Reiniciando o KDE 5 Plasma sem reiniciar o computador

Publicado por Luís Fernando C. Cavalheiro em 26/03/2018

[ Hits: 6.209 ]

Blog: https://github.com/lcavalheiro/

 


Reiniciando o KDE 5 Plasma sem reiniciar o computador



Ubunteiros e pinks do Viva o Linux, aqui começa mais uma Dica do Dino® trazendo para todos vocês informações que vocês conseguiriam achar por conta própria se fossem slackers. A Dica de hoje vai ser bem direto ao ponto. Estava eu no meu KDE 5, brincando com algumas coisas, quando do nada a área de trabalho e o painel inferior (aquele em que aparece os botões de janelas e o botão do menu K) sumiram. Por sorte eu tinha um terminal e um navegador aberto (eis um Conselho do Dino®: sempre tenha um terminal e um navegador abertos, isso salva vidas).

Após uma breve pesquisada, descobri que seria preciso reiniciar o plasmashell, o que, em termos leigos, equivale a dizer "reiniciar o KDE". Como eu estava fazendo coisas críticas, reiniciar o computador não seria uma opção, então tive que apelar para:

killall plasmashell
$ kstart plasmashell


E pronto, a área de trabalho e a barra de tarefas tinham voltado aos seus lugares! E com isso o Dino se despede de todos vocês desejando que vocês virem GNU/Linuxers de verdade e usem a única verdadeira distribuição. GET SLACK OR DIE!!!

Outras dicas deste autor

Perdi minha senha de login do computador - E agora?

Inicializando uma máquina virtual no VirtualBox via pendrive USB

Copiando CD de músicas no Slackware pelo shell

Spotify no OpenSUSE

Instalação do emulador mednafen no Slackware 14.2

Leitura recomendada

Atualização do horário de verão no Fedora Core

Descobrindo a senha de sua conexão PPP

Converter arquivos de áudio WMA para MP3

tune2fs - Descobrindo data de instalação do seu GNU/Linux

Pubuntu - o Ubuntu rodando dentro do Windows

  

Comentários
[1] Comentário enviado por andretyn em 26/03/2018 - 21:33h

E, se não tiver o dito terminal (nem sempre ele estará), veja se o krunner está rodando, um Alt+space abrirá, e taca um killall -9 plasmashell (esse mata mesmo!) e depois abra de novo o krunner e taca um simples plasmashell! kkkkk Tá feito!
Obs. Os comandos ficam armazenados para você, então só terá que faze-los uma unica vez!
Até mais!

[2] Comentário enviado por LckLinux em 17/07/2020 - 11:10h

Boa dica.



Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts