Defeitos de nossas distros queridinhas.

1. Defeitos de nossas distros queridinhas.

Rogerio Leiro Fontan
RLFontan

(usa Debian)

Enviado em 26/11/2018 - 20:09h

Pessoal, tudo beleza?

Frequentemente falamos dos defeitos das distros que não gostamos. Proponho hoje que falemos dos defeitos ou incômodos que vemos em nossas distribuições, e dos pepinos que já enfrentamos nela! Que tal?

Valeu!


  


2. Re: Defeitos de nossas distros queridinhas.

Natsu Dragneel
Natsu_Dragneel

(usa XUbuntu)

Enviado em 26/11/2018 - 20:17h

XUbuntu:
Duplicação do icone do Network Manager.
Muito cheio de apps.
E baseado no ubuntu.

Fedora:
O kernel agora coloca a imagem da bios, como inicialização.

Solus:
Sistema fica impossível de ser usado ao instalar, precisando de update imediato.
Budgie e pesado.


Entity Spawn ID: 54576c6b59584d3d


3. Re: Defeitos de nossas distros queridinhas.

-
BiaMonteiro

(usa Arch Linux)

Enviado em 26/11/2018 - 20:19h

Adorei o tópico! Ia inclusive escrevendo um perguntando não sobre os defeitos das distribuições, mas sobre as qualidades, porém acabei desistindo. Enfim, vou aproveitar o espaço e comentar as qualidades que vejo nas distribuições, juntamente com a questão do seu tópico, os defeitos. Certamente vão falar de GNOME e Systemd kkk :-).

A começar pelos defeitos... não tem como eu não citar o sudo e o PPA que o Ubuntu implementou anos atrás. Por questões de segurança, tanto o sudo quanto os PPAs não deviam nem sequer ser usados. O mais recomendável é logar como root, realizar uma configuração do sistema com cuidado, sabendo o que está a fazer e deslogar do terminal assim que terminar a tarefa. Quanto ao PPA, é uma ferramenta tão insegura quanto o sudo e instável. Não confio em repositórios de terceiros, e caso eu necessite de um programa que não esteja dentro dos oficiais, vou atrás do código-fonte e compilo.

E para complementar o tópico, citarei uma qualidade, que é a Wiki do Arch Linux, muito completa e intuitiva. A comunidade do Arch realmente caprichou!!


4. Re: Defeitos de nossas distros queridinhas.

Matheus
pylm

(usa Gentoo)

Enviado em 26/11/2018 - 20:27h

Não é querendo ser cego não mas to pra achar algum defeito no meu setup Gentoo + ZFS, não consigo trocar isso aqui por nada disponível hoje.


5. Re: Defeitos de nossas distros queridinhas.

Enio Ferlin
lobzmedunimes

(usa Gentoo)

Enviado em 26/11/2018 - 20:36h

No Gentoo:
Não tem a opção de localmodconfig como parâmetro do genkernel

No Debian:
O mesa não tem suporte a d3d9

No Ubuntu:
Apps abrem mais lento que em outras distros (bloaaat)


6. Re: Defeitos de nossas distros queridinhas.

Rogerio Leiro Fontan
RLFontan

(usa Debian)

Enviado em 26/11/2018 - 23:16h

pylm escreveu:

Não é querendo ser cego não mas to pra achar algum defeito no meu setup Gentoo + ZFS, não consigo trocar isso aqui por nada disponível hoje.


Dizem que o Gentoo é ruim em fazer updates demasiadamente espaçados no tempo. Qual sua experiência com isso? Se ficar tempo demais sem atualizar quebra no próximo update?


7. Re: Defeitos de nossas distros queridinhas.

Rogerio Leiro Fontan
RLFontan

(usa Debian)

Enviado em 26/11/2018 - 23:19h

Fedora: vale dizer que o release cycle do Fedora é acelerado demais?


8. Re: Defeitos de nossas distros queridinhas.

Mauriciodez
Mauriciodez

(usa Debian)

Enviado em 26/11/2018 - 23:22h

Se o Debian tem defeito ainda não achei !! creio que os erros e bugs que encontrei até hoje aqui é coisa a ver com o Cinnamon ... tipo o miniaplicativo "places" que quando selecionado um diretório por ele o autoocultar do painel entra em pane e desliga mesmo constando "ligado".

Mas para não passar em branco ... até entendo que pacotes antigos testados a exaustão possam gerar uma ótima estabilidade, mas tem tanta distro atualizada e estável ... precisa mesmo dessa antiguidade toda ???

------------------------------------------| Linux User #621728 |-----------------------------------------

" Nem sempre é amigo aquele que te tira do buraco !!! ( Saddam Hussein )"

------------------------------------------| Linux User #621728 |-----------------------------------------



9. Re: Defeitos de nossas distros queridinhas.

Edson Santos
Xterminator2

(usa Fedora)

Enviado em 26/11/2018 - 23:29h

RLFontan escreveu:

Fedora: vale dizer que o release cycle do Fedora é acelerado demais?


Não creio que seja um problema pois o Fedora segue mais ou menos o ciclo de atualizações do GNOME e é um dos principais motivos que tenho para usar o Fedora, até a versão 29 não tinha nada a reclamar porém atualmente a gnome-software está com um probleminha chato e vira e mexe eu tenho que encerrar o processo para que ela volte ao normal, como utilizo mais o dnf nem considero um problema grave.




10. Re: Defeitos de nossas distros queridinhas.

Rogerio Leiro Fontan
RLFontan

(usa Debian)

Enviado em 26/11/2018 - 23:35h

Mauriciodez escreveu:
Mas para não passar em branco ... até entendo que pacotes antigos testados a exaustão possam gerar uma ótima estabilidade, mas tem tanta distro atualizada e estável ... precisa mesmo dessa antiguidade toda ???


É isso que me pergunto também. Como fica o usuário de Debian quando o usuário de Fedora diz que usou o mesmo por 04 anos e só teve UM problema? Ou o usuário de Solus (RR) que usou por 10 meses e nunca quebrou? Ou o de Ubuntu e Linux Mint que alega nunca ter tido problema com o mesmo? De vez em quando uns cara diz que nunca teve problema com o Arch!

Aí meu amigo, fica feio.


11. Re: Defeitos de nossas distros queridinhas.

Rogerio Leiro Fontan
RLFontan

(usa Debian)

Enviado em 26/11/2018 - 23:36h

Agora fico me perguntando o quão adequada, são as versões testing e SID do Debian para o uso em casa.


12. Re: Defeitos de nossas distros queridinhas.

Matheus
pylm

(usa Gentoo)

Enviado em 26/11/2018 - 23:37h

RLFontan escreveu:

pylm escreveu:

Não é querendo ser cego não mas to pra achar algum defeito no meu setup Gentoo + ZFS, não consigo trocar isso aqui por nada disponível hoje.


Dizem que o Gentoo é ruim em fazer updates demasiadamente espaçados no tempo. Qual sua experiência com isso? Se ficar tempo demais sem atualizar quebra?


Como o Gentoo é uma rolling release que libera imagens base semanais, se você ficar algum tempo (e aí podem ser meses ou anos) sem fazer um upgrade pode ser que quando o fizer tenha que passar por algumas mudanças grandes no core do sistema como uma mudança de profile ou a troca de uma versão python.

Por exemplo, veja a última troca de profile:



Please migrate away from the 13.0 profiles within the six weeks after
GCC 6.4.0 has been stabilized on your architecture. The 13.0 profiles
will be deprecated then and removed in half a year.

If you are not already running a hardened setup with PIE enabled, then
switching the profile involves the following steps:
If not already done,
* Use gcc-config to select gcc-6.4.0 or later as system compiler
* Re-source /etc/profile:
. /etc/profile
* Re-emerge libtool
emerge -1 sys-devel/libtool
Then,
* Select the new profile with eselect
* Re-emerge, in this sequence, gcc, binutils, and glibc
emerge -1 sys-devel/gcc:6.4.0
emerge -1 sys-devel/binutils
emerge -1 sys-libs/glibc
* Rebuild your entire system
emerge -e @world

Switching the profile from 13.0 to 17.0 modifies the settings of
GCC 6 to generate PIE executables by default; thus, you need to do
the rebuilds even if you have already used GCC 6 beforehand.
If you do not follow these steps you may get spurious build
failures when the linker tries unsuccessfully to combine non-PIE
and PIE code.


Quem tem um sistema no profile 13.0 vai ter problemas pra atualizar quando eles forem removidos, nada impossível mas também não vai ser uma operação fácil.
PS: Apesar de constar que os profiles 13.0 seriam removidos dentro de 6 meses (o artigo é de novembro/17) eles ainda estão disponíveis.

Mas quando há uma mudança do tipo o portage avisa até você ler, o que pode ser feito pelo próprio terminal:


eselect news list
News items:
[1] 2013-06-01 PBXT now unsupported in MySQL/MariaDB
[2] 2013-09-27 Separate /usr on Linux requires initramfs
[3] 2014-06-15 GCC 4.8.3 defaults to -fstack-protector
[4] 2014-10-26 GCC 4.7 Introduced the New C++11 ABI
[5] 2014-11-25 bash-completion-2.1-r90
[6] 2015-02-01 ffmpeg/libav conflict management: USE=libav
[7] 2015-02-02 New portage plug-in sync system
[8] 2015-04-16 FFmpeg default
[9] 2015-07-25 Python 3.4 enabled by default
[10] 2015-08-13 OpenSSH 7.0 disables ssh-dss keys by default
[11] 2015-10-22 GCC 5 Defaults to the New C++11 ABI
[12] 2016-06-19 L10N USE_EXPAND variable replacing LINGUAS
[13] 2016-08-11 Grub2 multislot default setting is changing
[14] 2017-11-21 Old Wine versions moving to wine-overlay
[15] 2017-12-26 Experimental amd64 17.1 profiles up for testing
[16] 2018-01-30 Portage rsync tree verification
[17] 2018-03-13 Portage rsync tree verification unstable
[18] 2018-05-22 Python 3.6 to become the default target
[19] 2018-07-11 Portage rsync hardlink support
[20] 2018-08-07 Migration required for OpenSSH with LDAP







Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts