Fuce no que você não sabe, um dia você aprenderá

Publicado por Giovani em 23/09/2010

[ Hits: 5.907 ]

 


Fuce no que você não sabe, um dia você aprenderá



Neste pequeno texto mostro todos os problemas que tive e o que aprendi por causa de um simples ato, e então pude realmente validar essa afirmação: "Fuce no que você não sabe, um dia você aprenderá!".

Bom, a algumas semanas atrás instalei o Arch Linux e mudei algumas configurações, consegui fazê-lo rodar normalmente em meu notebook. Até que alguns dias depois, sempre que eu abria o terminal através do modo gráfico ele apresentava um erro:

"Houve um erro ao criar um processo filho para este terminal"

Olhei o histórico de comandos, mensagens de erros do sistema, mensagens do kernel e não descobri o que estava acontecendo. Olhei no Google e havia alguns posts relacionados, mas sem solução. Após gastar quase um dia inteiro procurando o erro fui pedir ajuda para os colegas da comunidade Viva o Linux:
E em muito pouco tempo meu problema foi resolvido, graças ao stack_of, que me ajudou muito.

Mexendo um pouco mais descobri que o problema era porque no /dev/pts estão localizados todos os terminais que são abertos no sistema, inclusive por meio ssh. E então para que seja possível criar terminais filho este diretório deve que ser montado no sistema.

Após alguns dias instalei o Chromium, mas sempre que iniciava ele apresentava falha e deveria ser fechado. Verifiquei as mensagens de erro e os erros eram de permissões no diretório /dev/shm, e como sugestão eu deveria dar "chmod 777 /dev/shm", executei o comando e funcionou normalmente, reiniciei o computador mas voltou a dar erro, por este motivo deixei de usá-lo, mas o Rhythmbox parou de tocar músicas, verifiquei o erro: "shm_open() failed: Permissão negada", e então executei o comando "chmod 777 /dev/shm" e voltou a tocar as músicas.

Pesquisei sobre o diretório e descobri que ele é usado como memória virtual e nele são gravados arquivos temporários. Pesquisando mais um pouco vi que deveria montá-lo no sistema. Quando abri meu fstab e olhei para o início do arquivo estava:

# <file system>        <dir>         <type>    <options>          <dump> <pass>
#none                   /dev/pts      devpts    defaults            0      0
#none                   /dev/shm      tmpfs     defaults            0      0

No momento em que eu vi, lembrei que eu havia, logo no início do uso do Arch, comentado essas duas linhas, pois, quando eu executava dava erro no "none" e, acreditava que não serviria para nada. Então, descomentei as duas linhas e comentei a linha que eu havia colocado referente ao devpts, reiniciei e tudo funcionou normalmente. Verifiquei as permissões do diretório shm agora estava "777/drwxrwxrwx", antes estava "755/drwxr-xr-x", consegui então criar terminais filho normalmente.

Conclusão

É fuçando que se aprende, hoje com auxílio do Google, vários fóruns, a comunidade Viva o Linux e algumas outras, podemos resolver boa parte dos problemas. Se não conseguir fuce mais, um dia você vai resolver e aprenderá muito com isso.

Eu sou a prova viva, com aproximadamente 5 meses de uso Linux, fucei em uns códigos que eu apenas achava que não serviria para nada e que causou uma imensa dor de cabeça, para mim e para meu chefe (que também me ajudou com o primeiro problema), gastei quase um dia inteiro para resolver um problema, resolvi, depois veio outro, então, descobri a solução para os dois.

Mas tenho certeza de que se eu não fizesse a "besteira" com toda certeza não aprenderia tanto. E agora, estou tranquilo, escutando minhas músicas no Rhythmbox, usando o Chromium e pronto para fuçar outros códigos. ;-)

Muito obrigado pela atenção.

Até mais.

Outras dicas deste autor

Escolhendo sua cara (distribuição) metade!

Leitura recomendada

JavaScript sem mistérios para Mozilla/Netscape e Microsoft Internet Explorer

Filmes Revolution OS e The Code Linux

Instalando JDK em várias arquiteturas com o Colibri

Dual-Boot: GNU/Linux + Windows (XP/Vista/7) - Para iniciantes

Projeto vídeo aula de Linux no Windows para download

  

Comentários
[1] Comentário enviado por DanielbsaBR em 23/09/2010 - 11:11h

o bom e quando vc fuça e estraga o negocio depois rala para consertar. mias e assim que se aprende.

[2] Comentário enviado por albfneto em 23/09/2010 - 12:22h

é isso mesmo, fuçe e aprenda!
quando comecei a usar Gentoo, detonei ele 8 vêzes! rsrsrs



Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts