Comando :(){ :|:& };: [RESOLVIDO]

1. Comando :(){ :|:& };: [RESOLVIDO]

Almir Melo
Al_Cyclops

(usa Outra)

Enviado em 28/08/2016 - 00:12h

Boa noite, Feras
blz?
Eu ainda sou meio fraco de Linux, uso o Debian 8 3.16.0-4-amd64
Esse comando :(){ :|:& };: trava a máquina, isso é fato
mas tem um jeito de fazer esse comando e não travar a máquina?
se tiver, avisa aí?



  


2. Re: Comando :(){ :|:& };: [RESOLVIDO]

Marcelo Oliver
msoliver

(usa Debian)

Enviado em 28/08/2016 - 00:57h

Al_Cyclops escreveu:

Boa noite, Feras
blz?
Eu ainda sou meio fraco de Linux, uso o Debian 8 3.16.0-4-amd64
Esse comando :(){ :|:& };: trava a máquina, isso é fato
mas tem um jeito de fazer esse comando e não travar a máquina?
se tiver, avisa aí?


Boa noite, Al_Cyclops.
Verifique esta matéria:
http://ubuntuforum-br.org/index.php?topic=70678.0 

Não testei, mas tem lógica ....

Att.:
Marcelo Oliver


3. Re: Comando :(){ :|:& };: [RESOLVIDO]

Almir Melo
Al_Cyclops

(usa Outra)

Enviado em 28/08/2016 - 01:15h

D hora, explicou o que ela faz, só não entendi como evitar isso


4. Re: Comando :(){ :|:& };: [RESOLVIDO]

Perfil removido
removido

(usa Nenhuma)

Enviado em 28/08/2016 - 05:53h

Essa função de fork bomb cresce em número de somatório de progressão geométrica.
Os processos brotam na memória do sistema.

Acontece que o que foi usado contra esse ataque é uma configuração de sistema no Linux em determinado arquivo.
Ela estabelece um limite de número de processos a serem rodados, de modo que o veneno do fork bomb não encha toda a memória.

Este fork bomb, que parece código de emoticon, é uma função cujo código consiste em chamar ela mesma infinitas vezes.
Ela é denominada por dois-pontos : e se você reparar ela é chamada duas vezes com pipe :|: e colocada em background com &.

Concluindo: o antídoto deste veneno (e de outros) é saber configurar Linux.

----------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Nem direita, nem esquerda. Quando se trata de corrupção o Brasil é ambidestro.
(anônimo)

Encryption works. Properly implemented strong crypto systems are one of the few things that you can rely on. Unfortunately, endpoint security is so terrifically weak that NSA can frequently find ways around it. — Edward Snowden



5. Re: Comando :(){ :|:& };: [RESOLVIDO]

Marcelo Oliver
msoliver

(usa Debian)

Enviado em 28/08/2016 - 12:46h

Al_Cyclops escreveu:

D hora, explicou o que ela faz, só não entendi como evitar isso

-----------------------------------------------------------------------------------------
COMO EVITAR #EXTRAÍDO DO LINK QUE ENVIEI
1- Primeiro modo.
echo 'alias :="echo 1"' >>/etc/profile

2- Segundo modo (limita o seu grupo de usuários quanto o número de processos)
echo '@'$(id -nG)' hard nproc 600' >>/etc/security/limits.conf

3- Terceiro modo (limitar todos os usuários quanto ao número de processos)
echo '* hard nproc 1000' >>/etc/security/limits.conf

É isso. . .
att.:
Marcelo Oliver



6. Re: Comando :(){ :|:& };: [RESOLVIDO]

Almir Melo
Al_Cyclops

(usa Outra)

Enviado em 28/08/2016 - 13:13h

Agora ficou bem mais claro, vlw gente






Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts