Migrar Samba 4 entre servidores CentOS 7

Publicado por Fabio Claudino em 26/03/2018

[ Hits: 1.068 ]

 


Migrar Samba 4 entre servidores CentOS 7



Olá a todos.

Depois de muito passar aperto na migração entre dois servidores Samba com CentOS 7, resolvi passar para vocês esse tutorial de como fazer esta migração de forma rápida, fácil e eficiente.

Presumindo que já tenham o servidor antigo rodando e o servidor atual instalado.

Os procedimentos listados abaixo, foram retirados de alguns fóruns e do pouco conhecimento que detenho.

Sem mais delongas, bora trabalhar!

Servidor novo:

# yum update
# yum install samba
# service smb stop
# service nmb stop


Faremos uma cópia de segurança em alguns arquivos do /etc. São eles:

# cp passwd passwd.orig
# cp passwd- passwd-.orig
# cp group group.orig
# cp group- group-.orig
# cp shadow shadow.orig
# cp shadow- shadow-.orig
# cp gshadow gshadow.orig
# cp gshadow- gshadow-.orig
# cp samba samba.orig
# cp /var/lib/samba/private/passwd.tdb /var/lib/samba/private/passwd.tdb.orig


P.S.: não podemos renomear os arquivos, pois quando precisar copiar os outros arquivos do servidor antigo, o sistema informará que não existe usuário para cópia por não encontrar a pasta passwd e shadows.

Ainda no servidor novo e na pasta /etc, vamos copiar os arquivos do servidor remoto.

# scp root@servidor_antigo:/etc/passwd* .
# scp root@servidor_antigo:/etc/group* .
# scp root@servidor_antigo:/etc/shadow* .
# scp root@servidor_antigo:/etc/gshadow* .
# scp -r root@servidor_antigo:/etc/samba .
# scp root@servidor_antigo:/var/lib/samba/*.tdb /var/lib/samba/


No servidor antigo digite:

# pdbedit -Lw

Este comando lista os usuários cadastrados no tdbsam.

No servidor novo, digitar o mesmo comando acima e verificar se a lista de usuários estão iguais entre os servidores.

Depois de copiado os arquivos, iremos verificar e alterar a SID do computador novo pelo antigo.

No servidor antigo digite:

# net getlocalsid

Aparecerá algo do tipo:

SID for domain NOMEDOSERVIDOR is: S-1-5-21-11531191770-252211568-123456789

No servidor novo digite:

# net getlocalsid

Aparecerá algo do tipo:

SID for domain NOMEDOSERVIDOR is: S-1-5-21-11531191770-123456789-987654321

Notem que os SIDs são diferentes, iremos setar o SID do servidor novo com o mesmo SID do servidor antigo:

# net setlocalsid S-1-5-21-11531191770-252211568-123456789 (SID é o do servidor antigo)
# net rpc getsid
# net getlocalsid

Deverá aparecer o mesmo SID do servidor antigo:

SID for domain NOMEDOSERVIDOR is: S-1-5-21-11531191770-123456789-987654321

Pronto. Agora vamos nos finalmentes.

Precisamos desabilitar o SELINUX:

# vi /etc/selinux/config

# This file controls the state of SELinux on the system.
# SELINUX= can take one of these three values:
#     enforcing - SELinux security policy is enforced.
#     permissive - SELinux prints warnings instead of enforcing.
#     disabled - No SELinux policy is loaded.
SELINUX=disabled
# SELINUXTYPE= can take one of three two values:
#     targeted - Targeted processes are protected,
#     minimum - Modification of targeted policy. Only selected processes are protected.
#     mls - Multi Level Security protection.
SELINUXTYPE=targeted

Deixar a opção SELINUX=disabled.

Depois de tudo...

# reboot

Uma dica: nem sempre o smb e o nmb, são iniciados com o sistema. Aconselho instalar o programa ntsysv para habilitar estes dois processos na inicialização.

Espero ter ajudado com minha peleja!

Outras dicas deste autor
Nenhuma dica encontrada.
Leitura recomendada

Vindula - Solução Open Source de Intranet

Gambas 2: Criando um navegador web

Qual distro para iniciar?

Fedora 6 e Squid 2.6.x transparente

Criando assinaturas para autenticidade e segurança

  

Comentários

Nenhum comentário foi encontrado.



Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts