O Jobs que eu não conhecia

1. O Jobs que eu não conhecia

Andre (pinduvoz)
pinduvoz

(usa Debian)

Enviado em 16/09/2019 - 16:55h

http://g1.globo.com/pop-arte/cinema/noticia/2015/09/documentario-revela-lado-obscuro-de-steve-jobs-f...

Assisti ao documentário acima no fim de semana.

Eu já sabia da história com a filha, rejeitada pelo guru do "i", mas tem muita coisa que eu desconhecia. Fiquei decepcionado, pois o sujeito era uma espécie de herói para mim.

Parece que, ao menos como pessoa, Gates é 100 vezes melhor do que Jobs foi.


  


2. Re: O Jobs que eu não conhecia

Fábio Berbert de Paula
fabio

(usa Debian)

Enviado em 16/09/2019 - 17:14h

Li um livro sobre ele e também já havia me decepcionado com ele como pessoa. Depois vou ver esse documentário aí. Obrigado pela indicação.


3. Re: O Jobs que eu não conhecia

Edivan  Santtos
edivandjs

(usa Debian)

Enviado em 16/09/2019 - 17:28h

Eu assisti Piratas do Vale do Silício há muuuito tempo, mas não mostravam um lado tão obscuro dele. Vou procurar esse aí

________________
“Quem combate monstruosidades deve cuidar para que não se torne um monstro. E se você olhar longamente para um abismo, o abismo também olha para dentro de você”
Nietzsche.


4. Re: O Jobs que eu não conhecia

Alberto Federman Neto.
albfneto

(usa Sabayon)

Enviado em 16/09/2019 - 18:01h

Também vou ver o documentário.
Mas o lado obscuro? Olha, as pessoas não são perfeitas, elas tem defeitos...
Steve Jobs era um gênio criativo. A Tecnologia deve muito a ele.
Os Gênios são muito invejados, e como tal, são amados ou são odiados...
No caso de Jobs, de Stallman, de Linux Torvalds, de Daniel Robbins, eles são, ou foram brilhantes,.
e esse brilho ofusca os brilhos menores, isso sempre atrai inveja, e até ódio.
e quem odeia procura o lado obscuro...


¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨
Albfneto,
Ribeirão Preto, S.P., Brasil.
Usuário Linux, Linux Counter: #479903.
Distros Favoritas: Sabayon, Gentoo, openSUSE, Mageia e OpenMandriva.


5. Re: O Jobs que eu não conhecia

niquelnausea
niquelnausea

(usa Arch Linux)

Enviado em 16/09/2019 - 18:32h

separar a pessoa da criação é realmente algo difícil, ser bom um um não garante o outro.


6. Re: O Jobs que eu não conhecia

Giovanni  M
Giovanni_Menezes

(usa Void Linux)

Enviado em 16/09/2019 - 22:20h

Não me espantou, no filme mesmo um funcionário chega a perder a paciência e colar ele na parede, não foi atoa que apple meteu o pé nele.

É o perfil de quem tem tendências psicopatas/sociopatas, eles só se revelam em círculos específicos, como em casa ou no trabalho, sempre mantendo a imagem de bom moço a sociedade, quem vê de fora acha difícil imaginar mas só quem é vitima desse tipo de coisa que sabe quem realmente é a pessoa.



--------------------------------------------------------------------------
Somente o Software Livre lhe garante as 4 liberdades.
Open Source =/= Free Software.
https://encurtador.com.br/CGNU5
http://www.anahuac.eu/contrarrevolucao-osi/




***Twitter***
https://twitter.com/Giovanni_AG86

***Pensando em investir em bitcoins ? veja este vídeo***
https://www.youtube.com/watch?v=jhBE3MUFxQU


7. Re: O Jobs que eu não conhecia

Andre (pinduvoz)
pinduvoz

(usa Debian)

Enviado em 18/09/2019 - 01:48h

albfneto escreveu:

Também vou ver o documentário.
Mas o lado obscuro? Olha, as pessoas não são perfeitas, elas tem defeitos...
Steve Jobs era um gênio criativo. A Tecnologia deve muito a ele.
Os Gênios são muito invejados, e como tal, são amados ou são odiados...
No caso de Jobs, de Stallman, de Linux Torvalds, de Daniel Robbins, eles são, ou foram brilhantes,.
e esse brilho ofusca os brilhos menores, isso sempre atrai inveja, e até ódio.
e quem odeia procura o lado obscuro...


Concordo, Alberto.

Steve Jobs passou a ser uma decepção como ser humano, ao menos para mim.

Já como astro da tecnologia e inovador da nossa cultura, terá sempre lugar de destaque.

Já que foram mencionados:

Stallman, ou RMS, é obviamente paranoico. Mas não creio que ele seja uma pessoa ruim, pois, obviamente, preocupa-se com quem foi excluído da revolução tecnológica dos últimos 30 ou 40 anos..

Gates foi "sacana" com muita gente, mas está expiando seus pecados com sua caridade em massa. Ele mudou, ao que parece.




8. Re: O Jobs que eu não conhecia

Andre (pinduvoz)
pinduvoz

(usa Debian)

Enviado em 18/09/2019 - 01:52h


fabio escreveu:

Li um livro sobre ele e também já havia me decepcionado com ele como pessoa. Depois vou ver esse documentário aí. Obrigado pela indicação.


Acho que dá para assistir pelo now da net/claro tv. Eu assistir num dos canais de filme de lá, mas não me lembro qual foi (sei que não foi nem HBO, nem Telecine).




9. Re: O Jobs que eu não conhecia

Andre (pinduvoz)
pinduvoz

(usa Debian)

Enviado em 18/09/2019 - 01:54h

edivandjs escreveu:

Eu assisti Piratas do Vale do Silício há muuuito tempo, mas não mostravam um lado tão obscuro dele. Vou procurar esse aí

________________
“Quem combate monstruosidades deve cuidar para que não se torne um monstro. E se você olhar longamente para um abismo, o abismo também olha para dentro de você”
Nietzsche.


No filme que você citou, o bandido é o Gates.

Veja minha resposta ao Fábio para encontrar o documentário do qual trata este tópico.




10. Re: O Jobs que eu não conhecia

Izaias
izaias

(usa Ubuntu)

Enviado em 18/09/2019 - 20:14h

Gates, Jobs e eu, nunca fomos santos!


11. Re: O Jobs que eu não conhecia

Andre (pinduvoz)
pinduvoz

(usa Debian)

Enviado em 18/09/2019 - 20:16h


izaias escreveu:

Gates, Jobs e eu, nunca fomos santos!


kkkkkkk


12. Re: O Jobs que eu não conhecia

Andre (pinduvoz)
pinduvoz

(usa Debian)

Enviado em 18/09/2019 - 20:32h

Não acho o filme na grade de programação da Claro TV (estranho...).

Mas achei no Youtube, em inglês (sem legendas):






01 02



Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts