Alien Arena, um jogo FPS para GNU/Linux

Recentemente, andei pesquisando algum jogo para dar uma relaxada nas horas vagas e encontrei o Alien Arena, em minha opinião (apesar de não ser um expert em jogos), achei os gráficos de altíssima qualidade, com uma boa jogabilidade (rápida e suave) e, ainda, existem mais de 60 mapas (!).

[ Hits: 16.050 ]

Por: Luís Fernando Guedes em 30/09/2013 | Blog: http://kambebalivre.com


Conhecendo o Alien Arena



Como dito no título, o jogo é em FPS e os personagens são, em sua maioria, seres extraterrestres com ítens futurísticos, tornando-o ainda mais original.

É possível jogar em dois modos: single player (Deathmatch com Bots) ou multiplayer.

Podendo ser jogado online ou em rede com os amigos e, ainda, com diversas opções de modo de jogo, entre elas:
  • Deathmatch :: todo mundo contra todo mundo, matança total!
  • Capture the flag :: dividido por times, o objetivo é capturar a bandeira do adversário.
  • Tactical :: mistura tática com ítens de FPS, humanos vs. aliens, o objetivo é destruir a base do adversário (atenção: versão Alpha).
  • Deathball :: as balas são substituídas por bolas, estilo Deathmatch.

Ainda existem mais opções para jogo em multiplayer, confira! ;)
Linux: Alien Arena, um jogo FPS para GNU/Linux


    Próxima página

Páginas do artigo
   1. Conhecendo o Alien Arena
   2. Instalando e jogando
Outros artigos deste autor
Nenhum artigo encontrado.
Leitura recomendada

Linux e jogos, um mercado em expansão

Emulador Mednafen - Instalação e configuração

Jogos no Arch Linux - Porque nem tudo é tela preta!

Morphix Gamer: 600MB de diversão!

Netpanzer :: batalha de tanques multiplayer

  
Comentários
[1] Comentário enviado por brian_ch em 30/09/2013 - 03:02h

Muito bom ver um artigo sobre o Alien Arena aqui! O jogo é muito bom mesmo.

Infelizmente não tem muitos brasileiros, dos jogadores de lá, além de mim acho que só o "Cazazo" é brasileiro também.

Você joga online? Na minha opinião a diversão fica mesmo no multiplayer, a grande maioria do pessoal de lá é bem bacana e receptivo, já me diverti muito jogando, principalmente nas vezes que eu tive a oportunidade de entrar no chat por voz usando o mumble, nunca vou me esquecer do jogador "Alman Osman" cantando "That's the way I like it". rsrsrsrs

[2] Comentário enviado por tomazandmara em 30/09/2013 - 11:24h

muito bom
vou ver se o meu fogão CCE com gentoo roda ele
valeu pela dica

[3] Comentário enviado por px em 30/09/2013 - 14:47h

Muito legal, comecei a jogar ele online esses dias... mas tem pouco brasuca lá msm

[4] Comentário enviado por lcavalheiro em 30/09/2013 - 16:14h

No Debian o pacote se chama alien-arena, está na versão 7.53 no Wheezy, e está no contrib.

[5] Comentário enviado por fernandoguedes em 30/09/2013 - 16:47h


[1] Comentário enviado por brian_ch em 30/09/2013 - 03:02h:

Muito bom ver um artigo sobre o Alien Arena aqui! O jogo é muito bom mesmo.

Infelizmente não tem muitos brasileiros, dos jogadores de lá, além de mim acho que só o "Cazazo" é brasileiro também.

Você joga online? Na minha opinião a diversão fica mesmo no multiplayer, a grande maioria do pessoal de lá é bem bacana e receptivo, já me diverti muito jogando, principalmente nas vezes que eu tive a oportunidade de entrar no chat por voz usando o mumble, nunca vou me esquecer do jogador "Alman Osman" cantando "That's the way I like it". rsrsrsrs


Então brian_ch, de vez em quando jogo online sim, qual o servidor que você conecta? Vamos marcar pra eu dar esse show! Hahahaha


[4] Comentário enviado por lcavalheiro em 30/09/2013 - 16:14h:

No Debian o pacote se chama alien-arena, está na versão 7.53 no Wheezy, e está no contrib.

Obrigado pela correção, lembrando que o source oficial está na versão 7.66, que inclui o tactical, nova aposta dos desenvolvedores.

[6] Comentário enviado por izaias em 30/09/2013 - 17:25h

Fernando,

Quer que seja feita a correção do comando "alien-arena" no próprio artigo?
Ou deixa como está, pois é relativo de distro para distro?

[7] Comentário enviado por px em 30/09/2013 - 18:13h

No Arch o nome do pacote é "alienarena" e "alienarena-data" os dois estão na versão 7.66-1.

Ae qual servidor vocês jogam? vamos marcar o dia da surra! kkk

[8] Comentário enviado por izaias em 30/09/2013 - 18:17h

Seria bom especificar isso também.
Só estou aguardando o autor retornar.

[9] Comentário enviado por fernandoguedes em 30/09/2013 - 18:36h


[6] Comentário enviado por izaias em 30/09/2013 - 17:25h:

Fernando,

Quer que seja feita a correção do comando "alien-arena" no próprio artigo?
Ou deixa como está, pois é relativo de distro para distro?


Izaias, ficaria grato se você fizesse a correção. No apt-get o comando correto é "alien-arena" como citado. Entretanto, percebi que para quem faz a instalação via código fonte (svn ou download comum), o comando é "alienarena" (tudo junto), mas, pra quem faz a instalação via pacote em sua distro é "alien-arena" mesmo.

[10] Comentário enviado por fernandoguedes em 30/09/2013 - 18:43h

Verifiquei no Ubuntu e o pacote "alien-arena" por si só já instala dependências e demais pacotes necessários para o pleno funcionamento do jogo, favor verifiquem ai, eu utilizo o Ubuntu 12.10.

[11] Comentário enviado por izaias em 30/09/2013 - 18:53h


[9] Comentário enviado por fernandoguedes em 30/09/2013 - 18:36h:

Izaias, ficaria grato se você fizesse a correção. No apt-get o comando correto é "alien-arena" como citado. Entretanto, percebi que para quem faz a instalação via código fonte (svn ou download comum), o comando é "alienarena" (tudo junto), mas, pra quem faz a instalação via pacote em sua distro é "alien-arena" mesmo.


Corrigido.

Agradecimentos ao colega Luís (que mesmo sendo um dinossauro do tipo T-Rex, é gente boa! rs) pelo aviso.

[12] Comentário enviado por lcavalheiro em 30/09/2013 - 21:51h


[11] Comentário enviado por izaias em 30/09/2013 - 18:53h:


[9] Comentário enviado por fernandoguedes em 30/09/2013 - 18:36h:

Izaias, ficaria grato se você fizesse a correção. No apt-get o comando correto é "alien-arena" como citado. Entretanto, percebi que para quem faz a instalação via código fonte (svn ou download comum), o comando é "alienarena" (tudo junto), mas, pra quem faz a instalação via pacote em sua distro é "alien-arena" mesmo.


Corrigido.

Agradecimentos ao colega Luís (que mesmo sendo um dinossauro do tipo T-Rex, é gente boa! rs) pelo aviso.


Não agradeça a mim, agradeça ao apt-cache search rsrsrsrs

Deixa eu chegar em casa pra instalar, aprender a jogar e surrar vocês ;-)

[13] Comentário enviado por lcavalheiro em 30/09/2013 - 21:52h


[10] Comentário enviado por fernandoguedes em 30/09/2013 - 18:43h:

Verifiquei no Ubuntu e o pacote "alien-arena" por si só já instala dependências e demais pacotes necessários para o pleno funcionamento do jogo, favor verifiquem ai, eu utilizo o Ubuntu 12.10.


O que você falou procede. Os pacotes build-essential subversion libsdl1.2-dev libsdl-image1.2-dev libsdl-ttf2.0-dev libsdl-mixer1.2-dev libcurl4-openssl-dev libxxf86dga- dev libxxf86vm-dev libopenal-dev servem apenas para compilação, o que provavelmente deve ser a melhor escolha mesmo dada a defasagem entre a versão no subversion e a dos repositórios.

[14] Comentário enviado por lcavalheiro em 30/09/2013 - 21:58h

Ainda sobre o Debian... Quem quiser instalar por compilação precisará usar o testing, já que nem no backports do Wheezy estão algumas coisas que o artigo diz serem necessárias.

[15] Comentário enviado por brian_ch em 30/09/2013 - 22:27h

Eu geralmente entro no DO Euro CTF Insta/Rockets, que é o servidor mais frequentado, ou no Xulbia Insta/Lights que é um servidor de deathmatch, sou o 'chessplayer' por lá.

Uma dica pra quem for jogar é que não é preciso entrar no jogo pra saber se tem gente online, dá pra ver por esse site:
http://chaingun.org/alienarena/tools/browser/

[16] Comentário enviado por lcavalheiro em 30/09/2013 - 22:47h

ADENDO AO ARTIGO

No Debian a instalação via repositório SVN não é tão trivial quanto o artigo coloca.

Dependências adicionais: libode1 libode-dev subversion

Comandos
# mkdir /usr/src/alien-arena && chown usuario:usuario /usr/src/alien-arena
$ svn co svn://svn.icculus.org/alienarena/trunk /usr/src/alien-arena
$ cd /usr/src/alien-arena
$ ./configure --prefix=/usr --with-xf86dga --with-x --with-xf86vm --enable-ansi-color
$ make
# make install

Chame o jogo com o comando
$ alienarena

Porém, não sei se é só comigo mas o mouse parece ter vida própria...

[17] Comentário enviado por brian_ch em 30/09/2013 - 23:36h

Hmm, agora que você falou, acho que faltou mesmo o passo "./configure" para a versão do SVN não? E tem-se que usar o Makefile da raiz do SVN e não diretamente o da pasta source.

Mas não deveria ser necessário usar essas opções no ./configure (estou falando sobre o post do lcavalheiro), só se aconteceu algum problema ao deixar o padrão.

Se não me engano a libode só é necessária se você usar a opção "--with-system-libode" pois por padrão ele usa uma versão que vem embutida no código. (se me lembro bem, há essa versão embutida porque até um tempo atrás ocorriam alguns problemas ao usar a versão do sistema).

[18] Comentário enviado por lcavalheiro em 30/09/2013 - 23:49h


[17] Comentário enviado por brian_ch em 30/09/2013 - 23:36h:

Hmm, agora que você falou, acho que faltou mesmo o passo "./configure" para a versão do SVN não? E tem-se que usar o Makefile da raiz do SVN e não diretamente o da pasta source.

Mas não deveria ser necessário usar essas opções no ./configure (estou falando sobre o post do lcavalheiro), só se aconteceu algum problema ao deixar o padrão.

Se não me engano a libode só é necessária se você usar a opção "--with-system-libode" pois por padrão ele usa uma versão que vem embutida no código. (se me lembro bem, há essa versão embutida porque até um tempo atrás ocorriam alguns problemas ao usar a versão do sistema).


Vamos nós, justificando as opções passadas pro configure:
1) O configure instala o jogo em /usr/local, e pelo menos no meu Debian coisas em /usr/local costumam dar pau, por isso o prefix=/usr
2) Eu esqueci do --with-system-libode nas opções do configure que eu passei, obrigado por avisar pois eu usei aqui;
3) O --enable-ansi-color é para que as letras do terminal do jogo tenham cor;
4) As outras três opções são para melhorar a aparência do jogo no sistema

EDIT: para resolver o problema do mouse com vida própria eu tirei as três opções da linha 4. Fodam-se os gráficos, eu quero um mouse que me obedeça...

[19] Comentário enviado por lcavalheiro em 01/10/2013 - 12:34h

Outra correção (nossa, hoje eu estou o bicho pra catar erros de tipografia):

$ sudo apt-get install build-essential subversion libsdl1.2-dev libsdl-image1.2-dev libsdl-ttf2.0-dev libsdl-mixer1.2-dev libcurl4-openssl-dev libxxf86dga- dev libxxf86vm-dev libopenal-dev

Tira o espaço no nome do pacote libxxf86dga-dev ;-)

[20] Comentário enviado por brian_ch em 01/10/2013 - 16:05h

Outra coisa que eu esqueci de comentar é que segundo os desenvolvedores o pacote que está nos repositórios do ubuntu está quebrado, nele o diretório de configuração (.codered por padrão) é 'lincado' na pasta do jogo no /usr e assim o jogo não tem permissão de escrever nos próprios arquivos de configuração.

Fonte:
http://red.planetarena.org/forum/showthread.php?tid=1028&pid=8781#pid8781

Lá o Max recomendou usar a versão do playdeb:
http://www.playdeb.net/software/Alien%20Arena

Sobre as opções, tem certeza que tem alguma diferença na aparência lcavalheiro? Pelo menos a libode e a libxxf86dga não tem relação com isso, a primeira é para detecção de colisões (e em alguns casos usar a do sistema pode causar problemas) e a segunda, (como você viu) para problemas com o mouse, acho que era na versão 7.60 que, para alguns jogadores, acontecia o contrário do que você relatou, o mouse ficava ruim de controlar quando não se usava a libxxf86dga.

[21] Comentário enviado por lcavalheiro em 02/10/2013 - 10:41h

Essa é a questão: com --with-xf86dga --with-x --with-xf86vm o mouse adquiriu vontade própria. Com relação a aparência, o ganho era pequeno, mas como eu costumo compilar programas com --with-x (que é a flag que lida com a aparência) quando o configure dá suporte, eu não esperava que fosse cagar o mouse. No final, como eu disse, não vale a pena usar essas flags.
Já usar a libode do sistema no caso do Debian é uma otimização mesmo, pois usar a libode do jogo poderia gerar alguma incompatibilidade com o sistema (já que eu uso uma mistura de pacotes stable, backports, testing e unstable - vivendo a vida com emoção, coisa de slacker...). Eu uso a libode do stable, que é consideravelmente mais antiga que a libode usada pelo jogo mas que se encaixa no grosso do sistema (que ainda é stable).

[22] Comentário enviado por henryvieri em 14/10/2013 - 13:29h

Muito bom... vou instalar pra jogar no ubuntu....

[23] Comentário enviado por JFurio em 19/05/2014 - 09:51h

Tambem gostei ! Vou instalar hoje a noite e testar! (Tomara que a minha placa de vídeo aguente!)


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts