trash-cli - use o comando rm a seu favor

Publicado por edps em 22/07/2010

[ Hits: 12.229 ]

Blog: https://edpsblog.wordpress.com/

 


trash-cli - use o comando rm a seu favor



Quando utilizamos o comando rm, ele literalmente manda "pro saco" aquilo que teve a sua remoção solicitada, nessa dica veremos como fazer com que ele ao invés de remover por completo os arquivos e pastas, envie os mesmos para a lixeira. Para tal precisaremos instalar o programa trash-cli.

Debian/Ubuntu:

sudo apt-get install python-setuptools
$ wget
http://trash-cli.googlecode.com/files/trash-cli-0.11.2.tar.gz
tar -zxvf trash-cli-0.11.2.tar.gz
$ cd trash-cli-0.11.2/
$ sudo python setup.py install


Obs.: O pacote trash-cli está disponível nos repositórios Debian/Ubuntu, mas não é recomendado no site oficial.

Demais distros (requer o pacote python-setuptools):

wget http://trash-cli.googlecode.com/files/trash-cli-0.11.2.tar.gz
tar -zxvf trash-cli-0.11.2.tar.gz
$ cd trash-cli-0.11.2/
$ sudo python setup.py install


Caso tenha algum problema acesse a página de download:
Utilizando.

Para remover e mandar os arquivos ou pastas para a lixeira, usaremos:

trash-put arquivo|pasta
Linux: trash-cli - use o comando rm a seu favor
Para listar todo o conteúdo da lixeira:

trash-list
Linux: trash-cli - use o comando rm a seu favor
Para procurar um determinado arquivo:

trash-list | grep arquivo|pasta
Linux: trash-cli - use o comando rm a seu favor
Obs.: Não é necessário especificar o nome do arquivo, somente parte dele ou a extensão desejada.

Para restaurar os arquivos da lixeira, use:

trash-restore arquivo|pasta

Obs.: Aqui é necessário especificar o nome do arquivo|pasta.

Quando quiser limpar a lixeira, simplesmente digite:

trash-empty

Para remover os arquivos que já estejam na lixeira por um certo número de dias:

trash-list
$ trash-empty 7


No exemplo acima, os arquivos que já estavam na lixeira por 7 dias.

Homepage: trash-cli - google.com

Até a próxima.

Outras dicas deste autor

Wakka (outra) interface gráfica para o pacman (pra variar)

AdeskBar no Debian, em derivados e em outras distros

Iniciando o Compiz automaticamente no Debian

Xfce 4.8 no Debian Squeeze

Compilando o kernel 2.6.35 no Linux Mint Debian Edition

Leitura recomendada

Mantendo o cache de pacotes no Fedora

Instalando o mldonkey mesmo com os servidores oficiais offline

Codecs de vídeo para o Totem

Repositório pessoal do Debian Linux

Escondendo o Fusion-Icon

  

Comentários
[1] Comentário enviado por nefa em 28/07/2010 - 14:34h

mt boa dica
uma vez tentei usar o rm com o libtrash
mas nunca obtive sucesso

[2] Comentário enviado por FernandoBasso em 07/01/2012 - 17:03h

Muito legal.

Pensando aqui... seria uma boa ideia linkar o rm para o trash-put?

Boa dica.



Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts