Utilizando alias para agilizar comandos no Linux

Publicado por Gleudson Junior em 29/10/2009

[ Hits: 36.124 ]

Blog: http://www.gleudsonjunior.blogspot.com/

 


Utilizando alias para agilizar comandos no Linux



Alguém já se deparou com aquele comando que nunca fixa na cabeça e talvez seja um dos que você utiliza frequentemente?

Caramba! Que falta de memória a nossa.

Eu mesmo já enviei diversos e-mails para meu próprio endereço só para lembrar mais tarde de um comando que contemplasse alguma das minhas implementações.

Bom, essa dica vem em boa hora para amparar os esquecidinhos de plantão. Eu falo dos "alias" ou "atalhos/apelidos". Essas belezinhas nos disponibilizam uma boa forma de agilizarmos nossos processos e lembrarmos dos nossos comandos mais utilizados.

A sintaxe a ser seguida:

alias apelido='comando'

Abaixo alguns casos que costumo utilizar.

Espaço em disco:

alias df='df -h'

Listando arquivos e pastas:

alias ls='ls -la'

Obs.: Nos dois exemplos acima eu não usei apelidos e sim atalhos, embutindo parâmetros mais utilizados nos seus respectivos comandos.

Para acessar um servidor via ssh:

alias acessossh='ssh user@ipdoservidor'

Para atualizar as lista de repositórios:

alias atualizar='sudo apt-get upgrade'

Para procurar pacotes via APT:

alias buscar='apt-cache search'

Ex.:

buscar samba

Para instalar programas via "apt":

alias instalar='sudo apt-get install'

Ex.:

instalar samba

Para remover programas via "apt":

alias remover='sudo apt-get remove'

Ex.:

remover samba

Utilizando essa dica com certeza vocês terão o tempo agilizado e a memória de elefante.

Abraço, t+.

--
Gleudson Junior
MSN: gleudson_jr@hotmail.com
WebPage: http://www.gleudsonjunior.blogspot.com/
ByLinux: http://www.gleudson.blogspot.com/
Linux User: #487916

Outras dicas deste autor

Convertendo arquivos RMVB em AVI no Linux

Damn Small Linux disponível para download

Fazendo backup com o SSH

Servidores em modo gráfico com o Webmin

Recuperar/modificar passwords do Windows através do Linux

Leitura recomendada

Logando como root

Monitorando tráfego da interface de rede em três comandos

Trabalhando com Multitail

O comando ping

Monitorando o CPU no GNU/Linux em modo texto

  

Comentários
[1] Comentário enviado por aj.vini em 29/10/2009 - 18:07h

Bacana, só faltou uma coisinha importantíssima: se quiserem que todos os apelidos/alias sejam memorizados, tem que colocar todos os comandos ensinados no ~/.bashrc ...

[2] Comentário enviado por fabriciorodrigo em 30/10/2009 - 10:41h

Uma dúvida! tem como reiniciar algum serviço para que as variáveis entre em "vigor" sem reiniciar o sistema?

parabens pelo artigo e obrigado pela atenção!
[]'s

[3] Comentário enviado por batista em 30/10/2009 - 13:45h

Legal esta dica. Criar atalhos para comandos mais usados no dia a dia e de grande ajuda..
Parabens!!!

[4] Comentário enviado por Teixeira em 30/10/2009 - 16:16h

Foi isso que fiz no meu Basic Linux, pois devido ao fato de ser uma distro minimalista e baseada na Slackware 4.0 os comandos todos tinham de ser feitos "na munheca", para orgulho dos linuxistas de antanho.

Convenhamos que - embora fácil - não é nada agradável para simplesmente lermos um disquete termos de montar o /dev/fd0, ir para o diretório correspondente e listar o conteúdo desse diretório.
Depois, ao final da operação, lembrar de voltar para o diretório raiz e desmontar o device a cada disquete com que formos trabalhar.
Então eu providenciei aliases para acionamento de floppy drive, de CD, para usar o mplayer (já que no Basic Linux para cada tipo de arquivo há uma série de parâmetros diferentes para o player), para desligar o PC, e para redimensionar as telas conforme a necessidade.

Bem, os novatos devem ser avisados de que isso que eu fiz era importante no passado, pois as distros GNU/Linux mais modernas são capazes de abrir um floppy drive de forma transparente para o usuario, sem essa burocracia toda.

Substituindo-se por aliases e em alguns casos por scripts a cosa fica bem mais cômoda.
No meu caso porém, e devido a falta de atenção, consegui alguns "kernel panic". Mas se estiver tudo certo, haverá um bom ganho em produtividade.

O uso de aliases é extremamente útil quando no nosso dia a dia precisarmos usar comandos complexos (aquelas linhas de comando compridas e cheias de parâmetros) cuja digitação seja penosa para nós.

[5] Comentário enviado por tulios em 21/11/2009 - 20:24h

fabriciorodrigo,

Para fazer com que as suas configurações no bashrc entrem em 'vigor' sem reiniciar o sistema use o comando:

$ source ~/.bashrc


FONTE: http://www.linuxquestions.org/questions/linux-newbie-8/reloading-.bashrc-file-232733/

[6] Comentário enviado por aleciano em 03/06/2012 - 19:56h

É só fechar e abrir novamente o terminal!

[7] Comentário enviado por hermanleao em 07/09/2014 - 19:55h

Boa. Muito grato.



Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts