Instalando o Emesene de barbada!

Publicado por Jeferson em 09/08/2011

[ Hits: 5.152 ]

Blog: http://menteaberta-rs.blogspot.com/

 


Instalando o Emesene de barbada!



Notei recentemente que algumas distribuições (como Ubuntu 9.04, G.OS, Kurumin, Debian Lenny) não tinham a versão 1.6 ou superior do Emesene em seus repositórios (só dava para instalar as versões obsoletas do Emesene). E os arquivos .deb mais recentes não instalavam ele (sempre pediam uma dependência desnecessária), era um estorvo pra muitos que estavam migrando do Windows para o Linux.

Existe sim uma solução para isto, fácil e muito simples (digo de passagem, que essa dica é muito útil para usuários que estão começando a usar o Linux). Não usarei em nenhum dos passos comandos via terminal ou console para ficar mais fácil ainda.

Essa dica também serve para quem quer instalar 2 versões diferentes do Emesene! :-p

Passo 1 (baixando)

Baixe o arquivo "source tarball" do Emesene, lembrando que somente a versão 1.6 ou superior está compatível com a nova atualização do servidor da Microsoft , ou seja , qualquer outra versão do Emesene ficará dando "Loop eterno" (fica buscando o servidor até você sair do programa, e não conecta) ou da erro no servidor.

Link para download: http://sourceforge.net/projects/emesene/files/emesene-1.6.3/emesene- 1.6.3.tar.gz/download?use_mirror=ufpr

Passo 2

Descompacte ele na sua pasta home, no KDE você pode utilizar o ark, no LXDE o xarchiver, ou qualquer outra ferramenta de arquivamento semelhante ao "winrar".

Passo 3

Entre na pasta gerada na descompactação, /home/seu_usuario/emesene-1.6.3, clique duas vezes no arquivo emesene, se ele abrir o programa pule para o próximo passo :-p !, se não, clique com o botão direito do mouse sobre ele, vá em propriedades -> permissões e clique na caixa "É executavel".

Passo 4 (criando atalhos)

Vá no seu desktop e crie um atalho:

No KDE -> clique com o botão direito do mouse sobre uma área vazia do desktop vá em criar novo => link para localização (URL) e cole na guia URL: /home/seu_usuario/emesene-1.6.3/emesene. Você pode alterar o ícone do mesmo clicando em propriedades -> "imagem do ícone" -> outros ícones -> navegar -> cole o link : /home/seu_usuario/emesene-1.6.3/emesene-logo.png e dê enter.

(No gnome não deve ser muito diferente do kde neste aspecto :-p)

Em outros ambientes gráficos que não dão suporte a links ou atalhos crie um arquivo de texto com o nome Emesene.desktop na área de trabalho, abra ele com um editor de texto (leafpad, kate, gedit etc) e cole o seguinte texto:

[Desktop Entry]
Encoding=UTF-8
Icon=/home/seu_usuario/emesene-1.6.3/emesene-logo.png
Name=Emesene
Type=Application
Exec=/home/seu_usuario/emesene-1.6.3/emesene
Comment=Mensageiro instantâneo para Hotmail !

Caso você tenha salvado inicialmente o emesene em outra pasta basta alterar o caminho de "icon=" e "Exec=" ,para o local aonde você os instalou. Não se esqueça de salvar o arquivo!

No Gnome e no KDE, da também para você coloca-lo no menu, basta clicar com o botão direito do mouse sobre o menu , clicar em "editar menu", vá na guia internet, e clique em "Novo item", digite Emesene. Irá aparecer um item com este mesmo nome, clique nele, em comando cole o caminho do "executável" no nosso caso "/home/seu_usuario/emesene- 1.6.3/emesene" (sem as aspas).

E pronto! Está instalado em sua maquina a versão mais recente do Emesene, do jeito mais fácil e simples.

Outras dicas deste autor
Nenhuma dica encontrada.
Leitura recomendada

VPN pessoal gratuita, segura e fácil de instalar

Redirecionamento de portas

Instalação Skype no Debian Wheezy - Última versão Debian MultiArch

Problemas com microfone no Skype com o Conectiva

Megaupload - faça seus downloads sem preocupação

  

Comentários
[1] Comentário enviado por cristian_20 em 09/08/2011 - 11:14h

Bem legal cara, me diz uma coisa a versao 2 ainda esta muito bugada, na versao 1.6 da para voce perceber quando alguem entra e fica offline, na versao 2 ainda tem isso, claro para quem entra e quer privacidade, nao terá, mas é bem legal.

Como voce mesmo disse da para instalar duas versões, vou ve se baixo a 2.0 para ver como esta .

[2] Comentário enviado por dunga_jods em 30/08/2011 - 19:02h

Eu usei o Emesene 2.0 no Debian , não me desapontou !ele ficou mais simples e com suporte a gtalk e ao Ymess (mensageiros do Google e Yahoo) e menos bugado. O que me deixou desapontado nele foi a falta de plugins e suporte a Webcan que o 1.6 tem suporte. Segundo os desenvolvedores do Emesene, eles afirmam que falta muita ajuda de desenvolvedores (developers)para melhorar o Emesene 2, principalmente na parte de Plugins. Na minha opinião mesmo tendo esses problemas com a versão 2.0, ele ainda continua melhor que muitos outros mensageiros (uso ele até mesmo com o KDE, não por ter mais recursos mais sim por ser mais simples)
Se você não for instalar via repositórios ou por instaladores (*.deb, *.rpm), eu aconselho a experimentar os 2, bem porque não tem como eu dizer qual dos 2 você ira gostar mais.

Só tome cuidado ao instalar a versão 2.0 ou 1.6 via repositórios (quando for instalar os dois), que a versão 2.0 tem a tendência de exportar dados do emesene 1.6 e inutiliza-los, caso um dos dois esteja instalado na pasta usr/share/emesene.



Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts