Executando Dolphin e Editores de Texto como Root no KDE 5

Publicado por Alberto Federman Neto. em 12/08/2019

[ Hits: 772 ]

Blog: https://ciencialivre.blog/

 


Executando Dolphin e Editores de Texto como Root no KDE 5



O Problema

Muitos já sabem... em KDE5, e nas versões novas, o Gerenciador de Arquivos padrão, Dolphin, e certos Editores de Texto (Kwrite, Kate) não executam mais, não abrem mais como root.

Há muitas ocorrências disso, citadas na Internet. Links em demasia, para serem colocados aqui, mas observe, não funciona nem com "su", nem com "sudo" e nem com sudo gráfico:

sudo kate
Senha:
Executing Kate with sudo is not possible due to unfixable security vulnerabilities.


sudo dolphin
Executing Dolphin with sudo is not possible due to unfixable security vulnerabilities.

# dolphin
Ou:
# kate
QStandardPaths: wrong ownership on runtime directory /run/user/1000, 1000 instead of 0
QStandardPaths: wrong ownership on runtime directory /run/user/1000, 1000 instead of 0
QStandardPaths: wrong ownership on runtime directory /run/user/1000, 1000 instead of 0
"Session bus not found\nTo circumvent this problem try the following command (with Linux and bash)\nexport $(dbus-launch) "


kdesu dolphin

O programa não abre, nada aparece no terminal. Porém, outros editores para programação, como o IDE Geany, funcionam. O comando "kdesu geany" abre o editor Geany, como root.

Soluções Propostas

Há algumas soluções propostas na Internet: Usando "dbus-lauch", outro Link, usando LD_PRELOAD ou usando sudo_EDITOR=editor e sudoedit.

Mas no meu caso, ou elas são complicadas, ou não funcionaram, ou eu não quis usar porque provocavam modificações no sistema. Meu Sabayon Linux está perfeito, rodando redondo.

Solução simples, funcionou!

Eis uma maneira relativamente simples de contornar o problema. O mérito do código não é meu... A solução é proposta em algumas Home-Pages:
O comando usado pkexec, faz parte do Polkit (antigo PolicyKit) um sistema de controle de privilégios de execução.

A solução, prática... como usuário comum, copie e cole, e execute, este comando:

# DISPLAY=$DISPLAY XAUTHORITY=$XAUTHORITY KDE_SESSION_VERSION=5 KDE_FULL_SESSION=true NOME_DO_PROGRAMA

Onde "NOME_DO_PROGRAMA" é o dolphin, kate, kwrite, etc..., em resumo, o nome do programa que em condições normais, não estava abrindo como Root.

Pois é, agora funciona!

ALIAS

Para facilitar, eu fiz atalhos de comando, alias, dentro do meu arquivo ~/.bashrc. Abra seu "~/.bashrc" e adicione estas linhas:

# Alias para Abrir programas como Root:
alias dolphinsu='pkexec env DISPLAY=$DISPLAY XAUTHORITY=$XAUTHORITY KDE_SESSION_VERSION=5 KDE_FULL_SESSION=true dolphin'
alias katesu='pkexec env DISPLAY=$DISPLAY XAUTHORITY=$XAUTHORITY KDE_SESSION_VERSION=5 KDE_FULL_SESSION=true kate'
alias kwritesu='pkexec env DISPLAY=$DISPLAY XAUTHORITY=$XAUTHORITY KDE_SESSION_VERSION=5 KDE_FULL_SESSION=true kwrite'

Para abrir, ficou fácil. Abra um terminal e execute, por exemplo para o dolphin:

dolphinsu &

Analogamente, para kate, kwrite etc... abriu, pode fechar o terminal.

Atalhos para Desktop

Para facilitar ainda mais, fiz atalhos gráficos para minha área de trabalho, na minha pasta APLICATIVOS.

Eu os fiz na interface gráfica do KDE5 mesmo, clicando com o botão direito do mouse. "Criar Atalho para Aplicativo" etc... é intuitivo. Na aba "Aplicativo" → "comando", deve colocar:

pkexec env DISPLAY=$DISPLAY XAUTHORITY=$XAUTHORITY KDE_SESSION_VERSION=5 KDE_FULL_SESSION=true PROGRAMA

Mas, se quiser fazer com editor de texto, o exemplo abaixo mostra como devem ficar as linhas de texto do arquivo. Ele deve ter nome e extensão "PROGRAMA.desktop":

[Desktop Entry]
Comment=
Comment=
Exec=pkexec env DISPLAY=$DISPLAY XAUTHORITY=$XAUTHORITY KDE_SESSION_VERSION=5 KDE_FULL_SESSION=true PROGRAMA
GenericName=
GenericName=
Icon=escolher Ícone
MimeType=
Name=PROGRAMA Como Root
Name=PROGRAMA Como Root
Path=/home/seu_nome_de_usuário
StartupNotify=true
Terminal=false
TerminalOptions=
Type=Application
X-DBUS-ServiceName=
X-DBUS-StartupType=
X-KDE-SubstituteUID=false
X-KDE-Username=

No lugar da palavra PROGRAMA, coloque o pacote que quer abrir: o dolphin, o kate ou kwrite, etc...

A Figura 1 abaixo, mostra os Atalhos do Dolphin, do Kate e do Kwrite. O atalho do Dolphin está aberto em "Propriedades" para mostrar como foi feito e o comando:
Linux: Executando Dolphin e Editores de Texto como Root, em KDE5.
Clicando nos Atalhos, na Figura 2, o dolphin, o kate e kwrite, abertos como Root:
Linux: Executando Dolphin e Editores de Texto como Root, em KDE5.
Eu testei apenas em Sabayon Linux com KDE5, mas possivelmente, funcione em outras Distros, também com KDE5. Até a próxima!

Outras dicas deste autor

Como usar Looking Glass sem alterar seu sistema Linux

Lembre-se: você tem espaço gratuito para armazenar arquivos na rede!

Sabayon Linux - Gerenciador de Login (SDDM) não loga mais [Resolvido]

Carregue o BOINC com você e use em qualquer computador!

GkrellM - Um Monitor Completo

Leitura recomendada

Instalando WPS Office 2016 no Linux Mint 18

gThumb 2.1.2, ACDsee para Linux

Habilitando o preview de áudio do Nautilus no Debian

K3B, copie e edite CDs em poucos minutos

Morphon - Editor de arquivos XML

  

Comentários
[1] Comentário enviado por N1vBruno em 12/08/2019 - 22:06h

Sempre quis entender essa decisão deles. Dizem que é por segurança, mas só eles pensam assim? O pessoal do Gnome, XFCE, MATE, Cinnamon, LXDE, LXQt(?), Deepin não vêem dessa forma?
Enfim, no Wayland isso não funcionaria, correto? Acho que o futuro é sem root para aplicativos GUI mesmo rs

[2] Comentário enviado por albfneto em 15/08/2019 - 20:45h

Acho que não, mas não testei ainda em Wayland.
Na realidade Wayland em Sabayon linux é muito instável.
tanto que para abrir a sessão, o sddm em sabayon, te dá opção em abrir o KDE5, em wayland ou em xorg.
Quando abro em Wayland sempre tenho problemas com a tela gráfica.

¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨
Albfneto,
Ribeirão Preto, S.P., Brasil.
Usuário Linux, Linux Counter: #479903.
Distros Favoritas: [i] Sabayon, Gentoo, OpenSUSE, Mageia e OpenMandriva[/i].



Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts