Até onde é vantajoso o Cloud Computing?

Será que não estaríamos gerando um grande dossiê para as gigantes de publicidade? Será que não estaríamos dando de bandeja a nossa liberdade para o alheio? Quer ir para as nuvens? Eu prefiro ficar aqui na Terra, com meu note, meu HD, meu processamento...

[ Hits: 17.039 ]

Por: Julien Nascimento em 02/09/2010


Será?



Olá pessoal! Esta dúvida surgiu em uma roda de chimarrão entre programadores aqui no meu amado Rio Grande do Sul. Até onde seria vantajoso o Cloud Computing? Já explico.

Estávamos entre cinco programadores discutindo as vantagens do Cloud Computing (vou apelidar de ClC).

Vamos partir então deste princípio: você teria tudo na grande rede, em grid, rápido pra caramba, certo? As máquinas dos usuários não teriam mais HDs, pois afinal, seria necessário apenas conexão com a internet e uma máquina com médio poder de processamento, já que a serviço estaria nas nuvens, nos grandes centros de processamento, certo?

Bom, olhando do ponto de vista corporativo, estaríamos retrocedendo ao invés de avançar, pois essa ideia já existiu há muitos anos atrás (e ainda existe!). Pergunte para seus pais ou alguém que já trabalhou com TERMINAL BURRO (vide Wikipédia). Estações de trabalho conectadas em rede a um servidor potente.

Naquela época os sistemas eram criados em COBOL, era tudo gráfico, mono tarefa. Hoje, com o advento da Internet e as vantagens do ClC, haveria alguma vantagem competitiva, mas mesmo assim, se a casa cair em algum servidor? Se o servidor for alvo de um ataque? Sabe porquê as empresas aderiram aos PCs? Devido ao alto custo dos Main Frames!

Do ponto de vista do usuário, estaríamos literalmente cometendo um suicídio, um assassinato de nossa própria liberdade!

Oh sim, tudo em rede, nas nuvens, em grid etc, onde você quer na hora que bem entender, não preciso me preocupar com custo, armazenamento, processamento... mas já parou para pensar que você está fazendo um relatório de sua vida para os grandes interessados, aqueles que querem saber o que você pensa ou o que faz?

Já parou para pensar que, um belo dia, sem prévio aviso, teus arquivos podem ser bloqueados e somente seriam liberados se pagar por isso tudo? Garantem privacidade? Balela! Conversa fiada! O Google entrega de bandeja para o FBI e outras instituições o teu e-mail sem você saber, isso não é invenção, já saiu em jornais! É claro, em alguns casos isso é realmente necessário, por motivos políticos, de segurança nacional etc.

Tudo isso pode ser uma grande paranoia, mas será que não vai ser assim?!?! Já notaram que no Gmail aparecem banners de publicidade vendendo e divulgando exatamente coisas relacionadas a seus e-mails? Fale sobre futebol com seus amigos, e logo você receberá "camiseta do seu time do coração, clique aqui!". Privacidade? Isso é um SPAM disfarçado!

Outro ponto interessante é a volta do mercado de grandes Main Frames. Um Dell desktop , razoável, custa quase 5 ou 6 mil Reais! Pega esse valor e monta um desktop personalizado e veja a super mega máquina que você fez! Dá de 12 a zero num Dell, HP, Compact e outros não é? Então, não seria mais vantajoso para uma destas empresas vender main frames, com grande poder de processamento, terminais, sem HDs, de baixo custo, que conectaria a estas grandes redes e lá se vai a concorrência dos computadores customizados? As gigantes perdem bilhões com estes customizes!

Alguns dias atrás eu li um artigo onde um dos engenheiros da Google sonhava em ir mais a fundo, acessar a Deep Web. A Deep Web seria aquela camada de rede, especificamente as intranets, que possuem grandes volumes de dados, o pulo do gato, um prato cheio para qualquer empresa que tem interesse em saber o que você faz!

Hoje, certo tipo de informação vale mais que um diamante, acredite! Quem não quer saber exatamente o que vender para os consumidores? Quem não quer saber o que você mais gosta jogar, assistir, ler, nas horas vagas?

O Cloud Computing teria uma certa vantagem apenas para as grandes empresas, mas veja bem, eu acho que é dar um grande salto para trás. Se um belo dia a empresa que virtualiza decidir sumir do mapa, falir ou bloquear teus arquivos? O que você faria? Processaria? Toca ficha meu! Tu acha que não vai ter cláusula de contrato safando a empresa que vai "proteger" a tua privacidade e teus arquivos?!?!?!!?

Não vamos cair nessa! Quem deve estar sempre no comando é nós, os usuários, o povo, a sociedade e não os "Iluminatis" cibernéticos...

Viva o Linux, viva a liberdade!

   

Páginas do artigo
   1. Será?
Outros artigos deste autor

Se você não pode com seus inimigos, compre-os!

Leitura recomendada

DSpace no Ubuntu 12.04 - Instalação via Banco de Dados Oracle 11g

Formatando fontes no openoffice

Bottlenecks - Métricas de performance de servidores

Acesso remoto utilizando FreeNX

Seu Slackware atualizado com SWARET

  
Comentários
[1] Comentário enviado por beneskate em 02/09/2010 - 05:37h

to contigo e não abro!!!!!!!......

[2] Comentário enviado por removido em 02/09/2010 - 06:46h

Cara, suas idéias todas tem um fundo mas acho que você tem uma paranóia muito grande com isso. Você já pensou que você também pode ganhar depois que as empresas souberem o que você gosta de comprar? Já pensou que tudo pode ser mais fácil se "aquela TV" aparecesse no seu e-mail como uma propaganda? Às vezes até é bom para o cliente ter seus dados "invadidos".
Parabéns pelo artigo.

[3] Comentário enviado por nickmarinho em 02/09/2010 - 09:01h

Esse franknatus só pode estar maluco em comentar isso.

Cara, jmurray, estou 100% contigo nesse pensamento.

Com 1.5k hoje eu monto um x4 amd com 4gb de memória, pc esse que na DELL (tomando essa de ex. como vc fez), não gastaria menos de 3k.

E essa de deixar os arquivos na rede, num servidor ? Nem nos servers do Google eu confiaria tanta coisa.

E os filmes xxx que assistimos então ? Nem pensar em compartilhar algo tão pessoal numa rede.

Cada um tem seus gostos, manias, trejeitos, e isso ninguém pode invadir.

Voltar no tempo ? Pára !

[4] Comentário enviado por jmurray em 02/09/2010 - 09:06h

franknatus , eu acho mais fácil procurar uma televisão nas lojas americanas, lojas colombo, magazine luiza... e pra ser bem sincero, é melhor ir até a loja (risos).

Mas focando no assunto, sim, pode ser sim uma grande viajem, mas isso é pra ficar um alerta para todos ! A idéia do ClC é deixar os seus dados e arquivos, tudo na grande rede.

Vamos supor: Você é dono de um grande servidor de ClC ok ? Chego eu, Julien, presidente de uma grande rede de varejo, com uma maleta cheia de grana, suficiente para você , sem querer, escrever em um papel, as credencias de acesso ao banco de dados.... sacou a idéia ????

[5] Comentário enviado por lr.gamito em 02/09/2010 - 09:50h

E se tudo isso for cryptografado?!? Você guarda na ClC e somente vc tem a senha...
Não acho que estamos retrocedendo, várias tecnologias aparecem baseadas em tecnologias ultrapassadas. Realmente parece com terminal burro, mas isso tras tbm beneficios, imaginem ter sua estação de trabalho da sua empresa toda disponivel em casa (desde que tenha segurança), ou então trocar de PC e não precisar fazer backup de tudo, simplesmente ligou, logou, tá lá, todos os seus documentos.

Não nos precipitemos dizendo que é retroceder, talvez ela morra antes mesmo de ser largamente adotada (como sabemos que acontece bastante na informática), talvez apareça outra coisa que "atropele" totalmente a ClC... bom o negócio é esperar.

[6] Comentário enviado por goss em 02/09/2010 - 10:02h

Interessante o artigo, mas se for pensar bem, todos já estamos com os dados na rede, quando cadastramos nossos dados e email, o servidor já tem tudo e pode vender pra quem quiser. O vivaolinux mesmo, se um dia o Berbert resolver "vender nossos dados", ele pode. Otra coisa mesmo "criptografadas" quem vai criptografar é o serviço de CLC, isto é, quem garante que essa criptografia é segura? é como pedir pro ladrão fabricar a chave da sua casa.

[7] Comentário enviado por jmurray em 02/09/2010 - 10:07h

lr.gamito e aonde a senha fica guardada ? Quem detém o algoritmo de criptografia ????

[8] Comentário enviado por lr.gamito em 02/09/2010 - 10:30h

Quem detem o algoritmo não detem a chave.... quem teria a chave seria você.
Mas se pensarmos dessa forma, o único jeito de estar seguro é desconectar o cabo de rede...
Todos aqui trafegam dados pessoais a todo momento pela rede... Vocês confiam que essa informação está segura? Que ninguem da empresa de vendas on-line vai usar o seu cartão de crédito? Que ninguem lê o seu e-mail?

Pensamento paranoico, mas é real... Eu falei sobre a cryptografia pq hoje é o único meio de proteger dados que trafegam pela rede... não é 100% seguro, alias nada é!

[9] Comentário enviado por removido em 02/09/2010 - 10:38h

É muito mais cômodo, por exemplo, você entrar no iGoogle e ele já te mostrar as notícias que te interessam de acordo com seu cadastro e sites visitados. Hoje isso já é realidade! O mercado livre guarda cookies no seu PC para quando você entrar denovo ele te mostrar outros produtos que se parecem com o que você estava procurando.

Não sei como vocês pensam que as empresas não podem saber do que vocês gostam. Porque se elas não souberem, sairão produtos que não têm nada a ver com a população. Com essa informação elas podem criar produtos que atendem as SUAS necessidades.

[10] Comentário enviado por psfdeveloper em 02/09/2010 - 10:40h

Também não gosto da idéia de Cloud Computing por motivos muito similares ao apresentados no artigo. Acho que estaríamos terceirizando nossa propriedade e segurança. Como eu mesmo tenho o expertise para cuidar da segurança e do deployment dos meus serviços, por que escolher a cloud? E se eu realmente precisar migrar?

Para não ficar fundamentando a minha opinião (o que me faria gastar muito tempo), encontrei um paper que expõem parte da minha opinião (apenas a seção particular sobre risco e governança dos serviços na cloud - pags. 7, 8 e 9). O artigo está em inglês:

http://www.isaca.org/Knowledge-Center/Research/Documents/Cloud-Computing-28Oct09-Research.pdf

Além disso, a Gartner Research também possui a sua própria linha de pontos relevantes para a governança de Cloud Computing:

http://www.zdnet.com/blog/projectfailures/gartner-releases-cloud-computing-rights-and-responsibiliti...

A partir do momento que várias ofertas de Cloud Computing puderem ser compatíveis entre si (a da Amazon é bastante interessante porque envolve virtualização de hardware e podemos controlar o nosso espaço na cloud como um computador da rede da empresa, incluindo fazer backups), com regras de governança rígidas, não vejo problemas em usá-la.

Mas, por enquanto, esse não é o caso.


[11] Comentário enviado por schaf em 02/09/2010 - 11:04h

Concordo em gênero, número e grau com o autor. Parabéns por ter abordado este assunto.
De fato, toda vez que a liberdade individual, coletiva e social avança, os que têm sede de controle e de poder começam a colocar as "garras de fora" e a mostrar sua verdadeira face.
Acho que as pessoas de uma forma geral deveriam ser mais prudentes e pensar melhor, antes de disponibilizar seus dados em servidores remotos, pois isso pode tornar-se uma perigosa forma de controle social e até mesmo inter-nacional, no sentido negativo, elitista e dominador do termo.
Fato aliás que já foi questionado, salvo engano pela União Européia e pela China, em relação à manutenção de forma fixa dos órgãos de controle da Internet em um só país, os Estados Unidos da América.
Vejo com muita desconfiança as chamadas "redes sociais" tão em voga hoje em dia; pois de fato ninguém sabe qual é a utilização que fazem das informações pessoais ali depositadas pelos usuários; por outro lado, os responsáveis por tais redes sabem muito bem proteger-se atrás de uma cortina intransponível de anonimato e certamente atrás de uma muralha jurídica. Prefiro o velho e bom "e-mail" e outras tecnologias que permitam uma comunicação de rede mais segura, direcionada e privativa.
O que é bem diferente de uma comunidade "virtual" colaborativa, onde não disponibilizamos nossos dados pessoais, mas somente nosso conhecimento, e de forma livre e gratuita; a exemplo de "Viva o Linux", cujo interesse único e primordial certamente não é o lucro desmedido (nada contra ganhar dinheiro, desde que seja de forma não abusiva, clara, honesta e ética).
A grande verdade parece ser que as grandes corporações têm uma sede insaciável por lucros, e toda vez que a liberdade dos usuários (que a seus olhos não passam de consumidores), oferece uma resistência, um limite à sua infinita ganância, elas (as grandes corporações), passam a cogitar formas de restringí-la, de submetê-la a seus interesses; seja em relação ao "hardware", ao "software" ou ao armazenamento de dados, coisa na qual hoje, mais do que nunca, possuem enorme interesse.
É bem verdade que a arquitetura cliente-servidor tem seus benefícios e aplicações, mas ela somente parece fazer sentido em uma dimensão corporativa, institucional ou privada, onde a centralização, a segurança e a redução de custos justifiquem sua implementação.
Pensar em transformar a Internet em uma grande rede cliente-servidor é um completo absurdo, que contraria seus mais fundamentais princípios de descentralização, heterogeneidade e liberdade, e tal aberração somente pode estar sendo engendrada em mentes obscuras, sedentas de lucros, poder e controle sobre as pessoas.
Por outro lado, o "hardware" e o "software" "fechados", "proprietários", trazem sérias limitações e restrições aos usuários e desenvolvedores; ele tira de nossas mãos infinitas possibilidades de aprendizado, de inventividade, de desenvolvimento pessoal, coletivo e social, TRANSFERINDO-OS PARA AS GRANDES CORPORAÇÕES, que em sua imensa maioria situam-se em outros países bem mais ricos e desenvolvidos que o nosso; além do que a otimização de custos e o controle de qualidade fogem completamente das mãos do usuário e do desenvolvedor.
Toda vez que abrimos mão de nossa liberdade individual, que não seja em prol do bem comum, e sim em benefício de grandes interesses corporativos, abrimos mão também de nossa liberdade coletiva, social e nacional, enquanto comunidade, sociedade e nação; e certamente quando fazemos este tipo de concessão, pagaremos um preço muito caro por isso, o preço de nossa liberdade, de nossa criatividade, de nosso auto-desenvolvimento e de nossa auto-realização.
Viva o "software" livre, o "hardware" aberto e a livre colaboração em rede!
Viva o desenvolvimento nacional e socialmente includente de "hardware" e de "software"!
Abaixo tudo aquilo que restringe a liberdade, o poder e a criatividade das pessoas!
Não abra mão de seu poder, de sua liberdade e de sua criatividade por nada neste mundo!
Não deixe que transfiram para as grandes corporações suas possibilidades de desenvolvimento pessoal e profissional!
Diga NÃO a tudo o que é fechado, restrito, obscuro e lesivo!
E tenho dito!
(obs.: As palavras "hardware" e "software" estão entre aspas por se tratarem de estrangeirismos técnicos, sem equivalentes satisfatórios no momento em língua portuguesa)

[12] Comentário enviado por dastyler em 02/09/2010 - 12:14h

Aqui na empresa não utilizamos Cloud justamente pelos mesmos motivos citados neste artigo.
A confiabilidade da informação é sempre um paradigma e apesar dos inumeros esforços de empresas tentando vender sistemas que funcionam com o sistema 100% hospedado em servidor próprio na web do fornecedor da solução aqui já é vetado logo de cara.
Um exemplo disso é o egestor ( http:/www.egestor.com.br ). A licença é free para um user, custo baixo para mais de um usuário, mas e quanto a informação que é inclusa no site? Veja bem, pode ser até uma boa ferramenta, mas ainda vejo com uma certa desconfiança disponibilizar informações comerciais num server na nuvem.
Quanto a grandes empresas, eles utilizam o conecito de nuvem privada, ou seja, eles criam sua propria nuvem com seus dados normalmente bem protegidos de fatores externos. Aí sim oconecito fica válido.
Sem contar que a idéia de cloud como voce expos no artigo não é nova. Só ganhou maior visibilidade de um tempo pra cá devido a adoção de virtualização nas empresas e a facilidade de migração das máquinas virtuais.




[13] Comentário enviado por lhsborges em 02/09/2010 - 12:25h

Meus caros(as),

Infelizmente não posso concordar com o autor. Isso não é um retrocesso e sim um progresso no que diz respeito ao acesso as informações. A Cloud Computing não pode ser olhada/julgada somente do ponto de vista das empresas que prestam esse tipo de serviço aos usuários finais/domésticos, mas sim como uma tecnologia a ser usada por corporações privadas, visando disponibilizar ao seu executivo acesso em qualquer lugar e a qualquer hora.

A implementação dessa tecnologia é viável até na empresa em que trabalhamos, não sendo necessário contratar o serviço com terceiros, mantendo assim todo o sigilo da informação.

Pensem por esse lado. Um abraço

[14] Comentário enviado por rogeriojlle em 02/09/2010 - 12:31h

qualquer um que saiba usar a internet sabe desses riscos
ninguém é obrigado a colocar sua vida na nuvem, o faz por conta e risco, e colocou numa balança os prós e contra disso

Seria o mesmo que eu escrever aqui no VOL um post avisando que a Terra é redonda, então e não vou cair da beirada ...
é algo totalmente válido e verdadeiro, mas não acrescenta nada.

A parte válida desse comentário se encerra aqui., o que está abaixo da linha escrevi no "reflexo", e foi pelo puro absurdo dessa postagem

___________________________________________________________________________________________________


Nossa!, paranoia é pouco! onde vocês compraram esse chimarrão?

Se eu tiver três ou quatro mil pra gastar num computador ele teria espaço em disco e processamento pra eu não depender da "nuvem".
computadores "pra nuvem" serão oferecidos pra um publico que vai gastar, por "N" motivos, não mais de mil reais num computador desses. E isso se eles não vierem de graça no plano da operadora de celular.

As empresas usavam terminais burros porque era o que tinha de viável na época e se tornam a fazer isso hoje, e porque em algum aspecto se tornou viável novamente.

E mesmo se eu colocasse os filmes XXX lá, com a qualidade da internet aqui no Brasil, os assistiria com qualidade de Youtube e ainda pagaria pelo excesso de tráfego.


Não quer ter publicidadade no teu email? Ótimo não precisa, monte um servidor de email, arque com os custos/burocracia de registro de domínio, hardware e mantenha o computador sempre ligado.
e avise as pessoas o momento em que seu computador estará ligado e conectado e assim pode receber email delas.

o próprio VOL hospeda esse site sei lá onde (outro dia foi dito isto aqui quando o autor teve problemas e avisou a comunidade do ocorrido, mas agora não lembro onde) e tem entre outros, anúncios do Google, notei que nunca são ofertas de comprar tênis mais barato ou algum método pra aumentar a minha renda.
Foi pura aleatoriedade ou o Google sabe dos assuntos do VOL? será o dono desse site --- "DO MAL?" ele está entregando minha vida ao Google? ou será talvez culpa da hospedagem?

@schaf - Toda vez que abrimos mão de nossa liberdade individual, que não seja em prol do bem comum, e sim em benefício de grandes interesses corporativos .........

Se eu usei alguma coisa da nuvem é porque vi algum benefício nisso, e e se foi uma grande "megalomaníaca-ultra-mega-capitalista", Paciência! foi só o que apareceu !
Pergunto: alguém ofereceu pra voces algo assim: Gigabytes de graça? acessíveis via http, sincronização automática etc, etc?




Ah mas eu posso me juntar com meus colegas de roda de chimarrão e fazer isso em grupo, sai mais barato!


Tem uma historinha que ouvi no primário (tinha uns ratinhos e tal )em que uma frase era:

"E quem vai por o guizo no gato?"



[15] Comentário enviado por fernandoguedes em 02/09/2010 - 12:35h

lhsborges,

veja bem, o autor em momento algum cita server cloud em um ambiente interno, durante todo o artigo e todos os comentários com excessão do dastyler (excelente colocação) citam server cloud em um ambiente interno.

Mas esse tipo de solução é inviável sim quando se trata de dados sigilosos ou pessoais sendo hospedados em um servidor externo.

[16] Comentário enviado por fernandoguedes em 02/09/2010 - 12:41h

rogeriojlle,

Você nota que a maioria dos hosts de hospedagem hoje em dia querem vender a qualquer custo seu serviço de server cloud? Você nota também que há cada vez mais usuários na internet leigos? Você nota também que hoje em dia todo mundo quer ter um blog, um site, não mera coincidência, mas tudo ficou mais fácil de uns anos pra cá.

Quem seriam os usuários que contratam esse tipo de tecnologia? Leigos?! Se sim, saberiam eles quais são os maleficios de se utilizar uma solução assim?

A propósito, a questão do filme pornô foi só uma colocação.

Ninguém aqui tá reclamando da publicidade no e-mail, estamos reclamando pela forma de que ela é exibida ao usuário. Ele vasculha seu e-mail e manda ADS semelhante ao e-mail ou o conteúdo geral da caixa de entrada. Seria mera coincidência?

Mais uma vez, aonde é que você está vendo as pessoas questionando a propaganda do google? Seria você um puxa-saco?! Quem é que tá falando que o Fábio é do mau (de ruim!)?

Falando de capitalismo, em que momento citamos capitalismo aqui?

Um tanto quanto equivocado o seu comentário, acho que nem ao menos leu direito. Ou, o problema é de interpretação mesmo...


Liberdade!

[17] Comentário enviado por cruzeirense em 02/09/2010 - 13:02h

Também discordo do autor,

A partir do momento que você entra na rede já perde a privacidade.
Exemplo, se um funcionário manda um e-mail importante para outra empresa quem te garante que o seu provedor de acesso não vai utilizar os dados deste e-mail?
Tá, o seu provedor é gente boa, ele não faria isso...
Mas e o provedor do cliente? Confia nele...
Na minha opinião um dos melhores serviços da internet é essa publicidade direcionada.
Eu prefiro muito mais que aparecem para minha filha anúncio de bichos de pelúcia ou bonecas do que camisinha ou viagra...
Esse papo de liberdade já tá ficando até meio chato...
O único jeito de ser livre e desligar o cabo (como foi dito acima).
Quer um exemplo da liberdade falsa?
"Utilize o linux! ele é opensource! Você tem acesso aos fontes..."
"Você também tem acesso códigos o windows. Abra num editor hexadecimal"
Com certeza alguém vai falar: Mas você não vai conseguir alterar nada...
Realmente, mas 99,9% dos usuários do linux não vão conseguir alterar nada nele também...

Uma coisa é liberdade, outra é paranóia...

Ou você pára com esse "chimarrão" ou então divide com agente!!!

Abraços...

[18] Comentário enviado por jmurray em 02/09/2010 - 13:31h

Bom, quem entra na rede sem TOR ou outro método que te deixe anônimo, realmente, perde a privacidade mesmo cruzeirense....

No mate, não tinha nada demais, apenas erva-mate e água quente (povo com cultura é outra coisa né ?)

Para aqueles que deram uma "rebosqueada" e leram o artigo com a soberba ligada, em 220 , realmente não entenderam nada do que disse. É fácil tirar sarro, ser irônico e subir no pedestal. Em nenhum minuto falei que era errado, só que cinco pessoas ( pelo jeito muito mais do que cinco, creio que a grande maioria) viram que ClC é uma enrascada para usuários. Corporações poucam importam-se, o que querem mesmo é faturar, qualquer coisa, mete processo.

Eu pergunto para os cômicos de plantão: Para que usam Linux ou defendem a liberdade se não entende um texto que nem este ?

Agradeço aqueles que realmente entenderam....

E isso é apenas uma teoria, que tem muito fundamento, ao meu ver... vcs veêm o que a Oracle está fazendo ultimamente ?








[19] Comentário enviado por removido em 02/09/2010 - 13:45h

Eu tb concordo contigo.

Mããããaããssss, usa essa porcaria de cloudcomputing que quer né.

Eu é que não vou deixar de usar um pc com hd. Meus trabalhos, meu vídeos, minhas iformações são só minhas.

Isso é liberdade, usa quem quer.

Que coisa de fresco esse negócio de cloudcomputing

[20] Comentário enviado por xerxeslins em 02/09/2010 - 13:49h

Interessante, porém vou dar minha humilde opinião de leigo no assunto.

Noto que as pessoas costumam abordar esse tema colocando sempre duas visões em oposição: tudo na nuvem contra tudo no HD.

A realidade é outra como podemos ver já hoje. A computação em nuvem não parece excluir o antigo paradigma, é apenas mais um. Do mesmo modo a chegada dos netbooks não decretou o fim dos notebooks. Ambos coexistem e servem para necessidades diferentes e depende do gosto de cada um. Até a capacidade de armazenamento dos netbooks aumentou, contrariando as previsões.

Computação em nuvem não é algo do futuro, é do presente. O que falta são melhorias, mais aplicativos, mais serviços, etc. Mas nada indica que isso irá substituir TODOS os velhos programas instalados no HD. Afinal, de onde veio essa ideia de que a computação em nuvem vai acabar com os HDs? É desejável para todos possuir um espaço de armazenamento pessoal, seja HD ou pendrive, ou outra tecnologia de armazenamento.

É mais fácil uma nova tecnologia de armazenamento substituir o HD do que a computação em nuvem substituir o HD.

Além disso imagino que programar dependente da nuvem deve ser inviável. É preciso que exista um espaço para armazenar dados, fazer testes, simulações e outras coisas sem estar na nuvem. Por isso acho que tudo, 100% na nuvem, nada no HD é exagero. Uma irrealidade.

Como usuário quero ter os melhores serviços on-line, e armazenar arquivos na nuvem para acessar de qualquer lugar, mas também quero ter meus arquivos pessoais comigo (não na nuvem), seja em um HD ou em um pendrive para necessidades específicas.

Redundância é um quesito básico de segurança. Privacidade também.

Por isso acho que é um pouco sem sentido a discussão sobre como seria o mundo se TUDO estivesse na nuvem. Provavelmente sempre existirá coisas na nuvem (e cada vez mais), mas não tudo. Uma coisa não parece que excluirá a outra.






[21] Comentário enviado por jmurray em 02/09/2010 - 14:17h

Gedimar, tu acertou em cheio, o assunto em pauta era esse mesmo !

Mas o risco seria todo nosso !

xerxeslins é provavel sim, pois em algumas gigantes, o processo de criação de terminais está sendo mastigado ! O sistema operacional seria um GoogleOS, um YouOS, tem um que é escrito todo em XML (esqueci o nome), Silverlight é um testômetro da Microsoft....


[22] Comentário enviado por removido em 02/09/2010 - 14:29h

Esses dias eu naveguei uma meia hora só lendo notícias e artigos sobre o corinthians.

Logo em seguida, eu fui fazer uma pesquisa em um site (não lembro qual site era, e o assunto já não era mais futebol) e do lado só me apareceu um monte de propagandas do google sobre o corinthians. Era camisa do corinthians, era cartão do coritnthians, era centenário era tudo só anúncios referentes ao corinthians.

Rapaz, espero não estar sendo muito paranóico. Mas acho que isso só pode ter relação com as pesquisas que eu fiz sobre o corinthians minutos antes.

Isso é muito invasivo. Imagina se eu estivesse vendo "vídeos educativos" e faço uma nova pesquisa na frente de outra pessoa, ou em público!!!! Seria muito constrangedor!!!!

[23] Comentário enviado por rogeriojlle em 02/09/2010 - 14:43h

fernandoguedes

Falando de capitalismo, em que momento citamos capitalismo aqui?

O comentário do schaf, trata dentre outros assuntos a utilização de serviços oferecidos por empresas, que normalmente objetivam lucro. vou copiar o parágrafo que me interessou ...

Pensar em transformar a Internet em uma grande rede cliente-servidor é um completo absurdo, que contraria seus mais fundamentais princípios de descentralização, heterogeneidade e liberdade, e tal aberração somente pode estar sendo engendrada em mentes obscuras, sedentas de lucros, poder e controle sobre as pessoas.
Por outro lado, o "hardware" e o "software" "fechados", "proprietários", trazem sérias limitações e restrições aos usuários e desenvolvedores; ele tira de nossas mãos infinitas possibilidades de aprendizado, de inventividade, de desenvolvimento pessoal, coletivo e social, TRANSFERINDO-OS PARA AS GRANDES CORPORAÇÕES, que em sua imensa maioria situam-se em outros países bem mais ricos e desenvolvidos que o nosso; além do que a otimização de custos e o controle de qualidade fogem completamente das mãos do usuário e do desenvolvedor.



Mais uma vez, aonde é que você está vendo as pessoas questionando a propaganda do google? Seria você um puxa-saco?! Quem é que tá falando que o Fábio é do mau (de ruim!)?

de novo o parágrafo acima... eu uso o Gmail, o dono do site aceita propaganda do Google ADS, empresa das do tipo sedentas de lucros, poder e controle sobre as pessoas.
-----------------------------------------------
Mas é isso que paga as contas do site ...
-----------------------------------------------
(mais explicadinho ainda .... fui sarcástico)

Citei o Google porque ele é referencia em publicidade na web e em querer ter tudo "na nuvem", você deve saber disso tão bem quanto eu ou qualquer pessoa que leu até aqui, não é puxa-saquismo


Você nota que a maioria dos hosts de hospedagem hoje em dia querem vender a qualquer custo seu serviço de server cloud?
Sim, inclusive eu uso um desses, porque achei melhor que investir em infraestrutura própria.

O título do post é esse:
Até onde é vantajoso o Cloud Computing?
e a frase logo a seguir é essa:
Será que não estaríamos gerando um grande dossiê para as gigantes de publicidade?

"Utilizar Cloud Computing em suas diversas formas e submissão de dados pessoais para empresas é bom até certo ponto, cada um deve saber até onde."

E tenho certeza de que essa é a mesma conclusão de 99% dos que sabem que estão usando ou que leram o artigo. sem ter que passar por uma sessão de brainstorm e escrever um artigo disso.

Agora vou juntar duas perguntas suas:

Você nota também que hoje em dia todo mundo quer ter um blog, um site, não mera coincidência, mas tudo ficou mais fácil de uns anos pra cá.
Quem seriam os usuários que contratam esse tipo de tecnologia? Leigos?! Se sim, saberiam eles quais são os maleficios de se utilizar uma solução assim?

Perceba que a coisa ficou tão fácil, mas tão fácil que que esses blogs e sites normalmente não tem nada a dizer, e acabam tem duração mais curta que "A melhor banda dos últimos tempos da ultima semana"

Você nota também que há cada vez mais usuários na internet leigos?
"Felizes eles" que não param pra ficar pensando nessas coisas, reparou? Esse povo senta na frente do computador e "simplesmente usa" ...
E enquanto eles continuarem a ser leigos ... tanto faz ...
Claro que esse é um tipo de felicidade que não quero pra mim.

Mas já saí do assunto então encerro por aqui.

Felicidades a todos!

[24] Comentário enviado por darkchet em 02/09/2010 - 14:47h

Olá,

Matenho algumas coisas em serviços online, como fotos com amigos, trabalhos da faculdade e coisas assim, mas meus arquivos mais importante ficam no meu PC! Eu é que não vou dar minha informação pra nenhum Grande Irmão!!! Hehehe!!!

[25] Comentário enviado por beneskate em 02/09/2010 - 15:25h

"Cloud Computing" é a mesma coisa que vc vender seu carro, pra andar de taxi..... faz a mesma função mais é genérico.... fora a questão da confiança!......
Eu uso bastantes serviços de armazenamento online um deles é o ubuntuone, mais nem td da pra confiar em terceiros!......

[26] Comentário enviado por removido em 02/09/2010 - 15:35h

Posso estar andando para trás,
mais eu não confio !!!!

[27] Comentário enviado por nickmarinho em 02/09/2010 - 16:18h

Andando pra trás nada cara, eu penso da mesma maneira.

Acho retrógrado usar tal tecnologia novamente, com a atualidade dos sistemas.

E não confio tbm.

abçs

[28] Comentário enviado por removido em 02/09/2010 - 17:32h

Também não acredito que seja "andar pra trás".

A cada dia o cloud Compunting tem se fortalecido cada dia mais, estão influenciando até os contratos de outsourcing para Iaas da Amazon (Amazon EC2) e Google (aqui nos EUA), no Brasil por enquando não se tem uma confiança nos serviços oferecidos no país.

Sem contar nos datacenters modulares que são uma opção até barata para grandes empresas (de 5.000 a 15.000 colaboradores) que precisão de uma confiabilidade maior e com um grau elevado de redundância. (vide Back Box da Sun.) Usam "as nuvens" para gerir sua capacidade de armazenamento e redundancia as falhas.

Quanto a confiabilidade do tráfego da informação, existem normas (vulgo iso's) para certificar a tecnologia empregada. Vendo um trecho de um contrato de uma empresa conhecida, vemos no tópico "Risk Management" (Amazon Cloud) o seguinte.

<i>In addition, the AWS control environment is subject to various internal and external risk assessments. AWS’ Security
Team has established an information security framework and policy based on the COBIT framework and is transitioning
to an ISO 27001 certifiable framework based on ISO 27002 controls. AWS Security maintains the security policy,
provides security training to employees, and performs application security reviews. These reviews assess the
confidentiality, integrity, and availability of data, as well as conformance to the information security policy.</i>

Se a international Organization for Standardization está certificando mal, ai é outra história.

Entenda que meu comentário está ligado a nivel de grandes empresas, que precisam de um infraestrutura estavél e que em muitos casos o custoxbeneficio é favoravel.

Mas de todo caso, vale o bom senso de contratar uma boa solução Cloud para cada finalidade, afinal de contas, nem todas precisam dessa estrutura.

Ps: Não trabalho na Amazon Inc.

Abraços.

[29] Comentário enviado por zendrael em 02/09/2010 - 17:50h

Quer seus dados na nuvem? Cada um que monte seu server em casa e acesse os dados como e onde quiser. Assim nada de depender de grandes empresas p/ isso...

[30] Comentário enviado por fernandoguedes em 02/09/2010 - 18:00h

rogeriojlle,

Pelo jeito vamos ficar "batendo na mesma tecla" pra sempre.
O que eu quero dizer é que eu não sou contra propaganda no e-mail, no site, mas sim como as informações exibidas são "captadas" (ou seriam, capturadas) na caixa de correio.

[31] Comentário enviado por fernandoguedes em 02/09/2010 - 18:33h

Segue link referente as duas empresas que mais querem que nós tenhamos um server cloud:

http://oglobo.globo.com/tecnologia/mat/2010/03/05/microsoft-investe-em-computacao-na-nuvem-google-di...

Queriam eles empurrar goela abaixo? Me pergunto, pra quê?!

[32] Comentário enviado por stremer em 02/09/2010 - 20:06h

LEIAM!!! LEIAM!! LEIAM!!!!
LEIAM!!! LEIAM!! LEIAM!!!!
LEIAM!!! LEIAM!! LEIAM!!!!
LEIAM!!! LEIAM!! LEIAM!!!!
LEIAM!!! LEIAM!! LEIAM!!!!
LEIAM!!! LEIAM!! LEIAM!!!!
LEIAM!!! LEIAM!! LEIAM!!!!
LEIAM!!! LEIAM!! LEIAM!!!!
LEIAM!!! LEIAM!! LEIAM!!!!

http://g1.globo.com/tecnologia/noticia/2010/09/sistema-operacional-para-pcs-vai-se-tornar-irrelevant...

A telefonia celular é uma chance do Linux, enfim, ser o sistema preferido do usuário comum. Na era dos computadores pessoais, o domínio ficou, claramente, nas mãos da Microsoft. O Windows está em 91% dos PCs. “Isso não importa, em breve o sistema do computador vai se tornar irrelevante”, prevê Torvalds.

LEIAM!!! LEIAM!! LEIAM!!!!
LEIAM!!! LEIAM!! LEIAM!!!!
LEIAM!!! LEIAM!! LEIAM!!!!
LEIAM!!! LEIAM!! LEIAM!!!!
LEIAM!!! LEIAM!! LEIAM!!!!
LEIAM!!! LEIAM!! LEIAM!!!!
LEIAM!!! LEIAM!! LEIAM!!!!
LEIAM!!! LEIAM!! LEIAM!!!!

[33] Comentário enviado por ---Anonymous--- em 02/09/2010 - 21:24h

Olha carinha, eu mesmo não jogaria meu dinheiro fora com essas porcarias de CIC.
Eu montei um PENTIUM 3 aqui em casa, taquei um DEBIAN nele, fiz toda a parte de segurança e acesso meus arquivos de qualquer lugar do mundo sem me preocupar com essas coisas doidas ae.

Acho que o legal de ser um Administrador Linux, é vc mesmo fazer as coisas sem depender de terceiros.

Um dia lá na empresa, estava eu e mais 3 fumando um baseado, e estavamos conversando sobre isso. Todos nós não damos braço a torcer por esse CIC. Quando da na teia de fazer alguma tecnologia, nós faze-mos lá mesmo pra nós sem depender de terceiros.

[34] Comentário enviado por fcunhaneto em 02/09/2010 - 21:55h

Eu jamais colocaria confiaria meu computador ao CIC, podem falar que é paranóia, mas confiar minhas coisas a terceiros não é do meu feitio e acredito nem da maioria.

[35] Comentário enviado por fernandoguedes em 03/09/2010 - 00:46h

Ainda mais quem almeja a LIBERDADE...

[36] Comentário enviado por jrmessi@r7.com em 03/09/2010 - 07:45h

Eu até que guardei algumas coisas no google doc e picasa... Vou transferir tudo pro meu hd externo.
Obrigado por mostrar o outo lado bastante convincente do CIC.

[37] Comentário enviado por douglas.giorgio em 03/09/2010 - 08:43h

cara, vamos com calma

não vai ser 100% pc ou 100% CLC, essa porcentagem vai ser bem dividida como 50% pra cada

eu fiquei com muita paranóia uns tempos atraz, se todo mundo usar CLC, blz, se a empresa que eu trabalhar usar CLC, blz, problema o deles, eu ainda vou ter meu desk

agr acho que armazenar musica e jogo é uma boa em cloud

nem me fala da google pq eu odeio ela, odeio os estados unidos, akeles estadunidenses que se chamam de americanos, eu tbm sou americano kct, tbm moro na america estadunidenses de merd@

se eu for uma usar cloud um dia, vai ser de alguma empresa nativa, de preferencia uma empresa estatal

eu ainda sonho com a queda dos estado unidos, um dia o BRIC vai dominar, vcs vão ver e o EUA vai ser fichinha

[38] Comentário enviado por removido em 03/09/2010 - 09:02h

O que mais me preocupa na CIC é a possibilidade de mais uma vez uma gigante monopolizar o mercado de Sistemas Operacionais. O Google já está preparando seu SO. Quem por curiosidade baixou a imagem do Sistema por e o usou em uma VM viu que tudo nele é em nuvem, desde o logar no sistema, que se realiza com login e senha do gmail. Se hoje, sem mais nem menos, o CIC 100% se tornasse realidade mundial que empresas teriam as condições financeiras e de infra-estrutura para fornecer serviços de SO em nuvem para uma grande massa de usuários. Eu só consigo pensar em duas, Google e M$, e mais uma vez, sem que grande parte dos usuários de Desktops perceberem, seriamos refém de uma gigante do mundo da tecnologia.

[39] Comentário enviado por ---Anonymous--- em 03/09/2010 - 09:13h

Ei DOUGLASFIM, se um dia vc for candidato a PRESIDENTE, votarei em vc cara. Também acho que esses estadunidenses de merda são uns calhordas quando eles falam que são AMERICANOS.
Eu não me considero Americano porque eles mancharam com o nome AMERICANO. Lá fora, esse nome é odiado por causa deles.
E mais uma vez CC é uma merda, sou mais o meu servidor aqui em casa que sempre me ajudou quando eu precisava.

[40] Comentário enviado por jmurray em 03/09/2010 - 09:14h

wdmatheus é exatamente essa questão. A Oracle está jogando sujo e está terminando com os bancos de dados OpenSource. Se amanhã a Oracle decidir em cobrar licença do MySQL e PostGre e o JAVA, por exemplo, o que vai acontecer com a comunidade free ?

[41] Comentário enviado por douglas.giorgio em 03/09/2010 - 09:28h

jmurray

mysql esta sobre 2 licenças, GPL e uma outra comercial

agr o postgresql está sobre licença BSD, somente BSD e foi desenvolvido pela universidade de Berkeley, eu acho que no postgre a oracle não bota a mão, agr mysql não posso afirmar nada mas usar o postgre agr é bem mais seguro em questão de mudanças

[42] Comentário enviado por douglas.giorgio em 03/09/2010 - 09:32h

posso estar errado, pois estou vendo isso agr

[43] Comentário enviado por removido em 03/09/2010 - 09:33h

Precisamente jmurray. Senhores, não vamos nos enganar. Apesar do CIC oferecer diversas vantagens o principal foco dessa tecnologia sempre foi um só, o monopólio da informação. Pensem sobre a guerra dos navegadores. Vocês acham que o tio Bill fez o que fez para acabar com o Netsacape só porque usuários Windows preferiam o Netsacape ao IE? Ele já dominava o mercado de Desktops no mundo, que interesse teria ele de praticamente obrigar os usuários de Windows a navegar com o IE? Apesar de tudo, Bill Gates é um gênio, principalmente no mundo dos negócios, e já naquela época ele percebeu o potencial de no futuro os navegadores rodarem um sistema operacional inteiro e então ele agiu e fez de tudo para tirar o Netsacape do mercado. O que ele não contava era o repercussão que suas táticas iriam causar, os processos que enfrentaria, etc. Se ninguém tivesse feito na época outros navegadores que surgiram posteriormente provavelmente teriam o mesmo destino do Netsacape.

[44] Comentário enviado por douglas.giorgio em 03/09/2010 - 09:39h

eu gosto da yahoo, disem que ele é a 2° empresa dominante em servidores perdendo somente para o google, mas não posso afirmar nada

[45] Comentário enviado por fernandoguedes em 03/09/2010 - 11:32h

Não vamos perder o foco, comente somente se for necessário e relacionado ao assunto.

[46] Comentário enviado por Arthur Andrade em 03/09/2010 - 11:34h

Fato.

Algumas pessoas estão dizendo aí que uma das vantagens do ClC é ser barato e acessível. Ou seja, pessoas com menos poder aquisitivo vão poder ter o seu PC na nuvem. Muito incoerente. Por dois motivos.

1 - PCs das casas Bahias existem aos milhões (PCs do milhão também =P), por R$699,00 você vai numa loja do povão e compra um [pseudo]computador que dá para a maioria fazer o que quer, que é acessar a internet.

2 - A velocidade da boa internet no Brasil é muito cara, e não me venham os paulistas ou cariocas falar que não é verdade, aí pode ser barato, em outras regiões do brasil é um absurdo. Aqui mesmo onde moro uma internet de 800Kbps custa R$120,00. Isso para quem compraria o PC do milhão por R$699,00 é um absurdo. O ClC pode até ser uma realidade para as grandes empresas e os coreanos. Aqui ainda está longe.


Eu pessoalmente não gosto da idéia do ClC como MEU COMPUTADOR, tudo bem, como dispositivo de armazenamento, não precisa melhor, ter seus terabytes de dados na nuvem, formatando e instalando softwares no seu PC sem preocupação com backups. Seria lindo.

Mesmo assim me veio uma idéia agora, e se eu tiver lá meus FILMES PIRATAS na nuvem, e quando menos espero a polícia bate na minha porta? HAHAHA Seria lindo, já estou até imaginando a festa que a APCM iria fazer. (Vamos lá, quem não tem nada pirata no PC?).
Eu não sou defensor da pirataria nem nada, mas como eu já disse, quem não tem um arquivinho ilegal no PC?

Engraçado, muitos aí vem com discurso de que "uma vez conectado na rede, perdeu a privacidade". PAPO FURADO, eu digo. Eu controlo minha conectividade, minhas diretivas de segurança quem faz sou eu. Controlo que arquivos os outros terão acesso ou não. E quem não consegue fazer isso não está apto para ter um computador.

Vocês não estão cansados de ver no G, "MINISTÉRIO PÚBLICO PEDE QUE GOOGLE FORNEÇA DADOS DE TAIS USUÁRIOS POR PIRATARIA", e lá vai o Google, com o rabo entre as fornecer os dados do cara só porque ele postou o link de um episódio de uma série. Imagina o que eles não fariam tendo todos os seus arquivos online?

Não sou contra a quebra de privacidade quando o motivo é justo, mas coisas sérias, corrupção, pedofilia, formações de quadrilha e similares, mas eu não quero levar um processo por ter alguns episódios de The Big Bang Theory e algumas músicas do Guns no meu PC.

[47] Comentário enviado por douglas.giorgio em 03/09/2010 - 11:55h

em questão de pirataria, isso vai ser dificil acabar, sabe pq?? no proprio youtube tem musica e filmes de graça, eu não estou pirateando um filme e sim fazendo backup no meu hd na nuvem, kkkkkk

acredite, isso não da cadeia, olha o megaupload, 4shared etc. isso ja foi liberado, olha sites como beemp3 etc, baixe qualquer musica sem pagar nada

olha quantas pessoas existem no mundo, até o lula viu filme pirata e é presidente hehhehe

agr empresas como google e MS querem colocar todos os seus serviços online, pq? p não ter como baixar e crackar, ou seja, pague para acessar

quem está acompanhando ClC e curte jogos, ja deve estar ligado em que é onlive, é um cloud de games, vc paga e joga, se não paga, não joga e nem tem como crackar

algumas pessoas ja usaram esse onlive, ele só rodou legalzinho em uma internet de 10Mbps, e como eu disse, rodou legalzinho, agr roda em fullhd ou melhor p ver como fica

claro que nesse caso é jogo e tem muito frames sendo transferido, e p jogo e filme tem que ser assim se não o lag é bem notavel, agr uso normal, acho que uma internet de 5Mbps deve rodar bem se vc não for ver filme e nada que exiga muitos frames, vai depender tbm da resolução que vc vai rodar

muita gente ve filme na televisãozinha de 55" na sala rodando o filme no pc

logico que a tendencia é a internet ficar cada vez mais rápida

vejo o ClC como uma alternativa para alguns serviços e não p substituir os computadores pessoais, pelo menos não por enquanto

e ainda não vi um bom custo beneficio nesses serviços

[48] Comentário enviado por Teixeira em 03/09/2010 - 12:33h

Cloud Computing é apenas uma tendência entre muitas outras.
Apresenta grandes vantagens e grandes riscos, e aqueles que assim julgarem conveniente certamente adotarão essa solução, enquanto outros certamente não.
Eu por exemplo, e não por preconceito mas por uma brevíssima análise de minhas próprias necessidades, não adotaria ClC em uma empresa minha.

O comentário que farei é portanto paralelo à maioria das ponderações aqui apresentadas pelos colegas:

- No mundo capitalista ninguém disponibiliza um produto ou serviço da monta do ClC ao público sem que esteja esperando um BOM retorno financeiro, pois isso implica primariamente em custos razoavelmente altos.
Então, havendo retorno, tudo estará bem.
Contudo, na hipótese de não haver o retorno da forma esperada, se der prejuízo (hipótese que não deve ser descartada nem por um segundo) quem será imediatamente penalizado será exatamente o usuário.
Dou como exemplo os "hosts" gratuitos, que estão fechando as portas diariamente, pois lhes falta o retorno financeiro indireto que eles tanto esperavam.
Aí teremos o problema de dimensão dessa eventual penalização.
Quanto isso custaria para mim - usuário doméstico - em termos de simples frustração ou (eventual) prejuízo financeiro, e o que significaria isso para um cliente corporativo?
Na verdade, todos sabemos previamente a resposta e também sabemos que ninguém em sã consciência irá se atirar "de cabeça" numa aventura dessas, por mais promissora que possa parecer.
Todos nós, mesmo aderindo a essa nova onda, teremos um pé atrás e o freio de mão levemente acionado...

- Em alguns casos, Cloud Computing cairá como uma luva, sem problema algum. E muitas das desvantagens serão vantagens. Mas isso é para poucos.

- Por enquanto não existe NADA que substitua definitivamente o PC como ferramenta seja doméstica, seja corporativa.
Sempre existirão aqueles que necessitarão processar dados, e não apenas fazer consultas. Os que produzem arte e os que simplesmente navegam na internet, e assim por diante.
Os smartphones e outros gadgets ainda não fazem boa parte das coisas que os usuários necessitam.
E ainda não há nada que SUBSTITUA o HD de forma definitiva. Os pendrives têm demonstrado serem menos resistentes que aquilo que se esperaria deles.
Não devemos porém descartar a possibilidade de surgir a qualquer momento alguma tecnologia que possa fazer tal substituição.

- "Mainframes" e "sistemas operacionais" jamais deixarão de existir. Se não forem os nossos, serão os "deles".
Da mesma forma programadores, analistas, etc.: Se não formos nós, serão os "outros".

Outros aspectos também chamam a nossa atenção:

- Quebra de privacidade: Isso é um fato contemporâneo, real e indiscutível. Já acontece dentro da tecnologia atual, não necessitando surgir nenhuma nova tecnologia para que se dê início a tal fenômeno;

- Controle de conteúdo por parte de terceiros: Também já é real, e é um risco enorme a ser considerado; Contudo, em alguns casos, será um fenômeno benéfico, um risco controlado.

Existem certas cumbucas onde o velho Teixeira não mete mais a mão, desde que deixou de ser macaco há milhares de anos (segundo Darwin, ou segundo Murphy, sei lá!)

Enfim, se algo tem a mínima probabilidade de me dar prejuízo, que seja apenas financeiro e que considere apenas o meu investimento realizado até então.

Minha condição de macaco velho não me permite arriscar o meu patrimônio intelectual de forma alguma.

Sei que ao aderir a essa ClC estarei sujeito a ser muito bem sucedido, ou a ser medianamente bem sucedido, ou a não ser tão bem sucedido assim, ou a ter meus queridos dados sigilosos compartilhados ou deletados por iniciativa de alguém não autorizado, valendo-se de alguma cláusula contratual "em corpo 6" e contra a qual nada poderei fazer.

Lembremo-nos de que todas as empresas que estão incentivando o Cloud Computing são ESTRANGEIRAS, e "lá fora" não é obrigatório redigir contratos em cor preta sobre fundo branco e com corpo de fonte sempre maior que 10.

Portanto, toda a responsabilidade por algum eventual dano será sempre de responsabilidade do usuário.

Alea jacta est! (A sorte está lançada!)

[49] Comentário enviado por Arthur Andrade em 03/09/2010 - 14:11h

Ótimo post Teixeira.
Realmente muito sensato.
Isso deveria inclusive fazer parte do artigo. hehe
:]

[50] Comentário enviado por deusdara em 03/09/2010 - 14:36h

Olá

Somente vejo defendendo computação nas nuvens os representantes das grandes empresas.

Comprei todas a peças do meu computador e montei. A diferença entre um computador já montado e o que eu montei é no mínimo a metade.

Se contar que eu sei o que tenho em meu computador.

Lembram-se do roubo de informações na Google que foi atribuido aos chinese.

A partir daquele instante computação nas nuvens murchou e agora estam voltando com propaganda novamente.

Tem possoas que gostam de serem enganados. O que se pode fazer?

Abraços

Deusdará

[51] Comentário enviado por andrebian em 04/09/2010 - 11:23h

Concordo plenamente com voce, pois alem de "eles terem todas as informações a nosso respeito, vc jah deve ter usado algum desses cloud coputing neh, entao jah viu como o negocio eh lento. Ou seja, se vc tiver um pc basico ou uma super maquina de jogos, vc vai ter o mesmo desempenho baixo ao acessar seus arquivos. Computador eh o meu obrigado!

[52] Comentário enviado por douglas.giorgio em 04/09/2010 - 13:46h

olha o momento em que cheguei na paranoi com isso, ashsdhfhasdh

http://www.vivaolinux.com.br/topico/Conhecimento-Livre/O-Futuro-e-o-pc-nas-nuvens-tudo-que-existe-hj...?

[53] Comentário enviado por vinyanalista em 04/09/2010 - 19:07h

Excelente artigo! Adicionei aos favoritos! Deu uma excelente discussão, pretendo ler os comentários mais tarde.

Foi interessante porque eu ainda não tinha visto um pronunciamento contra a computação em nuvem. Só li até agora artigos dos que apoiavam essa idéia. Inclusive me perguntava porque as distribuições Linux não estão investindo nisso tanto quanto os outros sistemas. Ouvi dizer que o Windows 7 e o Ubuntu 10.04 já possuem recursos da nuvem. Há também o Google Chrome OS que oferece suporte somente à nuvem, não é mesmo?

Acho que o desinteresse das distribuições em suportar a nuvem pode ser explicado, em parte, pela seguinte frase dita por um dos maiores representantes do software livre no mundo:

"Alguns dizem que é inevitável – toda vez que você ouvir isso é porque existe por trás uma série de empresas 'forçando' para isso se tornar realidade." (Richard Stallman)

De fato, não acredito que essa idéia vá vingar. Há coisas que você só pode fazer no seu Desktop.

Já imaginou, por exemplo, se você quiser gravar um CD ou um DVD em um computador que não tenha programa algum instalado? Como seria gravar um CD/DVD pela nuvem? Já ouviram falar de algum site que faz gravações de CDs e DVDs e os entrega na sua casa? Ou não utilizaríamos um serviço de entrega, e sim gravaríamos usando nossos próprios computadores e navegadores - o gravador obteria os arquivos diretamente da Internet? Parece uma idéia um tanto absurda, não? E isso deve ser pensado, sim! Por um lado, a nuvem reduziria a pirataria, mas quem disse que gravação de CDs só serve pra isso? E como baixaríamos e instalaríamos as nossas distribuições Linux ou faríamos backups dos nossos arquivos, por exemplo?

Concordo com o autor do artigo e com o Richard Stallman: não há como substituir o Desktop, isso de computação em nuvem não vai vingar!

Um abraço a todos e até a próxima

[54] Comentário enviado por vinyanalista em 04/09/2010 - 19:27h

Assim que acabei de ler este artigo vi esse outro que também fala sobre computação em nuvem, mas exibindo um exemplo de sistema operacional na nuvem:

http://www.vivaolinux.com.br/artigo/EyeOS-Mini-Sistema-Operacional-nas-Nuvens

Vocês podem testar e dar suas opiniões. Não precisa instalar nada, basta ter um navegador e conexão com a Internet. Esta também não precisa ser tão rápida, visto que com meu Velox de 300 kbps obtive um desempenho satisfatório do sistema. Ele deve ser bastante leve.

Eu achei interessante, mas não mudei muito minha opinião sobre computação na nuvem.

[55] Comentário enviado por removido em 04/09/2010 - 20:22h

Em poucas palavras: não me interessa deixar 'minhas' coisas sob controle de outros. Aos que acham interessante; boa sorte!

Prefiro o velho método, 'arcaico' para alguns: fazer backups em mídias, esquecer de fazê-los, perdê-los, porque nesses casos sou eu o responsável.

De gente bem intencionada a cadeia está cheia.

[56] Comentário enviado por cytron em 04/09/2010 - 21:41h

Paranóia muito doida!!!!

O que tem de mais em deixar todos os meus arquivos, profissionais e pessoas, minhas fotos, minhas idéias, meus segredos, meu trabalho, contatos, fornecedores, clientes, ..., tudo nos servidores espalhados pelo mundo? Não vejo problema algum.

Observei que o artigo trata da preocupaćão quanto a publicidade. Parece paranóia!

Quer ver paranóia? USA preocupado com essa coisa de terrorismo... aaaaaa, isso é coisa de filme!

Terroristas que controlam aviões, que explodem bombas... tudo coisa de filme.


Se USA tivesse como colocar a mão em cada documento de cada cidadão, de cada ser humano conectado na rede mundial, usando esse esquema para procurar terroristas (coisa de filme), procurar grandes criminosos... isso é uma piada!

Aquele esquema do satélite que fica filmando em tempo real o fugitivo... até parece que isso existe!

Políticos interessados em saber sobre estatisticas mais exatas... provável formaćão de conflitos, guerras, início de revolta contra governos...

Se tudo isso fosse verdade... PROPAGANDA seria o menor dos problemas!!!!
Mas ainda bem que tudo isso não passa de ficćão cinematográfica...

Tráfico de drogas, pedofilia, sonegaćão de impostos, conspiraćões... tudo coisa de filme. SE ESSAS COISAS EXISTISSEM DE VERDADE... IMAGINO QUE OS GOVERNOS IRIAM ESPERAR O POVO ACOSTUMAR COM A CIC, DEPOIS DE FICAREM TOTALMENTE DEPENDENTES... GOLPE FATAL!!! NO MUNDO DE HOJE, QUEM CONTROLA A INFORMAĆÃO... SE TORNA DONO DO MUNDO.

Ainda bem que isso nunca vai acontecer... não existem essas coisas na vida real, o governo não é obsecado pelo "controle", não estamos vivendo num tempo de guerra, crise ou qualquer outra coisa que iria despertar o interesse em nossas vidas, informaćões, idéias ou aćões.

MAS QUER SABER.... SÓ PRA GARANTIR... VOU GUARDAR UM PC COM LINUX EM UM COFRE... PRO CASO DE TENTAREM ME IMPEDIR DE PROCESSAR MEUS PRÓPRIOS ARQUIVOS kkkkkk.

Encontraram Sadan Russém num buraco, Osama Bin Laden tem vários "clones", temos TV 3D, HDs de 2 Teras, hackers, lammers, favela armada com fuzil AR-15, 462, Sig Sauer, .50, morteiros, granadas, ..., temos armas biológicas, nano robôs.... sei não... essas coisas me deixam com a pulga atrás da orelha.

Quem vai querer arriscar?

[57] Comentário enviado por douglas.giorgio em 04/09/2010 - 22:32h

então, mas eu ainda espero um serviço brasileiro e barato, pois a locaweb ta muito caro ainda, eu monto um pc muito loco com 400 conto, pegando peças seminovas de amigos e no ML, e "alugar" um serviço cloud p mim é fod@, já não basta o aluguel de onde moro, imagina ter que pagar p usar o PC

viniciusecia:
estou falando de jogos e filmes de alta resolução, um bom exemplo é ver um video fullHD no youtube, tenta ver com uma net de 300Kbps

eu que tenho 1Mbps ja demora p kct, até em HD demora

isso quando se trata em receber informação, agr tenta manter o tempo real em jogos como CS e outros onde envia e recebe informação, ainda mais quando se trata em servidores gringos com um ping de 300 ou mais

[58] Comentário enviado por removido em 04/09/2010 - 23:04h

É interessante como alguns temas causam polêmica. Alguns membros manifestam preocupação em relação à privacidade, outros com segurança e alguns ficam com o pé atrás por ficarem pouco a vontade com essa tecnologia. Mas uma coisa é certa, CIC veio para ficar, não importa se apenas determinados serviços ou o Sistema Operacional inteiro estará nas nuvens. O mundo é assim, novas tecnologias, ideais e idéias surgem, de início geram polêmicas e não são aceitas mas acabam prevalecendo. Em minha opinião CIC não será diferente.

Virtualização de servidores, TI verde, tudo CIC. Mas o que virtualização tem haver com CIC? Tudo, um SO em nuvem nada mais é do que um SO virtualizado. Qual a necessidade de se manter 4 servidores, os quais não se usam metade do poder de processamento, se uma empresa pode gastar um pouco mais em um equipamento mais potente e virtualizar os 4 servidores. Pensem na economia de energia, um equipamento sempre funcionando no lugar de quatro, isso sem mencionar o que se gasta para o resfriamento dos equipamentos. São novas tendências senhores, podemos relutar em aceita-las mas se não o fizermos ficaremos ultrapassados. Se nada disso que eu falei se enquadra na sua realidade pense então nos seus vídeos no You Tube ou seus e-mails e docs armazenados e vinculados à sua conta Google, isso também é CIC e ela já faz parte da nossa vida.

Podemos nos acostumar a usar um SO em nuvem e deixar arquivos em nuvem (desde que a integridade e segurança deles sejam assegurados). O me que preocupa é a liberdade de escolha. Usamos Linux porque gostamos dessa liberdade, porque amamos Software Livre, mas se amanhã CIC se torna-se padrão mundial e aqueles que não aderissem a ela estariam excluídos do mundo digital, não estou certo se essa liberdade ainda existiria. Hoje uso o SO que eu quero, instalo o que eu quero e faço o que quiser com meu SO. Isso será possível com um SO em nuvem? O Google com certeza não desejava isso. No alpha ou beta (sei lá) do seu SO não é possível instalar nada. Apenas usar o SO do jeito que ele vem. Li em algum lugar que nas versões futuras será permitido instalar alguns softwares, mas ainda assim não é o suficiente para nós amantes da liberdade. Percebem onde quero chegar, imaginem no futuro duas ou três gigantes monopolizando o mercado do SO em nuvem. Façam as contas das opções que temos hoje e das opções que poderemos ter no futuro.

Não me preocupo com pirataria ou putaria online. Se o Google quisesse saber o que eu baixo e assisto com certeza saberia. Isso é muito fácil, afinal usamos o a busca do Google para quase tudo, isso sem falar aqueles que como eu usam o google-chrome. E se CIC se tornar padrão de Desktops não há por que se preocupar com vídeos armazenados ilegalmente, porque se esses vídeos forem protegidos por direitos autorais ou se paga ou não se assiste, o próprio SO em nuvem não permitirá isso.

O rumo que o CIC tomará ainda é incerto, mas podem ter certeza que veio para ficar. Devemos ficar atentos nas gigantes de TI e informação, pois algo muito importante pode estar em jogo, a filosofia do Software Livre e liberdade de escolha.

[59] Comentário enviado por douglas.giorgio em 04/09/2010 - 23:55h

tbm acho que cloud é o futuro, mas isso p mim é só no futuro msm, quando eles baratearem tudo ou deixar gratuito igual o youtube, e emails online e quando a net não formais um problema, pelo menos p mim que não tem dinheiro p moer

gasto um pouco mais de R$100,00 por internet de 1Mbps e TV a cabo, isso p mim ja é o bastante, energia e resfriamento p desktop normal não é problema, pois o gasto é quase nada, msm aki em ksa que o pc fica ligado quase 24h por dia não vejo absurdos na conta de luz e não vou pagar mais 300 conto p usar cloud e sem ter certeza se vou conseguir fazer tudo que faço hj como jogar e ver filmes em alta resolução

eu sei que a conexão do servidor cloud ate o youtube ou qualquer outro lugar p ve video vai ser rapida p dedéu, mas de um jeito ou outro essa tem que ser transmitida ao meu monitor em alta qualidade e os jogos não podem ter atraso nas imagens quando estiver jogando, tbm em alta resolução

opensouce é so uma arma que a google está usando p ganhar grana, empresas não estão nem ai p filosofia opensource, eles só querem lucrar em cima

a google vai usar o linux p não ter que investir muito em software ou pagar licença, enquanto isso eles cobram processamento e armazenamento de vc

ao contrario da M$, a google nunca ganhou dinheiro com o usuário final, imagina agr, ganhando dinheiro do msm que ta agr + grana do usuário final, podem ter certeza que vcs vão odiar a google daki uns tempo

quando tudo se tornar online, tudo que usamos online vai se tornar pago

os serviços gratuitos hj servem mais p nos atrair até eles, dpois que eles nos pegarem, tamo ferrado

posso estar errado, mas se for ver o lado mais lucrativo é esse modo cruel, e quando se trata em ganhar dinheiro, ninguem nesses paises capitalistar pensam duas vezes

[60] Comentário enviado por douglas.giorgio em 05/09/2010 - 00:13h

esqueci de falar

a google disse que futuramente não vai precisar de muito processamento, e mais depois ainda não vai mais precisar de processamento local, vai ser 100% online

ou seja, esquece linux no netbook, celulares etc.

eu quero muito, mas muito msm que equipamento só tendem a cair, não desktop ou notebook, mas sim equipamentos de grande porte, para que todos os paises consigam ter sua propria cloud governamental, assim ficarmos independentes de servidores das gigantes empresas privadas da gringa

duvido que chineses, russos, indianos ou até os norte-coreanos vao colocar os dados deles ou das empresas do pais em servidores gringos "EUA"

imagina se tiver uma guerra e o EUA bloquear o acesso das empresas ou do governo de paises sub-desenvolvidos que não tenha grana p ter um serviço cloud nativo, ja era

imagina futuramente em que tudo seja cloud e paises como colombia que não tem nem exercito proprio, so a merda da FARC, ter que ser obrigada a usar cloud alugado dos EUA, ai tem uma treta ai entre eles, pronto, tudo ferrado

o governo do EUA ja está com planos para migração para cloud, e até para o seu exercito, e os outros paises??

não vou gastar 1 centavo com cloud gringo

não vejo a hora que o BRIC crie uma moeda própria p "unir" o crecimento economico aki no Brasil

só contrato cloud no exterior se for de pais com parceria e economica "e guerra"

[61] Comentário enviado por Teixeira em 05/09/2010 - 09:42h

Quem procura uma VERDADEIRA economia certamente adota o sistema de thin clients, onde o consumo de energia é muito baixo (5Watts contra 450Watts de um PC comum), os gastos com licenciamento são super reduzidos, e o mais importante de tudo é que os dados de uma empresa ou de nosso próprio negócio permanecem sob os nossos olhos.

Mas por incrível que pareça, muito poucos são aqueles que adotam soluções como essa - ou como LTSP, também muito prática e econômica a curto prazo e com investimento ZERO.
Assuntos que conduzam a economia a curto, médio e longo prazo são "estranhamente" evitados em certas corporações e até mesmo em órgãos dos governos.

Alguém já pensou na remota possibilidade de os dados da nossa Receita Federal passarem a ser controlados através de cloud computing por alguma empresa estrangeira?

Pois tal absurdo, devido a muitos "jeitinhos brasileiros", é factível de acontecer - apesar de algum protesto da parte de alguns, inclusive dos tecnólogos - bastando apenas que alguns políticos resolvam fazer algum conluio nesse sentido. Seria apenas mais um.

Mas não pensem que isso é privilégio nosso. Também existem o "jeitinho americano", o "jeitinho inglês", etc.

Trata-se de verdadeiros "lobbies devoradores"...

Estamos permanentemente sujeitos a imposições por parte de grupos econômicos fornecedores de hardware e de software e de um danoso tráfico de influências.
E alguém já escreveu um dia que se a indústria porventura nos impusesse isso, certamente estaríamos usando hoje um "mouse com hodômetro" mesmo que isso não tivesse para nós utilidade alguma.

E parece que alguém já ditou que cloud computing é "inevitável".
Como dizia o apóstolo Paulo de Tarso, "todas as coisas me são lícitas, mas nem todas as coisas me convêm".
E já que não dá para evitar, paciência.

Entendo que cloud computing é uma tendência e que virá beneficiar SIM uma parte dos usuários, embora não a todos, e que não vem substituir definitivamente a nada. entendo também quando dizem que isso é inevitável.
Porém essa "inevitabilidade", no meu entender, é burrice. E o que é pior, será "burrice oficial", mais outra para a nossa coleção de figurinhas.
Ainda bem que nossa coleção de figurinhas não se restringe a assuntos deletérios, mas temos outra coleção, esta de valores verdadeiros e construtivos.

Cloud computing não tem condições de substituir os sistemas operacionais, simplesmente porque precisamos de sistemas operacionais para LIGAR o computador e realizar as tarefas mais básicas.
A não ser que todos os PCs voltassem a ter aquele ROM BASIC (ou ROM LINUX ou ainda ROM WINDOWS), pois a BIOS não é suficiente para isso.

[62] Comentário enviado por removido em 05/09/2010 - 12:43h

Infelizmente não é realmente verdade a sua ultima colocação Teixeira. Atualmente essa é a realidade mas futuramente a intenção é que os computadores sejam capaz apenas de iniciar um browser e se conectar a internet. O browser irá rodar um SO em nuvem e todo o processamento do mesmo será realizado da mesma maneira. Se analisarmos a tecnologia que está a disposição atualmente isso já é possível, esbarrando apenas na resistência que muitos usuários teriam com a nova tecnologia e a velocidade de transferência de dados disponível atualmente. Por isso mencionei acima que atualmente poucas empresas (gigantes) tem condições financeiras e de infra-estrutura de fornecer serviços de SO on Cloud para uma grande massa de usuários. Repito, Bill Gates tirou o Netscape do mercado porque viu o potencial dos navegadores no futuro, e se depender dessas gigantes o futuro da computação será mesmo on Cloud.

[63] Comentário enviado por pinduvoz em 05/09/2010 - 14:25h

Há muito temos boot dirigido a um determinado programa. Não conhecem? Está nos laptops e notebooks que carregam em poucos segundos uma versão limitada de SO para que se ouça música armazenada na máquina, por exemplo (outras funções comuns são internet e e-mail).

Bom, essa versão limitada de SO seria a utilizada no "conceito maior" do CLC que o wdmatheus mencionou acima: o computador do usuário rodaria apenas um browser e o resto seria feito na nuvem.

As vantagens disso já foram arroladas aqui. As desvantagens também.

E a minha opinião: estou em dúvida, especialmente por conta do meu lado paranóico, que aflorou quando eu peguei o primeiro vírus no meu antigo 386 (na época, ele era novo).

Então, caso eu seja "pesquisado", vou ficar no grupo dos "indecisos" (e por um bom tempo, acho).

[64] Comentário enviado por douglas.giorgio em 05/09/2010 - 15:51h

a duvida é, na locaweb tem a opção de instalar o ubuntu, centos e windows, nos iremos rodar os msm programas que usamos hj?? meu amigo trabalhava na locaweb e disse que conseguia rodar os mesmos aplicativos que usamos hj

mas a google aposta mais em aplicações web, qual é mais viavel?

hj precisamos de processar o navegador, ou seja, muito pouco processamento, mas futuramente nem isso precisaremos mais, será boot "diretamente" online

=====================

eu acho que então opensource não vai valer mais nada se for o metodo da google, e tudo que aprendemos em TI não vai servir p nada, quais são as tendencias de emprego e oq precisaremos estudar p termos emprego?

[65] Comentário enviado por nicolo em 05/09/2010 - 16:23h

O nomal é que os grandes não exponham os seus segredos, por um motivo pragmático.:
Quanto mais você cresce mais abutres aparecem.
Quanto mais você se abre mais o amam e mais lhe sugam.

Grandes corporações são fechadas ou não serão grandes por muito tempo. Não tem muito como esconder o que se está fazendo, mas isso nãoimplica em deixar que saibam o que você está pensando ou maquinando
ou você vai virar escracho público.
Seria mais plausível que vão abrir o que interessa, por exemplo o seu mostruário de marketing, e guardar o que não interessa divulgar: por exemplo a sua contabilidade, e os seus projetos futuros.

Ter um site CIC é uma coisa, operar 100% pendurado no gancho dos outros é imprudência Tchê.

O CIC para quem tem cabeça é muito útil, é o lugar para alimentar os abutres com lixo. O filet minhon ficará bem guardado, afinal isso custa pouco, nunca se distribui filet mignon para muitos mesmo.

[66] Comentário enviado por removido em 05/09/2010 - 16:23h

douglasfim,

Pelo contrário, a demanda de profissionais que dominam o campo da infraestrutura e equipamentos de redes de ponta como da Cisco e Jupiter, será bem maior. A infraestrutura terá que ser muito mais profissional e funcional do que é hoje. Já existem redes rodando equipamentos que dão suporte a 100GBps ( P802.3ba) como o produto Cisco Nexus 5000. Quem quer mesmo alanvancar no mercado e não se contenta com pouco, vai correr atrás de certificações na area para ser bem sucedido na area de T.I. Esse conhecimento ligado ao opensource vai ser um ponto chave para o caso do Cloud se tornar popular.


Abraços.

[67] Comentário enviado por removido em 05/09/2010 - 20:54h

Boa Noite Senhores,

Concordo com o amigo criador deste topico ate certo ponto pois, do ponto de vista de cloud privado, teria-se uma melhoria considerável de uso de recursos de TI.

[68] Comentário enviado por ifmacedo em 06/09/2010 - 10:57h

Não gostei da idéia "das nuvens", mas liberdade de escolha para todos. Usa quem gosta da idéia. Não usa quem não gosta e toca o barco.

Não vou ficar aqui dizendo se vai funcionar ou se não vai. Se é uma idéia que vai dar certo ou não... não tenho bola de cristal. Só acho que não vale a pena para mim e para que eu uso. Consigo montar uma ótima máquina, com muito espaço em disco e processamento acima do esperado com pouco dinheiro. Já sou usuário de discos virtuais e digo, não salvo nada muito pessoal ou importante nestes discos, pois sei que existem pessoas, administradores, técnicos, com acesso à tais informações.

Só vou contra a frase "Viva o Linux, viva a liberdade", pois sim "viva a Linux", mas dar viva a liberdade e mostrar e defender seu ponto de vista, mas sempre respeitando a escolha de cada um. Se alguém quiser utilizar o "The Clouds", então... Viva a liberdade de escolha e boa sorte! ;)

[69] Comentário enviado por rplaurindo em 06/09/2010 - 19:25h

Também to contigo e não abro. A única coisa bacana é fazer backups de nossos arquivos, colocando-os nas nuvens, mas pra isso já existem softwares como o Ubuntu One, ZumoDrive entre outros, que fazem a sincronização automaticamente, pois estão INSTALADOS, isto é, localmente em nossos PCs, ficando simples assim a autenticação. Porque trocaria a velocidade de GBs do meu HD com a placa mãe, pela velocidade de conexão bem inferior com a internet, para usar um processador de texto por exemplo?

[70] Comentário enviado por douglas.giorgio em 06/09/2010 - 19:30h

eu acho que ClC é TI verde, mas com duplo significado heheh

1° TI bem ecológico etc.
2° TI que tem que amadurecer ainda

pois os recursos são poucos perto do preço, ainda não vi nenhum custo beneficio em ClC, talvez para alguma empresas sim, aki em ksa, isso não chega perto

[71] Comentário enviado por jairohaake em 07/09/2010 - 14:18h

Primeiramente gostaria de parabenizar ao membro jmurray pelo excelente artigo.

Na minha opinião os usuários finais serão a massa que irão aderir ao ClC, pois eles querem que tudo seja "extremamente fácil", não importando como funciona, desde que funcione.
Já no nosso caso (falando desta comunidade) a maioria são usuários avançados ou profissionais de TI a adesão ao ClC será repudiosa, pois gostamos de ter total domímio sobre dados e serviços.

Não me imagino como um "folgado" que quando meus arquivos somem eu mande um e-mail ou ligue para um callcenter para uma empresa e diga, como é vão restaurar ou não? Prefiro em pensar nos dados do "meu servidor" sumindo com um hd queimado, tranquilizado por um RAID1 rodando (feito por mim, é claro ;)

Viva a liberdade, quem quiser ClC use, quem não quiser não use...

[72] Comentário enviado por Teixeira em 08/09/2010 - 09:18h

A realidade é essa:
Para alguns será muito bom, para outros não servirá de nada, e para outros ainda, será completamente indiferente.
Claro que como é "novidade" (mas o que é realmente novidade no mundo da informática?) muitos - movidos apenas pela curiosidade - experimentarão da fruta.
Mesmo que não haja praticidade alguma nisso.

Hoje em dia já existem coisas, tecnologias, que são alegadamente grandes benefícios pra alguns, mas que não me comovem de forma alguma.
Twitter, por exemplo, não se encaixa nas minhas necessidades, ao mesmo tempo em que entusiasma e leva verdadeiras multidões ao delírio...
Para mim, seria filosoficamente uma espécie de Tamagochi (quem se lembra?) que somente daria muito trabalho e estresse.
Aliás, o apreciado Orkut com seus "joguinhos" online está-se transformando em um "Tamagoshi" de grandes dimensões.
Muito bom para alienar ainda mais as pessoas já facilmente alienáveis.
Claro que uma parte dos usuários joga apenas por diversão eventual, sem compromisso algum com a compulsão de jogar.
Mas acho que antes de ser isso o problema em si, pode ser tão-somente reflexo de alguma patologia comportamental muito séria e que possivelmente demandaria o acompanhamento de um profissional psicólogo ou psicanalista clínico.
Vamos meditar sobre isso.

Como já foi afirmado por um colega, não temos bola de cristal.
Cloud Computing pode realmente ter vindo para ficar, mas pode também ser uma das milhares de febres passageiras como o Zip Drive, o Super Drive, o mini-CD, o video Betamax.
O Cobol, o Fox Pro, o Visual Basic, o Paradox, o MUMPS, Forth, o Lisp.
O OS-2, o CP-M86, o DR-DOS.
Todas essas coisas também vieram para ficar, e no entanto não ficaram.

[73] Comentário enviado por thiagocantero em 08/09/2010 - 12:41h

Concordo contigo Jmurray!
As idéias de se centralizar informações pode ser boa em certo aspécto, em contrapartida foi o que seu texto citou, o próprio nome já diz "Computação em Nuvens", é como um vôo em um dia com o clima ruim, não se sabe bem ao certo o que vem pela frente!Com isso podemos fazer uma analogia com nossas informações, o que eles são capazes de fazer com elas!?
O outro ponto se diz respeito de terminais limitados, você tem o mesmo pensamento que o meu em relação aos desktops, ao invés de comprar um desktop de empresa (HP,Dell,Compaq), você com menos monta uma máquina muito melhor em desempenho que supri todas suas necessidades.
É óbvio que isso tem um interesse financeiro por parte das grandes fabricantes de servidores e também de serviços de internet como a Google, que é uma empresa tão ditadora como a Microsoft, não há diferença nenhuma entre elas!
Parabéns pelo artigo!

Abraços

Thiago Cantero Mari Monteiro

[74] Comentário enviado por reideer em 08/09/2010 - 20:43h

Acho que cloud computing vai ser o futuro sim. mas não desta forma.
O que os marketeiros querem, assim como fizeram com a web2.0, é tentar nos enfiar güela a baixo, o conceito de cliente servidor, ou terminal burro como cloud computing.
Porque?
Porque querem esconder o conceito de computação soberana.
O que é uma Nuvem?
Nuvem é algo formado por milhões de partículas de alguma coisa. Então porque todo o computador não se torna uma gotícula nesta nuvem? Porque quem tem o poder de influencia, quem tem e-mails para poder saber o que nos vender, que quer saber do que gostamos, do que não gostamos, do que somos capazes, pontos fracos e fortes. Bom estas pessoas não tem interesse nenhum de perder este controle sobre nós, quer mesmo é que nós sejamos mais submissos a Eles.


Viva a computação soberana.


Se você ainda não sabe do que eu falo, veja uma demonstração:

http://sneer.me





[75] Comentário enviado por rodrigocontrib em 09/09/2010 - 02:49h

Não penso assim!
So iremos saber isso na pratica, mas a cloud pode servir como varias ferramentas.

[76] Comentário enviado por kamikaze_df em 09/09/2010 - 03:41h

"...relutar em aceita-las mas se não o fizermos ficaremos ultrapassados" Há algum tempo quem não tinha um ATARI estava "ultrapassado" ... depois quem não tinha um SUPERNINTENDO era ultrapassado, depois quem não tinha um PSONE era ultrapassado, depois quen não tinha um PS2 era ultrapassado, agora quem não tem um WII, PS3 ou Xbox360 é ultrapassado ... até surgir um novo, com apleo comercial ainda maior dizendo que quem não tem estará ultrapassado. Os "burrinhos" do "mercado" sempre estão inventando novas necessidades para aquilo que não precisamos, vide o mercado deplacas de vídeo, cada dia um modelo novo, sendo que um modelo fabricado a dois anos atrás ainda é suficiente para rodar bem a maioria das coisas.

"... O Cobol, o Fox Pro, o Visual Basic ..." Que embora não conhecidos do grande público continuam a ser usados sim, vide grandes corporações (bancos principalmente) rodando programas cobol em mainframe. Pelo menos os 4 maiores bancos do brasil operam com mainframe/cobol. Todas as transações online, milhões por segundo só são possíveis de tratar através de programas cobol, extremamente pequenos (binário), leves, e rápidos, além de capazes de lidar com bases gigantescas de terabytes/dia.

Bom, na minha opinião, nem 8 nem 80 ... De cara esse negócio me cheira mal, porque eu deveria trocar meu "amado" PC por um "PC na nuvem" ? Vamos a alguns aspectos. Demorei um tempinho pra arrumar a minha máquina do jeito que eu queria, seja em hardware, seja em software, sem falar nos "gadgets" que me ajudam diariamente e deixam o meu PC único. Beleza, alguém vai dizer que consigo deixar "o da nuvem" igualzinho ... mas e a satisfação de dar umas porradas nele quando algo não funciona? Alguém já deu porrada em "nuvem" ?

Será que por trás desse "negócio" de nuvem não estão querendo nos empurrar algo como "compre um pc barato, assine nossa internet e seja feliz" ? Será que não estão querendo criar um novo mercado pra nos vender mais alguma coisa que não precisamos ou queremos ? Alguém irá dizer que meu PC é infinitamente mais caro do que um simples netbook conectado, e que no fundo fazem a mesma coisa ... duvido. Eu trabalho com desenvolvimento de aplicações e manipulação de grandes volumes de dados e bancos de dados relacionais pesados, um pc na nuvem mesmo com o poderio "atrás" dele demoraria semanas pra me dar um resultado satisfatório que no meu PC pode levar alguns minutos quem sabe.

Alguém falou em virtualização ... isso só é interessante se você tem "sobra" de máquina, ou subutilização de máquina. Onde eu trabalho, pelo contrário, estamos fazendo grids de máquinas para aumentar o poder de processamento e melhorar o tempo de resposta devido ao volume e complexidade das bases de dados e das informações que se extrai delas.

A nuvem faz um bom sentido em empresas onde se tem um parque "obsoleto" de máquinas, e ao invés de simplesmente nos livrarmos delas, montamos um grid, com poder de processamento razoável, e depois fragmentamos em diversas máquinas virtuais com finalidades específicas e NÂO CRÍTICAS, tipo servidor de email, servidor de notícias internas na intranet, servidor de aplicações leves, portal de relatórios, ou até mesmo um "samba" para compartilhamento de arquivos ou drive de rede. Daí pra fora acredito que empresa alguma, de grande porte, trocará seu ambiente controlado e seguro por uma "promessa" ... imagine um banco usando a nuvem para processar seu movimento de clientes, e todas as transações bancárias ... você abriria uma conta nesse banco ?

Agora pra que a tal de "nuvem" pode servir então? Bom, imaginemos um mundo perfeito onde a internet é de graça e realmente de banda larga ... aí sim faz sentido ter um pc na nuvem que eu poderia acessar inclusive de meu celular smartphone. Nesse "PC Virtual" eu teria algumas aplicações não críticas, procuraria evitar de colocar dados pessoais "sigilosos" nele, enfim, faria coisas de menor importância sem correr riscos ... ou quem sabe, colocaria minha vida lá, todas minhas senhas, cartões de crédito e contas bancárias, documentos pessoais escaneados ... Alguma utilidade acredito que tenha, mas não vejo nada comercial ou "crítico" rodando nesse ambiente, no máximo "gadgets" que realmente seriam caros rodando em máquinas físicas, serviços menores e possivelmente gratuitos, que não envolvam dinheiro rodando nesse ambiente.

É muito cedo dizer se vai dar certo, se vai ficar mesmo, ou se cairá no esquecimento. Essa preocupação com segurança acho que é o principal empecilho, saber até que ponto é sério o negócio e até que ponto meus dados estão protegidos ... porque assim como tem pessoas que abrem e-mail do bradesco pedindo para recadastrar seus dados, sendo que você nem conta no bradesco tem, vai ter muitos sujeitos que não terão cuidado algum em colocar coisas realmente importantes e de valor nesse ambiente, e sem proteção. falo por experiência, esse negócio de nuvem e contrato de serviços parece coisa de garantia, quando você realmente precisar não estará lá ou a garantia não cobre determinado evento, o barato ou fácil acaba saindo caro ou se torna um grande problema.

Acredito que os smartphones possam substituir o PC antes que a nuvem o substitua. Por mais simples que seja, ainda precisarei de um PC minimamente montado para acessar a nuvem, talvez o smartphone, então não faz sentido abandonar o PC como ele é hoje.

Continua valendo o "velho deitado" que diz o seguinte: A informática surgiu para resolver problemas que não existiam antes do surgimento da informática.

[77] Comentário enviado por Fabio_Farias em 09/09/2010 - 16:36h

Esse é realmente um debate complexo. Já pensei em escrever um artigo sobre isso mas não deu tempo. O engraçado é pensar que cada vez mais novos processadores potentes de 8 núcleos, muitos GB de memória RAM e terabytes de HD caminham na direção contrária à computação em nuvem. Para que ter todo esse hardware se o único aplicativo a ser usado é o navegador?

[78] Comentário enviado por douglas.giorgio em 09/09/2010 - 17:13h

os hardwares estão mais baratos a cada dia

agr contrata um serviço cloud com um processamento de 4 nucleos e muito mais, cara, vc vai pagar uns R$1000,00 pos mes + internet, sendo que vc pode montar um computador com 4 nucleos e bem melhor e mais liberdade e com placa de video por esse preço

eu fico com o computador

blz, cloud tem muita mobilidade, mas eu não pretendo usar processamento avançado quando estou dirigindo ou no onibus, nem no almoço e nem quando estiver na faculdade, estou disendo de muito processamento

muito processamento msm só preciso p jogo, isso qualquer pc ou note ja faz, ou seja, oq adianta eu contrar cloud p só usufruir todo o seu potencial somente em casa? e se cair a internet ficar sem PC?? ontem msm caiu a internet e demorou um bocado p voltar, e quando voltou eu fui jogar CS e tava com mais de 300 de ping "nem consegui joga e fui kikado" quando normalmente no msm server eu jogo com 50 de ping, nesse momento eu fui jogar PES 2010, se só tivesse cloud eu estaria ferrado

não sou contra cloud, muito pelo contrario, é uma tecnologia muito interessante e avançada, mas por enquanto fico com meu pc msm, e pelo visto vou ficar por muito tempo ainda, até o serviço cloud me converser com um preço bem bacana

[79] Comentário enviado por samykzy em 10/09/2010 - 09:06h

Muito bom o artigo, bem interessante ...
estou contigo tbm!

[80] Comentário enviado por dannyalisson em 10/09/2010 - 09:13h

Concordo Plenamento visto que eu mesmo já passei por casos semelhantes eu tinha uma conta em um provedor de internet que da noite para o dia passou a ser pago e advinhem??? queriam que eu paga-sse $20,00 pelos meus 500 MB de emais ainda bem que eram emails sem importancia, enfim perdir todos sem direito nem a uma cópia de Backup eu não entro nessa de CIC.



--
Danny

[81] Comentário enviado por Teixeira em 10/09/2010 - 09:16h

Apenas esclarecendo: Também fui programador Cobol.
O que afirmei quanto a essa linguagem é que praticamente não se fazem projetos novos em Cobol, mas apenas a manutenção e adaptação daqueles que estão funcionando bem.
Hoje em dia a implantação de um ambiente baseado em Cobol "a partir do zero", e dependendo do porte da empresa, poderia ser inviável devido à enorme quantidade de licenças dos acessórios necessários.
Um usuário doméstico para ter Cobol em seu desktop e que não deseje ser mais um pirata na face da terra, terá de contentar-se com produtos adaptados ou eventualmente colocados sob domínio público, que são versões de 1970 e por aí. Nenhuma elas tem uma GUI.
Claro que existem pessoas desenvolvendo em Cobol atualmente, e também em todas as outras linguagens mencionadas por mim. Apenas que estatisticamente elas simplesmente "desaparecem do gráfico" por falta de representatividade.
Já comentei aqui no VOL que mais ou menos recentemente fui procurar informações sobre um Cobol da Computer Associates que me pareceu interessante - apesar de antigo - e qual não foi a minha surpresa quando me informaram que o mesmo custaria praticamente R$ 1.500,00 !!

Outro assunto: Os IBM 386 já vinha com a condição de "se lembrar" do último aplicativo aberto, reiniciando a sessão exatamente nele. Porém isso era um recurso à parte, e que SEMPRE dependeu do sistema operacional para que fosse executado.
Os primeiros IBM-PC legítimos e que não vieram oficialmente para o Brasil não tinham necessariamente um sistema operacional porém uma versão de Basic gravada em ROM.
Então todos os programas eram necessariamente em Basic.
Aqui no Brasil recebemos uma enxurrada de clones do XT (o modelo seguinte ao PC e ao Peanut), cuja ROM era uma cópia descarada e que apresentava uma mensagem assim como "NO ROM BASIC. SYSTEM HALTED."


[82] Comentário enviado por albfneto em 10/09/2010 - 15:15h

concordo com o hdmatheus, me preucupa o monopólio, a Google já é como a Microsoft!
nós usamos Linux, e muitos criticam a Microsoft, mas muitos de nós procuram no google direto, é a mesma coisa, mata os outros buscadores, assim como windows domina sobre linux..
com computação nuvem, ficará ainda pio.r

[83] Comentário enviado por douglas.giorgio em 10/09/2010 - 17:20h

uma empresa só vive com lucro, todas as empresas não está nem ai p software livre ou coisa do tipo, eles gostam pq não paga nada, a segurança e desempenho é só um complemento

google e MS é tudo a msm merda, duas empresas gigantes em TI que só quer lucrar e crescer, e quando mais eles ganhem quer diser quem alguem está pagando, diretamente ou não é vc q paga

blz, hotmail e gmail são gratuitos

buscador da google e da MS "bing" são gratuitos e muito mais, quando a cloud começa, vc não vai ter outra escolha, ou usa, ou fica p traz, ai é essa hora que vamos odiar todas essas empresas

linux não é nada p eles, a google só gosta p não perder tempo com desenvolvimento de kernel e coisas do tipo

empresa quer dinheiro, dinheiro e dinheiro, o resto é resto

ve se o dono da google usa linux, tenho certeza que ele usa windows pq não sabe mexer com linux e ele não está nem ai em aprender pq não é lucrativo p ele, ele dedica seu tempo em "fabricar" dinheiro

a parte tecnica fica com o resto

[84] Comentário enviado por cytron em 10/09/2010 - 20:48h

Estava eu aqui lendo os zilhões de comentários, resolvi realizar o cálculo evolutivo para concluir como será o futuro dessa coisa toda:

Tudo muito simples...

Esse conceito de ClC já vinha rastejando bem de vagar, me lembro de um SO via web fornecido por um site estranho com uma url bem curta, não me lembro qual, parecia com del.icio.us, acho que é isso. Bom, isso foi a alguns anos atrás, mas hoje, já encontro propaganda de "Cloud" totalmente grátis (por enquanto kkkk).

Os passos sequentes serão:

Primeiro "boa parte" do ClC será grátis... afinal, o povo tem que abraçar o conceito. Muita publicidade será jogada em nós para nos convencer da "onda", a nova tendência. O tenista Guga convenceu muita gente a usar avaianas, o sucesso foi tão grande que aproveitaram o embalo e lançaram a papete do Guga kkk.

Mas como convencer o povo a abrir mão de seus super computadores?

Simples! Antigamente não tinha internet nem pra metade do povo, sem falar que era super lenta (não pra época hehe), mas as pessoas passavam horas no PC sem net. ME RESPONDA UMA COISA... Você passa horas no PC "SEM INTERNET" hoje? NUNCA! A não ser pra trabalho. Sem net o PC não serve para nada. Parece uma TV sem sinal. O que salva é que temos games pra distrair. Mas muita gente só usa PC pra ORKUT e MSN.

O povo não faz mais curso de informática, qualquer um aprende em casa, na lan ou no amigo, afinal, orkut e msn é moleza. Os técnicos de hoje não restauram arquivos corrompidos do windows, só formatam (termo usado por eles mesmo, FORMATAR significa: FORMATAR E INSTALAR O WINDOWS).

Resultado: Vão manipular o povo para aos poucos irem se "desligando" do PC, vamos tratar o PC como se fosse uma geladeira, qual de vocês fica em frente a geladeira admirando sua beleza? Na maioria das vezes você pega algo na geladeira e nem notou que ela tem cor, motor ou porta. Você só abre e pega.

Assim que "as utilidades" do ClC forem mais importantes que nosso PC, vamos querer "economizar dinheiro" na compra do PC, vamos comprar uma TV conectada, provavelmente surgirá uma tecnologia integrada à TV digital, TV de led e TV 3D que saltará aos nossos olhos, sendo possível acessar cloud na TV ou aparato semelhante. Teremos uma "integração" irrecusável.

Vamos nos sentir naqueles filmes de futuro, quando acordarmos pra realidade, não nos importamos mais com o velho PC, já que não teremos tempo pra isso. Afinal, o tempo foi sorrateiramente preenchido por outra coisa. E PC será coisa antiga. Opalão é bom! Todo mundo gosta, mas ninguém quer andar em um né?!!!!

Pronto! Estamos "sujeitos" ao Cloud. A essa altura a velocidade da internet no Brasil já é absurda, no mínimo 50 Mbps com desempenho razoável.

Muitos dos serviços free se tornarão pagos, e terão boas justificativas aliadas de inovações.

Imagina se o Google e MS resolvem cobrar R$ 1,00 / mês pra usar Orkut e MSN, todo mundo vai pagar, alguns vão relutar no início, mas vão pagar.
Não uso orkut, mas tenho certeza que eu pagaria pelo MSN, ODEIO MSN, mas meu trabalho depende dele.

O mercado de máquinas vão diminuir a demanda de PCs e se concentrarem mais em Cloud, surgirá um Mini Cloud para empresas, até as pequenas empresas poderão fazer Cloud, serão como os servidores atuais, mas conectados com a nuvem mãe.

De qualquer forma, o mundo estará quase que inteiramente nas mãos da internet.

QUEM CONTRALAR A INTERNET, CONTROLA O MUNDO.

Nem será preciso dos senhores do mundo nos obrigar a usar Cloud, faremos isso por livre e expontânea indução.

Em um futuro não muito distante, PC perderá o sentido, SO perderá ainda mais.

Sei que ninguém gosta da idéia, sei que muita gente não concorda com o que eu disse. Mas é como um colega disse num comentário mais acima:

CLOUD É INEVITÁVEL

Futuro é assim, sempre surgirão coisas para substituir as atuais. Pode não ser melhor, mas subistituirá!

O próprio Linus Torvalds reconheceu, um dia, até o Linux será deixado para trás.

Só tem uma coisa que nunca vai ficar para trás: HACKERS

Apesar de não se ouvir falar nisso hoje em dia, eles existem, apenas migraram de ambiente. Antigamente só existia PC e SuperNintendo.

Hoje os hackers atuam em celulares, videogames, Decodificadores de TV e dezenas de outros aparatos eletrônicos.

Em breve os hackers atuarão nas tomadas (net elétrica), nos vários aparelhos que se conectam, e tentarão incessantemente atacar tecnologias Cloud.

Não se pode deter o inevitável.

[85] Comentário enviado por douglas.giorgio em 10/09/2010 - 22:07h

o que o cytron disse está certo, mas oq vai realmente substituir os PCs???

processamento!! processamento no servidor, eles fornecem processamento gratuito no hotmail, gmail, orkut etc. mas não nos seus aplicativos

ex: SAP, ERP ou até mesmo algum serviço simples

e eles cobram sim, e muito caro

se não me engado a locaweb é a maior em cloud da america latina

e mini-cloud não vai existir, e sim cloud privado, afinal, ja existe, é um link onde vc só acessa a cloud se conectar pela empresa

e vamos aos preços hehehe

p servidor, e vai alterando ai conforme a sua necessidade e ve o quanto vc vai pagar no mes, lembrando que esse preço é sem o serviço de internet

http://contratacao-cloud.locaweb.com.br/plans/6

lembrando que p rodar com uma resolução razoavelmente bom, vc precisa de internet de 10Mbps, ou seja, deve ser p rodar filmes em HD, imagina em FullHD, sem contar que tudo que vc for fazer vai ter que enviar informação, p ter tempo real nisso tem que ter um upload BEEEEEEM bacana

infelizmente é inevitavel, e quando isso acontecer, eles vao fazer o preço que eles quiserem

acho que p usar perfeitamente vou ter que trazer um link empresarial até a minha casa, logico que o preço da internet tende a cair e o desempenho a subir, mas mesmo assim, conforme cresce a qualidade no link, mais cresce a necessidade p uso

antigamente na internet discada era muito limitada "não fui desse tempo hehehe", mas hj msm com uma tecnologia MUUUUIto melhor, a internet ainda está muito limitada

eu acho que até uma internet de 100Mbps é muito limitada p um usuário, solta isso na minha mão p vc ver como essa internet vai ficar pititika kkkkk, e é essa a tendencia

quando se fala de hacker, ainda mais quando se fala de hacker russo, chines e brasileiro "estadunidenses é só história, eles forçam tudo p serem os melhores, mas não são e nunca serão, afinal, é só historia msm hehehe" isso é um caso a parte, até os sistemas mais seguros do mundo são hackados, hackers ja passaram por firewall fisico muitas vezes, ainda mais quando esses hackers são hackers do governo "a china faz isso hehehe"

foi feito pesquisas que a china vai se tornar a maior economia do mundo em poucos anos, ai com certeza vai surgir serviços chineses que vai fazer as raizes da Google e MS tremerem hehehe, sem contar que parece que a china não vai com a cara da Google, e o google vai ser o responsável pelo serviço cloud do exercito estadunidense "eu não chamo eles de americanos, afinal todos do continente americano é americano"

se for pensar bem, vai ser uma tecnologia de muito conflito com recursos e preço, isso vai ser discutido durante muito tempo, no final isso vai se tornar gratuito igual como se fosse assistir TV, tem o serviço gratuito, quer ser VIP?? então vai ter que pagar p isso, igual TV a cabo

daki uns tempo todos os paises vao ter condições de criar sua cloud governamental, tipo:

CloudBR
CloudAR
CloudES
etc
etc
etc

quem sabe até o nome possa mudar, cloud é coisa de marketing, isso é coisa velha evoluida, e bem evoluida mas não deixar de ter o mesmo conceito, como eu ja disse, evoluido

[86] Comentário enviado por izzy em 11/09/2010 - 09:29h

É um absurdo esse artigo! Só olhar o banco, você administra seu dinheiro virtualmente. Você mora em SP, vai viajar pra BA, e de lá vai em um caixa eletrônico e saca seu dinheiro. Isso é Cloud também! Parece um absurdo, mas é! Eu acho vantajoso o Cloud, mas se for utilizar para armazenar dados, tem que ser um mais robusto, um tipo:

CPU 8 Cores de 1.2 Ghz
Memória 8 GB
Disco 250 GB
Banda 12 MB

Mesmo assim, é pouco, mas a estrutura é boazinha.

Abraços,
Izzy

[87] Comentário enviado por michaeltr em 11/09/2010 - 16:48h

Cara...a pessoa qui fizer isso tem que ser muito burra...isso seria um prato cheio para os hackers.
Eu não entraria nessa nem a pau.
Abraços.

Viva o Linux, viva a liberdade \o/

[88] Comentário enviado por nickmarinho em 11/09/2010 - 17:00h

Esse povo não aprende que o que as empresas querem é saber tudo o que fazemos.
Ou brasileiro é burro mesmo ou não estuda ou não lê notícias ou tudo isso junto.
Cansam de receber emails com conteúdo para ferrar com seus ruindows e mesmo assim querem contribuir para isso.
Ou vão me dizer que nunca receberam um email de algum amigo com trocentos endereços de email no corpo do email ? E ainda você vai alertar e o cara diz que tem preguiça de apagar o conteúdo e deixar apenas o email e capaz ainda de te xingar por isso.

Cara, essa porcaria de CLOUD só serve pra isso.

Saberem o que você faz, o que baixa, o que escuta, e meter spam pra vc, te oferecer algo que vc não quer, só isso.

Como o amigo acima disse, VIVA O LINUX, VIVA A LIBERDADE!

[89] Comentário enviado por izzy em 13/09/2010 - 22:26h

Pessoal, vocês estão viajando na maionese. Se for levado a sério tudo o que estão falando, o Viva o Linux seria uma máquina colada do lado da cama do dono do Viva o Linux.

[90] Comentário enviado por donicosta em 13/09/2010 - 23:49h

É amigo concordo com sua teoria podem falar o que quiser, bancos e outros tem o mesmo sistema cloud mas é fechado e se vc tem dinheiro bem se não fazer oque, ja com dados a coisa muda tipo eu usuario comun quero acessar minhas fotos mas esqueci de pagar a conta imagina só, vou dizer: eu gostava tanto quando tudo era modo offline...rsrsrs....cara prefiro meu pc que se dane se alguns virus tem acesso alguma coisa, ops linux não tem virus...kkk... mas pelo menos não vou ficar sem ter acesso ao que é meu porque o cabo de fibra arrebentou ou minha mulher não pagou a conta do CIC...rsrs.

Salve o LINUX salve a Liberdade.

[91] Comentário enviado por arieldll em 09/01/2012 - 13:25h

Fiz meu TCC sobre ClC, e tenho que concordar que o que voce citou eh totalmente verdade.
Ateh escrevi um article aqui no VOL para demonstrar de uma forma panoramica o que realmente eh esse novo paradigma.

[]`s Ariel.


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts