Gerencie a bateria do seu notebook usando o powertop

Publicado por Luís Fernando C. Cavalheiro em 17/06/2015

[ Hits: 3.528 ]

Blog: https://github.com/lcavalheiro/

 


Gerencie a bateria do seu notebook usando o powertop



Árabes e americanos do Viva o Linux, aqui começa mais uma Dica do Dino® trazendo para todos vocês informações tão altruístas quanto um gato de rua. Hoje nós vamos aprender um pouquinho sobre como gerenciar a vida da bateria de sua notebook. Como todos sabem, bateria sempre foi uma desgraça na vida de usuários de dispositivos portáteis (quem nunca ficou sem bateria na hora daquela apresentação importante?), e, infelizmente, GNU/Linux nunca foi um sistema lá muito eficiente nessas horas. Pensando nisso, o Dino® aqui encontrou uma soluçãozinha pros colegas que fazem uso do sistema do chapéu azul - e para outras distros, por que não?

Interessado? Então assuma seu Dorian Gray interior, veja seu retrato se decompor enquanto você permanece jovem e vamos aos trabalhos!

1. Pré-requisitos

O pacote que fará o milagre da multiplicação da bateria se chama powertop. Ele já vem instalado por padrão numa instalação full do Slackware, enquanto em outras distros será preciso instalá-lo. Use o comando:

# dnf install powertop

...para instalá-lo no Fedora 22.

# yum install powertop

...para instalá-lo no F21 e CentOS, e:

# apt-get install powertop

...para instalá-lo em uma Debian-like.

2. Modo de usar

O powertop apresenta duas ferramentas: uma que mede o uso de energia dos processos ativos, à semelhança do comando top; e outra em que ele fica ativo como um daemon de sistema otimizando o uso da bateria. Para usá-lo como monitor do uso de energia, invoque-o pelo terminal:

# powertop

Ele deve ser invocado como root mesmo. Você terá uma tela parecida com a seguir:

Cortesia: http://fedoramagazine.org/saving-laptop-power-with-powertop, todos os direitos reservados
Essa é a tela principal do powertop, na qual são exibidos os consumos de energia por processo. O Tab permite navegar entre as abas, sendo que a mais interessante é a "Tunables", reproduzida a seguir:

Desta vez é o meu powertop. ;-)
Aqui mostra quais procedimentos podem ser adotados para que o consumo de energia da bateria seja otimizado. Um "Good" significa que já foi adotado o procedimento, enquanto um "Bad" indica que a coisa pode ser otimizada. Para alterar entre Good e Bad use o bom e velho Enter. Pressione Esc para sair do powertop.

Para rodar o powertop como um daemon e deixar que ele faça o trabalho por você, use o comando:

# powertop --auto-tune

Para executar o powertop na inicialização do sistema, use os procedimentos de sua distro:

a. Slackware

Adicione a linha:

/usr/sbin/powertop --auto-tune

Ao final do arquivo /etc/rc.d/rc.local e certifique-se que ele esteja marcado como executável:

# chmod +x /etc/rc.d/rc.local

b. Fedora (e possivelmente CentOS)

Execute o comando:

# systemctl enable powertop.service

c. Debian-likes

Certifique-se que o arquivo /etc/systemd/system/multi-user.target.wants/powertop.service exista. Caso contrário, crie-o com o seguinte conteúdo:

[Unit]
Description=PowerTOP autotuner

[Service]
Type=oneshot
ExecStart=/usr/sbin/powertop --auto-tune

[Install]
WantedBy=multi-user.target

Agora execute o comando:

# systemctl enable powertop.service

Conclusão

E com essas informações encerro mais uma Dica do Dino® ensinando a todos vocês um pouquinho mais de informação inútil que com certeza vocês poderão usar para alguma coisa nada insignificante. Agora eu me despeço de todos vocês desejando um sincero "GET SLACK OR DIE, MORONS!" e um feliz desaniversário!

Outras dicas deste autor

Convertendo em massa "end-of-line" de arquivos de texto entre Windows, GNU/Linux e Mac OS

Slackware - Duas formas (de preguiçoso) de usar o SlackBuilds

pv - Acompanhando progresso de comandos no terminal via barra de progresso

Configurando Claws Mail para acessar sua conta do Gmail

Desativando o "freeze" no Linux Educacional

Leitura recomendada

Problema com YUM UPDATE no centos 6

Configurando resolução de tela e teclado ABNT2 no Ubuntu

Linux Mint 17 (pós-instalação)

Limpar tela com comando exit

Configuração de máquina Linux no domínio Windows (AD)

  

Comentários
[1] Comentário enviado por albfneto em 17/06/2015 - 13:12h

Luiz, ele trabalha parecido com o Governor ondemand?
¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨
Albfneto,
Ribeirão Preto, S.P., Brasil.
Usuário Linux, Linux Counter: #479903.
Distros Favoritas: [i] Sabayon, Gentoo, OpenSUSE, Mageia e OpenMandriva[/i].

[2] Comentário enviado por niquelnausea em 18/06/2015 - 00:11h


boa dica. a wiki do arch mostra mais algumas opções interessantes:
https://wiki.archlinux.org/index.php/Powertop

[3] Comentário enviado por lcavalheiro em 20/06/2015 - 20:33h

Alberto, eu não conheço o governor ondemand, então não sei opinar.

Denilson, a wiki do Arch é uma mãe pra qualquer distro!
--
Luís Fernando Carvalho Cavalheiro
Public GPG signature: 0x246A590B
Só Slackware é GNU/Linux e Patrick Volkerding é o seu Profeta



Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts