Política de Privacidade nos Clientes de E-mail Open Source [RESOLVIDO]

1. Política de Privacidade nos Clientes de E-mail Open Source [RESOLVIDO]

Niefer
niefer

(usa elementary OS)

Enviado em 11/10/2017 - 22:36h

Boa noite! Primeiro mês de Linux, primeiro post aqui, embora o VOL já tenha me ajudado em outras questões por outros posts já existentes. Muito prazer!

Minha dúvida é a seguinte: por que os Clientes de E-mail Open Source, com exceção ao Thunderbird, não disponibilizam suas respectivas Políticas de Privacidade?

Evolution, Claws, Pantheon/Geary etc.... Não consegui encontrar em nenhum desses, e é algo que me preocupa, uma vez que eles gerem algo tão pessoal como uma conta de e-mail. A desconfiança é infundada? Ou por um acaso estou moscando e deixei passar batido alguma referência à segurança em algum lugar?

Obrigado!

-=-=-=-=-
Pergunta bônus aos indivíduos de boa vontade =) : o Thunderbird é mais pesado operando em IMAP ou POP3? Tentei utilizá-lo IMAP em uma conta com muitas mensagens, e ele lagava por qualquer coisa.




  


2. MELHOR RESPOSTA

Hugo Cerqueira
hrcerq

(usa Fedora)

Enviado em 12/10/2017 - 08:57h

Bom dia!

Esse tipo de dúvida é mais comum do que se parece, então foi bom você ter perguntado.

Políticas de privacidade estão atreladas a serviços, não a programas. Programas essencialmente são ferramentas que podem ser usadas em um serviço, mas não são o serviço em si. Porém programas podem oferecer alguns serviços (ou desserviços, dependendo do que for) embutidos, como coleta de estatísticas de uso ou propagandas, por exemplo.

No caso do Thunderbird, existem serviços como um repositório de plugins, que você pode usar para pesquisar extensões e personalizações, existe o serviço de relatório de erros (que ajuda a Mozilla a detectar bugs na aplicação) e existe a coleta de estatísticas. Para estes, é necessária uma política de privacidade.

Algumas vezes a linha que separa programas de serviços é muito tênue e por isso fica parecendo que são a mesma coisa, mas não são. Enquanto o programa é o código executado no seu computador, o serviço envolve processos externos ao seu computador. A partir do momento em que um programa executado no seu computador é usado para enviar informações para fora dele, existe um serviço do qual o programa faz parte. Para esse serviço é necessária uma política de privacidade, não para o programa.

Clientes de e-mail obrigatoriamente precisam trocar informações com um servidor de e-mail. Nesse caso, a política de privacidade deve ser estabelecida pelo provedor do serviço de e-mail. Mas no caso do Thunderbird, além da política de privacidade do provedor de serviço de e-mail, é preciso uma política para os serviços da Mozilla, que citei acima (repositórios, estatísticas, etc.).

Quanto ao caso IMAP x POP3, funciona da seguinte forma: o protocolo POP3 baixa as mensagens do servidor de e-mail para o seu computador. A partir do momento em que ele faz isso, a mensagem está com você e não é necessário buscar mais nada no servidor. O IMAP, por outro lado, funciona como uma sincronização com o servidor, ou seja, o cliente fica escutando o servidor o tempo todo pra ver se houve alguma mudança no servidor.

Qualquer mudança detectada ele replica na estrutura local. Dependendo do intervalo de sincronização que você configurar, isso pode implicar em lentidão porque toda hora ele vai ficar buscando alterações no servidor. Além disso, qualquer alteração que você fizer localmente, como mover um e-mail de um diretório para outro, por exemplo, será enviada para o servidor, para que isso seja replicado lá.

---

Atenciosamente,
Hugo Cerqueira

3. Re: Política de Privacidade nos Clientes de E-mail Open Source [RESOLVIDO]

Niefer
niefer

(usa elementary OS)

Enviado em 12/10/2017 - 21:18h

hrcerq escreveu:

Bom dia!

Esse tipo de dúvida é mais comum do que se parece, então foi bom você ter perguntado.

Políticas de privacidade estão atreladas a serviços, não a programas. Programas essencialmente são ferramentas que podem ser usadas em um serviço, mas não são o serviço em si. Porém programas podem oferecer alguns serviços (ou desserviços, dependendo do que for) embutidos, como coleta de estatísticas de uso ou propagandas, por exemplo.

No caso do Thunderbird, existem serviços como um repositório de plugins, que você pode usar para pesquisar extensões e personalizações, existe o serviço de relatório de erros (que ajuda a Mozilla a detectar bugs na aplicação) e existe a coleta de estatísticas. Para estes, é necessária uma política de privacidade.

Algumas vezes a linha que separa programas de serviços é muito tênue e por isso fica parecendo que são a mesma coisa, mas não são. Enquanto o programa é o código executado no seu computador, o serviço envolve processos externos ao seu computador. A partir do momento em que um programa executado no seu computador é usado para enviar informações para fora dele, existe um serviço do qual o programa faz parte. Para esse serviço é necessária uma política de privacidade, não para o programa.

Clientes de e-mail obrigatoriamente precisam trocar informações com um servidor de e-mail. Nesse caso, a política de privacidade deve ser estabelecida pelo provedor do serviço de e-mail. Mas no caso do Thunderbird, além da política de privacidade do provedor de serviço de e-mail, é preciso uma política para os serviços da Mozilla, que citei acima (repositórios, estatísticas, etc.).

Quanto ao caso IMAP x POP3, funciona da seguinte forma: o protocolo POP3 baixa as mensagens do servidor de e-mail para o seu computador. A partir do momento em que ele faz isso, a mensagem está com você e não é necessário buscar mais nada no servidor. O IMAP, por outro lado, funciona como uma sincronização com o servidor, ou seja, o cliente fica escutando o servidor o tempo todo pra ver se houve alguma mudança no servidor.

Qualquer mudança detectada ele replica na estrutura local. Dependendo do intervalo de sincronização que você configurar, isso pode implicar em lentidão porque toda hora ele vai ficar buscando alterações no servidor. Além disso, qualquer alteração que você fizer localmente, como mover um e-mail de um diretório para outro, por exemplo, será enviada para o servidor, para que isso seja replicado lá.

---

Atenciosamente,
Hugo Cerqueira


Excelente o seu retorno, muito obrigado! Compreendi melhor o esquema. Agora é escolher o cliente mais adequado.
Tópico resolvido!


"E o maior castigo consiste em ser governado por alguém ainda pior do que nós, quando não queremos ser nós a governar".
-Platão






Patrocínio

Site hospedado pelo provedor HostGator.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Viva o Android

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts