Abrindo arquivos TNEF

Quem nunca abriu o Thunderbird, o Evolution ou outro cliente de email que não o Outlook e se deparou com um anexo chamado "winmail.dat", o qual você não consegue abrir? Neste artigo irei demonstrar como fiz para converter este anexo novamente para o formato enviado pelo remetente.

[ Hits: 26.570 ]

Por: Júlio Henrique em 25/02/2007


Introdução



Você chega pela manhã, abre seu cliente de correio e, anexo em uma mensagem, está um arquivo chamado "winmail.dat".

Você acha que o arquivo veio corrompido... Então, questiona o remetente, e descobre que ele lhe enviou uma planilha, um documento de texto, ou mesmo um inocente JPEG, e não este monstro chamado "winmail.dat". E se ele tentar lhe reenviar o arquivo, lá estará a criatura novamente, sorrindo para você, na sua caixa de entrada.

Ao questionar outra vez o remetente, você descobre que ele utiliza o Microsoft Outlook 2000 (ou outro posterior), enviando emails em formato Rich Text.

Você recorre ao Google e chega ao artigo da Microsoft em http://support.microsoft.com/kb/197064/EN-US/, que o ensina como configurar o Outlook para enviar email em texto puro e, portanto, sem o winmail.dat.

Mas, seria realmente interessante solicitar que todas as pessoas com quem troca email alterassem sua configuração?

Novamente no Google, você descobre alguns utilitários que lêem o arquivo e extraem seu conteúdo. Isso resolve a questão!

Mas você também é o Administrador da Rede. Seria interessante instalar um destes programas nas máquinas dos seus usuários que enfrentassem o mesmo problema?

Mais um programa para suportar, para verificar atualizações... Além disso, estamos aí para facilitar a vida dos usuários... Então, talvez fosse interessante fazer algo no Servidor para que o arquivo já chegasse decodificado aos usuários.

Pois bem: existe um script em Perl que, com alguns módulos, realiza a conversão deste arquivo e entrega o(s) anexo(s) diretamente no email.

O Servidor de Correio utilizado foi o Sendmail, em conjunto com algumas regras simples do Procmail; porém com algumas modificações, acredito que seja possível utilizar outro MTA.

    Próxima página

Páginas do artigo
   1. Introdução
   2. Download do script e instalação dos módulos
   3. Configuração do Procmail
   4. Conclusão e "abaixo assinado"
Outros artigos deste autor

Futuro do software livre após as eleições

Monitoração de tráfego com MRTG

Integração MRTG e RRDTool

Leitura recomendada

Hotwayd :: Conectando-se ao servidor POP3 do Hotmail

Configurando Postfix + MySQL + Courier + SPF + Clamav + SpamAssassin + Greylist + TLS

Post-la - Gerador de relatórios para o Postfix

RoundCubeMail - Praticidade e bom gosto

Populando sua SpamTrap com e-mails relevantes

  
Comentários
[1] Comentário enviado por removido em 25/02/2007 - 16:44h

parabens pelo artigo,vc escreve bem,continue assim

[2] Comentário enviado por removido em 25/02/2007 - 16:46h

ah,tentei aqui,tive alguns programas com o perl,mas ja ta tudo resolvido :)

[3] Comentário enviado por jackson jdr em 18/04/2007 - 22:54h

Muito bom ;)

[4] Comentário enviado por paulorvojr em 13/05/2009 - 12:55h

So a microsoft para complicar a vida, o que estava tudo certo vem ela e complica, concordo que a ideia é boa, os winmail.dat (tnef) é usado para preservar a estrutura da formatação do email, cores, fonte, imagens, anexos tudo, e com isso ele gera um pacote e cria um extensão, so que a mancada ou MARKETING da microsoft é crio uma extensão que somente outlooks 2003, exchanges e outlooks da vida entendem, ai o nosso pobre postfix, sendmail, qmail não entende e temos que criar formas para ajeitar.
Bastava a microsoft ser amiga e criar um tipo de arquivo ou ideia que fosse compativel com tudo, é o que a maioria de softwares livres fazem, a ideia de hoje é compatibilidade e portabilidade, viver isolado da problema.


bom artigo !! uso postfix e ja usava esse método do perl dos cban.com

abraços


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts