de modo raid também, mas não conseguia enxergar entre elas.

Aí parti para o G4U (2.4) fazendo a imagem num computador que tenha ftp e depois baixando de um cliente e instalando. tipo o link: http://under-linux.org/wiki/Tutoriais/Adm/G4U
Porém depois de ter feito o computador receber a imagem, ele ficava em loop depois de ligá-lo.

Ou seja, nada de funcionar nessas duas tentativas.


Contribuir com comentário