5 coisas que todo aluno de Sistemas de Informação deveria saber (e fazer)...

Nesse artigo busquei listar alguns pontos que acho importante para o aluno se preocupar enquanto estiver cursando sua faculdade. Embora não seja essencialmente sobre Linux, o envolvimento com a comunidade Linux é um dos pontos que afirmo serem vitais para um melhor aproveitamento melhor do curso.

[ Hits: 13.056 ]

Por: Tiago Baciotti Moreira em 08/01/2016 | Blog: http://www.baciotti.com


Introdução



5 coisas que todo aluno de Sistemas de Informação deveria saber (e fazer)... ou como aproveitar melhor o seu tempo na faculdade e se preparar para o mercado.

Sou professor do curso de Sistemas de Informação desde 2010. Já trabalhei também com cursos de Análise de Desenvolvimento de Sistemas e Administração, atualmente trabalho na UEMG/Unidade Ituiutaba.

Muitos alunos procuram os professores para saber o que devem estudar, que caminho seguir na carreira de TI e o que devem fazer para encontrarem uma boa oportunidade após terminarem a faculdade, mas e o que devem fazer enquanto estão na faculdade?

Convenhamos que o professor de redes pode enaltecer mais sua área e o cara que trabalha com uma linguagem específica exaltará os pontos positivos da sua linguagem. Bom, apesar dessa peculiaridades existem algumas dicas que sempre, ao conversar com os alunos durante as aulas ou conversas informais, comento.

Não são as máximas ou caminhos infalíveis, tampouco o mapa da mina. Afinal, trata-se apenas de dicas pessoais baseada na experiência que tive ao trabalhar como analista de sistemas. Então leia-as descompromissadamente (ou não ;-) )

1) Enquanto estiver na faculdade, estude

Aproveite o tempo que estiver em sala de aula. É claro que tem muitos alunos que trabalham o dia todo e vão estudar a noite e até mesmo aqueles que saem de casa às 07:00hs e só retornam às 23hs depois que saem da faculdade. Porém, independente disso o tempo que você passar na faculdade você deve efetivamente estar lá e buscando absorver informação relevante para sua área.

Você não irá gostar de todas as matérias tampouco de todos os professores. Porém, amigo, bem-vindo ao "deserto do mundo real".

Se você vai na faculdade somente para fazer um social, pare de pagar mensalidade (se seu curso por particular) ou libere a vaga para alguém que tem interesse em estudar.

2) Não existe essa de "essa matéria não irei precisar e nem sei porquê tem no curso"

Acredite, se você tem uma disciplina no seu curso no primeiro ano que parece não ter relação nenhuma com o que você estuda é porque o lugar dela é exatamente ali. Se você tem língua portuguesa no primeiro ano da faculdade ou você precisa estudar administração ou empreendedorismo é porque você vai precisar diretamente ou indiretamente desse conteúdo.

Não tente julgar ou buscar desculpas alegando que é uma matéria que nem deveria existir no curso. O currículo do seu curso, salvo raras exceções, foi cuidadosamente pensado em preparar você da melhor forma possível. E foi feito por pessoas que estudaram um pouco mais que você e tem condições de decidir sobre o que deve ou não deve ser ensinado. Não é você que irá julgar ou decidir isso.

3) Crie uma base sólida em programação

Existem cursos com uma carga maior em programação e outros com uma abordagem mais gerencial e de governança. Mas independente disso você PRECISA aprender a programar.

Infelizmente já tive alunos que chegaram em períodos mais adiantados e não tinham condições de desenvolver um código razoável, como por exemplo um acesso a banco e um CRUD em qualquer linguagem.
A maior parte dos cursos da área de TI trabalham com linguagem C nos primeiros períodos. Ok se você pensa que poderia ser uma linguagem mais moderna e mais amigável como Python ou até mesmo a brasileira Lua para trabalhar com programação estruturada nos cursos, mas independente disso você precisa aprender a programar.

E não tem dificuldade nenhuma nisso. Basicamente é um conhecimento técnico que você irá obter apenas... programando! Quando mais horas você passar compilando, obtendo mensagens de erro, refazendo, pesquisando soluções alternativas, mais rápido você pegará o jeito da linguagem.

Não acredite em livros que pregam te ensinar programação em 7 dias ou em (!!!) 24 horas. Eles poderão claro te ensinar a sintaxe da linguagem e suas estruturas básicas mas você levará tempo para aprender a programar de forma fluente. Leia o excelente artigo de Peter Novig sobre isso.

O lado bom disso é que a partir do momento que você dominar uma linguagem de forma profunda quando precisar programar em qualquer outra sua curva de aprendizado é muito menor, claro.

E por favor não entre na briga de Ruby x Python, Java x .Net ou "PHP é ruim", etc. Escolha uma linguagem, se aprofunde e aprenda.

4) O mundo fala inglês, e você?

Alguns dizem que "inglês é o esperanto que deu certo" fazendo alusão à linguagem artificial mais conhecida no mundo. Se deu certo ou não eu não sei, mas é melhor você aprender.

Você precisa sair do verbo "to be" e pelo menos, no mínimo, ser capaz de ler textos técnicos e documentações em inglês. E isso hoje é muito mais fácil que a 20 anos atrás pois estamos expostos a todo momento ao idioma em músicas, filmes, internet etc.

O Rubens Queiroz de Almeida, lá do Dicas-L, escreveu um texto muito bacana um tempo atrás que é o Aprendendo Inglês com séries de TV. Ah, só um adendo para o texto dele é que hoje nem necessário é comprar o box de DVDs, pois podemos usar o NetFlix para ver o Friends, todas as 10 temporadas estão lá ;-). Pare agora e vá dar uma lida nesse artigo dele agora e depois volte pra cá.

Mais pra frente irei escrever um post sobre como eu particularmente aprendi inglês e como foi trabalhar com indianos, chineses e argentinos (falando inglês também LOL).

5) "Ah, eu não gosto de Linux"

Aprenda Linux. Use Linux. Se envolva com a comunidade. Infelizmente 90% dos alunos não usam Linux pois o Windows "é mais fácil" ou "não tem as ferramentas que preciso". Alguns são até mais otimistas e instalam o Linux em dual boot com o Windows. Porém NUNCA usam Linux.

Só tem uma forma de você aprender Linux e foi assim que fiz quando usei pela primeira vez o Conectiva Marumbi (alguém lembra??). Remova o Windows e instale somente o Linux em seu computador.

Calma, não estou falando para você nunca mais usar o Windows não. Estou falando para você usar o Linux diariamente por 6 meses ou 1 ano. E use uma distribuição mais pura como o Debian para que você tenha um pouco de trabalho nas configurações ;-)

Quando lancei meu curso de Terminal Linux cheguei a escutar de um formando que "é legal mas você nunca irá usar isso". Não vou nem comentar, mas só um fato que aconteceu comigo em 2007 quando entrei em uma empresa de software. Eu era o único analista da empresa que sabia Linux e por isso fui escolhido para trabalhar dentro do cliente pois eram projetos envolvendo servidores onde acabei tendo contato também com HP-UX e outros UNIX.

Se você quiser usar Windows ou Mac em sua casa é só com você essa decisão, apenas acredito que você não pode sair de um curso superior na área de sistemas sem conhecer Linux.

E quem sabe, como já vi acontecer, você gosta do contato e o utiliza como sistema principal?

Lembre-se de não dar desculpas mas se comprometer com seu crescimento.

Não fez o trabalho? Não invente desculpas para seu professor, ele já foi aluno e sabe e conhece MUITO BEM alunos empenhados e outros que levam o curso de forma mais tranquila e sem se envolver. Você não está enganando ninguém.

Comprometa-se com seu aprendizado e evolução. Estude, crie um cronograma semanal e gaste algumas horas revisando, programando e testando. Não tenha vergonha de pedir ajuda para os seus colegas e professores.

E importante, divirta-se! Você está fazendo Sistemas de Informação porque gosta e escolheu esse curso. Então vá devagar e aproveite a paisagem ;-)
   

Páginas do artigo
   1. Introdução
Outros artigos deste autor

Onde estão os programadores casuais?

Eu gostava do MS-DOS

Leitura recomendada

Reaproveitamento e meio ambiente

Com software livre você tem e você pode!

Mini-howto de configuração e utilização do aptitude no Debian

O Mestre, o Tecnólogo e o Aprendiz

A Origem dos Nomes

  
Comentários
[1] Comentário enviado por tarcisojun em 08/01/2016 - 13:39h

Bastante interessante o artigo. Procuro sempre buscar dicas, o que está na tendência para o aperfeiçoamento pessoal e profissional. Um dia espero colher os frutos que hoje planto cuidadosamente. Obrigado, esse artigo confirma ainda mais o que penso, buscar sempre conhecimento. Eu faço Sistemas de Informações e quero aproveitar o máximo que eu puder, tenho um sonho de trabalhar no exterior e quanto mais eu obter conhecimento, mais será valorizado meu intelecto.

[2] Comentário enviado por Lwkas em 08/01/2016 - 14:37h

Muito bom!

[3] Comentário enviado por azk4n em 08/01/2016 - 16:06h

Ótimo texto, professor!
Faço SI, 3º período agora.
Reforço o ponto 3, o grande problema é quem entra e acha que vai ser "easy to make"..
Reforço também a necessidade de estudar mesmo FORA da facul, ler e ler, reler, codear, reescrever, refazer de outra maneira;

Quanto ao fato 5, de fato, isso é o que mais tem. Consegui apresentar o GNU/Linux p/ alguns colegas de faculdade, alguns deles realmente gostaram do sistema e começaram a disseminar a filosofia Livre, porém a grande maioria se recusou devido ao comodismo gerado pelo MS Windows.

E acredite se quiser, os mesmos que negaram GNU/Linux já desistiram do curso.

Tentar aprender sobre computadores somente no Windows é como aprender a dançar com o corpo engessado.

[]'s


[4] Comentário enviado por ru4n em 08/01/2016 - 16:36h

Bacana, gostei! Poderia ser mais extenso, englobar também os tópicos sobre Engenharia de Software e Análise e Projeto de Sistemas (foram minhas maiores dificuldades no curso de Análise de Sistemas), além de programação.

- -
[i]moremoremoreram!
http://bit.ly/1Pqwb4T[/i]

[5] Comentário enviado por MoisesRocha em 10/01/2016 - 20:46h

Muito bom mesmo...

[6] Comentário enviado por willian.firmino em 11/01/2016 - 00:59h

Legal, gostaria de saber um pouco mais sobre o aprendizado de inglês, que julgo mais dificil aqui no Brazil, apesar de varios sites como o verbling q da para praticar speaking, porém comecei estudar inglês com 33 anos, hoje com 36, faço 37 em março, vejo q é possivel com qualquer idade. Minha dificuldade é no speak porque é dificil praticar em nosso pais "se alguém souber como nos diga" listening e reading é tranquilo, treino no verbling mas lá a maioria é asiatico melhor seria com nativos

[7] Comentário enviado por Bleizetse em 11/01/2016 - 01:56h

Eu já havia lido esse texto no seu site e já havia favoritado, muito bom mesmo! :)

[8] Comentário enviado por Danieldecastro em 12/01/2016 - 00:14h


Daniel de castro

muito boas as colocações, esta correto é isso mesmo que acontece, gostei muito das palavras obrigado e continue

[9] Comentário enviado por joaofressa em 12/01/2016 - 13:50h

Parabéns, professor. O seu artigo resume bem como deve ser a postura de um aluno de SI.
Eu sou profissional da área há quase 40 anos e convivo diariamente com muitos iniciantes: aqueles alunos que se dão melhor na profissão são os mais focados e que não deixam para trás ensinamentos com os contidos no seu artigo.
Se me permite eu daria uma contribuição apenas, que é para os alunos tomarem cuidado com modismos tecnológicos, pois isso tira o foco do estudante. Um forte abraço.

[10] Comentário enviado por clodoaldops em 13/01/2016 - 22:40h

1 , 2 e 4 servem para QQ curso
Pena que nem todos levem a sério a faculdade

[11] Comentário enviado por listeiro_037 em 13/01/2016 - 23:31h

Odeio empreendedorismo.

Faculdades que ensinam nada e querem que o aluno tire leite de pedra.

E não estou falando das Uni-Esquinas. Tem faculdade pública nessa.

Quem ler, entenda.

[12] Comentário enviado por sacioz em 14/01/2016 - 14:38h

Muito bom , espero o proximo , pois sei que será divertido também . Querem aprender Ingles facim , facim ? Basta aprender o Alemão primeiro , sim , sem gozação . Ou escutem músicas antigas , no youtube está cheio de coisas que dão uma boa ideia das fonéticas mil que fazem a lingua inglesa mundo afóra .Quem tiver chance compare um escocês do norte da Escócia com um americano do interior do Kansas por exemplo , e terão uma idéia
Os outros topicos tbm estão super em dia , e , sim , C , é essencial , mas tbm ter uma idéia de outras é preciso . Procurem os papéis de Dennis Ritchie na Net , e se ainda não leram , leiam. Chega !

[13] Comentário enviado por rafael_araujo em 15/01/2016 - 09:58h

Acredito que quem tiver possibilidade de investir em certificações seria uma boa ideia.
Pois quando sair do curso já vai estar com um bom currículo para o mercado de trabalho.

[14] Comentário enviado por kassioLuz em 15/01/2016 - 12:12h

ótimo artigo, atualmente curso Sistemas de Informação( 3 semestre) aqui em Roraima e sempre os professores falam que muitos alunos chegam aos semestres finais sem saber programar.

[15] Comentário enviado por Chimerah em 15/01/2016 - 14:57h

Uma dica de alguém que se formou em Humanas, foi professor de inglês e está indo para o TI, com 30 anos de idade:

Pratiquem as três habilidades sozinhos: Leiam o que gostam em inglês, além da literatura técnica. Por estar lendo algo que já tem certo conhecimento, você vai adquirir vocabulário e ortografia lentamente, como uma osmose. Assistam séries e criem o hábito de acompanhar um jornal (como a Fox News na Tv a cabo), as notícias mais abrangentes costumam se repetir e com o tempo você vai pegando o significado das coisas. Façam comentários em blogs e sites sempre que possível, desta maneira você vai praticar a gramática e ortografia naturalmente (coisas escritas erroneamente ficarão "estranhas", assim como quando você escreve algo incorreto em português.)

Quanto ao speaking, a habilidade de falar e ser compreendido ou melhorar a pronúncia, aqui vai uma dica que nunca será dada em NENHUM curso de inglês:

Fale sozinho, leia em voz alta! Não tenha vergonha!

Se tiver dificuldade, consulte o áudio em um dicionário ou veja um vídeo com a palavra que você tem dúvida.

Abraços para todos dessa comunidade tão bacana e informativa.

[16] Comentário enviado por nicolo em 19/01/2016 - 08:38h

Grandes recomendações.
Dedique-se a faculdade, lá você vai aprender a aprender, e vai ter que continuar aprendendo o resto da vida para sobreviver.
Ao contrário da crendice popular, o sucesso vem do esforço e dedicação, não vem da esperteza e nem da sorte, a menos que na sua
carteira de identidade esteja escrito: "Ringo Starr".


[17] Comentário enviado por aldooliveira em 19/01/2016 - 14:59h

Concordo em todos os pontos professor. Muito bom o texto e o conselho.

[18] Comentário enviado por richter696 em 21/01/2016 - 13:22h

Muito bom o artigo professor. Eu me encaixo nos carinhas de que chegam em casa as 23hrs, chego bem cansado, então quando vou para a faculdade procuro sempre absorver o máximo das aulas. Sempre quando vou fazer as provas vou no modo desesperado ligado lol. Fiz o seu curso do terminal linux no udemy e achei o curso sensacional. A parte do inglês é bem real, todo o melhor material seja pra estudo, ou para fazer trabalhos acadêmicos você encontra em maior riqueza de detalhes, atualidade e qualidade em inglês.

[19] Comentário enviado por Hammerhead em 31/01/2016 - 08:01h

Muito bom, achei muito, mas muito interessante os itens 4 e 5. Inglês e Linux realmente são essenciais para construir uma boa carreira em qualquer área da computação. Eu mesmo, nem superior tenho, curso técnico em informática e já tenho um breve conhecimento em linux, estou apanhando com meu Debian, mas estou aprendendo, e meu inglês nem gatinha ainda, mas está começando. Esse semestre estou ingressando em Engenharia de Controle e Automação, e com certeza essas dicas me servirão bastante.
Obrigado.

[20] Comentário enviado por blackhat-weidsom em 31/01/2016 - 09:26h

Muito bom, falou tudo, não da pra trabalhar com nenhuma forma de tecnologia usando Ruindows!

[21] Comentário enviado por Ramon Santos em 31/01/2016 - 13:17h

Mto bom!!! ... Parabéns, eu vou entrar na faculdade esse ano, sistemas de informação! ... Já comecei a usar Linux , tentei aprender em 2010. Infelizmente perdi o interesse! ... Mas esse ano vou com tudo!! Obrigado por ter passado isso pra quem quer crescer na área!!!
Quero DBA ou programação!
Usuário do Debian/Xfce


Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor HostGator.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Viva o Android

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts