Entendendo os diretórios de sistema

Publicado por Ivan Rocha em 10/09/2007

[ Hits: 7.744 ]

Blog: http://homes.dcc.ufba.br/~ivan062/bahia

 


Entendendo os diretórios de sistema



Para quem vem do Windows e está bastante acostumado com ele, é importante salientar que a estrutura de diretórios do Linux não lembra nada (nada mesmo!) a estrutura de diretórios do Windows.

No Windows, há uma pasta somente somente para o sistema e o usuário pode organizar suas pastas como quiser. No Linux é totalmente o contrário.

O diretório raiz é todinho do sistema, e apenas a pasta /home é disponível para os arquivos pessoais do usuário.

Existem muitas outras diferenças, como para onde vão os programas instalados, e onde está o registro do Linux, com seus respectivos arquivos de instalação.

Vamos lá:

O diretório /bin armazena executáveis de comandos básicos do sistema, como tar, cat, rm, pwd, su, etc. Tem geralmente entre 5 e 10 MB;

No /usr (Unix System Resources) ficam realmente os programas instalados. É o diretório com mais arquivos em qualquer distro Linux, pois nele ficam os executáveis (/usr/bin; /usr/local/bin) e bibliotecas (/usr/lib) dos principais programas.

A pasta /boot armazena o kernel do Linux e arquivos usados pelo gerenciador de boot (Lilo, Grub, etc).

O diretório /dev (Devices) contém ponteiros para dispositivos de hardware. O /dev/mouse, por exemplo, contém informações enviadas pelo mouse.

O /etc é como se fosse o "registro" do Linux. Nele encontra-se os arquivos de configuração do sistema, que são todos arquivos-texto que podem ser editados manualmente com facilidade. Geralmente esses arquivos de configuração terminam com .conf.

A pasta /mnt (mount) geralmente serve como ponto de montagem para CDs (/mnt/cdrom), disquetes (/mnt/floppy), e outros dispositivos de armazenamento. Seu uso é apenas questão de organização. Você pode definir qualquer outro diretório como ponto de montagem.

Outras dicas deste autor

A maneira mais fácil de se configurar o xorg.conf

Leitura recomendada

Instalação do Squid-Graph 3.2 no Debian 6.0

Solução para placa wireless Broadcom BCM43XX em notebook HP DV2000

ls exibindo somente diretórios

Criando seu próprio repositório do Pypi

Configuração do SARG em 20 minutos

  

Comentários
[1] Comentário enviado por removido em 06/04/2010 - 01:48h

Dica básica, mas de extrema importância para aqueles que chegam ao mundo linux. Parabéns!



Contribuir com comentário




Patrocínio

Site hospedado pelo provedor RedeHost.
Linux banner
Linux banner
Linux banner

Destaques

Artigos

Dicas

Tópicos

Top 10 do mês

Scripts