Msn-proxy - Funcional para iniciantes

Publicado por jose gildemir em 30/08/2011

[ Hits: 10.519 ]

 


Msn-proxy - Funcional para iniciantes



Sou iniciante no mundo free, pretendo aprender com muito estudo e a ajuda de amigos do site.

Depois de mais de seis dias exaustivos tentando instalar e configurar o msn-proxy conforme artigos postados por amigos daqui da VOL, finalmente consegui a façanha no sétimo dia, por essa dificuldade que tive resolvi postar esta Dica.

Como não conseguia explicações, bom o jeito foi adaptar, consegui instalar e configurar o software recolhendo dicas de 2 amigos que postaram artigos realmente bons referente ao software de monitoramento de mensagens.

Atenção: O software por enquanto funciona apenas para monitoramento de mensagens do Windows Live Messenger, as configurações do software msn-proxy não funcionam para bloquear contatos entre outros. Inclusive, aceito sugestões de como colocar para funcionar, se alguém se habilitar estará contribuindo para o aprendizado de diversos iniciantes que têm o mesmo problema.

Distro usada: Debian Squeeze.

Bom vamos lá:

Primeiramente, seguimos os passos do nosso amigo Remontti, disponível em http://www.remontti.com.br/blog/archives/104

Pacotes necessários para o funcionamento:

Tenha instalado o Apache2 + PHP5 + MySQL, caso não tenha esses pacotes, instale com os comandos:

# aptitude install php5 libapache2-mod-php5 php5-gd php5-imagick php5-mysql
# aptitude install apache2
# aptitude install mysql-server phpmyadmin
# mysqladmin -u root password SENHA-DO-MYSQL

Instalando os compiladores e lib do MySQL:

# aptitude install make gcc g++
# aptitude install -f libmysqlclient15-dev

Instalando Libvent, busque sempre por uma versão recente (http://monkey.org/~provos/libevent). O libevent API fornece um mecanismo para executar uma função chamada quando um evento específico ocorre em um descritor de ficheiro ou após um tempo limite foi atingido.

# wget http://monkey.org/~provos/libevent-1.4.13-stable.tar.gz
# tar -vxzf libevent-1.4.13-stable.tar.gz
# cd libevent-1.4.13-stable
# ./configure
# make
# make install
# cd /usr/lib/
# ln -s /usr/local/lib/libevent-1.4.so.2
# ln -s /usr/local/lib/libevent-1.4.so.2.1.2

Instalando o MSN Proxy (http://sourceforge.net/projects/msn-proxy):

# wget http://ufpr.dl.sourceforge.net/sourceforge/msn-proxy/msn-proxy-0.7.tar.gz
# tar -vxzf msn-proxy-0.7.tar.gz
# cd msn-proxy
# vim Makefile

Se preferir pode usar a versão do SCM Repositories (Esta versão esta em desenvolvimento):
  • Correção de memory leaks;
  • Alteração nos paths dos arquivos de configuração;
  • Migração para o autotools finalizada;
  • Alteração no nome do binário para msn_proxy (compatibilidade com o autotools);
  • Adicionados índices em algumas tabelas do MySQL.
Execute o comando abaixo para baixar:

# svn co https://msn-proxy.svn.sourceforge.net/svnroot/msn-proxy msn-prox

Obs.: Se o comando svn não funcionar instale com:

# aptitude install subversion

Depois:

# cd /msn-proxy/branches/msn-proxy-0.7
# vim Makefile

Aqui esta o pulo do gato, comente as linhas do FreeBSD:

# FreeBSD
#MYSQLINC=/usr/local/include
#MYSQLLIB=/usr/local/lib/mysql


E adicione as seguintes linhas:

MYSQLINC=/usr/lib/mysql
MYSQLLIB=/var/lib/mysql/mysql


Vamos compilar e instalar:

# make
# make install

Agora iremos mover a pasta "php" para no nosso diretório "/var" e após renomear para "msn-proxy", e em seguida criaremos a tabela msn-proxy e faremos algumas alterações para que o msn-proxy conecte ao mysql:

# cp -R php /var/www/
# mv /var/www/php /var/www/msn-proxy
# mysql -p

(e digite a senha do root)

mysql> create database `msn-proxy`;
mysql> grant all privileges on `msn-proxy`.* to `msn-proxy`@localhost identified by 'SENHA';
mysql> flush privileges;
mysql> quit

Preste atenção no "`" e "'" tem diferenças sobre comandos mysql.

# vim /var/www/msn-proxy/mysql.inc.php

Altere:

$host = "localhost";
$user = "msn-proxy";
$pass = "SENHA";
$db = "msn-proxy";
$port = 3306;

# vim /usr/local/etc/msn-proxy/mysql/conf

Deixe assim:

localhost|3306|msn-proxy|SENHA_USEUARIO_PROXY|msn-proxy


Vamos executá-lo, nesta fase ele irá criar as tabelas em sua base.

# /usr/local/bin/msn-proxy

Se tudo ocorrer bem, terá a seguinte mensagem:

PUBLIC ACCESS on /usr/local/etc/msn-proxy/mysql/conf should be removed !!!¹
fail to read mysql config (check defaults table)

# chmod 600 /usr/local/etc/msn-proxy/mysql/conf
# vim /usr/local/etc/msn-proxy/msn-proxy.conf
max_clients=10

Por padrão vem controle para até 10 usuários, altere de acordo com suas necessidades.

Agora vamos direcionar a porta 1863 do msn, em nosso servidor, essa linha a baixo você pode adicionará em seu firewall.

/sbin/iptables -t nat -A PREROUTING -i eth0 -p tcp --dport 1863 -j REDIRECT --to-port 1863

Onde eth0 é interface de qual faço nat para minha rede (gtw dos clientes da rede) sendo desta forma temos que informa em nossa base o IP desta interface no banco de dados. Lembre-se eth0 não é a interface de entrada (internet), e sim a de saída (rede local).

Suponhamos que 192.168.254.1 é o IP desta interface.

# mysql -p
(e digite a senha do root)
mysql> use msn-proxy;
mysql> show tables;

Apenas para confirmarmos que nossa tabela foi criada, se estiver irá aparecer isso:

+---------------------+
| Tables_in_msn-proxy |
+---------------------+
| contact_groups      |
| contacts            |
| defaults            |
| log                 |
| sb                  |
| users               |
=================

Agora precisamos da ajuda de outro amigo o Viani, aqui do VOL, disponível em Artigo: MSNProxy-no-Debian-Lenny.

mysql> insert into `defaults`(`internal_host`) values ("192.168.0.1"); 

Obs.: Substitua "192.168.0.1" pelo IP do servidor.

Verificando se gravou: 

mysql> select * from defaults; 

|192.168.0.1|YES|YES|YES|0|[email protected]|Administrador do Sistema|Para sua segurança esta mensagem esta sendo monitorada!|Arial|black|
1 row in set (0.00 sec) 

Se essa foi a resposta do comando, está tudo pronto! 

mysql> quit; 

Setando o firewall para fazer a captura das mensagens (inclua este comando no seu script de firewall para não precisar executar manualmente toda vez. Troque REDE_INTERNA por sua interface de rede interna, exemplo eth1): 

iptables -t nat -I PREROUTING -i REDE_INTERNA -p tcp --dport 1863 -j REDIRECT --to-port 1863 


Retornando para o artigo do Nosso amigo Remontti:

Iniciando MSN Proxy:

# /usr/local/bin/msn-proxy &
# /usr/local/bin/msn-proxy -d &

Obs.: o "-d" serve para ver os logs.

Sua administração é feita via web, lembra dos comandos:

# cp -R php /var/www/
# mv /var/www/php /var/www/msn-proxy

Você copiou a pasta php que tinha no pacote de instalação para o diretório "/var/www/", bom agora bastar acessar via web para fazer a administração: http://ip-server/msn-proxy.

Com uma boa fuçada você irá descobrir como ele funciona.

Colocando o msn-proxy na inicialização do Debian (Fonte: Artigo: Como-colocar-um-programa-para-inicializar-no-boot)

O arquivo "rc.sysinit" executa o arquivo "rc.local", geralmente localizado no "/etc/rc.d/rc.local". É neste arquivo que iremos colocar o caminho do nosso programa a ser executado na inicialização, ou crie este arquivo dando permissões de execução. No prompt, digite: 

cd /etc/rc.d
su
# mcedit rc.local 

No final do arquivo rc.local, coloque o caminho completo do executável ou script do programa que deseja rodar. Exemplo:

  /usr/local/bin/msn-proxy &


Obs.: "&" serve para rodar o software em background.

Espero ter ajudado alguns iniciantes, caso tenham dúvidas, fiquem a vontade para postar, estarei pronto para perguntas ou até mesmo para ajudar a pesquisar como resolver problemas que venham a acontecer.

Afinal nós iniciantes precisamos de um certo feedback das perguntas que postamos, pois afinal ninguém nasceu sabendo e em certos momentos precisamos de ajuda.

Fontes:

Outras dicas deste autor

Criando lançador (atalho) no GNOME 3 do Debian Wheezy

Leitura recomendada

Assistir vídeos da globo no Debian

Proteção contra phishing no Opera 9.10

SRWare Iron - Uma alternativa à dupla Chrome e Chromium

Conheça o buscador SempreUpdate Linux

Mais um portal para a comunidade Linux

  

Comentários
[1] Comentário enviado por removido em 30/08/2011 - 14:53h

Gostei do artigo. Legal !

[2] Comentário enviado por MoisesReis em 16/09/2011 - 16:44h

Vou tentar, obrigado!

[3] Comentário enviado por willianbellato em 19/09/2011 - 18:37h

Boa noite, pessoal.

Consigo configurar o msn-proxy com esse tutorial no UBUNTU 11.04?
Sou iniciante de tudo no software livre,to estudando redes de computadores e queria aliar linux, porque pelo que estou percebendo depois que temos uma noção técnica diminui a dor de cabeça em alguns temos.

Parabéns pelo tópico, espero uma resposta.
Abraço!

[4] Comentário enviado por pardalz em 30/03/2012 - 08:35h

Funciona para o Windows Live Messenger?

[5] Comentário enviado por jg.braga em 30/03/2012 - 10:56h

Sim amigo., funciona perfeitamente, testei o software em uma rede rodando com equipamentos ligados em rede todos os usuários usavam o live messenger., a solução se apresentou muito satisfatória e funcional.

[6] Comentário enviado por jhbobranco em 16/05/2012 - 16:45h

Eu instalei o msn-proxy, ele esta se conectando com o banco certinho, só que nao esta parecendo nenhum usuario, nem conectado nem desconectado. Estou usando maquinas virtuas para testar. Utilizei as regras do iptables mas sem sucesso.

Por favor, alguém pode me ajudar.

[7] Comentário enviado por carlosag em 03/03/2013 - 11:40h

Pois é, eu já não fui tão feliz !!! É a primeira vez que instalo o msn-proxy e no momento em que o jg.braga diz: "Se tudo ocorrer bem, terá a seguinte mensagem: "; comigo não correu tudo tão bem. Ao rodar o comando /usr/local/bin/msn-proxy aparece o seguinte erro: cannot init database.
Se mostrasse algum erro em alguma de configuração do banco ou coisa do tipo tentaria resolver, mas como também é a primeira vez que tenho contato com banco de dados fica dificil.
Alguém sabe informar porque o banco não pode ser inicializado ?
Brigadão.



Contribuir com comentário