Aprendendo Inglês em casa usando o Android

Um simples artigo com dicas e relato pessoal sobre como aproveitar a quarentena para aprender Inglês com aplicativos Android.

[ Hits: 1.234 ]

Por: Xerxes Lins em 03/09/2020 | Blog: https://voidlinux.org/


Introdução



Não sei inglês, então este artigo é de leigo para leigo. No entanto em cerca de 2 meses eu saí do "quase zero" em inglês para nível B1 (com certificado McGraw-Hill). Para saber sobre os níveis de inglês veja:
Inglês é muito importante para quem gosta de tecnologia, Linux, computação, jogos etc. Dizem que 90% de todo conteúdo existente na Internet está em inglês. Isso quer dizer que não tem como escapar: saber um pouco de inglês é muito útil.

Neste artigo vou dizer o que fiz pra "evoluir" um pouco no inglês usando apenas aplicativos Android. Mas também preciso tentar descrever como era o meu "nível de inglês" antes de começar a estudar seriamente por conta própria, para que não pareça que eu saí do "zero absoluto" para B1 em dois meses.

Primeiramente, sempre tive contato com inglês nos video games, desde criança. Então algumas palavras simples eu já sabia como "start" e "select" (hahahaha!). Mas nunca saí muito disso. Porém, um dia (eu devia ter já meus 30 anos), resolvi por conta própria que iria ler mangás em inglês! Tomei essa decisão, mesmo que demorasse muito para passar da primeira página! Meu plano funcionaria assim: abriria na primeira página de um mangá que eu queria muito (no caso o primeiro mangá foi Vagabond), e iria me concentrar em cada texto, cada balão. Para cada UMA das palavras que eu não conhecia eu iria buscar seu significado no dicionário. As primeiras páginas do mangá que escolhi não tinham muito texto, mas quando os textos ficaram frequentes... bem, logicamente, a partir daí para eu terminar de ler uma única página inteira, poderia levar cerca de uma hora!

Mas eu estava determinado. Meu objetivo principal *não* era ler rápido, e sim *compreender* tudo. Tive muita paciência, meu esforço foi diário. Então algo "mágico" começou a acontecer após algumas semanas: muitas palavras começaram a se repetir e eu não precisava mais buscar o significado delas no dicionário, já havia capturado o seu significado. Mas eu nunca deixei de usar o dicionário totalmente.

Depois de ler alguns mangás (já li vários, totalmente em inglês, com ajuda de dicionário) como: toda saga Dragon Ball (até a Z), Gantz, Blade The Immortal, Shamo, Berserk (ainda lendo), I Am a Hero, e muitos, muitos outros! E em quê isso me ajudou no inglês? A adquirir vocabulário e só; nada de gramática. Então eu passei a ser capaz de ler algumas coisas e entender, mas não me tornei capaz de formular textos, por exemplo. Mas tudo bem, eu estava feliz por conseguir ler meus mangás. Esse é o nível que eu chamo de quase zero. Fiquei nesse nível, confortavelmente, por anos.

Porém, algum tempo depois (agora com meus 36) , eu decidi dar um novo salto de evolução no inglês: aprender mais um pouco além de vocabulário.

Resolvi dividir o que precisava em:
  • Ganhar vocabulário (essa parte estava sempre em andamento por conta da leitura de mangás)
  • Aprender Phrasal Verbs (junções de palavras que criam um novo significado diferente das palavras separadas)
  • Listening (treinar o ouvir)
  • Saber identificar os tempos verbais, verbos irregulares e conhecer bem as preposições
  • Treinar pronúncia

E foi dessa forma que comecei.

    Próxima página

Páginas do artigo
   1. Introdução
   2. Ferramentas
Outros artigos deste autor

Instalação do CRUX 3.0 em Virtualbox

Dando uma nova cara ao Ubuntu

Instalação do Funtoo GNU/Linux em VirtualBox

Introdução ao gerenciador de janelas i3

Um pouco sobre otimização

Leitura recomendada

Zello - Transforme seu Android (e GNU/Linux) num Walkie Talkie

Debian no Android "from scratch"

Tranferência rápida de arquivos do Android para PC via FTP

Genymotion - Emulando Android no GNU/Linux

DriveDroid - Transforme o seu Android em um pendrive bootável

  
Comentários
[1] Comentário enviado por willian.firmino em 03/09/2020 - 11:24h

Eu gosto bastante do babbel https://play.google.com/store/apps/details?id=com.babbel.mobile.android.en Não é caro e acho muito melhor que o duolingo. Fica a dica para quem quiser experimentar.
Se o nível estiver legal e já consegue se virar e tem grana para pagar tutores uma opção é o Lingualbox https://pt.lingualbox.com É uma escola filipina com professores filipinos mas que são ótimos em inglês. Antes do dollar chegar nesse absurdo eu costumava ter um plano lá já que costumava ser mais barato que outras plataformas populares, ainda tenho 18 aulas para fazer vou ver se retomo. Quem tiver interesse acho que da para fazer uma aula de 15 minutos grátis para experimentar. O Cambly as vezes tem boas promoções também https://www.cambly.com.

[2] Comentário enviado por mauricio123 em 03/09/2020 - 13:32h


Muito bom.

___________________________________________________________
[code]Conhecimento não se Leva para o Túmulo.
https://github.com/MauricioFerrari-NovaTrento [/code]

[3] Comentário enviado por LckLinux em 03/09/2020 - 17:33h

Que legal este artigo! Você também compartilhou a percepção da experiência mágica da evolução do conhecimento (partindo do desejo de saber) valendo-se da pesquisa, da persistência, lidando com coisas que você gostava (games ou mangás). Muito bom mesmo \o/

[4] Comentário enviado por izaias em 04/09/2020 - 21:56h

Busuu é excelente! Realmente conseguimos aprender inglês falado e escrito.
Já me surpreendi lendo máximas em inglês e conseguir traduzir sem muita dificuldade. :)

Pena que o certificado dele não é considerado oficial.

[5] Comentário enviado por xerxeslins em 05/09/2020 - 08:20h


[1] Comentário enviado por willian.firmino em 03/09/2020 - 11:24h

Eu gosto bastante do babbel https://play.google.com/store/apps/details?id=com.babbel.mobile.android.en Não é caro e acho muito melhor que o duolingo. Fica a dica para quem quiser experimentar.
Se o nível estiver legal e já consegue se virar e tem grana para pagar tutores uma opção é o Lingualbox https://pt.lingualbox.com É uma escola filipina com professores filipinos mas que são ótimos em inglês. Antes do dollar chegar nesse absurdo eu costumava ter um plano lá já que costumava ser mais barato que outras plataformas populares, ainda tenho 18 aulas para fazer vou ver se retomo. Quem tiver interesse acho que da para fazer uma aula de 15 minutos grátis para experimentar. O Cambly as vezes tem boas promoções também https://www.cambly.com.


Boa dica! Valeu!

[6] Comentário enviado por xerxeslins em 05/09/2020 - 08:20h


[2] Comentário enviado por mauricio123 em 03/09/2020 - 13:32h


Muito bom.

___________________________________________________________
[code]Conhecimento não se Leva para o Túmulo.
https://github.com/MauricioFerrari-NovaTrento [/code]


Obrigado!

[7] Comentário enviado por xerxeslins em 05/09/2020 - 08:21h


[3] Comentário enviado por LckLinux em 03/09/2020 - 17:33h

Que legal este artigo! Você também compartilhou a percepção da experiência mágica da evolução do conhecimento (partindo do desejo de saber) valendo-se da pesquisa, da persistência, lidando com coisas que você gostava (games ou mangás). Muito bom mesmo \o/


Verdade! Foi isso mesmo! Obrigado!

[8] Comentário enviado por xerxeslins em 05/09/2020 - 08:22h


[4] Comentário enviado por izaias em 04/09/2020 - 21:56h

Busuu é excelente! Realmente conseguimos aprender inglês falado e escrito.
Já me surpreendi lendo máximas em inglês e conseguir traduzir sem muita dificuldade. :)

Pena que o certificado dele não é considerado oficial.


Ué, achei que fosse. Vamos seguindo no nosso eterno aprendizado, Izaias!

[9] Comentário enviado por modrius em 14/09/2020 - 11:32h

Muito bom, eu também estou no mesmo caminho que você, porém fiz diferente, eu estou estudando através do app Duolingo (que inclusive recomendo muito) e estou há 144 dias estudando em média 10 minutos por dia.
Pra quem está começando, busque esse app na playstore, recomendo muito. Abraço!

[10] Comentário enviado por Delusion em 15/09/2020 - 22:22h

Olá!
uma das coisas que percebi no aprendizado de idiomas é que, se não praticar, você perde tudo muito rápido; bem mais rápido do que aprendeu...

Compartilhando um pouco:
eu nunca havia levado a sério entender e falar inglês, mas um dia, por acaso, ao mudar de canal, percebi que eu entendia algumas frases no desenho infantil da discovery kids Peppa Pig.
Por indicação do edps, membro desse fórum, conheci o duolingo. Brinquei um pouco, cerca de 2 semanas mas logo enjoei... não digo que é ruim, serve como início. Minha principal desmotivação é a demora de ficar digitando coisas repetitivas e sem sentido, kkkk.
Em seguida descobri um canal youtube de aulas de inglês, em inglês, os profs falam devagar e são bem didáticos, eu entendi tudo, sem dicionários (nunca tive paciência:). Alguém tiver interesse, é esse aqui: https://www.engvid.com/
Assim que as aulas ficaram "fáceis", comecei a escutar podcasts no spotify, sobre vários assuntos, começando com temas infantis, pois o vocabulário é simplificado e ouvir crianças é muito bom, elas não têm maioria dos vícios de linguagem dos adultos, cometem erros, retrocedem, e com isso você aprende. A postura mental que me ajudou foi ser humilde e aprender com as crianças.
Paralelo a isso adiconei uns gringos (maioria indianos) no wechat e conversava com eles todos os dias, isso me ajudou a abrir a mente para o fato de que o inglês é idioma global. Uma dica que dou aqui é: não tenha preconceito em querer falar só com quem é "nativo", falem com todos! Pra mim esse negócio de "nativo" é besteira! Maioria dos norteamericanos não são "nativos", se é que me entendem:) Particularmente, eu não me interessava em falar com brasileiros em inglês, porque queria sair da zona de conforto de voltar para o português se algo não fosse entendido, e até hoje acho estranho praticar com outro falante do português, mas entendo que faltam opções as vezes.
Eu uso bastante Youtube, se a pronuncia é difícil, eu diminuo a velocidade, as vezes até acelero para 1.25x
Hoje a maioria do conteúdo que leio e escuto é em inglês. Já não pratico, estudando, metodicamente, etc. com isso perdi bastante minha pronuncia, acredito.
O autor desse artigo exemplificou e eu concordo: a chave para o aprendizado é buscar assuntos que você ama.
Enfim...espero que meu depoimento possa ajudar alguém que esteja interessado.

Linux User # 624552
usando atualmente: Debian-testing, Fedora-xfce

[11] Comentário enviado por izaias em 16/09/2020 - 00:17h


[10] Comentário enviado por Delusion em 15/09/2020
...
Alguém tiver interesse, é esse aqui: https://www.engvid.com/...


Show! Vou experimentar.
Obrigado por compartilhar.

[12] Comentário enviado por xerxeslins em 24/09/2020 - 14:24h


[10] Comentário enviado por Delusion em 15/09/2020 - 22:22h

Olá!
uma das coisas que percebi no aprendizado de idiomas é que, se não praticar, você perde tudo muito rápido; bem mais rápido do que aprendeu...

Compartilhando um pouco:
eu nunca havia levado a sério entender e falar inglês, mas um dia, por acaso, ao mudar de canal, percebi que eu entendia algumas frases no desenho infantil da discovery kids Peppa Pig.
Por indicação do edps, membro desse fórum, conheci o duolingo. Brinquei um pouco, cerca de 2 semanas mas logo enjoei... não digo que é ruim, serve como início. Minha principal desmotivação é a demora de ficar digitando coisas repetitivas e sem sentido, kkkk.
Em seguida descobri um canal youtube de aulas de inglês, em inglês, os profs falam devagar e são bem didáticos, eu entendi tudo, sem dicionários (nunca tive paciência:). Alguém tiver interesse, é esse aqui: https://www.engvid.com/
Assim que as aulas ficaram "fáceis", comecei a escutar podcasts no spotify, sobre vários assuntos, começando com temas infantis, pois o vocabulário é simplificado e ouvir crianças é muito bom, elas não têm maioria dos vícios de linguagem dos adultos, cometem erros, retrocedem, e com isso você aprende. A postura mental que me ajudou foi ser humilde e aprender com as crianças.
Paralelo a isso adiconei uns gringos (maioria indianos) no wechat e conversava com eles todos os dias, isso me ajudou a abrir a mente para o fato de que o inglês é idioma global. Uma dica que dou aqui é: não tenha preconceito em querer falar só com quem é "nativo", falem com todos! Pra mim esse negócio de "nativo" é besteira! Maioria dos norteamericanos não são "nativos", se é que me entendem:) Particularmente, eu não me interessava em falar com brasileiros em inglês, porque queria sair da zona de conforto de voltar para o português se algo não fosse entendido, e até hoje acho estranho praticar com outro falante do português, mas entendo que faltam opções as vezes.
Eu uso bastante Youtube, se a pronuncia é difícil, eu diminuo a velocidade, as vezes até acelero para 1.25x
Hoje a maioria do conteúdo que leio e escuto é em inglês. Já não pratico, estudando, metodicamente, etc. com isso perdi bastante minha pronuncia, acredito.
O autor desse artigo exemplificou e eu concordo: a chave para o aprendizado é buscar assuntos que você ama.
Enfim...espero que meu depoimento possa ajudar alguém que esteja interessado.

Linux User # 624552
usando atualmente: Debian-testing, Fedora-xfce


Ótimo! Obrigado por compartilhar.

[13] Comentário enviado por LckLinux em 24/09/2020 - 14:37h


[12] Comentário enviado por xerxeslins em 24/09/2020 - 14:24h


[10] Comentário enviado por Delusion em 15/09/2020 - 22:22h

Olá!
uma das coisas que percebi no aprendizado de idiomas é que, se não praticar, você perde tudo muito rápido; bem mais rápido do que aprendeu...

Compartilhando um pouco:
eu nunca havia levado a sério entender e falar inglês, mas um dia, por acaso, ao mudar de canal, percebi que eu entendia algumas frases no desenho infantil da discovery kids Peppa Pig.
Por indicação do edps, membro desse fórum, conheci o duolingo. Brinquei um pouco, cerca de 2 semanas mas logo enjoei... não digo que é ruim, serve como início. Minha principal desmotivação é a demora de ficar digitando coisas repetitivas e sem sentido, kkkk.
Em seguida descobri um canal youtube de aulas de inglês, em inglês, os profs falam devagar e são bem didáticos, eu entendi tudo, sem dicionários (nunca tive paciência:). Alguém tiver interesse, é esse aqui: https://www.engvid.com/
Assim que as aulas ficaram "fáceis", comecei a escutar podcasts no spotify, sobre vários assuntos, começando com temas infantis, pois o vocabulário é simplificado e ouvir crianças é muito bom, elas não têm maioria dos vícios de linguagem dos adultos, cometem erros, retrocedem, e com isso você aprende. A postura mental que me ajudou foi ser humilde e aprender com as crianças.
Paralelo a isso adiconei uns gringos (maioria indianos) no wechat e conversava com eles todos os dias, isso me ajudou a abrir a mente para o fato de que o inglês é idioma global. Uma dica que dou aqui é: não tenha preconceito em querer falar só com quem é "nativo", falem com todos! Pra mim esse negócio de "nativo" é besteira! Maioria dos norteamericanos não são "nativos", se é que me entendem:) Particularmente, eu não me interessava em falar com brasileiros em inglês, porque queria sair da zona de conforto de voltar para o português se algo não fosse entendido, e até hoje acho estranho praticar com outro falante do português, mas entendo que faltam opções as vezes.
Eu uso bastante Youtube, se a pronuncia é difícil, eu diminuo a velocidade, as vezes até acelero para 1.25x
Hoje a maioria do conteúdo que leio e escuto é em inglês. Já não pratico, estudando, metodicamente, etc. com isso perdi bastante minha pronuncia, acredito.
O autor desse artigo exemplificou e eu concordo: a chave para o aprendizado é buscar assuntos que você ama.
Enfim...espero que meu depoimento possa ajudar alguém que esteja interessado.

Linux User # 624552
usando atualmente: Debian-testing, Fedora-xfce


Ótimo! Obrigado por compartilhar.

Eu estou usando o Busuu (inglês), a partir dessa Dica compartilhada e dos comentários feitos nela, e essa outra dica dos vídeos, aqui: https://www.engvid.com/ , é também muito boa, valeu \o/ \o/

[14] Comentário enviado por LckLinux em 24/09/2020 - 14:37h


[11] Comentário enviado por izaias em 16/09/2020 - 00:17h


[10] Comentário enviado por Delusion em 15/09/2020
...
Alguém tiver interesse, é esse aqui: https://www.engvid.com/...


Show! Vou experimentar.
Obrigado por compartilhar.


Muito boa! Valeu \o/


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts