LILO - Gerenciador de boot para Linux

Publicado por Perfil removido em 12/09/2008

[ Hits: 34.313 ]

 


LILO - Gerenciador de boot para Linux



Fiz esse tutorial com intuito de explicar o que é o LILO. Texto com base no livro Certificação Linux do Uirá Ribeiro. Espero que gostem! =)

Introdução ao Lilo

O Lilo é o mais antigo, o mais conhecido e distribuído gerenciador de boot para o Linux. Ele é dividido em duas partes. A primeira parte é um pequeno código residente no setor de boot ou na MBR. Este pequeno código funciona como um apontador que procura pela segunda parte do código que pode estar em outro lugar no disco.

Esta segunda parte é bem mais complexa. Ela oferece ao usuário uma linha de comando (prompt) para que ele escolha qual imagem do kernel deverá ser carregada para a memória e fornecer parâmetros adicionais para o sistema e iniciar sua carga.

Esta divisão em dois estágios se faz necessária porque o setor de boot dos discos é muito pequeno para armazenar todo o gerenciador de boot.

A seleção de qual imagem do kernel, sistema operacional e a passagem de parâmetros ao kernel poderão ser feitas automaticamente ou usando o aviso de boot do LILO:

lilo:

Pressionando a tecla TAB, na linha de comandos do LILO, poderá ser visto a lista de imagens do kernel disponíveis.

lilo:
Linux*        FailSafe        MemoryTest        Windows

Algumas versões recentes do Lilo possibilitam a escolha da imagem do kernel através de menus. O asterisco após o nome da imagem indica que ela é padrão e será carregada automaticamente se o usuário não intervir.

O Lilo possui um arquivo de configuração chamado /etc/lilo.conf que contém a configuração da localização das imagens do kernel, informações de vídeo, disco de boot padrão e outros parâmetros.

O Lilo utiliza um programa chamado "instalador de mapas", lilo, que lê as configurações do arquivo /etc/lilo.conf e grava um arquivo de mapas. Este arquivo e utilizado pelo gerenciador de boot para localizar e carregar a imagem do kernel ou outros sistemas operacionais.

Toda vez que uma alteração no kernel for realizada ou uma nova versão for instalada, é necessário configurar o arquivo lilo.conf e executar o utilitário "lilo".

O utilitário lilo

Sintaxe:

lilo [opções]

Opções:
  • -C [arquivo de configuração]: Esta opção define qual será o arquivo de configuração utilizado pelo utilitário lilo. O padrão é /etc/lilo.conf;
  • -m [arquivo de mapa]: Grava o arquivo de mapas na localização indicada pelo parâmetro;

O arquivo de configuração /etc/lilo.conf é dividido em duas seções: geral e imagens. A seção geral define opções que serão usadas pelo gerenciador e parâmetros que serão passados ao kernel. A seção imagens define qual a partição que contém o sistema operacional, como será montado inicialmente o sistema de arquivos, tabela de partição, a imagem do kernel etc.

Agora um explicação de cada linha do lilo.conf:
  • timeout: Este parâmetro diz quanto tempo o Lilo irá aguardar por uma ação do usuário antes de iniciar a carga da imagem padrão definida pelo comando default;
  • prompt: Forneça uma linha de comando para o usuário escolher qual imagem do kernel deseja ou passar algum parâmetro extra para o kernel. O prompt poderá ser invocado durante a carga do Lilo ao pressionar as teclas Ctrl, Shift ou Alt;
  • boot: Esta opção diz ao Lilo de qual disco será utilizado o setor de boot durante a carga;
  • map: Especifica a localização do arquivo de mapas. O padrão é /boot/map;
  • install: Especifica a localização do arquivo do setor de boot. O padrão é /boot/boot.b;
  • image: Especifica o caminho completo da imagem do kernel que poderá ser carregado;
  • label: Este parâmetro é usado logo após a linha image oferecendo um nome à imagem do kernel;
  • root: Este parâmetro é usado após a linha image ou label e especifica qual partição deverá ser montada como raiz para uma determinada imagem do kernel;
  • default: Define qual será a imagem do kernel padrão. Se não for especificada, o Lilo definirá como padrão a primeira imagem encontrada no arquivo lilo.conf;
  • passwd: Permite proteger a carga de todas as imagens do disco com uma única senha. Caso a senha esteja incorreta, o Lilo é carregado novamente;
  • restricted: A senha somente é pedida para iniciar uma imagem se o sistema for iniciado no modo single ou monousuário;
  • append: Passa parâmetros para o kernel. Geralmente define opções de hardware que não são detectadas automaticamente;

Bem pessoal, é isso, espero que vocês tenham gostado.

Abraço!

Outras dicas deste autor

Flatpak no openSUSE Leap 15 e Tumbleweed

Resolvendo problemas com placas de som no Linux

Ubuntu Hardy sem bootsplash ao reiniciar/desligar

Criar lançador para o Grafix2

Turbinando o sources.list

Leitura recomendada

Brute force DNS em C

Instalação do PostgreSQL 9.1.3 pelo pacote source

Hack 'n' Cast v0.5 - por que usar GNU/Linux

Uma introdução aos sistemas de inicialização: BSD x System V

Instalando XMMS a partir do fonte no Ubuntu Linux

  

Comentários
[1] Comentário enviado por dendriel em 20/08/2011 - 09:49h

Obrigado pelo post! Bem escrito, o que facilita a leitura e compreensão. Peace!

[2] Comentário enviado por engracia em 17/12/2012 - 21:41h

gostei do conteúdo esta bem estruturado e me foi de grande ajuda,muito obrigado .



Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts