MenuetOS: o incrível sistema de um disquete só

Publicado por Cristiano Rohling em 25/08/2009

[ Hits: 10.502 ]

 


MenuetOS: o incrível sistema de um disquete só



Nesses dias em que se tornou comum ver distribuições Linux em "live CD", que tal um SO (com interface gráfica!) que roda em "live disquete"? Não é brincadeira, nem feitiçaria: é o MenuetOS (ou MeOS), um mini-sistema operacional totalmente desenvolvido em Assembly (asm).
Linux: MenuetOS: o incrível sistema de um disquete só
Para quem não sabe, o Assembly é uma linguagem de baixíssimo nível. Calma, sua sintaxe não é formada por palavrões e xingamentos, mas por uma notação mnemônica através da qual seres humanos normais - ou quase - podem compreender a linguagem de máquina, formada na realidade por zeros e uns.

O criador do MeOS é o finlandês Ville Turjanmaa, provavelmente um übernerd com muitas ideias loucas na cabeça e um compilador asm nas mãos.

De acordo com uma entrevista para o OS News, Turjanmaa teria visto que, ao serem portadas para o Assembly, certas partes do kernel Linux tiveram um ganho de velocidade de 10 a 40%.

Ao saber deste fato, Turjanmaa deve ter sentido um impulso irresistível que o arrastou para a frente do micro, forçando-o a passar diversas noites em claro regadas a muita cafeína e pizza fria (ou seja lá o que os programadores finlandeses comem).
Linux: MenuetOS: o incrível sistema de um disquete só
Com o tempo, diversas pessoas se juntaram ao projeto: Turjanmaa definiu o gerenciamento de processos e a GUI, enquanto Madis Kalme cuidou das funções gráficas e Mike Hibbett desenvolveu o sistema que permitiu o uso em rede.

Segundo o site oficial do sistema, o MeOS traz um ambiente "fácil" (as aspas são nossas) para a programação asm em 32/64 bits, mas nada impede que os programas sejam desenvolvidos em outras linguagens (ou delas portados para o Assembly). Para que se tenha uma ideia do poder do sistema, no site oficial estão disponíveis ports do DOSBox e de games como Doom e Quake (o port foi realizado pelo polonês Jarek Pelczar).
Linux: MenuetOS: o incrível sistema de um disquete só
O MenuetOS não tem nada a ver com o UNIX, nem é baseado em nenhum sistema operacional conhecido. Um texto explicativo do site oficial afirma que o objetivo disso foi "remover as camadas extras entre as diferentes partes de um SO, que normalmente complicam a programação e criam bugs".

Agora, para quem pensa que o MeOS é apenas uma demonstração sem utilidade, lá vão algumas das "features" que o sistema traz:
  • Multitarefa preemptiva
  • Interface que aceita resoluções maiores que 1280x1024 com 16 milhões de cores
  • Gerenciador de janelas que aceita skins, arrastar e soltar e transparência
  • USB 2.0
  • Clientes de email/FTP/HTTP
  • Servidores de FTP/MP3/HTTP

Ficou com vontade de experimentar? Você pode baixar a imagem da última versão do disco de boot e testar em seu computador. Se você não tem drive de disquete (ou se por acaso tem medo de arriscar), recomendamos o uso de sistemas de virtualização como o QEMU ou o Sun xVM Virtualbox - ambos tem versões para Linux e Windows.

Geeknologia é cultura: "Menuet" (minueto) é o nome de uma dança que foi muito popular há alguns séculos, e seu nome vem da palavra francesa "menu", que quer dizer "miúdo".

Apropriado, não?

Outras dicas deste autor
Nenhuma dica encontrada.
Leitura recomendada

Servidor apt-get para o disco local

Vídeo aula - Executando o VirtualBox

Instalando placas wireless Realtek RTL8188CE e RTL8192CE-VA4 802.11 no Slackware 13.37

LibreOffice - Soffice.bin consome 100% dos recursos da CPU [Resolvido]

K9Copy no Insigne Momentum 5.0

  

Comentários
[1] Comentário enviado por ricardok2 em 25/08/2009 - 19:07h

Impressionante!!
Vou baixar e testar.

E realmente, pra escrever um sistema inteiro em assembler, o cara não pode ser normal!
ehehehe

[2] Comentário enviado por cariocarj3 em 27/08/2009 - 01:26h

Compaq Presario 1244 Internet PC
CPU: AMD K6-2 366Mhz. processor
RAM: 96MB PC66 SDRAM
(32MB native, 64MB added via PC66 SO-DIMM)
Video: NeoMagic MagicGraph128XD 2MB graphics chipset
Display: 12.1" LCD Display
Sound: ES1869 Plug and Play AudioDrive (WDM)
w/ JBL-Pro stereo speakers
Modem: Compaq Presario 56K-DF (LT Winmodem)
4.5GB UDMA hard-disk, 24x CD-ROM, standard 3.5" floppy

será que funciona nesse dinossauro he!he!

[3] Comentário enviado por mcirqueira em 12/03/2013 - 15:25h

Nada a ver do cara ser normal ou não, a primeira versão do UNIX foi TOTALMENTE escrita em Assembler, e posteiormente, quando foi criada a linguagem C, eles rescreveram o sistema todo de novo para C.



Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts