Instalador automatizado do mensageiro instantâneo Emesene

Publicado por Júnior Jones de Menezes em 15/09/2010

[ Hits: 4.209 ]

 


Instalador automatizado do mensageiro instantâneo Emesene



Em matéria de mensageiro instantâneo temos que dar o braço a torcer e admitir que a Microsoft ultrapassa as outras iniciativas com o Windows Live Messenger. Alguns entusiastas já conseguiram emular o software de Bill Gates no Linux utilizando o Wine e parece que funciona razoavelmente bem.

Até então utilizávamos aqui o aMSN, um bom cliente de MSN, mas que ainda anda bem distante do original. Interface pesada e de visual desagradável são fatores que nos levaram a buscar novas alternativas e a emulação já havia sido descartada. Foi então que ouvimos falar do Emesene, um cliente de MSN open source escrito usando Python e GTK pelo desenvolvedor Luis Mariano Guerra e distribuído sob licença GNU GPL.

Como ainda fazemos uso da versão 9.04 do Ubuntu em todos os nossos quase 200 desktops, instalar pelo apt-get tornou-se tarefa quase impossível, pois a versão que instalada era antiga e nunca conectava. Partimos então para baixar o pacote tar.gz do site do desenvolvedor. A princípio, um simples comando no terminal executaria o Emesene, porém, como explicaríamos isso ao usuário? Como prender usuários leigos a comandos que ele nem sequer sonha o significado daquilo, e ainda não dispõe de tempo para isso?

A solução

Pensamos então em desenvolver um script que "automatizasse" o processo de instalação. Que colocasse o Emesene na máquina e adicionasse os lançadores (atalhos) ao desktop e ao menu Aplicativos do Gnome. E o resultado foi:
Funcionou aqui perfeitamente e resolvemos compartilhar para os usuários Linux interessados!

Instalando...

Depois de baixado, o arquivo poderá ser extraído em qualquer pasta (até mesmo no Desktop) ou em um pendrive, HD externo ou outra mídia, utilizando o menu de contexto do Gnome e clicando na opção "Extrair aqui" ou ainda via comando:

tar -vzxf instala_emesene-1.6.1.tar.gz

Abra o terminal e siga com os comandos.

Abrir diretório que contém o script de instalação:

cd instala_emesene-1.6.1

Executar script:

sudo ./instalar

A única intervenção necessária será no momento em que o script de instalação solicitar o nome do usuário, ou seja, o dono da conta em que se deseja instalar o Emesene. Digite o nome e pressione <enter>. Pronto! Enjoy the Emesene!

Obs.: Dica testada em Ubuntu 9.04, com grandes possibilidades de funcionar em qualquer ambiente Gnome que possua, entre outros Python (2.4), GTK+, pyGTK e pyCairo instalados.

Aproveitem o dia!

Júnior Menezes
[Redes, Websites e Computadores]
jrmenezes@r7.com

Outras dicas deste autor
Nenhuma dica encontrada.
Leitura recomendada

Sarg com autenticação

Dividindo arquivos grandes em vários disquetes

Instalação do PostgreSQL no Linux Fedora 8

VMWare no Debian Etch (4.0)

Explorando vulnerabilidades em websites

  

Comentários

Nenhum comentário foi encontrado.



Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts