links2: acessando páginas "impossíveis"

Publicado por Leonardo Ferreira Fontenelle em 26/05/2005

[ Hits: 13.524 ]

Blog: http://leonardof.org

 


links2: acessando páginas "impossíveis"



Quando acessamos uma página com o links2, esse navegador não informa qual a página anteriormente visitada. Isso é feito por uma questão de segurança, mas pode impedir o acesso a algumas páginas, por exemplo, fazer o login no Viva o Linux. Praticamente todos os navegadores informam a página anterior; o links também pode informar, em todas as suas versões, mas no links2 esse recurso foi excluído da documentação.

Usando a linha de comando: passe o parâmetro "-http-referer #", onde "#" pode ser:
  • (0, padrão) nunca;
  • (1) URL verdadeira;
  • (2) mesma URL;
  • (3) URL falsa.

Caso você opte pela última opção, deve passar o parâmetro "-fake-referer URL", onde "URL" obviamente é a URL a ser informada.

Mas você irá preferir mudar o arquivo de configuração... o diretório ~/.links ou ~/.links2 conterá um arquivo chamado links.cfg, o qual deve conter uma linha "http_referer 0". Você pode alterar o valor aqui, mas corre o risco de ser "corrigido" automaticamente pelo programa; ao invés disso, coloque essa linha num arquivo user.cfg, no mesmo diretório. Esse arquivo, quando existe, é interpretado com prioridade sobre o links.cfg e não é sobrescrito automaticamente.

Referência: páginas de manual links(1) espalhadas pela internet (sobre a versão original, não o links2).

HISTÓRIA:
Um dia, alguém resolveu desenvolver um navegador modo texto para poder acessar páginas na internet sem frescuras, esse foi o lynx. Daí alguém desenvolveu o links, a partir do qual foram desenvolvidos o links2 e o elinks. Existe também o w3m.
PS: Essa dica eu "desenvolvi" para acessar o Viva o Linux em modo texto!

Outras dicas deste autor

Frontends leves para o evolution-data-server

Configurando o Gmail como aplicativo preferencial de e-mail

Gentoo: overlay do portage no diretório pessoal

md5sum - facilitando sua vida

Leitura recomendada

Extensão MSN - Google Chrome

Conectando o SB4200 pela porta USB

Sim-ICQ no Fedora Core 3

SqStat com Squid 3.3.6 monitorando usuários

DNS - Melhorando a Internet de sua rede DHCP

  

Comentários
[1] Comentário enviado por telurion em 26/05/2005 - 14:02h

Correção: o caminho da página do elinks é: http://elinks.or.cz, com i.

[2] Comentário enviado por Century_Child em 26/05/2005 - 14:36h

Interessante. Às vezes preciso acessar um site através de uma sessão SSH.

[3] Comentário enviado por telurion em 26/05/2005 - 17:18h

Não tinha pensado nessa possibilidade. Uma sessão SSH permite que o host lembre o histórico de páginas acessadas?

EDITADO: ok, deixe-me ver se entendi; a sessão SSH tem a ver com a necessidade de um navegador modo texto, e não diretamente com a informação da página anterior, certo?



Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts