Monitoramento de rede com aviso sonoro

Publicado por Rodrigo Otavio Rinaldi em 29/05/2012

[ Hits: 8.395 ]

 


Monitoramento de rede com aviso sonoro



Por muitas vezes precisamos monitorar determinado equipamento da rede, mas, como avisar que este equipamento deixou de responder, é a grande questão.

Alguns enviam e-mails, tem até aqueles que discam para um número de telefone. São diversas formas que já existem.

Esta forma que apresento é simples, barata e funcional: Apita!

Introdução

A ideia partiu da necessidade de saber o momento em que um determinado equipamento da rede deixasse de responder.

Não só pelo fato de uma possível travada ou um problema mais sério do equipamento, o que mais motivou-me foi para um caso de vandalismo ou roubo de equipamentos.

Cada um utilizará para sua necessidade, mas eu particularmente, preocupei mais com meus POPs espalhados pelos bairros.

O que proponho é ensinar-lhes a construir uma forma audível de monitorar um determinado equipamento na rede. Há mil formas de se fazer isso, mas essa é simples e muito útil.

O sistema é muito simples, e para entendê-lo, basta ter uma visão geral de como funciona.

Tudo ocorre dentro de qualquer computador rodando Linux. Então, vamos à explicação.

Hardware

O hardware é composto apenas por um Buzzer ligado na porta paralela do Servidor que fará o monitoramento.
Sendo que o polo negativo do Buzzer, ficará ligado no pino 25 do conector DB25, e o polo positivo ficará ligado no pino 2.
Em nível lógico 1, o Buzzer apitará, caso contrário, ficará em silêncio. O resto é software.

Software

A parte de software é composto basicamente de dois arquivos:

1. alarme: Arquivo feito em C e compilado (não encontrei o código fonte que fiz, senão eu mandaria junto).

Este arquivo tem a função de elevar o nível lógico do pino 2 da porta paralela.

O comando é o seguinte:

# alarme 1

Para cancelar. bastar teclar: Ctrl + C

2. modelo.sh: Arquivo em shell script que tem a função de pingar o destino e acionar o alarme.

Neste arquivo só é necessário configurar o IP a ser testado.

Você pode executar vários ao mesmo tempo, para isso, faça cópias dos arquivos, altere o endereço de IP e renomeie cada um com um nome diferente.

Para executar:

# ./modelo.sh &

Tendo em mente a visão geral da coisa, vamos ao procedimento.

Passos iniciais

1.0. Monte o Buzzer, conforme descrito acima e o coloque na porta paralela do computador.

1.1. Baixe os arquivos necessários: http://www.konectta.com.br/mkfiles

1.2. Crie uma pasta que conterá os arquivos baixados:

# mkdir /opt/alarme/

1.3. Descompacte o conteúdo do arquivo baixado e copie na pasta criada anteriormente.

1.4. Torne executável o arquivo "alarme":

# chmod +x alarme

1.5. Copie o arquivo "alarme" para "/usr/sbin/":

# cp alarme /usr/sbin/

Configurando o alarme

2.0. Edite o arquivo "modelo.sh".

2.1. Onde diz: IP=192.168.88.7, trocar pelo endereço de IP que deverá ser monitorado.

2.2. Salve e saia.

2.3. Torne o arquivo executável:

# chmod +x modelo.sh

Para testar, basta executá-lo:

# ./modelo.sh &

Você pode deixar ele para executar automaticamente na inicialização do sistema. Sugiro adicionar esse comando no final do /etc/rc.local:

/opt/alarme/modelo.sh &

Ele fará o teste a cada 30 segundos, e se falhar, testará mais 3 vezes, uma a cada 5 segundos e então, apitará.

Ele continuará testando a cada 30 segundos, e caso volte a funcionar, ele interromperá o apito.

Simples, porém útil.

Um abraço a todos.

Rodrigo Otavio Rinaldi

Outras dicas deste autor

CDR em Postgres no Elastix 2.4.0

Leitura recomendada

Configuração do Módulo de Segurança no Debian 9

Instalação Multifuncional Lexmark x1270

OpenLDAP básico no CentOS

Configurando o inetutils-syslogd

Instalando webcam Creative no Slackware

  

Comentários

Nenhum comentário foi encontrado.



Contribuir com comentário