Sobre bloqueio de msn via squid [RESOLVIDO]

1. Sobre bloqueio de msn via squid [RESOLVIDO]

daniel silva
danielbsilva2

(usa Debian)

Enviado em 26/10/2010 - 14:51h

boa tarde galera, tem um post ai depois do meu sobre bloqueio do msn via squid, mas ja procurei aqui no forum e testei tudo que achei porem sem exito até agora mas mesmo com o post aí do amigo resolvi postar tb se os moderadores acharem necessario podem a apagar o topico, pois vamos la

tenho um server em debian lenny 5 num cliente e segue meu squid.conf abaixo que é transparente e preciso que o msn funcione somente para os ip's 192.168.1.3 192.168.1.4 192.168.1.6 e o resto que seja bloqueado, vou explicar aqui como estão as minhas regras principais abaixo

eu tenho os ips no arquivo acesso_liberado como o proprio nome ja diz funciona tudo msn e o resto e o arquivo acesso_bloqueado onde são bloqueados sites como orkut e etc... os downloads tb são bloqueados e depois vem o msn_liberado e dentro do arquivo bloqueio_msn coloquei o gateway.dll só que pros ip's acima preciso que funcione o msn mas só funciona se eu jogar esses ip's que coloquei no arquivo acesso_liberado caso contrario se eu jogar no acesso bloqueado os sites são bloqueados como tem que ser mesmo mas o msn tb é bloqueado sendo que deveria funcionar e os outros ip's acima acontecem a mesma coisa, resumindo por isso preciso da ajuda ai da galera pra resolver isso OK
detalhe, não sei se da certo isso que fiz de declarar por ex o IP 192.168.1.3 dentro do arquivo acesso_bloqueado e colocar ele denovo no squid.conf vcs que irão me dizer ai onde estou errando
valew

http_port 3128 transparent

hierarchy_stoplist cgi-bin ?
acl QUERY urlpath_regex cgi-bin \?
no_cache deny QUERY

# >> Configuração do cache de páginas e arquivos <<
# O squid armazena as páginas e arquivos já acessados, para agilizar o
# acesso.
# Ao ativar o proxy transparente no ícone mágico, o cache passar a
# armazenar também todos os downloads feitos pelos clientes, via
# http, ftp e também através do apt-get, que também usa http.

# >> Quantidade de memória RAM dedicada ao cache <<
# Se estiver usando um servidor com muita RAM, você pode aumentar isso
# para até mais ou menos um terço da memória RAM total.

cache_mem 512 MB


# O tamanho máximo dos arquivos que serão guardados no cache feito
# na memória RAM. O resto vai para o cache feito no HD.
# O cache na memória é muito mais rápido, mas como a quantidade de
# RAM é muito limitada, melhor deixa-la disponível para páginas web,
# figuras e arquivos pequenos em geral.

maximum_object_size_in_memory 64 KB


# >> Tamanho máximo e mínimo para arquivos serem armazenados no cache <<
# por default, o máximo são downloads de 16 MB e o mínimo é zero, o que
# faz com que mesmo imagens e arquivos pequenos sejam armazenados
# no cache. Sempre é mais rápido ler a partir do cache do que baixar de
# novo da web.
# Se você faz download de arquivos grandes e deseja que eles fiquem
# armazenados no cache, aumente o valor da opção maximum_object_size
# Isto é especialmente útil para quem precisa baixar muitos arquivos
# através do apt-get ou Windows update em muitos micros da rede.

maximum_object_size 16 MB
minimum_object_size 0 KB


# Percentagem de uso do cache que fará o squid começar a descartar os
# arquivos mais antigos. Por padrão isso começa a acontecer quando o
# cache está 90% cheio.

cache_swap_low 80
cache_swap_high 95


# >> Cache em disco <<
# Esta opção é composta por quatro valores. O primeiro, (/var/spool/squid)
# Indica a pasta onde o squid armazena os arquivos do cache. Você pode
# querer alterar para uma pasta em uma partição separada por exemplo.
# O "512" indica a quantidade de espaço no HD (em MB) que será usada para
# o cache. Aumente o valor se você tem muito espaço no HD do servidor e
# quer que o squid guarde os downloads por muito tempo.
# Finalmente, os números 16 256 indicam a quantidade de subpastas que
# serão criadas dentro do diretório. Por padrão temos 16 pastas com 256
# subpastas cada uma.

cache_dir ufs /var/spool/squid 512 16 256


# Arquivo onde são guardados os logs de acesso do Squid.

cache_access_log /var/log/squid/access.log
visible_hostname srvlinux
error_directory /usr/share/squid/errors/Portuguese

# O e-mail que o Squid envia como senha ao acessar um servidor
# FTP anonimo:

ftp_user [email protected]


# >> Padrão de atualização do cache <<
# Estas três linhas precisam sempre ser usadas em conjunto. Ou seja,
# você podde alterá-las, mas sempre as três precisam estar presentes
# no arquivo. Eliminando um, o squid ignora as outras duas e usa o
# default.
# Os números indicam o tempo (em minutos) quando o squid irá verificar
# se um ítem do cache (uma página por exemplo) foi atualizado, para
# cada um dos três protocolos.
# O primeiro número (o 15) indica que o squid verificará se todas as
# páginas e arquivos com mais de 15 minutos foram atualizados. Ele
# só verifica checando o tamanho do arquivo, o que é rápido. Se o
# arquivo não mudou, então ele continua mandando o que não está
# no cache para o cliente.
# O terceiro número (o 2280, equivalente a dois dias) indica o tempo
# máximo, depois disso o objeto é sempre verificado.

refresh_pattern ^ftp: 15 20% 2280
refresh_pattern ^gopher: 15 0% 2280
refresh_pattern . 15 20% 2280


# >> Controle de acesso <<
# Aqui vai vão as regras de quem acessa ou não o proxy. Por default
# o proxy vem configurado de uma forma liberal, para facilitar o uso.
# É recomendável que você ative o firewall do Kurumin e o configure
# para permitir apenas acessos a partir da rede local.

acl all src 0.0.0.0/0.0.0.0
acl manager proto cache_object
acl localhost src 127.0.0.1/255.255.255.255
acl SSL_ports port 443 563
acl Safe_ports port 80 # http
acl Safe_ports port 21 # ftp
acl Safe_ports port 443 563 # https, snews
acl Safe_ports port 70 # gopher
acl Safe_ports port 210 # wais
acl Safe_ports port 1025-65535 # unregistered ports
acl Safe_ports port 280 # http-mgmt
acl Safe_ports port 488 # gss-http
acl Safe_ports port 591 # filemaker
acl Safe_ports port 777 # multiling http
acl Safe_ports port 901 # SWAT
acl purge method PURGE
acl CONNECT method CONNECT
http_access allow manager localhost
http_access deny manager
http_access allow purge localhost
http_access deny purge
http_access deny !Safe_ports
http_access deny CONNECT !SSL_ports
http_access allow localhost


###############regras de bloqueios principais ####################
acl acesso_liberado src "/etc/squid/acesso_liberado"
acl acesso_bloqueado src "/etc/squid/acesso_bloqueado"
acl downloads_bloqueados url_regex -i "/etc/squid/downloads_bloqueados"
acl sites_bloqueados url_regex -i "/etc/squid/sites_bloqueados"
acl msn_liberado src 192.168.1.3 192.168.1.4 192.168.1.6
acl bloqueio_msn url_regex -i "/etc/squid/bloqueio_msn"
http_access allow acesso_liberado
http_access deny downloads_bloqueados
http_access deny sites_bloqueados
http_access deny bloqueio_msn !msn_liberado
http_access allow acesso_bloqueado
http_access deny all





# A acl "proibidos" é usada para fazer bloqueio de sites (baseado no domínio)
# pelo icone magico do Kurumin. Você pode removê-la se não pretender
# usar o filtro de conteúdo por palavras. Ao usar a lista, coloque os
# sites desejados dentro do arquivo, um por linha

#acl bloqueados url_regex -i "/etc/squid/bloqueados"
#http_access deny bloqueados


# A acl "proibidos" é usada para fazer bloqueio baseado em palavras
#acl proibidos dstdom_regex "/etc/squid/proibidos"
#http_access deny proibidos

# >> Bloqueio com base no horário <<
# Esta regra faz com que o proxy recuse conexões feitas dentro de determinados
# horários. Você pode combinar várias das regras abaixo para bloquear todos
# os horários em que você não quer que o proxy seja usado:

#acl madrugada time 00:00-06:00
#http_access deny madrugada

#acl manha time 06:00-12:00
#http_access deny manha

#acl almoco time 12:00-14:00
#http_access deny almoco

#acl tarde time 14:00-19:00
#http_access deny tarde

#acl noite time 19:00-24:00
#http_access deny noite


# >> Proxy com autenticação <<
# Se você quer habilitar o uso de login e senha para acessar através
# do proxy, siga os seguintes pasos:
# 1- Instale o pacote apache-utils (apt-get install apache-utils)
# 2- Crie o arquivo que será usado: touch /etc/squid/squid_passwd
# 3- Cadastre os logins usando o comando:
# htpasswd /etc/squid/squid_passwd kurumin
# (onde o "kurumin" é o usuário que está sendo adicionado).
# Depois de terminar de cadastrar os usuários, descomente as três linhas
# abaixo e reinicie o squid com o comando "service squid restart".
# Quando os usuários tentarem acessar será aberto uma tela pedindo login.

#auth_param basic program /usr/lib/squid/ncsa_auth /etc/squid/squid_passwd
#acl autenticados proxy_auth REQUIRED
#http_access allow autenticados


# >> Controle de acesso <<
# Aqui você pode ativar a configuração do Squid que o deixará explicitamente
# disponível apenas para a faixa de endereços da sua rede local, recusando
# acessos provenientes de outras redes, mesmo que o firewall esteja desabilitado.
# Configure a linha abaixo com a faixa de endereços IP e a máscara de
# sub-rede (o 24 equivale à mascara 255.255.255.0) da sua rede local e deixe
# também a linha http_access deny all (mais abaixo) descomentada.

#acl redelocal src 192.168.1.0/24
#http_access allow redelocal


# Ao ativar qualquer uma das regras de controle de acesso, você deve
# descomentar tampém a linha abaixo, que vai recusar as conexões que
# não sejam aceitas nas regras acima. Ao alterar a configuração, comente ou apague
# a linha "http_access allow all", que permite que todo mundo utilize o proxy.

#http_access deny all
#http_access allow all


# >> Proxy Transparente <<
# As linhas abaixo, combinadas com uma regra de firewall adicionada pela opção
# no ícone mágico fazem o squid se comportar como um proxy transparente.
# Leia o capítulo 6 do livro do Kurumin para mais detalhes.

#httpd_accel_host virtual
#httpd_accel_port 80
#httpd_accel_with_proxy on
#httpd_accel_uses_host_header on


# Para habilitar o proxy transparente, você deve descomentar as 4 linhas acima e
# adicionar a regra do firewall que redireciona o tráfego da porta 80 do servidor
# para a porta 3128 do squid.
# Isto é feito colocando os seguintes comandos no arquivo /etc/rc.d/rc.local:
# (substitua o $placalocal pela placa da rede local, ex: eth0)
# (substitua o $placainternet pela placa ligada na internet, ex: eth1 ou ppp0)

# modprobe iptable_nat
# echo 1 > /proc/sys/net/ipv4/ip_forward
# iptables -t nat -A PREROUTING -i $placalocal -p tcp --dport 80 -j REDIRECT --to-port $porta
# iptables -t nat -A POSTROUTING -o $placainternet -j MASQUERADE


  


2. Re: Sobre bloqueio de msn via squid [RESOLVIDO]

daniel silva
danielbsilva2

(usa Debian)

Enviado em 28/10/2010 - 16:13h

bom galera, já que ninguem me ajudou, acabei resolvendo no fórum do guia do hardware, se quiserem ver ta aí o link
http://www.guiadohardware.net/comunidade/v-t/1102063/






Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts