Personalizando o GNOME

Publicado por - em 28/12/2018

[ Hits: 6.260 ]

 


Personalizando o GNOME



O GNOME é um dos principais ambientes gráficos do Linux. Muitos o caracterizam como belo e diferente, a ponto de estabelecer uma nova experiência desktop com o usuário, porém também o definem como um sistema pouco customizável. Por padrão, o GNU Network Object Model Environment oferece um ambiente limitado no que tange a personalização, no entanto, há uma ferramenta que possibilita maiores modificações do GNOME, permitindo, por exemplo, que se altere os ícones, o tema das janelas e que sejam adicionadas novas funcionalidades aos painéis.

Trata-se do gnome-tweak-tool, cujo pacote pode ser encontrado em praticamente todos os repositórios das distribuições populares. O comando de instalação dependerá de sua distribuição, mas serão citadas de algumas distribuições muito utilizadas.

No Debian/Ubuntu/Linux Mint é:

# apt install gnome-tweak-tool

No Fedora:

# dnf install gnome-tweak-tool

No openSUSE:

# zypper in gnome-tweak-toole

E, por fim, no Arch/Manjaro Linux:

# pacman -S gnome-tweak-tool

Com ele, é possível:
A seguir, um screenshot de um ambiente GNOME modificado com essa ferramenta:
Linux: Personalizando o GNOME
Outras dicas deste autor

Como verificar se sua imagem Linux (ISO) está corrompida

Adicionando wallpaper/papel de parede no i3

Exibindo uma mensagem sempre que iniciar o Bash

Desvendando o comando tee

Fazendo o touchpad ("mouse do notebook") funcionar no Linux

Leitura recomendada

Instalando XMind Deb em distros RPM

Gravar CD com músicas mp3 no K3b

IsoDumper - Criando pendrive bootável no Mageia Linux

Construindo uma nave espacial com Blender (vídeo tutorial)

Recuperando GRUB 2 com Grub-Doctor

  

Comentários
[1] Comentário enviado por pinduvoz em 31/12/2018 - 00:57h

No fim das contas, todo mundo que personaliza o Gnome deixa seu desktop com uma "cara normal", ou seja, com menu, ícones, botões de janela etc. Por conta disso estou tentando usar um Gnome "limpo" no meu Debian estável (e até estou me acostumando com ele).

No mais, o assunto me lembra algo que escrevi para o VOL faz tempo.

Está aqui:

https://www.vivaolinux.com.br/artigo/Cade-minha-area-de-trabalho/



Contribuir com comentário