Seria o fim do Linux se a Microsoft deixasse de ser proprietária?

1. Seria o fim do Linux se a Microsoft deixasse de ser proprietária?

Perfil removido
removido

(usa Nenhuma)

Enviado em 24/11/2017 - 18:46h

Se a Microsoft se rendesse totalmente ao Linux e virasse opensource, não escondesse mais seu código, isso seria bom ou ruim?
Claro que tudo isso é uma hipotese. Acham que seria bom ou ruim pro linux?


  


2. Re: Seria o fim do Linux se a Microsoft deixasse de ser proprietária?

Clodoaldo Santos
clodoaldops

(usa Linux Mint)

Enviado em 24/11/2017 - 18:50h

Isso só será possível depois que Indonésia ganhar copa do mundo de futebol



3. Re: Seria o fim do Linux se a Microsoft deixasse de ser proprietária?

Alberto Federman Neto.
albfneto

(usa Sabayon)

Enviado em 24/11/2017 - 20:28h

Olha, vou dar minha opinião....
Não seria nem bom nem ruim pro linux... quem usa, continuaria a usar!

Já pro Windows? seria ótimo! com código aberto, há zilhões de programadores Windows..... eles poderiam fazer mil softwares e modificá-los. até modificar o windows, ele ficaria melhor...

Já para Microsoft não é bom... "Distros Windows" seriam criadas, competindo com eles. Mas como software, windows iria melhorar e muito, pq assim como há ótimos coders para Linux, também os há para Windows.

lembrando a vcs que Windows não tem só clicadores e usuários finais, tem programadores competentes, também...
¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨
Albfneto,
Ribeirão Preto, S.P., Brasil.
Usuário Linux, Linux Counter: #479903.
Distros Favoritas: Sabayon, Gentoo, openSUSE, Mageia e OpenMandriva.


4. Re: Seria o fim do Linux se a Microsoft deixasse de ser proprietária?

Giovanni  M
Giovanni_Menezes

(usa Void Linux)

Enviado em 25/11/2017 - 00:10h

Para o Gnu/Linux, pouco iria servir o código do windows, são arquiteturas de kernel diferentes e demais estruturas do sistema, são 2 mundos completamente diferentes.

Iria servir para a compatibilidade de programas por wine, ou talvez emulação direta no sistema, o React OS que poderia ser 100% compatível, talvez fosse o unico sistema a se beneficiar disso como um todo.




--------------------------------------------------------------------------
Somente o Software Livre lhe garante as 4 liberdades.
Open Source =/= Free Software.
https://goo.gl/mRzpg3
http://www.anahuac.eu/contrarrevolucao-osi/


5. Seria o fim do Linux se a Microsoft deixasse de ser proprietária?

Edwal F. Paiva Filho
nicolo

(usa Ubuntu)

Enviado em 26/11/2017 - 14:30h

albfneto escreveu:

Olha, vou dar minha opinião....
Não seria nem bom nem ruim pro linux... quem usa, continuaria a usar!

Já pro Windows? seria ótimo! com código aberto, há zilhões de programadores Windows..... eles poderiam fazer mil softwares e modificá-los. até modificar o windows, ele ficaria melhor...

Já para Microsoft não é bom... "Distros Windows" seriam criadas, competindo com eles. Mas como software, windows iria melhorar e muito, pq assim como há ótimos coders para Linux, também os há para Windows.

lembrando a vcs que Windows não tem só clicadores e usuários finais, tem programadores competentes, também...
¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨
Albfneto,
Ribeirão Preto, S.P., Brasil.
Usuário Linux, Linux Counter: #479903.
Distros Favoritas: Sabayon, Gentoo, openSUSE, Mageia e OpenMandriva.


Creio que a opinião do respeitável Albfneto é otimista. O Linux nasceu opensource e cresceu com muito trabalho e isso já causa confusões e dissidência.
Se o Windows virasse open source, da noite para o dia, tornar-se-ia uma bagunça com múltiplas empresas disputando a herança da coroa, cada uma tentando impor o seu padrão.



6. Re: Seria o fim do Linux se a Microsoft deixasse de ser proprietária?

Hugo Cerqueira
hrcerq

(usa Outra)

Enviado em 26/11/2017 - 23:17h

Respondendo sua primeira pergunta, "Seria o fim do Linux se a Microsoft deixasse de ser proprietária?", precisamos entender uma coisa: você está se referindo ao Windows especificamente ou aos produtos da Microsoft como um todo? Não vou nem considerar que esteja falando da empresa em si, porque aí nem mesmo faria sentido.

Mas enfim, considerando que esteja falando do Windows, especificamente, eu duvido que isso representaria o fim do Linux. As pessoas que optam por usar alguma distribuição do Linux dificilmente o fazem única e exclusivamente pelo fato de o código do Kernel ser aberto. Esse pode até mesmo ser um dos fatores (e o é, no meu caso), mas não o único. Essas pessoas, portanto, não optaram pelo Linux em detrimento do Windows apenas pelo fato de o código-fonte do Windows ser proprietário.

E ainda que fosse assim, veja, o Linux nasceu com seu código aberto e assim permaneceu até hoje (embora haja a questão dos blobs, mas não vou entrar no mérito), o que significa que há contribuições há anos de diversas partes. O tempo inteiro são detectados e corrigidos bugs, bem como detectadas e exploradas oportunidades de melhorias. Já o Windows, se passasse a ser de código aberto a partir de hoje... bem, podemos dizer que ainda haveria um longo caminho até que tudo fosse explorado.

Agora, se isto seria bom ou não? Eu penso que ruim certamente não seria. Mas pra ser bom, aí depende do ponto de vista. Pro usuário de Windows seria bom, afinal o sistema passaria a ser mais auditável e receberia mais contribuições. Além disso, não haveria mais Windows pirata e todos teriam acesso às atualizações de segurança. Mais contribuições viriam para o sistema, e portanto mais segurança também. Afinal, quanto mais olhos no código, mais falhas são percebidas e corrigidas.

Para a Microsoft, talvez fosse bom, talvez não. Isso dependeria muito das estratégias comerciais que resolvesse adotar. Enquanto escolher partir para o monopólio e controle absoluto, pode ter certeza que eles não vão querer falar em abrir código do Windows.

E principalmente, para agências de vigilantismo seria bem ruim. Vamos lembrar do WannaCry: falhas detectadas pela NSA no Windows relacionadas ao protocolo SMB, que não foram trazidas à tona para o público geral, até que de repente isso escapou e foi usado para fins malignos (não que pelo governo os fins fossem necessariamente benignos). Esse tipo de problema é muito mais rapidamente detectado quando o sistema tem seu código aberto. Inclusive, se fosse assim ninguém teria que esperar pelo lançamento de um patch para correção. Bastaria desenvolver o próprio patch.

---

Atenciosamente,
Hugo Cerqueira






Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts