Permissões práticas para usuários práticos

Publicado por Edwal F. Paiva Filho em 03/08/2010

[ Hits: 8.566 ]

 


Permissões práticas para usuários práticos



Independente da ditadura estética dos especialistas e profissionais, lá vai uma dica para usuários práticos. Serve também para a minha cruzada paranoica de demonstrar que o Linux é muito mais fácil que o Windows.

Chega de enrolação.

No terminal digite:

sudo nautilus --browser

OBSERVAÇÃO 1: Pode ser "su" em vez de sudo.

OBSERVAÇÃO 2: Pode ser qualquer gerenciador de arquivos como Thunar, Konqueror e outros.

O Nautilus vai abrir com os poderes de root. Vá para o arquivo ou diretório que está teimoso e clique com o botão direito do mouse em cima dele. Vai abrir uma janela.

A última opção é "propriedades".
Linux: Permissões Praticas para Usuários Práticos.
Clique com o botão esquerdo do mouse em cima de propriedades. Vai aparecer outra janela. Nessa nova janela escolha a aba "permissões" e vai abrir a janela de permissões.

Aí aparece o dono do arquivo ou da pasta, grupo root, e outros usuários. Você pode mudar as permissões para nenhuma, somente leitura, ou leitura e escrita. Se for um arquivo executável, você precisa dar permissão de execução marcando a caixinha embaixo.

Não precisa salvar.

IMPORTANTE: Depois disso feche o Nautilus (ou Thunar ou Gnome-commander) como root, pois isso aberto como root é perigosíssimo.

Parte 2

Se você tem ambições de ser profissional de informática (não estou sugerindo isso) pode usar o comando:

sudo gnome-commander

(instale o gnome-commander primeiro)

Ao clicar com o botão direito do mouse sobre o arquivo ou pasta vai aparecer uma tela gráfica com os mesmos recursos gráficos que os do Nautilus mais as letras xwrr usadas no command line.

Parte 3 - importante

O seu login precisa ser do grupo root para facilitar as coisas. Isso facilita, mas diminui a segurança do GNU/Linux, e isso é um pecado para os experts, mas uma facilidade para os usuários comuns.

Convém não abusar: nos arquivos de sistema o dono é o root e não é boa ideia dar acesso maior que read (somente leitura) a outros login.

De qualquer forma o que realmente necessário é inscrever o seu login nos grupos que controlam as tarefas que você vai executar.

Para fazer isso nos "debians like" como os *buntus etc, vá no menu sistema e escolha: sistema > administração > usuários e grupos.

(ou sudo users-admin)

Clique no botão gerenciar grupos. Clique no botão propriedades. Abre um menu de propriedades para cada grupo. Você pode inscrever-se (o seu login) em cada grupo marcando as caixinhas, em cada um dos grupos.
Linux: Permissões Praticas para Usuários Práticos.
Você precisa fazer isso um a um. Muita gente pergunta porque o Vmware ou o som não funcionam: porque o seu login não faz parte do grupo de áudio.

Se você é o usuário titular inscreva-se nos grupos que implicam fazer coisas úteis. Precisa inscrever no grupo audio, video, users e sudoers. Note que alguns desses grupos são padrão para todas as distros, outros grupos variam conforme o que foi instalado.

Há programas que como o Timidity, o Vmware, o VirtualBox que tem seus próprios grupos, se você não se inscrever neles não vai conseguir rodar.
Linux: Permissões Praticas para Usuários Práticos.
Have fun!

Outras dicas deste autor

Multimídia no Debian & Ubuntu

Ubuntu Lucid 10.04 Wine com problemas e solução

Ubuntu medibuntu

Linux não instala - SETUP CMOS

Fragmentação grave

Leitura recomendada

VMWare - Cluster - Load balancing

Web of Life - Um jogo de estratégia GPL

Netbook Philco PHN 10001

Lançado o OpenSuSE 10.3

Configurando o Unity 2D

  

Comentários
[1] Comentário enviado por albfneto em 03/08/2010 - 12:27h

é isso, eu sempro falo, mesmo pros fãs da tela preta, uma coisa é copiar dois arquivos usando comandos, outra coisa é copiar 50..
mesmo descompactar, mudar permissões, é prático...
AS GUIS podem ser uteis para usuários avançados também!

[2] Comentário enviado por clubedcomputador em 23/12/2020 - 11:32h

Muito bom! Sem mimimi ! Obrigado !



Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts