Kernel 2.6.37 - slh rodando perfeitamente no aptosid após dist-upgrade

Publicado por j g meinhardt em 23/02/2011

[ Hits: 4.933 ]

 


Kernel 2.6.37 - slh rodando perfeitamente no aptosid após dist-upgrade



Sabendo que o Debian promoveu o Squeeze do status de testing para stable este fim de semana (6 de Fev 2011) juntamente com o lançamento da sua nova versão estável - Debian 6.0 Squeeze e que isto fatalmente vai provocar a liberação de uma quantidade muito grande de atualizações provocado pelo "descongelamento" do repositório testing, tratei de fazer a atualização do meu aptosid 2010-03 Apate antes.

O objetivo, além da atualização, seria tentar "imunizar" a máquina para eventuais instabilidades que potencialmente poderiam ser provocadas pela avalanche de atualizações que normalmente ocorre logo após o descongelamento da versão testing do Debian. Isto não seria uma razão de preocupação caso este PC não fosse usado como instrumento de trabalho.

Embora sendo uma distro independente do Debian e com repositórios próprios, o aptosid poderia também receber alguns respingos caso qualquer problema pudesse ocorrer, já que o aptosid é o DEBIAN "Quente e Apimentado" baseado sempre nos repositórios SID (instáveis) do mesmo.

Em atualizações completas anteriores, vinha usando de forma aleatória tanto este método oficialmente sugerido no Manual, como também o excelente script smxi, já reportado em outras dicas sobre atualizações anteriores.

Usei estritamente a técnica sugerida pelo Manual do aptosid disponível em:
Manual do Aptosid:
Especificamente, segui à risca a orientação conforme abaixo:

dist-upgrade - Os passos

NUNCA! NUNCA faça atualizações dos pacotes (upgrades) nem atualizações do sistema (dist-upgrades) dentro do X.

Sempre cheque os alertas na página principal do aptosid.

Esses avisos, atualizados diariamente, estão lá por um motivo: a própria natureza do ramo 'instável' do Debian.

1 - Saia do KDE:

pressione Ctrl+Alt+F1 [para ir para o terminal de modo texto]

2 - logue-se como usuário root e digite:

# init 3

3 - Use os comandos:

# apt-get update
# apt-get dist-upgrade
# apt-get clean
# init 5 && exit


NUNCA FAÇA ATUALIZAÇÕES (DIST-UPGRADE E/OU UPGRADE) com Adept, Synaptic ou Aptitude.

Se você não for para o init 3 as coisas vão ficar difíceis!!!

Você foi avisado!

Após esta operação, não só o kernel foi atualizado para a versão 2.6.37 como ocorreu uma atualização completa do sistema, incluindo todos os aplicativos e configurações do sistema. A operação toda levou aproximadamente 40 minutos graças a excelente conexão banda larga de 5Mb, já que foi necessário baixar 540Mb para isto.

O sistema está funcionando de forma correta, sem instabilidades, apesar de que esta operação tenha sido feita em um notebook (NoBo) Acer Aspire, que como todo o NoBo é normalmente manhoso e pode gerar problemas.

Se você preferir algo mais de cautela na operação de atualização total do sistema (dist-upgrade) existe a possibilidade de efetuar primeiro a baixada (download) dos pacotes necessários para a atualização, sem a instalação automática que ocorreria imediatamente após. Desta forma você pode antes examinar as alterações que serão feitas no sistema e eventualmente abortar a operação sem riscos de quebra do sistema. Para isto use os comandos abaixo, descritos também no passo a passo que está no Manual do aptosid:

Segunda Alternativa - Apenas baixar

Uma ótima e pouco conhecida opção é aquela que permite que se conheça quais pacotes farão parte de um 'dist-upgrade'. Para isso, use a variável -d:

# apt-get update && apt-get dist-upgrade -d

Essa variável faz com que os pacotes sejam baixados (porém não instalados), a partir do X.

Instale-os mais tarde, no init 3, com o 'dist-upgrade'. Isso também lhe dá a oportunidade de verificar se existem alertas contra qualquer pacote, pois você pode continuar ou abortar:

# apt-get dist-upgrade -d

Exemplo do conteúdo que vai aparecer na tela do terminal:

Reading package lists... Done
Building dependency tree
Reading state information... Done
Calculating upgrade... Done
The following NEW packages will be installed:
elinks-data
The following packages have been kept back:
git-core git-gui git-svn gitk icedove libmpich1.0ldbl
The following packages will be upgraded:
alsa-base bsdutils ceni configure-ndiswrapper debhelper
discover1-data elinks file fuse-utils gnucash.........
35 upgraded, 1 newly installed, 0 to remove and 6 not upgraded.
Need to get 23.4MB of archives.
After this operation, 594kB of additional disk space will be used.
Do you want to continue [Y/n]?Y


Respondendo 'Y', os pacotes serão baixados para seu computador, sem tocar no sistema instalado.

Quando o 'dist-upgrade -d' terminar, você precisa completar o processo, imediatamente ou mais tarde; para isso, siga as instruções que já foram apresentadas acima, na descrição do Passo a Passo da atualização total do sistema.

Outras dicas deste autor

Comunidade sidux Linux

Estabilidade e continuidade em conexões 3G usando o "ping"

Como identificar seu hardware no Linux

Linux Mint 7 não precisou de "cheatcodes" para rodar em NoBo Acer Aspire

Debian Squeeze, fantástico mesmo - apenas em versão Beta2

Leitura recomendada

Instalando o Kernel Liquorix no Debian 10

Som no Linux (recompilando kernel)

Compilando kernel com genkernel

Debian Squeeze com kernel 3.0.4

Erro: "Possible missing firmware... for module r8169" [Resolvido]

  

Comentários
[1] Comentário enviado por pinduvoz em 23/02/2011 - 18:23h

Na fase de "freeze" do Squeeze fiz todas as atualizações do Aptosid pelo Synaptic e não tive problemas.

Sei que não é o recomendado, mas funcionava.

[2] Comentário enviado por meinhardt_jgbr em 24/02/2011 - 00:23h

É que para a equipe de desenvolvimento fica complicado emitir um alerta no estilo: Durante a etapa em que o repositório testing fica congelado, a cada 2 ou 3 anos, pouco antes do lançamento de cada versão estável do Debian ocorrer, aplicativos práticos como o Synaptic podem ser usados com riscos limitados. A orientação, até por precaução e para evitar dores de cabeça maiores será sempre prevenir.
Eu também já usei e por coincidência não tive problemas. O mesmo ocorreu com o uso do smxi, onde ocorriam muitos pedidos de ajuda e reclamações no fórum por quebras do sistema durante atualizações.
O uso do SID, intrinsecamente já é instável. Quaisquer outros fatores que forem adicionados, aumentam o risco de problemas de forma não linear. Está em síntese é a razão para tanto cuidado quanto ao uso de aplicativos de instalação de pacotes que não sejam o apt. Como já disse o companheiro ACVsilva, talvez seja excesso de zelo.



Contribuir com comentário