Mercado de C++

1. Mercado de C++

Elizeu Silva dos Santos
elisantos

(usa Fedora)

Enviado em 05/03/2011 - 16:37h

como anda o mercado de C++?

entro nos sites e não encontro absolutamente NADA.


  


2. Re: Mercado de C++

André
andrezc

(usa Debian)

Enviado em 05/03/2011 - 18:16h

Atualmente C é usado por quem trabalha com sistemas embarcados, microcontroladores e etc. Onde eu trabalho, eu costumo precisar de C para programar DLLs.


3. Re: Mercado de C++

Marcos Augusto Bitetti
bitetti

(usa Ubuntu)

Enviado em 10/03/2011 - 13:31h

Olha, com quase 15 anos de profissão só recentemente recorri ao C++ porque precisei criar um sistema de suporte remoto.

Não só em sistemas embarcados, mas algumas software houses precisam, e já vi noticias de gente precisando de C++ pra criar bibliotecas para usar com realidade almentada.

Mas pra começar no mercado você pode aprender ruby ou php


4. C++

Emerson Lara
snowbg

(usa CentOS)

Enviado em 10/03/2011 - 16:32h

Cara, pra quem trabalha em alto nível, pouco se usa essa linguagem. Porém, para quem trabalha em baixo nível, como programação de microcontroladores, controle e automação e afins é a linguagem essencial. Ideal pra quem faz Engenharia da Computação, Elétrica, Eletrônica, Automação e Mecatrônica.




5. Re: Mercado de C++

Fabricio
Hellsius

(usa Ubuntu)

Enviado em 11/03/2011 - 20:52h

é mais facil programar em baixo ou alto nivel?


6. Re: Mercado de C++

Raimundo Alves Portela
rai3mb

(usa Outra)

Enviado em 11/03/2011 - 21:15h

Resp a Hellsius, é mais fácil trabalhar programando em linguagens de Alto nível (são linguagens que estão mais próximas da linguagem humana). As linguagens de Baixo nível estão mais próximas da linguagem de máquina.

Abraços


7. Re: Mercado de C++

Fabricio
Hellsius

(usa Ubuntu)

Enviado em 11/03/2011 - 21:18h

Opa, vlw!


8. Alto -Baixo nível

Emerson Lara
snowbg

(usa CentOS)

Enviado em 30/05/2011 - 12:02h

Realmente.

Até mesmo as ferramentas e compiladores para programação em alto nível são bem mais intuitivas e avançadas que as de baixo nível.

Mas o cara que sabe programar em baixo nível e se aventura a aprender o alto nível, terá um rendimento muito maior que o inverso (alto para baixo).

E por ser "mais fácil", o mercado tem muito mais programadores de alto nível que baixo, portanto, é só pensar um pouco na lei de oferta e procura....


9. Re: Mercado de C++

Fabricio
Hellsius

(usa Ubuntu)

Enviado em 08/06/2011 - 08:52h

Não sou da area de programação.

Alto nivel:
Mas é muito concorrida a area de programação? Tem muita exigencia? Da para crescer rapidamente? Sera que é dificil entrar em algum estagio? Qual linguagem seria mais facil de se entrar no mercado e que seja boa para um iniciante?

Se surgir resposta pelo menos para uma pergunta ja ajudaria bastante, kkk





10. Re: Mercado de C++

Raimundo Alves Portela
rai3mb

(usa Outra)

Enviado em 08/06/2011 - 09:24h

-Mas é muito concorrida a área de programação?
Resposta: Ainda não, sempre há espaço para mais um, desde que você tenha conhecimento a oferecer.

-Tem muita exigência?
Resposta: O básico, fazer o que se pede, cumprir os prazos, custos e qualidade.

-Da para crescer rapidamente?
Resposta: Depende apenas de você, caso demonstre sua capacidade, pro-atividade, etc. Agora crescer apenas programando, dependendo da empresa, vai ser um pouco difícil, é preciso agregar mais coisas, e geralmente ganha mais quem trabalha na gerência de projeto, então o bom é você começar na programação, depois ir agregando conhecimento de gerência de projetos e/ou consultoria, e ir aumentando seu salário :-)


-Sera que é difícil entrar em algum estagio?
Resposta: Depende do mercado da sua região e da empresa em que você vai buscar tal estágio.

-Qual linguagem seria mais fácil de se entrar no mercado e que seja boa para um iniciante?
Resposta: Java e PHP, pelo menos é que vejo ser mais usado e mais buscado, agora é sempre bom ter um diferencial, procure aprender uma que não está na moda, como python, SHELL, Ruby, perl, etc... assim quando surgir uma oportunidade você será um dos poucos que sabem e podem concorrer a tal vaga.


Saber GNU/Linux já é um diferencial, vim para brasília a 4 meses e já estou sentindo isso na pele, muitos não sabem, e muitos tem ainda o velho preconceito que GNU/Linux é sistema de servidores/tela preta, etc. E isso é muito bom pra mim, pois aproveitando meu conhecimento, ainda básico, estou conseguindo chamar a atenção e ganhar alguns trabalhos bem interessantes :-)


Abraços e Viva O Linux \o/ \o/ \o/





11. Re: Mercado de C++

Fabricio
Hellsius

(usa Ubuntu)

Enviado em 12/06/2011 - 19:25h

Obrigado pelos esclarecimentos rai3mb, gostei bastante, vou tentar seguir os conselhos.

Quanto ao linux ser um diferencial, tambem estou sentido isso na pele apesar de saber o basico do basico.